30/11/2017

"JACK KIRBY - 100 Anos" (Parte 4): "Superman" e Seu Amigo Jimmy Olsen no 4º Mundo...

Nesta 4º Parte da extensa série de matérias (10 no total) comemorativas do Centenário de Jack Kirby... Selecionei mais algumas imagens raras (que nem a capa rejeitada logo acima) e outras bastante famosas de HQs que marcaram época:

"Superman & Jimmy Olsen" (revista que fez parte do "4º Mundo"), "4F - A Chegada de Galactus e do Surfista Prateado", Os "Desafiadores do Desconhecido" (que serviu de inspiração pro "4F"), A 1º aparição de "GROOT" (dos "Guardiões da Galáxia"), e a estreia do "Homem-Máquina" na série: "2001 - Uma Odisseia no Espaço"!

Confira abaixo:

Em sua passagem pela DC (na década de 70), Jack Kirby criou o "4º Mundo": Uma espécie de selo (ou micro-universo) com personagens desenvolvidos por ele e com histórias interligadas entre 4 títulos em especial: "Novos Deuses", "Sr. Milagre", "Superman" (na revista do "Jimmy Olsen"), e "Povo da Eternidade" (uns motoqueiros hippies, rs). Na revista do "Super/Olsen" foi que surgiu o vilão "Darkseid" (o principal inimigo de toda essa fase Kirbyana na DC). Foram 15 edições de Kirby pra revista do "Jimmy Olsen" (nº 133-139 e 141-148: Entre 1970-72) publicadas aqui no Brasil pela EBAL. Bem acima (no topo da matéria) uma arte de capa rejeitada da revista!

Na Marvel, a "Chegada de Galactus" foi uma das sagas mais marcantes da Era de Prata... A "Trilogia de Galactus" (como também é conhecida) rolou nas ed. do "4F" nº 48-50 (no final da matéria - bem abaixo - selecionei uma arte interna onde a equipe fantástica apenas assiste - sem poder fazer nada - um duelo verbal entre 2 entidades cósmicas: "Galactus" e "Vigia"). Essa saga foi um divisor de águas nas aventuras do 4F, pois estabeleceu-se ali um limite quase intransponível no poder dos vilões que a equipe costuma enfrentar. Afinal, os heróis estavam diante de um semi-deus que se alimentava de planetas inteiros!

"Galactus" era um inimigo tão poderoso e invencível, que nem mesmo a criação (na mesma saga) de um herói igualmente de imenso poder: O "Surfista Prateado", foi suficiente pra ajudar o "4F" a derrotar o Devorador de Mundos. Seria preciso ainda a ajuda do "Vigia" (outra entidade cósmica de poder ilimitado) pra bolar uma estratégia e salvar a humanidade da destruição. Essa HQ já foi republicada diversas vezes no Brasil: Saiu primeiramente pela EBAL (na revista do "Aranha"), depois pela Abril (em "Heróis da TV"), e mais recentemente pela Panini (na "CHM do 4F") e Salvat (capa-preta)!

E por falar no "4F"... Os "Desafiadores do Desconhecido" foram criados por Jack Kirby pra DC em 1957 (o "4F" da Marvel só viria a ser criado anos depois em 1961) e eram uma equipe de 4 integrantes aventureiros que investigavam eventos fantásticos e sobrenaturais. A fase inicial dos "desafiadores" por Kirby tá INÉDITA no Brasil até hoje (saiu alguma coisa pela EBAL, mas de numerações mais avançadas da revista - já por outros autores/artistas). A equipe ainda faz participações especiais esporádicas em diversas mega-sagas e séries da DC. Curiosidade: Na capa acima, o tal "Mago do Tempo" se parece muito com o vilão "Immortus" (dos "Vingadores"), podendo ser um "protótipo" do mesmo (que também foi criado anos depois por Kirby)!

Voltando à série: "2001 - Uma Odisséia no Espaço" (abordada na "Parte 3" desta coluna)... Selecionei mais 2 capas acima, sendo que uma delas mostra o "X-51: O Homem-Máquina" (já como personagem-fixo da série "2001" e antes de ganhar revista própria - assinada também por Kirby). O "X-51" surgiria pela 1º vez nas ed. nº 8 a 10 de "2001" (justamente as 3 edições finais da revista baseada no FILME de Kubrick). Como falei na matéria anterior, "2001" permanece inédita no Brasil, assim como a revista própria do "Homem-Máquina" (na fase Kirby). O personagem apareceu recentemente na republicação de "Terra X" e num encadernado de capa metalizada lançado pela Panini! 

Por fim... "GROOT", hoje famoso pelos filmes dos "Guardiões da Galáxia", foi criado por Stan Lee & Jack Kirby em 1960 pra revista: "Tales To Astonish" (capa acima), uma das várias revistas de monstros da Marvel (bastante populares antes da criação de seu universo de super-heróis). Apresentado em sua 1º história como: "O Monstro do Planeta X", a criatura (em forma de árvore) termina morrendo no final (devorado por cupins - se não me falha a memória). Somente em 2006, "Groot" seria reformulado pra saga: "Aniquilação - A Conquista", e seguido carreira de sucesso no cinema, rs!

Até+  

26 comentários:

  1. Li recentemente algumas edições da revista “Míriam Lane & Jimmy Olsen”, da Ebal, que publicaram as histórias do Super-Homem feitas por Kirby.

    No começo da década de 1970, para atualizar os exageros da Era de Prata (que estava em seu fim), Kirby recorreu a conceitos da engenharia genética, principalmente a clonagem. Assim surgiu o Projeto ADN (que daria origem ao Projeto Cadmus), que possuía todo um universo subterrâneo para suas pesquisas, o chamado Habitat (onde, entre outros grupos, viviam os Cabeludos).

    São histórias altamente lisérgicas, mas que eu gostei, principalmente pelo traço de Kirby e sua narrativa visual (mesmo que o rosto do Super-Homem tenha sido retocado pelos arte-finalistas para se parecer com o estilo clássico da DC). Também gostei porque foi aí que alguns elementos com bastante presença na Morte e no Retorno do Super-Homem (época em que eu acompanhava as revistas de aço) apareceram pela primeira vez. Além do Projeto Cadmus, teve a Intergangue, Dubbilex e o clone do Guardião.

    Foi uma fase divertida, mas imagino que não tenha agradado aos fãs brasileiros, já que a revista “Míriam Lane & Jimmy Olsen” foi descontinuada pela Ebal logo em seguida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para ser justo, as revistas do Jimmy e da Lois foram cancelados nos EUA pouco tempo depois também.

      Excluir
  2. Fala, Léo!
    Me recordo que algumas histórias do Jimmy Olsen saíram pela Abril na mensal do Superman.

    Sugerindo um "O que aconteceria se...", caso o Kirby não tivesse migrado para a DC e inserido a maioria dos elementos do 4ºMundo no Universo Marvel?

    Colocaria o Darkseid como inimigo do 4F?

    abs

    ResponderExcluir
  3. OI Leo!

    Já que 2001 do Kirby é basicamnete impossível de ser republicado, pelo menos existe um alento em relação ao Homem Máquina ainda que pequeno que é a edição de capa vermelha da Salvat dedicada ao personagm que trará a edição #1 do personagem, e mais duas histórias clássicas publicadas em Marvel Two In One #92 e #93!

    O problema é que reublicará na íntegra a edição que saiu pela Panini dois anos atrás!

    Na minha opinião apesar do repeteco, vale pelas histórias clássicas, principalmente por esta, inédita no Brasil:

    http://3.bp.blogspot.com/-AHLisuJd9JU/UzdpM0pK-dI/AAAAAAAAEB0/zB1NT93aYZE/s1600/Machine+Man+v1+%2301-1.jpg

    https://www.bedetheque.com/media/Couvertures/Couv_315816.jpg

    Acho que neste caso terei de ficar com uma edição repetida na coleção!

    "O Povo da Eternidade", são os "Eternos" da Marvel no quesito valorização de personagens criados por kirby porque ambos são subaproveitados nas suas respectivas editoras!

    Desafiadores do Desconhecido saiu em 2013 em "Universo DC" com histórias mais atuais, mas apareceram em "DC - A Nova Fronteira", "DC 75 Anos #03"," A História do Universo DC", dentre outros. Não são tão "desconhecidos assim", são mais ativos no Universo DC!

    Essa do Groot eu não sabia! Gostei de saber sua "origem', e olha que para um personagem monstrego restolhão ele deu um salto e tanto para a fama se tornando um personagem muito querido e admirado pelos fãs da editora!

    Mas PQP, morto por cupins? Ridículo demais!

    Quem sabe o Groot ganhe uma edição de capa vermelha dedicada a ele, e esta curiosa história venha junto!

    Se a Garota Esquilo ganhou edição propria na coleção o Groot que é famoso tem chances de ter a dele!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois pra mim a Salvat desperdiçou uma grande oportunidade de publicar logo as 9 primeiras edições de Machine Man...

      Isso cobriria toda fase do Kirby no personagem (menos 2001, claro). Na edição capa vermelha do 4F já tinham sido inseridas 9 edições de uma revista, então essa qtde não seria um problema né?

      Ou então, junto com Two in One colocava o embate dele com o Hulk, que saiu pela ed. Abril...

      Abs, Teo de Indaiatuba

      Excluir
    2. E aí, Teo... blz?

      Bem lembrado: A Salvat não tem um limite tão restrito pro nº de pág (podendo incluir 9 histórias perfeitamente numa edição se precisar: Acho q a do "Namor" do BYRNE tinha isso, não)?

      E "Thor - Contos de Asgard", se não me falha a memória ainda seria a ed. com mais pág da Salvat preta (não sei se já foi superada)!

      Abs!

      Excluir
  4. Pra quem gosta do Kirby tem que ir de importados...acho que não vale a pena comprar gastar em edições nacionais com uma ou duas histórias feitas por ele...melhor é economizar o $

    ResponderExcluir
  5. A primeira aparição do Groot (Tales to Astonish # 13) saiu discretamente no Brasil, no gibi "Seleções de Terror # 1", em 1993, pela Editora Maceca. Comprei essa edição em uma banca de rodoviária, por acaso, na época do lançamento, pois sempre gostei dessas podreiras de terror... Kkkkkkkk

    Curiosamente, apesar de ter achado a história ridícula, a arte do Kirby SEMPRE chama a atenção, e por isso tenho a revista até hoje.

    Confira a edição:
    http://www.guiadosquadrinhos.com/edicao/selecoes-de-terror-n-1/se328100/62020

    JOHN MCARTSON

    ResponderExcluir
  6. Renato França05/12/2017 00:18

    Imagine um crossover entre 4F e Desafiadores do Desconhecido.

    ResponderExcluir
  7. "Li recentemente algumas edições da revista “Míriam Lane & Jimmy Olsen”, da Ebal, que publicaram as histórias do Super-Homem feitas por Kirby."


    E aí, Martin... blz?

    Eu já cheguei a ver essas revistas da EBAL ao vivo com essa fase Kirby... Quase comprei de um colecionador daqui (estavam tinindo de novinhas), mas no fim das contas o cara resolveu inflacionar o preço de forma tão absurda, q cada gibi da EBAL acabaria custando o preço de um TP importado, rs (aí eu desisti, é claro)!

    E de fato, o Kirby nessa época estava fissurado tbm pelo livro: "Eram os Deuses Astronautas"... E o tema da ufologia aliado à estudos mais científicos sobre novas tecnologias (da época) acabou agregando às HQs dele um tom mais "sério" (diante do material mais "ingênuo" - por assim dizer - da Era de Prata)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  8. "Colocaria o Darkseid como inimigo do 4F?"


    E aí, Victor... blz?

    Bem bolada essa sua ideia de reimaginar na Marvel as criações do Kirby pra DC, hehe... Mas eu já acho q o "Darkseid" seria um vilão mais direcionado pro "THOR", pois tem todo o lance dos "Novos Deuses" terem um certo "parentesco" com os Asgardianos (eles tiveram até um "Ragnarok" próprio, rs) e o fato do Kirby já ter trabalhado mto bem com o "Thor" (sendo a 2º série q ele mais desenhou pra Marvel)!

    Minha aposta seria essa pro "Darkseid"...

    Abs!

    ResponderExcluir
  9. "Já que 2001 do Kirby é basicamnete impossível de ser republicado, pelo menos existe um alento em relação ao Homem Máquina ainda que pequeno que é a edição de capa vermelha da Salvat"


    Oi, Elcio... Tdo bem?

    Puxa, brigadão mesmo pela notícia... Eu sabia q o "Homem-Máquina" teria uma ed. na Salvat Vermelha, mas nem imaginava q o conteúdo seria esse!

    Fico feliz por ter essa 1º história-solo do "máquina" (pelo Kirby) e as ed. "Marvel 2 em 1" (q trazem o "máquina" numa aventura ao lado de "Coisa" e "Jocasta" - saiu aqui num "Hulk" em formatinho da Abril)... Mas me chateou o repetéco do encadernado lançado há pouco tempo pela Panini (em capa-metalizada)!

    De qq forma... concordo com vc: Acho q NESSE caso, até cogito "amargar" esse repetéco em prol das demais histórias (além do mais, ficou mto bonita essa CAPA da Salvat Vermelha, hein)?

    Já o "GROOT"... Teve uma morte ridícula mesmo em sua 1º aparição, hehe (bem ao estilo: "Guerra dos Mundos" de H.G. Wells, onde um simples vírus derrota toda uma frota de invasores marcianos, rs)!

    E bem ou mal, o "Groot" tá famosão hj em dia... Dizem q é um dos integrantes dos "guardiões" q MAIS vende bonequinhos (Action Figures): principalmente os do "Baby-Groot" (q dizem ser um puta sucesso comercial). Quem diria, né? A maioria das pessoas nem deve imaginar q ele era apenas um monstro restolhão de gibis dos anos 50!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vocês falando dessa derrota ridícula do Groot pelos cupins, ou da derrota dos alienígenas pelo vírus da gripe, me fizeram lembrar de uma outra derrota ridícula, quando uma invasão de cupins que destruíram toda a floresta do Pica Pau, mas no final foram derrotados por fitas durex adesivas. :)

      Excluir
    2. Hahaha... olha q coincidência, Celso:

      Na semana passada esse desenho do "Pica-Pau" passou na TV e foi bem assim mesmo: eram uns cupins marcianos q acabaram derrotados por uma simples fita adesiva, rs!

      Pior q isso, só naquele filme: "SINAIS"... onde os ETs são derrotados no final apenas jogando ÁGUA neles, rs!

      Abs!

      Excluir
  10. "Pra quem gosta do Kirby tem que ir de importados..."


    E aí, Fábio... blz?

    Vc tem toda razão... Eu tbm recomendo q quem possa comprar TPs importados, q compre (vale mto mais a pena do q esperar pela boa-vontade das editoras brasileiras em publicar material do Kirby)!

    Eu ainda tenho um (futuro) projeto pessoal de refazer minha coleção inteira com TPs importados... Claro, isso seria um passo mais avançado pra qdo eu me estabilizar mais financeiramente!

    Abs!

    ResponderExcluir
  11. "A primeira aparição do Groot (Tales to Astonish # 13) saiu discretamente no Brasil, no gibi "Seleções de Terror # 1", em 1993, pela Editora Maceca."


    E aí, JOHN MCARTSON... blz?

    Eita, vivendo e aprendendo mesmo, hein? Eu nem imaginava q essa história tivesse saído no Brasil e na década de 90 ainda por cima (sequer ouvi falar no nome dessa editora até hoje, hehe)!

    Mas é uma informação valiosíssima... Vou pesquisar mais a respeito dessa revista e procurar pra ver se ainda consigo um exemplar desses por aí! Valeu mesmo!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leo,blz?

      Você já sabia que essa história saiu aqui,pois na época do lançamento do primeiro filme dos guardiões da galáxia,eu comentei sobre essa edição da Maceca.Você deve ter se esquecido,porque já faz muito tempo,rs.Pesquise nos comentários da matéria que você publicou na época e vai encontrar.

      Abs,Adailton!

      Excluir
    2. Eu nunca tinha ouvido falar disso. Como não curto terror, essa revista eu nem parei para olhar!

      Excluir
    3. E aí, Adailton... blz?

      Vc tem razão, sim, hehe... Mas me dê um desconto, por favor: Minha memória SEMPRE foi fraquíssima (nem se pode dizer q é coisa da idade, pois qdo eu tinha 20 anos eu era dono de sair de casa e esquecer a chave ou a certeira, rs)!

      Realmente, mesmo q vc tenha refrescado minha memória agora: Ainda não consigo me lembrar de ter tido essa conversa antes sobre essa revista (e olha q acabei de conferir nos comentários: mas o fato tinha sido completamente apagado da minha memória, hahaha)!

      Abs!

      Excluir
    4. "Como não curto terror, essa revista eu nem parei para olhar!"


      Oi, Hunter... Imagino q vc tbm se enquadre então entre o meu seleto grupo de amigos q DETESTA os "Walking Deads" da vida, rs (tenho camaradas aqui q não suportam a "zumbimania" do momento, hehe)!

      Abs!

      Excluir
    5. Eu até curto o Walking Dead, mangás do Junji Ito, etc., mas não vou atrás de terror normalmente.

      Excluir
    6. Oi, Hunter... O "Walking Dead" é estranho pra mim:

      Pois eu acho q leitura mais "viciante" do q propriamente boa ou criativa (tem milhares de outras HQs q eu acho BEM mais geniais): Só q não consigo parar de ler (já pensei várias vezes em abandonar a série)!

      Abs!

      Excluir
    7. Essa é a filosofia de mangás e séries de TV...

      Excluir
  12. leo, oh sábio das hqs poderia me ajudar em uma dúvida?
    estou me desfazendo de alguns quadrinhos meus (por falta de espaço) e estou pensando em vender xmen atrações fatais(que não li), e minha dúvida é: vale a pena eu ler(quando tiver tempo e com minha cronologia "correta") ou posso me desfazer sem remorso ? a saga é boa mesmo?

    Ivan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Ivan... blz?

      Pra "sábio" em matéria de HQs eu ainda precisaria comer MUITO arroz-com-feijão, rs (no máximo, eu quebro um galho pro básico aqui - e olhe lá, hehe)!

      Mas SIM: acho q vc pode passar essa "Atração Fatal" adiante SEM o menor remorso... Afinal, o q poderia sair de bom numa saga q envolve: Scott Lobdell e Fabian Nicieza entre a equipe de roteiristas? Nem vale o tempo perdido (me desculpem os fãs de "XM" pela sinceridade, rs)!

      Abs!

      Excluir
    2. Muito fraco, não perca tempo.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...