04/12/2011

"O Retrato de Dorian Gray": O Preço da Imortalidade ......

Em 09/09/09 (o Dia da Besta - "666" - invertido)..... estreava nos cinemas do mundo (aqui no Brasil atrasou e só chegou às telas no começo deste ano) o filme: "O Retrato de Dorian Gray"!!!

Baseado na obra clássica de Oscar Wilde publicada em 1890.... esse filme é a versão + recente do livro pro cinema (já tendo sido adaptado dezenas de vezes antes inclusive pra TV - isso sem contar as outras dezenas de imitações, plágios, e "inspirações" q a história gerou)!!!

"O Retrato de Dorian Gray".... é um romance fascinante (q mistura Terror e Suspense) sobre a imortalidade, a beleza, a juventude eterna, e outros sonhos q fazem parte do imaginário humano. Só q sempre existe um preço a ser pago por tudo aquilo q desejamos..... Confira abaixo uma resenha do filme (e do livro) e saiba mais sobre essa obra considerada uma das + importantes da literatura mundial:

Qdo escreveu o livro.... Oscar Wilde chocou a sociedade hipócrita da época: q viu a obra como se fosse um espelho da alma: refletindo seus próprios defeitos, desejos, e angústias. O leitor se viu confrontado com a perfeição absoluta e obrigado a refletir sobre a impossibilidade de se tornar eternamente jovem e imortal.... da mesma forma q o personagem central!!!

Na trama, Dorian Gray é um jovem ingênuo q acaba retratado em uma pintura pelo artista Basil Hallward.... Só q de uma forma bastante sutil, Dorian acaba fazendo uma espécie de "Pacto com o Demônio" ao permitir q a obra absorva sua alma. Assim, Dorian percebe q até mesmo seus ferimentos físicos cicatrizam rapidamente ao mesmo tempo em q são absorvidos pelo quadro: Ele permanece sempre jovem e imortal.... enquanto seu retrato envelhece e vai se deteriorando à medida em q Dorian vai cometendo toda sorte de maldades e até assassinatos (como um perfeito retrato da alma, q apodrece e vai se tornando gradativamente uma figura mosntruosa e demoníaca)!!!

Dorian vai perdendo aos poucos todos os limites morais e éticos.... principalmente depois q percebe o poder q tem nas mãos. Ele mergulha completamente num universo de degradação sexual e de drogas (especialmente o ópio): passando a fazer sexo com qq um q desejar (sejam mulheres ou homens, meninas debutantes ou mulheres maduras, casadas ou solteiras, e até mesmo a filha de seu melhor amigo). Pra Dorian: "caiu na rede é peixe", rs....

Entre as dezenas de adaptações da obra pro cinema..... alguns devem se lembrar da participação desse personagem naquele filme da "Liga Extraordinária" (q eu comentei numa matéria especial sobre a "Liga" há poucos dias aqui no blog). Sim, naquele filme q reunia vários personagens da literatura mundial.... Dorian Gray aparece como um dos vilões principais, e termina sendo morto pela mocinha "Mina" (do livro "Drácula") q depois de encher ele de tiros sem causar resultado (já q ele é fisicamente imortal) percebe q pra destruir o homem é preciso destruir antes o quadro q armazena sua essência!!! Curiosamente, no gibi da "Liga" Dorian não aparece (a não ser em referências num dos apêndices/extras da edição). A utilização desse personagem no filme da Liga foi uma adaptação livre dos quadrinhos!!!

Ah, e é bom ressaltar.... q o final desse filme de 2009 é bem diferente do livro (q não irei contar pra não estragar a graça de quem for ler ou assistir ao filme). Mas ainda assim esse filme é mais fiel à obra do q as versões mais antigas pro cinema (q precisavam amenizar o conteúdo e as cenas de sexo - além de omitirem a bissexualidade do personagem)!!!

Enfim.... deixo aqui a recomendação desse ótimo filme (q é pra maiores de 18 - já aviso).... e tbm do livro - q pode ser encontrado por apenas 12 reais na versão de bolso da Editora "Martin Claret" (na capa acima) ou tbm no mesmo formato pocket pela L&PM. E confiram abaixo uma imagem impressionante feita pro filme de 1945.... (sinistra, não)???

Até+

19 comentários:

  1. "O Retrato de Dorian Gray".... é um romance fascinante (q mistura Terror e Suspense) sobre a imortalidade, a beleza, a juventude eterna, e outros sonhos q fazem parte do imaginário humano.

    Oi Leo, às vezes um livro ou filme entram tão fundo na psique humana, que nos deixam abismados. Essa história é mesmo fascinante. Imagino que muitas pessoas por esse mundo afora, podem de alguma forma se identificar com o personagem. Não literalmente, ´c claro, mas de forma suave, muita gente tem um pouco disso, e deixa a vaidade, o poder e a cobiça falarem mais alto. Abs. Paulo.

    ResponderExcluir
  2. Pois é, Paulo...

    não é a toa q esse livro ainda é bastante impactante se lido nos dias de hj. Pois é impossível não se identificar com o personagem - ao menos na busca pela imortalidade e juventude eternas!!!

    é impactante não só pela reflexão q leva ao leitor (de vida, morte e envelhecimento).... mas tbm pelo conteúdo bastante pesado: tanto é q somente agora (depois de quase 50 versões) q o cinema conseguiu abordar sem pudores a integridade do livro:

    e acredite, se ainda choca o espectador e leitor HOJE... agora imagina isso na época (1890)? Q impacto deve ter tido, hein??

    Vale uma boa conferida mesmo.... tanto no filme qto no livro!!!

    Abs!!!

    ResponderExcluir
  3. Eu nunca havia dado a mínima pra essa história porque tinha uma visão errada dela. Achei que ela era algo romântico ,coisa que abomino, mas assisti ao filme no Cinema e posso dizer que gostei do que vi, tanto que quando saí do cinema passei na livraria e comprei o livro...pena que ele entrou pra lista dos últimos livros que comprei e que ainda não li e está aqui na pilha gigantesca de leitura futura.
    abraços.
    Ps. se quiser dar uma olhada no meu review do filme http://www.jwave.com.br/2011/03/jwave-cine-14-o-retrato-de-dorian-gray.html

    ResponderExcluir
  4. "quando saí do cinema passei na livraria e comprei o livro..."


    qual versão tu comprou do livro, Mac?? digo, de qual editora e formato??

    e valeu pelo link... vou ler o teu review sim (acho q na época eu evitei ler qq notícia ou resenhas desse filme pra não pegar Spoilers - e só agora comecei a ler tudo pq finalmente arrumei tempo pra assistir: já q todos os filmes q assisto eu espero sair em DVD - não gosto de ir ao cinema)!!!

    abs!!!

    ResponderExcluir
  5. Eu me lembro de uma certa polêmica envolvendo esse filme novo em relação à obra literária. Como não vi nenhum dos filmes, preciso estar ciente primeiro do material. Mas, é sempre uma ótima dica deixar a gente informado acerca dessas produções.

    Abraços. Fabiano Caldeira.

    ResponderExcluir
  6. Fabiano,

    a polêmica sempre esteva envolvida com essa obra desde q ela foi escrita....

    tentaram proibir o livro na época, o autor (Oscar Wilde) foi até preso por ter tido um caso com um jovem de família nobre - ele saiu da prisão depois de 2 anos, mas viveu seus últimos dias meio q na pobreza e morreu precocemente de doença (lá pelos 40 anos)!!!

    a partir daí... todos os filmes baseados no livro geravam polêmica... seja por omitirem as cenas de orgias e bissexualidade do personagem, seja por alterarem o final em relação ao livro!!!

    esse filme de 2009 tbm mudou o final... não adianta, no livro continua sendo bem + impactante. Mas num todo, esse filme aí ainda é o + fiel (não vi todos, mas li mto sobre cada adaptação q já fizeram e sei q todas as anteriores amenizavam o conteúdo)!!!

    assista qdo puder, Fabiano... vale a pena!!!

    até+

    ResponderExcluir
  7. OI, cara! O livro é bem melhor em quase todas as obras porque ele mexe mais com nosso imaginário e há várias situações que são muito melhor trabalhadas na história do que no filme, seja por uma questão de tempo ou de foco que o filme acaba exigindo e, no livro, já não tanto esse compromisso de forma que pode-se trabalhar muito mais um ponto da história e mais para frente mais outra coisa, e assim vai...

    Eu quero ver, sim. Acho que farei isso até o final de semana.

    Abraços. Fabiano Caldeira.

    ResponderExcluir
  8. Então LEO, comprei a versão pocket da L&PM

    ResponderExcluir
  9. Fabiano,

    a versão da L&PM hj custa 16 reais... enquanto a da Martin Claret (q é a q eu tenho) custa entre 12 e 14!!!

    eu acabei pagando só 10 reais... numa oferta da livraria (na saraiva sempre rola uns descontinhos assim)!!!

    recomendo... mas assista o filme antes pra ver se te agrada. Se gostar do filme, podes crer q achará o livro até melhor!!!

    abs!!

    ResponderExcluir
  10. "Adorei mesmo!!!"


    Brigadão, Katia....

    recomendo mesmo o filme e o livro (ambos excelentes)!!!

    Abs!

    ResponderExcluir
  11. And here I am! Sim, esta história já há algum tempo me chama a atenção, um grande amigo meu inclusive me recomendou muito e disse que o livro é sensacional, embora não tenha visto o filme ainda. Lembro que até comecei a ver o filme com Bem Barnes, mas parei. Não lembro o porquê, mas pretendo vê-lo todo em breve e poder ler este livro também. Oscar Wilde já me é um velho conhecido com o seu enlevante "Histórias de Fadas" e sua aparição no livro "O Grande Labirinto", ele é infelizmente mais um caso de gênio artístico a ter um fim trágico e breve devido à hipocrisia e superficialidade das pessoas da época (hoje em dia não é muito diferente, e com a internet então...) mas enfim, esta é uma obra que anseio ler!

    Ps: Sabia que tem uma HQ? Bem interessante e bonita por sinal, dizem que também é bastante fiel ao livro. Ah e eu li parte do artigo ao som de "drivig" do jogo "Fran Bow". Chega dá aquela "vibe" sinistra!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Marcio... Bem ou mal, eu me interessei mais pela obra depois de ter visto o filme da "Liga Extraordinária": Já q o "Dorian Gray" é um dos vilões principais do filme (embora mal apareça na HQ do Moore)!

      Me chamou atenção o fato do personagem ter poderes (imortalidade e fator de cura) e a partir daí, incluí o LIVRO na lista de leituras q me dispus a fazer de todos os livros referenciados na "Liga"! Comprei o "Dorian Gray" na versão em pocket da Martin Claret (mas tem tbm pela L&PM - igualmente em pocket)!

      Minha conclusão a respeito da obra... é q ela foi mto ousada pra época (e eu sempre leio um livro considerando o contexto da época em q ele foi escrito): ele ataca e critica todas as instituições, e mexe com os tabus e preconceitos da sociedade vitoriana! Ao mesmo tempo, faz o leitor pensar e refletir sobre o quão monstruoso podemos nos tornar tendo poder nas mãos (é similar ao "Homem-Invisível" do H.G. Wells nesse sentido)! Mto bom mesmo!

      Abs!

      Excluir
    2. Então, acabei de ver o filme. Confesso que não curti muito e até concordo com as críticas negativas sobre as atuações (Ben manteve a boca entreaberta o tempo todo e nas cenas dramáticas nem derrama lágrimas ou se emociona) e a história em si. À medida que assistia acabava me incomodando porque parecia que o tempo passava mas o filme não (seria a maldição de Dorian? Rsrs), acho que ele tem problemas no ritmo. Outra coisa que me incomodou foi o lance do retrato, que se mexia e gemia e todo aquele esquema, embora não saiba se foi acrescentado isso ao filme, ou se já vem do livro. É como se eles quisessem dar uma ênfase do tipo "Olha, isto é do mal! Coisa do demônio!" que muitas vezes acontece nos filmes norte americanos, por exemplo, como o Drácula do Keanu que escancara com tudo com força e acaba com todo aquele clima de suspense e mistério tão gostoso de obras deste tipo, onde você vai se sentindo cada vez mais intrigado e comprimido, até acontecerem as partes mais pesadas! No fim, até curti o filme mas não tanto como eu gostaria, acho que o livro deve ter um material bem melhor. E sim, o personagem Dorian é bem como foi comentado aí em cima, mas acho que dava pra explorar mais, as cenas dele na luxúria realmente te fazem pensar embora no meu caso foi algo do tipo "Não acredito que já me atrai por isso" porque tudo parecia mais repugnante do que chamativo. Ah e no filme da Liga, não é a Mina quem dá tiros nele e o Dorian contra pra ela o lance do retrato, que é de onde ela tira a ideia.

      Ps: Tem uma música chamada "The Devil Within" que é perfeita pro Dorian.

      Excluir
    3. Bem, o livro ainda é melhor do q todas as adaptações pra cinema q eu já tenha visto... e assisti até algumas mais antigonas, tipo a versão de 1945 (q sofreu com mtos cortes e censura)!

      Esse filme de 2009 ainda é a adaptação mais fiel q vi pra cinema... Embora o final tenha sido diferente do livro (sim, eles se deram a licença poética de alterar o final, rs)!

      Não lembro agora se o retrato se mexe no livro (talvez o protagonista tenha tido essa sensação em algum delírio ou alucinação em torno do retrato)... De qq forma, ainda acho q vale uma lida no livro (em feiras de livros se encontram essas versões em pocket até por 15 pila)!

      Em tempo... Tbm li o "Drácula" de Bram Stoker, e a adaptação pra cinema dos anos 90 (com o Gary Oldman e o Keanu Reeves) tentou ser o mais fiel possível, mas passou longe do clima de suspense e sutileza do livro tbm, rs!

      Abs!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...