10/10/2015

"Papinho de Gibi": Especial do Mês das Crianças....

E o "Submundo" apresenta.... Mais uma colaboração especial aqui no blog: Uma matéria sugerida e produzida pelo Bruno ("SEMI") e sob medida pra este mês das crianças (Valeu mesmo, SEMI)!

Os leitores do blog que são pais, tios, irmãos, ou padrinhos de crianças ou mesmo aqueles adultos que curtem HQs pros pequenos, vão aproveitar esta postagem: Pois ainda tem tempo de presentearem a molecada (ou a si próprios, rs) com algumas das dicas desta matéria (e são várias)!

Confiram abaixo (e bom feriadão das crianças pra todos):


Na condição de leitor e “comentarista” assíduo do "Submundo HQ", uma das coisas que sinto falta por aqui (talvez a única) é informação sobre quadrinhos voltados para o público infantil. Cresci lendo gibis, e eles foram os responsáveis por eu ter aprendido a ler em tempo recorde. Como tenho uma filha atualmente com 6 anos e cursando a alfabetização, estou intensificando o estímulo a leitura de quadrinhos, pesquisando alternativas aos óbvios Turma da Mônica, Walt Disney, Peanuts, Calvin, Garfield e outros. Claro que todos esses clássicos estão disponíveis lá em casa para minha filha ler e sempre serão minhas favoritas (espero que dela também). Mas tive a oportunidade de conhecer outras publicações que agora gostaria de compartilhar com vocês, em pequenos reviews que levam em consideração não apenas a minha opinião, mas também as reações de minha filha. Vamos a elas...

"Turma da Mônica – Almanaque Historinhas sem Palavras"
Bom, vou começar me contradizendo, afinal eu disse que não ia incluir leituras óbvias. Mas acredito que muitos não conhecem essa publicação, que compila diversas histórias desprovidas de texto. Essa semana mesmo, fomos passear e a baixinha colocou uma das edições na mochila para poder “ler no caminho”. Escrevendo esse texto descobri que a última edição foi a nº 7 e saiu no final de 2014. Cada edição custa cerca de 5 pratas. "Bidu: Caminhos": Apesar da babação de ovo dos sites “especializados”, as Graphic MSP tem algumas edições excelentes e conceitos interessantes. A do Bidu não é minha favorita (“Laços” ocupa o posto), mas para crianças tem dois atrativos: Uma história com cachorrinhos (é claro) e a forma como os animais se comunicam. Pra quem não sabe nas (insuportáveis) histórias solo do Bidu, os animais conversam com objetos e a forma com que os autores trouxeram isso para “Caminhos” usando a ilustração em balões é sensacional. Não que o recurso seja original, mas a maneira como foi colocado em “Caminhos” tornou a leitura mais fluída e divertida e me possibilitou ler a edição “com” a minha filha ao invés de “para” ela. De bônus, tive a surpresa de no dia seguinte ser agraciado com um gibi caseiro usando a mesma técnica de ilustrações nos balões de diálogo. Disponível em capa-dura e cartão!

"Batman - Pequena Gotham":
Apesar do atrativo de se passar no universo do Batman (que minha filha conhece e gosta), achei as histórias bem bobinhas, pois são fechadas e curtas, sem grande desenvolvimento. A favor pesa a arte muito boa com versões mirins dos personagens e o fato das histórias serem temáticas, o que se mostrou um atrativo para a pequena. Recomendável para os bat-fãs mirins. Eu não gostei mas minha filha sim, e como o foco é no público infantil o registro é válido. Tenho visto em lojas online por 15 pratas. Bom preço considerando o acabamento (capa dura e miolo couché).

"A Origem dos Guardiões da Galáxia" – Editora Abril:
Eu estou citando essa edição pois foi a única dessa coleção que que li. E mesmo não sendo uma história em quadrinhos, achei uma excelente forma de introduzir o Universo Marvel para as crianças, afinal as revistas de linha tem histórias mais adultas e ainda o peso da cronologia para complicar. E os Guardiões da Galáxia tem um diferencial: A dupla Rocky e Groot que esbanja carisma. Foi por causa deles que minha filha quis conhecer o grupo e consequentemente ver o filme. Sem contar que adorou a trilha sonora, o que em tempos de “Anita” e “Michel Teló” é um bônus que não pode ser desconsiderado. Também foram lançadas edições do "Homem-Aranha", "Capitão América", "Hulk" e "X-Men". O preço de capa é 25 pratas.

"Hora de Aventura Apresenta: Marceline e as Rainhas do Grito":
Eu confesso que não conhecia NADA sobre “Hora de Aventura” (e nem minha filha). Mas um encadernado de capa dura, com precinho camarada, uma arte bonitinha e estrelada por uma simpática vampirinha roqueira me atraiu... E pelo visto a baixinha também, que adorou. Não é uma leitura rápida, tive que dividir a história em seis episódios (uma história por dia) e toda a noite ela me cobrava para continuar. Sendo assim, recomendo apenas para crianças que já lêem com desenvoltura ou que tem pais com disponibilidade (e saco) para ler. Acabo de encomendar na Saraiva mais um encadernado de “Hora de Aventura” intitulado: “Fionna e Cake”. Tanto “Marceline” como “Fionna & Cake” são facilmente encontradas por menos de 15 pratas.

"Meu Primeiro Maluquinho em Quadrinhos":
A obra prima de Ziraldo é leitura obrigatória para crianças de todas as idades (incluindo este que vos escreve), mas salvo as tiras publicas nos jornais, acho que nunca li um gibi do Menino Maluquinho e nem sei se ainda são publicados. Descobri essa edição e foi um prato cheio para minha filha, pois são várias histórias com muito pouco texto (quase uma versão “maluquinha” do “Almanaque sem Palavras”). É um dos poucos livros/quadrinhos que temos que ela se arrisca a (re)ler sozinha. Ainda não nos aventuramos em outros quadrinhos do Menino Maluquinho, mas esse certamente é um ótimo começo. Dá para achar facilmente por menos de 20 dinheiros. 


"Toon Books – O Ratinho se Veste / Joca e a Caixa": A Companhia das Letras lançou no Brasil alguns livros da série Toon Books, que são quadrinhos curtos para crianças a partir de 3 anos. Adquiri os dois primeiros volumes “O Ratinho se Veste” de Jeff Smith (“Bone” e “Shazam: Sociedade dos Monstros”) e “Joca e a Caixa” de Art Spielgman (“Maus”). São bonitinhas, engraçadinhas, só que mais adequadas para crianças menores. Essas eu descobri um pouco tarde demais. Lemos uma vez e ela não se interessou mais. Os dois volumes podem ser achados por 15 a 20 reais. Outros dois livros da coleção foram lançados: “Beto e Bia em: de Mentirinha” e “Beto e Bia em: Não Pode Não”. Os livros são separados por selos indicando faixa etária e nível de leitura. “O Ratinho se Veste” e “Joca e a Caixa” são Nível 1 (3+). Os dois de “Beto e Bia” são Nível 2 (4+). Não vou entrar no mérito do nível de leitura pois não saberia qual a correspondência com o nosso método.

"Vader e Filho / A Princesinha de Vader":
Ano passado eu comprei para mim “A Princesinha de Vader” em inglês e mostrei despretensiosamente para minha filha, afinal ela já tinha demonstrado curiosidade sobre quem era aquele boneco preto com uma espada luminosa que o pai tinha no quarto. Perdi o livro e ganhei uma filha fã de Star Wars. Os dois livros mostram de forma hilariante as tentativas de Darth Vader de cuidar de seus filhos, misturando o cotidiano da paternidade com uma avalanche de referências aos filmes, como por exemplo, usar a força para convencer Luke que Jar Jar Binks “não é o boneco que você está procurando” ou congelar Han Solo por ele ter beijado a Princesa Leia. Esses dois livros foram lançados pela Editora Aleph. Inclusive foram recomprados por mim para estimular a minha filha ler sozinha. Mas existem outros dois volumes ainda inéditos por aqui: “Goodnight Darth Vader”, que é uma poesia de ninar no Universo Star Wars (e que me obrigou a usar de muita criatividade na tradução em tempo real para fazer as rimas) e “Darth Vader & Friends” que eu ainda não li e agora vou esperar lançar em português. Enfim, leitura obrigatória para os fãs de Star Wars que exercem a paternidade além de ser uma ótima forma de iniciar os filhos nos caminhos da Força. Ah sim! O autor Jeffrey Brown também lançou outra série chamada “Academia Jedi” cujo primeiro volume acabou de ser lançado pela Aleph (e deve estar chegando lá em casa nos próximos dias). “Academia Jedi” custa torno de 20 pratas. Vader e Filho/Princesinha de Vader é possível achar por um pouquinho menos.  

Menções Honrosas: Como escrevi no início, o critério para elaboração da lista foram histórias que eu li com a minha filha. Mas tem algumas histórias que eu ainda pretendo ler para ela um dia e não poderiam ficar de fora de uma lista de quadrinhos infantis. "As Aventuras de Tintim" - Minha filha até conhece o personagem, só que (ainda) não se interessou muito. Mas eu descobri Tintim com 7 anos e posso dizer que foi a minha leitura favorita durante muito tempo e abriu meus olhos para um mundo de quadrinhos que ia além das bancas de jornal. A partir do ano que vem, quando os amiguinhos da minha filha estiverem alfabetizados, toda festa de aniversário ela vai levar de presente uma edição de “As Aventuras de Tintim”. Não tem como deixar de constar numa lista de recomendações de quadrinhos infantis. A Companhia das Letras relançou todos os 24 volumes da coleção e os mantém em catálogo. Custa em torno de 30 dinheiros cada.

"Pequenos Guardiões":
Essa coleção eu comprei quando minha filha era um feto e só fui ler recentemente. Fiquei com a impressão de um “Game of Thrones” infanto-juvenil, pela temática medieval e a trama repletas de lutas, intrigas, traição e morte (sexo felizmente nesse caso ficou de fora). Inclusive o último quadrinho me levou a crer que as semelhanças não foram por acaso. De qualquer maneira, é uma obra voltada para as crianças mais velhas. Aqui a Conrad lançou os primeiros 6 volumes, que deveriam sair encadernados numa edição única (parece que isso aconteceu, mas numa tiragem limitadíssima) pois formam uma história fechada. No exterior tivemos outras histórias e até um livro de RPG temático que eu duvido que apareça por aqui. O preço de capa para cada edição da Conrad é de R$ 15, mas procurando dá para achar pela metade disso. 

Neil Gaiman para Crianças:
Descobri recentemente que o autor de Sandman é um prolífico escritor infantil. Mas sua única obra que ganhou uma versão em quadrinhos (e também um premiado filme de animação) foi “Coraline”. Esse eu li sozinho, achei excelente, mas tem alguns elementos que considero assustadores para uma criança de 6 anos. Até o DVD do filme segurei um pouco. Mas para não deixar de dar uma dica, minha filha adora “O Dia de Chu”, que posso definir como um conto de suspense para crianças. Mesmo sabendo as “consequências terríveis” do espirro do personagem, ela não se cansa de pedir para eu reler a história. “Os Lobos Dentro da Parede” também é muito bom, mas minha filha folheou e ainda não me deixou ler pra ela. Acho que ficou um pouco assustada com os desenhos de Dave McKean (rs).  

Livros com Miniaturas: Como miniaturas estão sempre em evidência no blog, eu não poderia deixar passar em branco essa série de livros. Alguns foram lançados pela editora Vale das Letras com o nome “Livro em Ação”, mas o que eu tenho visto são edições da Melhoramentos, principalmente com personagens Disney e Nickelodeon. O padrão é o mesmo, livro com poucas páginas e um playmat com 12 miniaturas coloridas. Alguns dos personagens que já vi: Operação Big Hero, Frozen, Jake e os Piratas, Carros, Aviões, Como Treinar Seu Dragão, Doutora Brinquedos, Tartarugas Ninja, Dora a Aventureira, Bob Esponja, Tinkerbell (Sininho para os íntimos), Casa do Mickey, Princesas Disney, My Little Pony, Divertida Mente, Toy Story, Monstros S.A., Princesinha Sofia e claro, super-heróis como Batman, Homem-Aranha, Liga da Justiça e Vingadores. 


PS: Clássicos da Literatura – Del Prado: Essa coleção foi um “Presente Homer” que comprei pra minha filha (rs). Nem sei se ela vai se interessar, mas tem vários clássicos que considero obrigatórios para crianças e adolescentes. O saiu pelo valor de um salgadinho. Não tem desculpa para não ter pelo menos “A Ilha do Tesouro”!

31 comentários:

  1. Tenho essa pessima mania de comprar coleções e edições que eu aproveito mais que meu filho de 4 Anos. Ao menos por enquanto.

    O primeiro "Vai Dormir Porra (Go the Fuck to Sleep)" do Adam Mansbach que funcionou como um pequeno livro de autoajuda quando ele tinha poucos meses,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro do Adam Mansbach é engraçado pra caramba, rs.... Já li por curiosidade e achei bem divertido (mas é um livro infantil pra adultos - diga-se de passagem, hehe)!

      Abs!

      Excluir
    2. Esse eu não conheço, vou procurar por ele.

      Minha leitura de pai de primeira viagem foi o "Baby Blues" que a Devir não foi além do primeiro volume. É muito bom para nos mostrar que nossas paranoias não são exclusivas (rs)

      Excluir
  2. blz leo?
    blz semi?

    tenho duas filhas, uma de 8 e outra de 3 e as duas gostam de quadrinhos.
    tenho algumas HQs citadas acima que a de 8 ja leu, as MSP, mônica sem palavras e pequena gothan, algumas mais de 2 vezes.
    o que ela mais lê:
    grandes histórias de halloween, grades histórias de férias, pateta faz história, calvin e haroldo e o preferido atualmente hagar o horrível.
    tb acho a coraline meio assustador, já deixei ela ver a noiva cadáver e não deu muito certo, na hora foi bem legal mas na hora de dormir foi trampo.
    como sempre mais uma boa iniciativa do submundo HQ.

    abraço pros dois

    ResponderExcluir
  3. Coraline é muito bom mesmo, mas eu só tenho a versão em livro mesmo, recomendo a leitura, porem a versão normal em livro é rara de se achar

    ResponderExcluir
  4. Olá Leo, tudo bem?
    Excelente matéria do SEMI. Não tenho filhos mas procuro incentivar minhas sobrinhas. Comprei para uma de 13 anos o Peanuts completo ed. 3 & 4 capa dura com case da L&PM por R$ 34,00 (na Amazon) as duas edições (bem barato). Como só vou dar no Natal, vou ver se consigo fazer uma leitura dinâmica. Para a outra de 4 anos comprei o Bear da editora Nemo mas não sei quando a Saraiva vai entregar (previsão de 1 mês). Fiquei bem interessado nesse material do Star Wars.
    Aproveitei o sabadão para visitar dois sebos aqui em São Paulo. O Empório HQ próximo da estação Faria Lima do metrô é um sebo / comic shop. Levei um material para troca e peguei material pré Marvel Now, e acabei fazendo um bom negócio. De tarde fui no sebo do Morais próximo da estação Vila Mariana do metrô e peguei diversas mensais da Panini. Nesse sebo encontro algumas raridades de vez em quando. Foi lá que consegui a coleção do Almanaque Disney, e hoje tinha várias edições do Batman em cores da Ebal. Folheie por curiosidade e estão em ótimas condições. A pilha que eu vi devia ter uma dúzia de edições e o preço é R$ 10,00 cada, mas sempre dá para conseguir um desconto. Para quem é de São Paulo e tem interesse em material clássico do Batman acho que é uma boa oportunidade; é material de 1974.

    Abs., Carlos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu li o volume 1 do Bear no Tumblr e ele quase entrou na postagem.

      Só que eu ainda não li o volume 2 (tenho ambos impressos) e como não sei se a história tem conclusão, ficou de fora.

      Peanuts foi relançado com precinho camarada. Lembro que no início cada box custava 120 pratas (e mesmo assim esgotou). Comprei os novos boxes (livros 3, 4, 5 e 6) por esse novo preço camarada e não deixa nada a dever em matéria de acabamento a primeira tiragem.

      Excluir
  5. "o que ela mais lê: grandes histórias de halloween, grades histórias de férias, pateta faz história, calvin e haroldo e o preferido atualmente hagar o horrível."


    E aí, gustavo..... blz?

    Eu sempre indicava pra minha afilhada (de 8 anos) o material da Disney, e ela gostava especialmente das histórias com o "peninha". Ela tbm tem a coleção do "calvin" (sempre uma leitura excelente pra todas as idades). E adorava tbm a "Luluzinha" (pena q a coleção da Pixel chegou ao fim: revista mensal e encadernados - q seriam super-indicados nesse caso tbm)!

    Mas falando na Pixel.... O "Hagar" (Livro de Ouro) foi uma boa pedida, hein? (acho q ele terá um 2º encadernado pro ano q vem). E dele eu tbm recomendaria os pockets da L&PM (q são baratinhos e trazem mtas tiras): Acho q foram uns 5 ou 6 Vol. ao todo (por enquanto)!

    Valeu por ter curtido a postagem.... O SEMI se puxou mesmo nessa, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E falando em Pixel hoje encontrei nas bancas o terceiro volume do Recruta Zero. Sempre uma boa pedida.

      Excluir
  6. "Coraline é muito bom mesmo, mas eu só tenho a versão em livro"


    Essa versão em livro é bastante rara de se achar mesmo.... Vi pouquíssimas vezes ao vivo (na Cultura e na loja de gibis daqui: q há uns anos atrás recebeu alguns livros do Gaiman tbm - dos quais eu comprei o "Lugar Nenhum" - q teve versão em HQ na revista mensal da "Vertigo")!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade eu nem conhecia o Gaiman na época e gostei da história por causa do filme. E esse livro hoje é esgotado em tudo que é editora, pois tentei achar esse ano um para o meu primo e não achei, então hoje você só deve achar esse em sebos virtuais ou físicos mesmo. E Lugar Nenhum eu tenho a curiosidade de ler o livro alguma hora, mas a HQ eu não consigo acostumar, da mesma forma que não consigo ler aqueles da coleção "clássicos da literatura em quadrinhos", já que ainda tenho essa de "historias feitas em livros, foram feitas para se ler em livros", apesar de eu ainda ver ás versões em cinema.

      Excluir
    2. Ao vivo eu nunca vi e nem procurei, mas online eu vi em diversos lugares o "Coraline" disponível. Estava até com medo que me enviassem ele ao invés da HQ.

      Excluir
  7. "Peanuts completo ed. 3 & 4 capa dura com case da L&PM por R$ 34,00 (na Amazon) as duas edições (bem barato)."


    Oi, Carlos.... Tdo bem?

    Mas q barbada essa, hein? Essas ed. dos "Peanuts" fazem bastante sucesso por aqui tbm (a L&PM é aqui de POA) e as ed. são caprichadíssimas mesmo.... Haja leitura dinâmica, hehe: Pois são 2 tijolões q juntos, somam uns bons anos de tiras, rs!

    Tbm não tenho filhos (ainda), mas já salvei esta matéria do SEMI (em doc) pra ter essas dicas e sugestões à mão (mtas dessas dicas acima já estarão esgotadas em alguns anos, mas outras são de materiais q sempre serão republicados - a exemplo do "Menino Maluquinho", q eu li qdo era criança e ainda hj se encontra fácil por aí)!

    Esse material de "Star Wars" tbm me interessa.... Pois é divertido pra qq fã da série (criança ou adulto, rs)!

    E valiosas mesmo as suas dicas de sebos aí em SP.... quem dera aqui no sul os sebos tivessem coisas legais assim, hehe. Esses "Batman" da Ebal tão de barbada (10 reais é um preço justo - ainda mais considerando-se o bom estado de conservação e tbm a raridade e dificuldade em se achar essas ed. hj em dia). Fica aí a dica então pra galera q mora aí perto!

    Valeu mesmo!

    Abs!

    ResponderExcluir
  8. Fala, Léo!
    Mais uma matéria "surpresa"! Só aqui vemos coisas assim...ainda bem!
    Valeu Semi, pela iniciativa e sensibilidade!
    Lembro-me da infância, em casa, com muito material de minha mâe, como: Peanuts, Mafalda, Tim Tim, Hagar, Fradim (formato de tiras do Henfil) e muito Asterix! Claro, que simultâneo a esta leva de quadrinhos em formatos distintos, fui naturalmente formando interesse por algo da Disney (gostava do Almanaque Disney) e Marvel (principalmente RGE) e DC (com o vasto acervo da Ebal).
    Atualmente, com dois filhos ( filhote com 06 anos e uma bonequinha com 02 anos), tenho como " legado" muita coisa interessante para poder passar para eles ( naturalmente, com muitos livros e fascículos antigos de coleções como "Conhecer" e "Zoo", ambas da Abril).
    Cultivamos aqui em casa este hábito, muito saudável de reunir-mos no escritório ( um cômodo grande, que é o "cérebro"da casa, com mesas, estantes e prateleiras, com nossa biblioteca, gibiteca a afins!).
    Acredito que a exposição e o estímulo a diversos materiais, desenvolva muito senso crítico e base cultural ao futuro dos filhos (mas este exercício pode ser praticado em relação a qualquer pessoa mais próxima, independente do parentesco).

    Parabéns,Semi e Léo!
    Obs. Como explicar um furo, como a falha de lombada num encadernado de luxo da Liga?
    abs

    ResponderExcluir
  9. Sabe dizer se a panini vai lançar mais edições do stormwatch do Ellis? Se sim, quantas? e sairá no fim das contas junto com wildctas e aliens? Obrigado!

    ResponderExcluir
  10. Fala Leo,blz?

    Muito boa a matéria do SEMI,quadrinhos é uma boa pra incentivar a leitura na infância,tenho uma sobrinha de 6 anos que está começando a ler e é mt bom ver a evolução da criança com as palavras,e como ele fala no texto eles tb já vão criando um gosto próprio.Parabéns pela matéria!

    Até mais!

    ResponderExcluir
  11. Leo, beleza? Estou sempre acompanhado seu blogue, e suas informações e dicas são muito valiosas!
    Pode me tirar uma dúvida? Sabe se serão lançados no Brasil todos os especiais da Marcel? Já havia sido divulgado que apenas alguns seriam, mas com essa nova filosofia da Eaglemoss mudou alguma coisa?
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  12. "E falando em Pixel hoje encontrei nas bancas o terceiro volume do Recruta Zero. Sempre uma boa pedida."


    E aí, gustavo.... blz?

    Putz, sério q saiu um Vol. 3 do "Recruta Zero"? Nossa, vou me informar melhor então, pois essa notícia passou batida por mim (o "X-9" dormiu no ponto, hehe).... Brigadão mesmo pela dica: Essa ed. é COFRE certo pra mim!

    Abs!

    ResponderExcluir
  13. "E Lugar Nenhum eu tenho a curiosidade de ler o livro alguma hora, mas a HQ eu não consigo acostumar"


    E aí.... blz?

    O "Lugar Nenhum" eu considero (particularmente) uma dos melhores trabalhos do Gaiman, e essa eu posso dizer q "consumi" as 3 versões existentes: LIVRO, HQ, e a Série de TV. Dessas, as 2 primeiras são mto boas e apenas a série de TV eu achei RUIM (pois detestei o visual adotado, a produção precária, e o elenco escolhido)!

    O livro e o gibi eu gostei bastante (e são mto próximos um do outro): Sei q a HQ foi bastante criticada por leitores na época em q saía no mix da revista "Vertigo", mas eu achava a melhor coisa do mix (depois do "Escalpo", é claro). A HQ tem a vantagem de ser desenhada pelo Glenn Fabry (q faz as capas de "Preacher")!

    Eu gosto de ler os "clássicos da literatura em quadrinhos".... Embora, eu SEMPRE prefira a versão dos livros mesmo (aliás, tenho uma norma pessoal de só ler uma adaptação em HQ DEPOIS de ler o livro original)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A maioria dos clássicos são do século 19 ou 20, ou seja, os costumes, as aparências e etc são diferentes; daí quando eu vejo esses clássicos sendo passados para os quadrinhos eu vejo o sensualismo e exagero dos quadrinhos "mais recentes" estragando todo o clima de tempo antigo da obra. Sabe como é né cara, algumas histórias não precisam dos exageros visuais das HQs

      Excluir
  14. "Mais uma matéria "surpresa"! Só aqui vemos coisas assim...ainda bem!"


    E aí, Victor.... blz?

    Valeu mesmo por ter curtido a matéria.... E falando em "surpresas", tô preparando uma pra esta semana ainda sobre "revoluções sexuais" nas HQs: Aproveitando o lançamento da "Barbarella" (pela Jupati) e a coincidência dessa edição sair no Brasil em plena polêmica dos NOVOS uniformes de "Sonja" e "Vampirella" (altamente recatados e com a intenção de cobrir os corpos expostos das 2 heroínas): Eu não podia passar em branco essa treta aqui no blog, rs!

    E voltando aos gibis infantis.... Na minha infância (anos 70) me criei lendo o material da "Disney", "Recruta Zero", "Mortadelo & Salminho", "Condorito", "Trapalhões", e "Popeye" (pra citar os meus favoritos entre os 5 e 7 anos de idade). A partir daí, já passei direto pra Marvel e DC (ainda aos 7 anos)!

    No mais.... não tem desculpa pra Panini cagar a lombada de um encadernado de 90 reais: porra, revisão de texto em CAPA, CONTRA-CAPA, E LOMBADA: É prioridade em qq livro ou gibi (por mais xexelênto q seja): pois é o cartão de visita do produto: tem q ser visto e revisado várias vezes pra não ter erro. Servicinho PORCO mesmo e feito nas coxas!

    Abs!

    ResponderExcluir
  15. "Sabe dizer se a panini vai lançar mais edições do stormwatch do Ellis?"


    Oi, marcos.... Sim, a coleção tá em andamento ainda e serão 5 Vol. ao todo!

    A ed. dos "Aliens" NÃO tá prevista pra sair (até pq, é um crossover dos "Wildcats" e o "Stormwatch" só aparece pra morrer de forma gratuita nesse crossover - até pode sair, só não tá prevista por enquanto)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  16. "Muito boa a matéria do SEMI,quadrinhos é uma boa pra incentivar a leitura na infância"


    E aí, Bruno.... blz?

    Valeu mesmo por ter curtido a postagem.... Foi uma ótima matéria e pesquisa puxada por parte do SEMI (e na medida pra este feriadão da criançada, rs)!

    Tbm acho importante q nós (leitores e apreciadores de HQs) tenhamos em mente a ideia de incentivar as crianças e as novas gerações a criarem gosto pela leitura (até mesmo como forma de ajudarmos a manter a existência dos livros e gibis q tanto curtimos)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  17. "mas com essa nova filosofia da Eaglemoss mudou alguma coisa?"


    E aí, João Henrique..... blz?

    A nova política da Eaglemoss só afetou a forma de se vender as miniaturas no mercado (separando algumas pras bancas e outras com venda exclusiva em "PACKS" pelo site). A ideia e promessa de se lançar TUDO aqui no Brasil continua de pé sim: o q inclui TODAS das figuras normais e as especiais tbm!

    Abs!

    ResponderExcluir
  18. "eu vejo o sensualismo e exagero dos quadrinhos "mais recentes" estragando todo o clima de tempo antigo da obra."


    Sei bem o q vc quer dizer.....

    Vejo mto isso no cinema atual, qdo tenta adaptar pras telas um livro do passado (geralmente sempre sai uma bela duma bosta modernizada q em nada reflete o espírito e clima da obra original)!

    Mas qdo falei acima em "Clássicos da Literatura em HQ" eu tava me referindo mais às adaptações de qualidade (q nem na coleção Del Prado): q respeitou fielmente o figurino, visual, e estilo dos livros antigos!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabia dessa não, vou dar uma conferida. Valeu pela dica

      Excluir
  19. Salve, Leo!
    Salve. SEMI!

    Que beleza de matéria! Eu também me alfabetizei com os quadrinhos, e desenvolvi meu gosto por desenhar por conta deles, também.

    Tenho uma filha de 3 anos e meio, que já se familiarizou com as HQs em casa(e já tem sua pequena coleção). Conhece diversos personagens, e adora os "quiz" que realizo com ela, rsrs.

    Das HQs citadas na matéria, tenho "Pequena Gotham", "Hora de aventura" (me amarro na animação da CN) e todas as GN MSP. Obviamente, minha filhota ainda não domina a leitura, então muita coisa eu compro e guardo para o futuro. Li esses dias, uma HQ nacional muito bacana: "Bear", de Bianca Pinheiro. Ótima pedida pra a criançada.

    E Leo, "Lugar Nenhum" é um dos meus livros favoritos do Gaiman (li enquanto minha esposa estava internada aguardando o nascimento de nossa filha). Mas, "Belas Maldições" é demais, e se encaixa muito na temática infantil.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Marcio.... blz?

      Valeu por ter curtido a matéria.... Ainda não tive filhos (mas pretendo, rs): Porém, tenho certeza q os leitores do blog q já são pais (e as leitoras q são mães) devem ter tirado um bom proveito desta postagem, pois essas dicas do SEMI são realmente mto boas (algumas eu já conferi) e foi legal ele ter relatado tbm as reações da filha ao ler os materiais em questão!

      Ou seja: Foi mais q uma simples matéria.... Foi uma pesquisa de campo e testes na prática, rs!

      E "Lugar Nenhum" é uma excelente obra (tanto o livro qto a HQ): Nunca entendi pq mtos leitores criticavam essa série qdo saía no mix da "Vertigo" (sempre achei ela um dos pontos altos da revista)!

      Abs!

      Excluir
  20. Chegando um pouco tarde para dizer que acabei a leitura de "Academia Jedi". Minha filha ficou frustrada com o fato de ser preto e branco e com muitas páginas de texto e nem quis saber dele.

    Me lembrou, pelo menos visualmente, do "Diário de um Banana".

    Pois bem, o livro é ótimo. É aquela velha história que todo mundo conhece (e gosta) do novo aluno chegando numa nova escola e enfrentando novos desafios. Só que dessa vez, se passando no universo Star Wars. Gostei tanto que já estou cogitando pegar os outros volumes em inglês mesmo.

    Acho inclusive que tem potencial para se tornar uma série infantil animada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, SEMI..... blz?

      Mais uma vez: Obrigado por ter colaborado com esta ótima postagem pro blog.... Saiba q esta matéria foi elogiada hj por um amigo meu q é professor do primário e vai utilizar ela como referência pra leituras q ele tbm recomenda em sala de aula (e tbm pra atividades escolares com seus alunos)!

      Anotei essa dica da "Academia Jedi" tbm.... Pois sou fã da franquia e curti tbm a série: "Vader e Filho" (devo gostar dessa "academia" tbm)!

      Abs!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...