20/08/2021

"TEX" (Lançamentos): A "Terra Prometida" e Outras Edições SÓ do Ranger nas Bancas...

O "Tex" é mais do que um personagem de HQs... Ele é um fenômeno do mercado de quadrinhos, com 15 títulos regulares em andamento no Brasil (com formato e periodicidades variadas) e ainda na ativa desde 1948 (ano de sua criação), sobrevivendo do auge à queda do gênero de faroeste no cinema. E sendo assim, pela 2º vez este ano, o ranger de camisa amarela ganha mais uma matéria exclusiva SÓ pra lançamentos dele aqui no blog (alguns atrasados, pra variar: rs)!

"As Grandes Aventuras de Tex 10 - Terra Prometida", "MAXI Tex 4", "Tex Gigante 36", "Almanaque Tex 54", "Tex 622 - Missão na Guatemala", "Tex Willer 28", "Tex Ed. Histórica 117", "Tex em Cores 49 - Desafio de Gigantes", e "Tex Platinum 33 - A Cidade Corrompida/Fiesta de Morte"!

Confira abaixo:

"As Grandes Aventuras de Tex 10 - Terra Prometida" + "MAXI Tex 4" + "Tex Gigante 36": A coleção deluxe do Tex chega ao Vol. 10 (capa-dura, 380 pág, R$ 79,90) com a clássica saga: "A Terra Prometida" (CAPA abaixo, com uma edição da Vecchi). O assassinato do guia de uma caravana coloca Tex em rota de colisão com um poderoso negociante. Para evitar a morte de várias famílias de colonos emigrantes, Tex, Carson, Kit e Tigre se oferecem como guias e o resultado é chumbo pra todo lado quando um bando de índios cheyennes comandados sanguinário Kento ameaça a segurança dos colonos inocentes e Tex precisa fazê-los chegar sãos e salvos à Terra Prometida (uma saga EXCELENTE de 1979)! Já a revista "MAXI" traz 2 histórias em seu nº 4: "O Segredo da Missão Espanhola" e "Neve Vermelha", ambas INÉDITAS no Brasil (formatinho, 322 pág, R$ 35,90)! E a edição "Gigante" nº 36 (também inédita por aqui) apresenta: "Indian Carnival". No rastro de dois assassinos, Tex e seus amigos começam a seguir uma misteriosa feira itinerante em que artistas bizarros são todos de origem indígena. Shado, Coiote, Esqueleto, a Bruxa Aranha, o atirador de facas Trovão, a bela Teban-Win e todos os outros são mesmo inofensivos artistas de circo? (destaque pra bela CAPA da edição, que lembra um cartaz de filme)!
 
"Tex 622 - Missão na Guatemala" + "Almanaque Tex 54" + "Tex Willer 28": COMBO TRIPLO de revistas atuais com material INÉDITO do Tex... Na revista mensal do ranger (nº 622), Ao investigar um complô para assassinar Montales, Tex acompanha o governador à Guatemala e enfrenta os assassinos da Negra Muerte, um culto de fanáticos que raptam e matam políticos com o objetivo de depor o presidente e tomar o poder no país (saga bem interessante, mas dividida em partes na revista de linha do Tex)! O "Almanaque 54" (R$ 14,90) traz 2 histórias: "Rio Colúmbia" e "Fibra de Herói". Nas corredeiras do rio Colúmbia, Tex e Carson são caçados pelos índios. A 2º aventura é estrelada pelo jovem agente Jim Brandon, da Polícia Montada (um antigo aliado de Tex)! E em "Tex Willer 28" (revista que traz as aventuras de Tex quando era mais jovem), o xerife de El Paso acredita que o fora da lei solitário (Tex) é o chefe da organização criminosa que roubou os rifles dos militares do Forte Bliss para vender às tropas insurgentes do México. O ranger Buck Barry está propenso a aceitar essa versão, mas seu colega Dan Bannion, que Tex conhece bem, não está convencido (boa revista, que tem se tornado cada vez mais popular entre os fãs)!
 
"Tex Ed. Histórica 117" + "Tex em Cores 49" + "Tex Platinum 33": A "Ed. Histórica" (R$ 27,90) traz o arco: "Sombras do Passado", no qual Jim Brandon pede ajuda a Tex e Carson para irem até o extremo norte do Canadá à procura de um professor desaparecido junto com sua filha. Chegando às terras desoladas, descobrem uma ilha onde vivem guerreiros descendentes dos vikings (de Bonelli & Letteri)! Já a "Edição em Cores" (Desafio de Gigantes) apresenta o clássico confronto entre: "Tex Vs. Búffalo Bill" (figura famosa que existiu na vida real). Sendo um exímio atirador e vendo a destreza de Tex com o revólver, Bill resolve desafiá-lo para um teste de habilidade (uma ótima HQ, que também saiu na "Ed. Histórica" nº 46)! Por FIM... A "Platinum 33" (R$ 37,90) vem com 2 histórias: "A Cidade Corrompida" e "Fiesta de Morte". A 1º tem arte do Civitelli (artista com muitos fãs brasileiros). E na 2º: Um grupo de apaches é convidado a participar de uma fiesta no povoado de Santa Rita e recebe uma carga de chumbo. Da carnificina, escapam alguns guerreiros que juram vingança. Tex assume a tarefa de punir os culpados pelo desumano massacre e inicia uma caçada a todos os que participaram do massacre em Santa Rita (edição recomendável)!
 
Até+

38 comentários:

  1. Olá caro Leo, bom dia. Confesso que até hoje a única coisa que li de Tex foi a graphic O Herói e a Lenda mas postagens como essa, com descrições das histórias e sugestões das melhores me fazem interessar muito pelo personagem. Muito obrigado meu caro!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí... blz?

      Obrigado por ter curtido a postagem, amigo... Essa graphic do Tex é mto boa mesmo (tbm tenho na coleção). E o ranger é presença constante aqui no blog, só q ultimamente o fluxo de lançamentos importantes com ele tem sido tão intenso, q tenho separado os principais pra postagens exclusivas q nem esta!

      Valeu mesmo!

      Abs!

      Excluir
  2. Viva Tex! Minha antiga infância sempre viva. E o melhor: ele continua praticamente igual, seja nas reedições, seja nos inéditos. A qualidade de texto e de desenho, mais a preservação da essência da personagem, é uma lição para Marvel, DC etc.
    Alvaro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Alvaro... blz?

      De fato, o segredo da longevidade do "TEX" e manutenção de seus fãs e fiéis leitores é basicamente não mudarem nada no personagem e não terem ideias estapafúrdias q irritem ou façam os leitores terem raiva do personagem e seus escritores!

      Um exemplo disso é o q aconteceu comigo e o "Aranha"... Desde criança, o "Aranha" era o meu herói favorito entre TODOS e foi assim por mtos anos. Até q algum infeliz resolveu cagar tudo com clones, retcons impopulares (tipo o da "gwen") e mta história RUIM. Assim, eu pulei fora e hj REJEITO qq material atual do "aranha" (e já encerrei minha trajetória de fã/leitor com ele). Diferente do "TEX", q nunca me deu MOTIVO pra parar de ler, rs!

      Abs!

      Excluir
  3. Blz Léo? Grande publicação do nosso ranger favorito!
    Sempre me alegra vê-las por aqui!

    Como já comentei anteriormente Tex se tornou uma das minhas leituras favoritas.
    Terra Prometida é uma saga espetacular. A próxima que sai, A Grande Invasão, tb está entre minhas melhores leituras de Tex.

    A edição Gigante, por sair sempre uma vez ano ano, com exceção deste, que teremos outra em outubro, é ótima. São sempre de alto nível.
    A mensal tb tem me agradado, mas não li este último arco ainda. E Tex Willer é muito boa! Fui reticente no início, mas depois que comecei, fui atrás dos antigos e não pretendo parar.
    A edição Histórica, bem como a Ouro, são sempre diversão garantida.
    Como as periodicidades são variadas dá pra colecionar e ler várias edições.

    Mas é isso aí! Temos que comemorar tantos títulos, com tantas histórias boas. E o mais legal é que não tem erro, quer se divertir, distrair, leia um Tex.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Otavio... blz?

      Eu tbm me sinto bastante gratificado em ter bastante material de qualidade do "Tex" pra poder escrever a respeito e recomendar boas HQs dele pra galera!

      A "Terra Prometida" eu tenho em formatinho no "Tex Ed. Histórica 75"... Sendo assim, acabei deixando passar essa edição luxuosa (q eu compraria com toda certeza se já não tivesse o material na coleção)!

      Essa da "Grande Invasão" eu tô lembrado pelo título... não sei onde saiu antes, mas vou pesquisar melhor pra ver se descubro (obrigado pelo aviso: não sabia qual seria o Vol. 11 dessa coleção)!

      O "Tex Gigante" eu mal terminei de ler o nº 35 (passou rápido o tempo, hein? Parece ontem q comprei essa edição desenhada pelo Claudio Villa, rs)!

      A "Ed. Histórica" e o "OURO"... são justamente as minhas 2 revistas favoritas do Tex: São bem como eu gosto: Sagas completas em formatinho e P&B (sou meio tradicionalista pro Tex, hehe)!

      Abs!

      Excluir
  4. Ao lado de Conan talvez seja um dos personagens de HQ que mais vende na história aqui no Brasil. Gostaria de embarcar um dia nestas histórias mas precisaria de um coleção que se iniciasse a partir do numero um.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Marcelo... blz?

      A coleção mais perfeita nesse sentido seria a "Tex Ed. Histórica" (a qual comentei acima a nº 117)... Pois essa revista tem como característica ter trazido TODAS as histórias regulares do Tex em ordem cronológica desde sua 1º tira de jornal, sempre em sagas completas (o q faz varias a quantidade de pág da revista a cada edição)!

      A mais parecida com essa é a "Tex em Cores" (q nesta postagem trouxe a história com o "Búfalo Bill")... q TBM publica o Tex desde o início em ordem cronológica, PORÉM, com a diferença de ter um nº fixo de pág e não fechar as histórias numa mesma edição (ela traz o famoso: "Continua no próximo número")!

      Abs!

      Excluir

  5. Salve comandante Leo!

    Matéria mais do que necessária e bem vinda. Na postagem que comentei sobre a coleção de Ken Parker, mencionei que os meus três personagens favoritos seriam o próprio Ken Parker ao lado de Conan e do Demolidor. Parece que terei de aumentar essa lista incluindo o nosso ranger italiano Tex, também conhecido como Águia da Noite chefe branco dos Navajos.

    Tex tem de ter destaque em qualquer lista de melhores personagens, sagas e publicações, pois como vem sendo sido dito nos comentários em geral a criação de Gian Luigi Bonelli se tornou um verdadeiro porto seguro contra as atualizações e adaptações ao comportamento social da vez. Com ele não tem essa de "lacrar" pra agradar os "progressistas" nem "mitar" pra fazer o gosto dos reaças. Tex é o que sempre foi, um homem que tem um código de honra inabalável, não admite injustiças contra os mais fracos. Seus colts e rifles já deram cabo de pretensos tiranos, caçadores que tentam destruir a fauna das terras selvagens, fazendeiros inescrupulosos, feiticeiros com aspirações de conquistas e por aí vai. Se for pra desfiar a gama de ameaças e malfeitores que o nosso bravo justiceiro pôs fora de ação teria de escrever um volume de texto de uma lista telefônica.

    Um dos poucos personagens que tenho algumas coleções fechadas completas é o nosso Tex. Consegui compilar:
    - Almanaque Tex (53 edições ainda em publicação)
    - Seleção Tex e os Aventureiros (06 edições publicação encerrada)
    - Tex Anual (22 edições ainda em publicação)
    - Tex: Especial de Férias (11 edições publicação encerrada)
    - Tex: Edição especial colorida (17 edições ainda em publicação)
    - Tex Willer: As Aventuras de Tex quando jovem (30 edições ainda em publicação)

    Tenho muitos números do Tex Edição de Ouro mas não todos, quanto a coleção As Grandes Aventuras de Tex tive de abrir mão devido ao equacionamento necessário pra se adquirir o máximo de publicações possíveis. Então dessa lista de lançamentos divulgada cofre certo são o Almanaque Tex e Tex Willer, as demais lamentando profundamente vou ter de deixar passar.
    Nesses tempos difíceis que atravessamos felizmente os nossos amados gibis vem trazendo um certo alento.

    Valeu Leo e amigos. Um Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí LEPM... blz?

      O "TEX" já figura há tempos como sendo a minha leitura favorita de cabeceira, hehe... Por mais gibis q eu compre de estilos e gêneros variados, o "Tex" é sempre aquele q não pode faltar entre as minhas leituras essenciais e preferidas!

      E realmente... o "Tex" foi criado de uma forma tão genial, q abriu totalmente o leque de opções de vilões e bandidos pra ele MATAR no Velho Oeste. Ele é branco e americano, MAS fez um pacto de sangue ao casar com uma índia (a bela "Lírio Branco") e se tornou líder dos Navajos qdo o chefe da tribo morreu e era o SOGRO do Tex. Ao assumir a liderança dos Navajos, Tex passou a defender os 2 lados da LEI:

      Ele protege tanto os brancos qto os índios... e MATA tanto os brancos qto os índios: Pois seu objetivo é manter a LEI e a PAZ (nem q pra isso tenha q exterminar o MAL em todas as suas formas e etnias). Cometeu algum crime ou injustiça contra os mais fracos? Vai levar CHUMBO (seja branco, índio, rico, pobre, ou quem quer q seja)!

      e o Oeste Selvagem de "Tex" traz toda sorte de ameaças mesmo... desde facínoras mal-intencionados até bruxos, feiticeiros, e espíritos malignos (tipo o "Mefisto"). Ou seja: Tem todo um amplo cenário e uma gama de personagens pra se explorar nas histórias: q nunca cansa o leitor!

      E, ironicamente... não tenho nenhuma coleção completa de Tex, kkk (mas tenho bastante coisa: pipocadas daqui e dali - já são CENTENAS de revistas, rs)!

      Abs!

      Excluir
  6. Grande Leo, com certeza você é um dos maiores divulgadores de Tex na Internet brasileira hoje. A galera da Mythos tem que lembrar seu nome na hora de rezar antes de dormir hehe

    Vou tentar pegar o máximo que der, mas as histórias com o Jim Brandon no Canadá são sempre cofre na certa, tirando os pards, ele é meu coadjuvante favorito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Guilherme... blz?

      Obrigado pela consideração, amigo... Mas eu sou apenas um leitor q recomenda suas leituras e gibis favoritos (ente eles: O "TEX", naturalmente, hehe)!

      E eu tbm acho o Jim Brandon um personagem e aliado bastante bacana e importante pro Tex: Minha HQ favorita dele é "Território Selvagem" ("Tex Anual 4" ou "Platinum 4")... Esse "Almanaque" vai ser COFRE certo tbm, sem dúvida (mas ainda não apareceu nas bancas)!

      Abs!

      Excluir
  7. Oi Leo!

    Eu sabia que TEX tinha vários títulos em andamento no Brasil, mas jamais cheguei a imaginar que chegavam a 15, achei que era menos da metade da quantidade de títulos dele que sai no país!

    Infelizmente, eu não coleciono TEX, eu nunca fui chegado no gênero western do cinema, apesar de ter crescido com muitos filmes passando na TV; mas nas HQs pra mim o gênero é mais agradável e fluído!

    Só tenho uma edição de TEX que é a edição de nº01 promocional da coleção da Salvat!

    Eu gostaria muito de ter feito esta coleção, mas ia pesar muito no bolso; e se hoje em dia está difícil comprar as que seleciono que nem são muitas, ficaria mais ainda difícil começar outra coleção!

    Mesmo hoje com as bancas em processo de extinção,TEX é um dos materiais que garantem uma parte da renda do jornaleiro.TEX vende, e vende de forma impressionante, tanto que a banca que eu frequentava que fechou no ano passado, as edições do Conan sobravam, e as do TEX que vinham na mesma quantidade (vinham 10),eram reservadas para clientes específicos, ou seja não sobrava nenhuma!

    Curiosamente, eu gostava bastante de Billy Blue (Kid Colt ou Rawhide Kid)faroeste da Marvel que saía pela RGE!

    Teve até aquela minissérie dele do Selo MAX em que ele é gay, que ficou inédita por aqui (pertencendo àquela leva de publicações do título que a Panini pulou), e deu um polêmica danada na época!

    De qualquer forma sendo do Selo MAX ela não é da cronologia oficial e pra mim não afeta o título na fase clássica do personagem, onde ele se apaixona por uma garota ao confrontar o criminoso conhecido como O Corvo, em "Almanaque Marvel nº 01", de abril de 1979.

    Acho que você tem esta edição!!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Elcio... Tdo bem?

      Os títulos do "TEX" q AINDA estão em atividade no Brasil são (já descontei as coleções já encerradas, tipo a dele pela Salvats):

      -Tex (revista mensal)!
      -Tex Coleção (revista mensal)!
      -Tex Ouro
      -Tex Ed. Histórica
      -Tex Platinum
      -Tex Anual
      -Almanaque Tex
      -Tex Gigante
      -Tex em Cores (republicação de clássicos)!
      -Tex Especial em Cores (material inédito)!
      -Tex Graphic Novel
      -Maxi Tex
      -As Grandes Aventuras de Tex
      -Tex Willer
      -Superalmanaque Tex

      Eu já me criei curtindo os filmes de bang-bang q passavam na TV (nos anos 70 até na sessão da tarde passava bastante coisa) e as séries tipo: "Kung Fu", "Bonanza", e "Rin Tin Tin" (ambientadas no Velho Oeste)... Até entre os brinquedos q eu mais gostava estava o "FORTE APACHE" (de madeira e mtos soldados e índios em pose de combate)!

      E é uma pena q vc não tenha feito a coleção do Tex pela Salvat... EU tbm não consegui fazer completa, hehe (comprei umas 25 edições das 60 do total - no meu caso, é pq a grana TBM apertou e tinha mto repetéco pra mim)!

      Mas foi uma coleção de respeito essa da Salvat... conseguiram selecionar 60 edições bastante dignas do Tex, com aproveitamento de 100% (praticamente só com histórias TOP)!

      Na loja de gibis daqui é mto parecido com o q vc relatou na banca daí... O q chega de TEX já tem "dono" certo na lista de reservas, hehe. Mas a loja sempre pede uns extras além da lista de reservas (pros clientes q compram ocasionalmente)!

      E boa lembrança essa do "Almanaque Marvel 1" com o "Billy Blue"... A série MAX eu li na época em scans e acho q fizeram até mta polêmica "clickbait" em cima dela, pois ele não chega a ser gayzão assumido (q eu me lembre) mas sim, uma espécie de "metrossexual" todo engomadinho e narcisista. Acho q a Marvel já queria lacrar na época (quase 20 anos atrás) mas não tinha culhões pra ir mto longe (mesmo no selo MAX), hehe. Seja como for, o q vale pra mim TBM é a versão clássica, q chegou a ter até 2 "Bibliotecas" lançadas nos EUA (material mto bom de Stan Lee & Jack Kirby):

      https://d1466nnw0ex81e.cloudfront.net/n_iv/600/928151.jpg

      https://d1466nnw0ex81e.cloudfront.net/n_iv/600/944139.jpg

      Abs!

      Excluir
    2. Olá,Elcio!
      Só uma pequena correção necessária, Kid Colt e Rawhide Kid são personagens distintos, ambos famosos e da Marvel.
      Abraço!

      Excluir
  8. Peguei gosto pelo Tex com sua indicação da coleção da Mythos (Tex Gigante em cores?) que foi interrompida. Vendi aquelas e acabei escolhendo a Tex Gold (que tem as mesmas edições). Fiz mais da metade da coleção com aqueles descontos de 50% da Salvat e tenho pegado "As grandes aventuras de Tex" uma vez ao ano na BF. Me parece ter ao todo 12 edições? Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Pateta... blz?

      Pô, foi uma bola fora da Mythos mesmo ter encerrado de forma precoce a coleção "Gigante em Cores", né? Peguei só as 10 primeiras (acho q os Vol. 11 e 12 tiveram venda exclusiva pelo site da editora e me recusei a comprar pq fiquei puto em saber q seriam as últimas). A proposta da coleção era republicar todas as edições do "Tex Gigante" em P&B só q em versões capa-dura e coloridas (era pra ter rendido uns 30 números ao menos)!

      Bom q pelo menos na Salvat foram mais além com as edições "GIGANTES em Cores", mas aí eu peguei só as q eu não tinha (e mantive as 10 da Mythos na coleção)!

      E sim, "As Grandes Aventuras" terão 12 Vol. ao todo... Seriam apenas 10 (já anunciados desde o início), mas ganhou uma "mini-extensão" pra mais 2 Vol. hehe!

      Abs!

      Excluir
  9. DESOLADO

    É meio-dia no terreno íngreme e pedregoso.

    O escaldante Sol a pino faz com que qualquer criatura que ainda tenha algum sangue correndo em suas entranhas acautele-se perante os implacáveis elementos da Natureza.

    Um silêncio onipresente e opressor assinala exatamente qual é o tipo de ordem a ser seguida nessa hora, quando nem mesmo uma brisa sufocante se atreve a se manifestar.

    Imerso no centro dessa paisagem abandonada, um homem olha absorto para o horizonte.
    Ele tem para si o domínio da sombra oferecida pela única árvore que persiste, solitária, no raio de dezenas de quilômetros. E sob ela, o homem espera.
    Persistentemente.

    Na mais angustiosa altura que o Sol é capaz de atingir, avista-se ao longe, demarcando a junção entre o céu amarronzado e a terra ressecada, uma tênue e pálida poeira.
    Poeira que vai crescendo gradativamente, à medida em que a nebulosa diligência, da qual ela se origina, vem se aproximando.

    Ansioso, o indivíduo encontra um novo alento de esperança, quando a coluna de poeira que se levanta naquela paisagem inóspita semeia-lhe o turbilhão.

    Enquanto a diligência se aproxima, o misterioso homem vai descendo pelo terreno escarpado, de onde, há dias, aguardava por aquele encontro - sempre no mesmo e terrível horário.

    Quando os dois destinos finalmente se deparam, a tensão só aumenta, de ambas as partes.
    E após a poeira se assentar no cenário morto, uma palavra é proferida:

    - "Trouxeram ?"

    Apesar de curta e breve, a resposta serve pra ampliar ainda mais a atmosfera de desolação reinante:

    - "Não !"

    Tomado por uma fúria incontrolável, o homem misterioso, engatilhando a sua Winchester Model 1894, então esbraveja:

    - Como NÃO, seus idiotas?
    Eu paguei à vista!!!
    O QUE FOI QUE ACONTECEU???"

    O encarregado da diligência postal se limita a responder:

    - "Eles...eles...erraram o endereço!
    Tivemos que despachar a mercadoria de volta!
    NÃO HAVIA OUTRA OPÇÃO!!!"

    Dito isto, a diligência parte, seguindo o seu caminho.
    E deixado novamente entregue à desesperança, o indivíduo desolado conclui:

    - "Eu deveria ter comprado As Grandes Aventuras de Tex pela Amazon, e não pela Mythos."

    Tony

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei da forma que você escolheu contar a história. Pena que teve um fim trágico

      Excluir
    2. Oi, Tony... blz?

      Tbm gostei do formato insólito deste relato, hehe... Vc leva jeito pra ser escritor, hein? (já pensou nisso)?

      Lamento, contudo, o final nada feliz dessa trama da vida real... E espero q vc resolva esse problema sem mtas burocracias (deve ter sido a tal "estagiária" q eu comentei em outra postagem, rs - sacanagem mesmo, tá lôco)!

      Abs!

      Excluir
    3. "Pena que teve um fim trágico"

      Se fosse possível pôr numa balança todas as sequências com final feliz e aquelas com final trágico, as últimas, com certeza, teriam um peso desproporcional em termos de experiências existenciais pelas quais muitas pessoas bem intencionadas se vêem obrigadas a passar.
      Se por um lado alguns "finais trágicos" servem também como experiências que fortalecem o espírito, por outro lado, uma sucessão prolongada desses tipos de "finais" acabam tendo o efeito de simplesmente minar e sabotar qualquer disposição para continuarmos seguindo adiante.
      O excesso de frustrações que certas circunstâncias corriqueiras numa determinada realidade oferece, longe de formar verdadeiros "gigantes de caráter" (que a tudo suportam), muitas vezes só serve pra desenvolver a revolta e o desprezo por aquilo que apenas parece ser uma implicância de forças obscuras que nos são claramente contrárias.
      Nesse caso, os "finais trágicos" mostram-se como sendo a regra da vida cotidiana, enquanto que os "finais felizes" parecem ser somente uma breve pausa para que o destino que só pretende nos ferrar recupere as suas forças a fim de continuar nos batendo.

      Tony

      Excluir
    4. "Tbm gostei do formato insólito deste relato, hehe... Vc leva jeito pra ser escritor, hein? (já pensou nisso)?"

      Valeu, Leo e L.

      Escrevi essa "historinha" em clima de faroeste no ônibus, indo pro trabalho. Como eu não tenho familiaridade com o material do Tex (fiz a coleção completa da Salvat e estou fazendo a da Mythos, embora não tenha começado ainda a leitura), decidi que não comentaria nada desta matéria pois eu não tinha motivos.
      Foi a minha namorada quem me mandou um WathsApp me "desafiando" a comentar, pois ela gosta de ler as bobagens que escrevo.
      Sim, a minha francesinha é a minha maior incentivadora em tudo.

      E não! Nunca pensei em ser "escritor".
      Não acredito que eu tenha as qualificações necessárias, principalmente estando aqui no Brasziu. E jamais iriam permitir isso, caso eu pensasse o contrário.
      Sempre tive grande habilidade para lutas, por exemplo. Mas, a inveja e a despeita reinante em boa parte desta sociedade barraram qualquer possibilidade de eu poder seguir adiante com isso (entre outros projetos que eu também tinha).
      Daí um pouco do meu "desabafo" contando a historinha, e também na resposta ao colega L.

      Às vezes, a vida se mostra tão árida e tão adversa que cansa.
      E se alguém não tem a estrutura necessária pra suportar, simplesmente é o fim.

      Valeu, novamente, e desculpem o clima de desolação. De qualquer modo, combina com o título da "historinha".

      Tony

      Excluir
    5. "Nesse caso, os "finais trágicos" mostram-se como sendo a regra da vida cotidiana, enquanto que os "finais felizes" parecem ser somente uma breve pausa para que o destino que só pretende nos ferrar recupere as suas forças a fim de continuar nos batendo"


      Mas a vida é assim mesmo, Tony... Temos todos q ser um "ROCKY BALBOA" e continuar de pé porrada após porrada: Caindo e levantando o tempo todo!

      A pandemia fez com q eu falisse a minha empresa (q eu levei anos juntando dinheiro pra construir) e ficasse devendo uma fortuna pros bancos... Mtos no meu lugar teriam ficado desesperados e deprimidos: Mas eu fiquei mais forte ainda e criei outra empresa (q comecei da estaca zero junto com meu sócio de sempre - q perdeu até mais do q eu). Com menos dinheiro e pedalando as dívidas, a gente tá voltando a se estabelecer em um novo ramo de negócios e seguimos nossas vidas até mesmo RINDO das desgraças q sofremos, rs!

      Penso q é assim q tem q ser... ligar o "FODA-SE" pros problemas e matar um leão por dia!

      Abs!

      Excluir
    6. "Mas a vida é assim mesmo, Tony... Temos todos q ser um "ROCKY BALBOA" e continuar de pé porrada após porrada: Caindo e levantando o tempo todo!"

      Sim, Leo, é isso mesmo!
      O próprio Bruce Lee foi um exemplo real dessa filosofia. "Lutou" até o fim contra todas as adversidades.

      P.S.: lançada a Biografia "Definitiva" de Bruce Lee":

      https://www.amazon.com.br/gp/product/6587143121?ie=UTF8&linkCode=li2&tag=veja02-20&linkId=8b6a6c769658b109291524b10bed3ca3&language=pt_BR&ref_=as_li_ss_il

      Um resumo da vida do Mestre:

      https://veja.abril.com.br/cultura/biografia-joga-luz-sobre-o-notavel-legado-de-bruce-lee-para-o-cinema/

      Abraço !

      Tony

      Excluir
    7. "Mtos no meu lugar teriam ficado desesperados e deprimidos"

      Esse sou eu. Hehehe

      Excluir
    8. "Esse sou eu. Hehehe"


      Do Bruce Lee eu sou fanzasso e tenho todos os filmes dele em DVD (inclusive os "fakes" do "Jogo da Morte" 1 e 2 e vários documentários)... Foi uma perda inestimável pro mundo do cinema de ação: Só deus sabe até onde ele teria chegado e q revoluções pro gênero teria trazido se tivesse permanecido vivo!

      No mais... O "Comediante" (de "Watchmen") me ensinou q vivemos uma FARSA e q pra sobrevivermos à ela é preciso RIR e entender q nada se leva a sério na vida real (foi um personagem q teve bastante influência na minha vida pela mensagem q passava)!

      Abs!

      Excluir
    9. "No mais... O "Comediante" (de "Watchmen") me ensinou q vivemos uma FARSA e q pra sobrevivermos à ela é preciso RIR e entender q nada se leva a sério na vida real"


      Eu me identificava com o Rorschach, mas meu personagem favorito era o Ozymandias, tenho 3 versoes da minisserie do Antes do Watchmen dele aqui kkkkk.

      Obrigado pelo relato. Watchmen é um dos poucos quadrinhos que eu afirmaria que é obrigatório ter na estante.

      Excluir
    10. O "Ozymandias" tava ótimo na série de TV do "Watchmen"...

      Ficou perfeito ser interpretado pelo Jeremy Irons... Eu tbm acompanho um blog de quadrinhos chamado: "Ozymandias Realista" (vc não é o único fã dele pelo visto, rs)!

      Abs!

      Excluir
  10. Tenho pego essas grandes aventuras de tex pela Mythos. Deixo acumular algumas edicoes (tanto de tex, juiz dredd, dylan dog...) e aproveitando as promocoes que tem no site. Antes era so na black friday mas ainda bem que agora eles estao com esses descontos quase que o ano todo, porque antes o estrago era grande.p, acumular quase que um ano todo.

    Mesmo assim o volume de lançamentos é enorme e so na ultima compra o valor gasto nao foi pouco mesmo com 50%. Mas ainda deixei algumas como ken parker, elric e um Dreed mais pra frente.

    Gosto do catalogo da editora, aproveitament alto, leitura prazerosa e se antes era cara (bem, continua) mas comparada com outras até que esta sendo vantajoso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, gustavo... blz?

      Eu admiro quem realmente consegue esperar pelas melhores promoções e ofertas de gibis... ultimamente, não tenho conseguido mais fazer isso (tipo, deixar acumular pra uma Black Friday): Já q com as minhas dívidas milionárias, se eu deixar dinheiro parado parado na conta o banco DEVORA (por eu não conseguir sair do cheque especial e gerar mtas multas e juros todos os meses). Assim, qdo dá uma brecha na conta, eu aproveito e acabo COFRANDO os gibis q me faltam (só pra garantir)!

      Da Mythos eu peguei recentemente: "Juíz Dredd - Trifecta", "Fantasma 11", e "Recruta Zero"!

      Mas ainda tão na FILA: "Juíz Dredd - A Guerra do Apocalipse", "Crônicas do Fantasma 7", "Sláine - O Matador de Demônios", e "Elric 2"!

      Abs!

      Excluir
  11. Olá!

    Tex Gigante #36: "Indian Carnival" foi uma das hqs mais legais que li este ano. A atmosfera sobrenatural e de mistério que permeia a história até a revelação da verdade, é bem estruturada. A arte... um primor. Até minha senhora gostou da hq. rs

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Django... blz?

      Concordo com vc, amigo... Esse "Gigante" foi, literalmente, uma BAITA HQ mesmo, rs. Trama mto boa e bem estruturada: soube manter um clima de suspense e tensão do começo ao fim. Sem falar na bela capa q lembra mesmo um cartaz de filme antigo. Recomendo essa edição tbm!

      Abs!

      Excluir
  12. Acabei de comprar o Almanaque Tex 54 na banca do supermercado e já li tudo. As duas histórias são sensacionais. A do Jim Brandon é dos tempos dele como soldado, sem o Tex, achei excelente, o cara é um herói que quase rivaliza com o Ranger mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Guilherme... blz?

      Tbm achei mto bom esse almanaque... comprei e li as 2 histórias assim q cheguei em casa (comecei a ler e não quis parar, rs)!

      E o Brandon é o "Tex" canadense mesmo, hehe... Essa HQ dele deixa isso bem claro pro leitor. Sempre achei ele um ótimo coadjuvante q pensa e age em sintonia com o "Tex" (a melhor HQ com ele, na minha opinião, é "A Mão Vermelha" - uma bem clássica lá dos anos 50)!

      Abs!

      Excluir
  13. Leio Tex desde 1975, sou de Cuiabá, aqui as bancas não fornecem, sempre peço pela internet

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amigo... Tdo bem?

      Eu leio "Tex" desde o início dos anos 80 (qdo herdei uma coleção de um tio meu q morreu e me deixou o "Tex" nº 1 à 112 da Vecchi)!

      É a minha leitura preferida de todas ainda hj, rs!

      Abs!

      Excluir

POR FAVOR, LEIA ANTES de POSTAR:

O "Submundo-HQ" é um blog que preza a amizade e a boa convivência entre os usuários... Assim, NÃO serão aceitos por aqui comentários que incluam:

1) Ofensas pessoais e falta de respeito em geral!
2) Manifestações e militâncias POLÍTICAS (de qq tipo)!
3) SPAM e links de divulgação gratuita de compra/venda de HQs!

Obrigado, e seja sempre bem-vindo ao "Submundo"...

Até+

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...