24/12/2019

"Retrospectiva 2019": Os Fatos e Lançamentos Que Marcaram o Ano...

Em 2019... O mercado nacional ainda se recuperava do estouro da "BOLHA" no ano anterior (quando houve a queda das grandes livrarias, a crise no setor de distribuição, o reajuste disparado dos preços dos encadernados, o cancelamento de várias coleções, etc), o que resultou num ano mais "frio" em relação ao engajamento de leitores e editoras em suas respectivas funções (a de comprar e a de publicar/produzir material pra ser comprado)!

Mesmo assim, 2019 foi um ano repleto de lançamentos e acontecimentos no meio do colecionismo... E nesta "Retrospectiva", selecionei 50 (cinquenta) dos momentos mais marcantes do ano E utilizei pra ilustrar esta postagem apenas CAPAS de lançamentos recentes que ainda não haviam sido publicadas aqui no "Submundo"!

Confira abaixo e bora refrescar a memória, rs:

1) "Surfista Prateado - Novo Alvorecer" (de Mike Allred): O Vol. 1 da fase "Nova Marvel" do Surfista!
2) "Sr. Milagre" (de Tom King): A elogiada série moderna do maior escapista da DC estreia em 2 Vol!
3) "HULK Contra o Mundo": Mega-encadernado Deluxe (564 pág) com a saga completa do Golias Esmeralda em seu retorno à Terra!
4) "A Morte de THOR" (Jane Foster): Gera revolta entre os leitores devido ao preço abusivo da Panini (R$ 40 cada edição, com apenas 130 pág em capa-cartão)!
5) "X-O Manowar - Soldado": A NOVA fase do personagem que é o carro-chefe da linha Valiant (agora pela Editora Jambô)! 
6) "A Liga Extraordinária 1898" (de Alan Moore): O mega-tijolão da Devir que republica os 2 primeiros encadernados da série (em capa-dura, 528 pág, R$ 199,90 - "Creindeuspai", rs)!
7) "Crise de Identidade": Uma das melhores sagas DC dos últimos 20 anos, é republicada pela Panini E pela Eaglemoss!
8) "Wednesday Comics": No formato gigante de um tablóide, é lançada com 15 histórias estreladas por diversos heróis da DC! 
9) "Crossed" (de Garth Ennis): Uma das HQs mais violentas e excessivas do mundo finalmente chega ao Brasil (com 1 década de atraso) - Leitura em níveis demoníacos, rs!
10) "Homem-Aranha - Ed. Definitiva" Vol. 1-2: A coleção que encaderna a fase clássica do "Aranha" (Lee/Ditko) em ordem cronológica tem 2 edições lançadas este ano (a 1º sofreu recall devido à Erros de Revisão)!
11) "SALVAT": Editora cancela abruptamente TODAS as suas Coleções Marvel (capa preta, capa-vermelha, "Vilões", e a do "Aranha"), deixando as lombadas incompletas! 
12) "Sandman - 30 ANOS": O Vol. 1 da coleção que reedita a clássica HQ de Neil Gaiman sofre um recall logo em sua 1º edição, após um festival de Erros de Revisão - com repercussão internacional e pitaco do próprio Gaiman sobre o desleixo da Panini!
13) "Lone Sloane": A obra-prima de Philippe Druillet (um dos grandes nomes da ficção científica mundial dos quadrinhos) chega ao Brasil em Vol. único e integral (com capa metalizada)!
14) "Batman - Veneno": Encaderna a polêmica HQ do Batman viciadão numa nova droga (publicada pela Abril em: "Um Conto de Batman")!   
15) "HELA - A Deusa da Morte": O FIM de uma ERA no Brasil. A maior coleção de miniaturas de super-heróis já lançada no mercado brasileiro (pela Eaglemoss), finalmente chega ao fim com a figura de nº 200!
16) "Príncipe Valente" (de Hal Foster): A Planeta Deagostini lança oficialmente a assinatura da mega-coleção publicada originalmente na Espanha - em 80 Vol!
17) "As Grandes Aventuras de TEX" + "Maxi TEX" Nº 1 + "TEX Willer" Nº 1: O Ranger mais famoso das HQs mostra sua força em 3 novas séries regulares!
18) "A Saga de Thanos": A GÊNESE DO TITÃ LOUCO. As HQs clássicas reunidas em 2 Vol:Com os épicos confrontos de "Thanos" contra o "Cap. Marvel", "Warlock", e os "Vingadores!
19) "Druuna": A personagem mais voluptuosamente erótica e sexualmente ativa dos quadrinhos ganha coleção completa (ou "quase") pela P&N, em 3 encadernados de luxo!
20) "Vingadores Ultimato": O FILME de maior sucesso do ano, encerra a saga cinematográfica dos heróis em grande estilo e vira uma pág na trajetória da Marvel nas telonas!
21) "Coringa": O FILME do palhaço do crime também se torna um grande sucesso de público e crítica (em atuação muito elogiada de Joaquim Phoenix)!
22) "Marshal Law" (Ed. Definitiva): TIJOLÃO com material extremamente oitentista, rs (pra fãs de "Robocop" e "Juíz Dredd")!
23) "Batman - O Messias": Relançamento da Panini, só que em capa-dura (sendo que a 1º versão pela editora era em capa-cartão). Um dos maiores clássicos do morcego, escrito por Jim Starlin ("A Saga de Thanos") e desenhado por Bernie Wrightson ("Monstro do Pântano" na fase pré-Alan Moore)!
24) "Coleção - A Lenda do Batman" (Eaglemoss/Deagostini): A parceria entre as 2 editoras, viabilizou o lançamento desta mega-coleção em 100 Vol. dedicados exclusivamente ao morcego. O Vol. 1 traz: "Batman & Filho" (de Grant Morrison)!
25) "Spawn - Ressurreição": O "Soldado do Inferno" retorna ao Brasil pela editora New Order, depois de anos afastado das bancas (sua última encarnação havia sido pela HQM em 2012)!

26) "O Relógio do Juízo Final": Mini-série em 12 edições, o "Relógio" marca a união do Universo DC e a linha do tempo que contém os acontecimentos da celebrada HQ "Watchmen" (de Alan Moore)!
27) "Batman NOIR": Coleção de luxo em P&B com sagas famosas do morcego: "Cavaleiro das Trevas" (de Frank Miller), "Vitória Sombria", "A Corte das Corujas", "O Longo Dia das Bruxas", "Silêncio", etc!
28) "Fantasma": O Espítito-Que-Anda renasce pela Mythos em 2 novas publicações regulares: "O Fantasma" (em cores e INÉDITO) e "Crônicas do Fantasma" (clássicos em P&B). Além de um encadernado de luxo (com saga de Peter David) que trazia de brinde uma réplica do Anel da Caveira!
29) "Deadpool Clássico 12" (FINAL): A coleção de "Clássicos" do Deadpool chega ao FIM neste Vol. 12, que traz um arco INÉDITO no Brasil: "Despedida Para Um Degenerado" (com participação de "Thanos")!  
30) "Conan - O Bárbaro" Nº 1 (Panini): A novíssima fase de "Conan" pela Marvel (o Cimério volta ao lar, pela editora que o popularizou) em capa-cartão, 48 pág, R$ 9,90. Com roteiros de Jason Aaron ("Thor", "Justiceiro", "Escalpo")!
31) "A Espada Selvagem de Conan": A Coleção Retorna Às Bancas Pela Panini (após ter sido prometida pela Salvat). Serão 75 Vol. ao todo com a fase clássica de Roy Thomas & John Buscema - entre outros (em capa-dura, na faixa de 50 reais cada)! 
32) O "4º Mundo" (de Jack Kirby): Estreia no selo "Lendas DC", A série é composta por 4 títulos interligados: "Novos Deuses", "Sr. Milagre", "Superman" (tirado da revista: "Jimmy Olsen"), e "O Povo da Eternidade"!
33) O "Imortal HULK": Uma nova fase pro "Hulk" começa já com uma indicação ao Eisner de melhor série. Al Ewing retoma as origens do personagem em tramas mais sombrias e violentas ao estilo de filmes clássicos de terror e suspense!
34) "Juíz Dredd - de Brian Bolland" (Especial da Mythos): Antes de se tornar o grande artista que viria a ser, Bolland desenhou inúmeras histórias do mais famoso personagem britânico: O "Juiz Dredd"!
35) "Batman - Álbum de Figurinhas": Todo o universo do "Batman" está bem representado nesta coleção de 192 cromos - sendo 144 comuns, 24 que brilham no escuro, 24 metalizados e 36 cards para colecionar!
36) "Júlia - Aventuras de uma Criminóloga" (republicação): Conheça Júlia, a criminóloga. Elegante. Inteligente. Corajosa. Muito bem-humorada. Histórias escritas por Giancarlo Berardi, o roteirista criador de "Ken Parker", em uma nobre edição em formato italiano!
37) "Liga da Justiça" Vol. 1 (Lendas do Universo DC): A famosa "Liga Engraçadinha" (de J.M. DeMatteis & Keith Giffen) que fez a alegria dos leitores nos formatinhos da Abril (anos 80 e início dos 90)!
38) "Tio Patinhas - A Coroa Perdida de Gengis Khan" (de Carl Barks) + "Biblioteca Don Rosa Vol. 6 - O Solvente Universal" + "Os Anos de Ouro do Mickey 15": A Panini retoma as 3 principais coleções da Abril do ponto onde pararam!
39) "Batman - de Archie Goodwin" 1-2: As histórias do roteirista e editor Archie Goodwin estão reunidas nesta coleção de "Lendas" em 2 Vol. (com exceção da Graphic Novel: "Gritos na Noite" - que pode sair em separado futuramente)!
40) "TEX" nº 600 (Em CORES): Um verdadeiro marco nas bancas brasileiras. A revista mensal do "TEX" (iniciada em 1971) chega à marca de 600 edições publicadas de forma ininterrupta há quase 50 anos!
41) "Biblioteca Will Eisner - Um Contrato com Deus": Publicada em 1978, "UM CONTRATO COM DEUS", ajudou a definir o termo "graphic novel". Juntamente com "A FORÇA DA VIDA" (1988) e "AVENIDA DROPSIE" (1995), são reunidas pela 1 º vez num volume luxuoso (pela Devir)!
42) O "Doutrinador": O anti-herói brasileiro (matador de políticos corruptos) estreia um FILME no cinema e série de TV no Canal Space! 
43) "Crise nas Infinitas Terras": Agora na telinha. O evento ocorre nas séries de TV da DC (Arqueiro Verde, Flash, Supergirl, Batwoman, etc)!
44) A "Coleção DC" (da Eaglemoss) já teve 100 encadernados lançados no Brasil. E agora (quando todos pensavam que a coleção seria cancelada devido aos constantes reajustes de preço) uma NOVA EXTENSÃO é confirmada pra mais 30 Vol (com venda apenas virtual)!
45) "CHM - Paladinos Marvel" Vol. 9: "Demolidor" Vs. "Polichinelo" (material clássico de Stan Lee & Gene Colan) em HQs praticamente INÉDITAS no Brasil (somente 1 já havia saído pela RGE)!
46) "Inumanos" (Paul Jenkins & Jae Lee): Um mega-encadernado de luxo com a saga completa (em 12 partes) que revolucionou os "Inumanos" no final dos anos 90!
47) "Titãs 11": A ÚLTIMA edição da coleção de "Lendas" dedicada ao artista George Pérez (CAPA acima)!  
48) "AKIRA 6": Entra em pré-venda o 6º e ÚLTIMO Vol. da obra-prima de Katsuhiro Otomo (R$ 76,90)!
49) "Batman 80 Anos - Detective Comics Especial": Uma bela edição comemorativa pra todos os fãs do cruzado de capa (efeito dourado no logotipo e muitas capas variantes como extras)!   
50) "Vingadores Vs. X-Men": É uma das últimas edições da linha "Marvel Deluxe" (junto com mais 2 edições do "Homem de Ferro"), selo que será descontinuado pela Panini!

Até+

PS: Menção Honrosa pra mais alguns destaques de 2019: "Justiceiro MAX - Valley Forge" (FINAL da fase MAX de Garth Ennis), "ESCALPO 5" (FINAL), "Mickey & Pateta - Pé na Estrada" (Graphic Novel), "Titãs - A Origem de Lilith" (de Garcia-López), e "X-Men - 2º Gênese" (fase clássica da equipe)!

68 comentários:

  1. Caramba, você leu tudo isso, Leo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Hunter... blz?

      Pior, rs... Se bem q algumas foram lidas ao "longo da vida" e comentadas aqui por serem reedição de coisas q já li, kkk!

      Abs!

      Excluir
  2. OI Leo!

    Parabéns pela matéria, abrangeu de forma completa tudo que foi lançadobem ampla o que foi lançado de relevante no Brasil neste anos de 2019!

    Para um mercado se recuperando de uma crise severa foi um ano bem movimentado de lançamentos e relançamentos, inclusive com uma nova editora chegando no mercado chutando porta:A Excelsior!

    Embora, ela só tenha lançado a adaptação do filme do Alien- O Oitavo Passageiro, já tem Blade Runner 2019 agora para janeiro!

    Está indo até rápido para uma editora iniciante já que outras, embora também menores, lançam muito mais espaçado os materiais! Veremos o que a editora trará para frente!

    O mercado de HQs é muito forte no Brasil, e mesmo com as bancas de revistas fechando (infelizmente) quase que diariamente, o mercado tem fôlego e consegue se fortalecer a cada ano!

    Na matéria que estou escrevendo sobre as publicações do Ano de 1990, será mostrado que não importa a crise econômica, o mercado pouco se abala no geral! 1990 não foi muito diferente do que temos hoje em matéria de publicação de edições de luxo (para a época), e as bancas eram abarrotadas de hQs e vendiam bem.Saiu um podcast do Universo HQ sobre o Conan, onde foi dito que a revista dele na época da Abril vendia cerca de 250 mil exemplares por mês!

    Isso estamos falando da época dos governos Figueiredo (final),Sarney e Collor, de inflação absurda, medidas econômicas austeras, fora o fato da discriminação cultural das HQs na época e que as edições da Abril nunca foram baratas e subiam mês a mês!

    Estou no aguardo da "reformulação" da Panini e sua respectiva divulgação, e espero que não sejam más notícias, pelo menos em relação aos materiais clássicos!

    como disse antes, o mercado brasileiro é forte, apesar das adversidades, só é preciso saber trabalhar.A editora deve saber (ou pelo menos deveria) qual é o real problema que está afastando os leitores, e nem sempre é o preço elevado de algumas publicações, pois o desleixo é o pior de todos, sendo este imperdoável pelos colecionadores\leitores!!

    Abraços,

    e Feliz Ano Novo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espera chegar no primeiro ano do governo Collor e você vai ver o que é crise afetando publicação. Eu vivi aquilo e garanto que metade ou mais dos títulos publicados na época foram cancelados!

      Excluir
    2. Oi Hunter!

      Teve muitos títulos lançados na Era Collor, que tomou posse na época dia 15 de março daquele ano! Até que no primeiro ano da Era Collor saiu muita coisa, o problema é que entre 1991 e 1994 a coisa pegou devido à recessão que começou em 1990 e muita coisa foi cancelada!

      Eu já estou terminando a matéria, mais uns dias eu envio para o Leo!

      Abraços!

      Excluir
    3. Nos primeiros meses as editoras pensaram que haveria um tempo de respiro, como nos primeiros tempos do cruzado. Foi o contrário...

      Excluir
    4. Elcio,
      Os preços abusivos são sim os maiores empecilhos para a maioria dos colecionadores se manterem. É muito material capa dura sem necessidade e até as CHM e LUDC estão rompendo o valor de 30 reais. Acredito que a maioria dos colecionadores querem manter o hobby mas por valores de acordo com a realidade. Eu mesmo cogito em 2020 consumir bem menos. E olha que estou trabalhando imagine os desempregados ou que tiveram perda no poder aquisitivo?
      Roberto Xavier

      Excluir
    5. Eu ouvi o podcast do confins do universo e não me lembro de terem de ter ouvido esse número. Lembra em qual pedaço é mencionado a tiragem?

      Enfim, em outro podcast de lá, lembro o Mário Barroso ter mencionado o n° de 120.000 exemplares para a Espada Selvagem. Como a publicação perdurou muitos anos, ambos podem estar corretas. Um quarto de milhão é um número que impressiona, número dos auges da Ebal e RGE nos anos 60 ou de material Disney que sempre vendia as pencas. Um dia eu vou atrás de Almanaques Abril, que tem os números oficiais.

      Excluir
    6. O real problema na minha opinião são quadrinhos muito caros e poucos leitores. Veja bem , moro em São paulo na região do ABC.Existem muitas bancas e sebos por aqui .Os sebos em vez de vender os quadrinhos mais baratos , vendem no preço de capa ou até mais caros. Só que não vendem .Vc passa o ano todo e São os mesmos quadrinhos que ficam lá expostos meses após meses .Quando vc vai vender os seus quadrinhos lá, Eles te pagam valores risíveis. Temos muitos amigos desempregados por aqui infelizmente,e quando conseguem emprego a média saláriao é de 1.500 reais. Como é que um pai de família sustentável uma família e ainda compra quadrinhos a uns valores absurdos desses .Não da .O público leitor de quadrinhos está envelhecendo e não vejo interesse nos mais jovens.

      Excluir
    7. Oi, Elcio... Tdo bem?

      Brigadão por ter curtido a postagem... Até q foi divertido passar uma madrugada inteira relendo matérias e notícias desde o começo do ano pra poder elaborar essa seleção, rs!

      E olha q eu procurei deixar de fora coleções q já tavam em andamento... Priorizando mais aquelas q estavam ESTREANDO no mercado, ou sendo concluídas (tipo o "Escalpo" - q se encerrou no Vol. 5)!

      Ou seja: Foi um ano bastante fértil sim pro mercado brasileiro... Mas estando longe de ter sido um dos melhores anos pra se comprar gibis por aqui (devido à quebra ou afastamento de varias editoras - q cessaram suas publicações OU andaram pisando no freio: o q é o caso da Devir, q teve um 2019 bem "modesto" e com poucos lançamentos)!

      E sobre a Excelsior... Valeu pelo aviso do "Blade Runner", não sabia q ia sair adaptação do novo filme - q aliás, eu ainda não vi (nunca fui mto fã do 1º, mas quero ver esse novo filme uma hora dessas)!

      E eu tô ansioso pela sua matéria sobre os anos 90... Um período mto especial pra mim, pois foi onde me reafirmei como colecionador, retomando em definitivo meu papel de leitor de gibis (após ter passado 10 anos afastado do ramo)!

      E eu tenho notado q o mercado de HQs sempre se adapta de alguma forma à qq crise no setor... Tanto é, q já tivemos momentos bem piores e nunca se deixou de publicar quadrinhos. Mesmo as editoras q quebravam pelo meio do caminho, logo surgiam outras q retomavam as publicações deixadas em aberto. O MELHOR exemplo disso é o "Príncipe Valente", q somente agora tá sendo republicado na íntegra!

      Um Feliz 2020 pra vc tbm, Elcio... Q seja um ano bastante promissor pra todos nós!

      Abs!

      Excluir
    8. Sobre crise econômica...

      Pra mim, o pior período sempre será a 2º metade dos anos 80 e a 1º metade dos 90... Pois foi justamente a época em q a minha família quebrou diante do Plano Cruzado no governo do Sarney e eu tive q vender toda a minha coleção na época. Com o Collor deu toda aquela merda depois e tbm foi uma fase bem ruim (eu não tinha condições de voltar a colecionar gibis)!

      A coisa só começou a melhorar (pra mim) com o Itamar... Já q foi no governo dele q eu finalmente consegui me recuperar financeiramente e retomar minhas coleções todas (fazendo ranchos em sebos e comprando mta coisa em banca). Assim, ainda vejo a 2º metade dos anos 90 como sendo BOA (mas é uma visão PESSOAL, cada um teve e sabe dos seus próprios problemas econômicos em cada período)!

      Abs!

      Excluir
    9. A partir do Plano Real a situação melhorou, mas ainda levou muitos anos para as editoras de quadrinhos se recuperarem. Eu diria que foi só em 2000, com a chegada cos mangás.

      Excluir
    10. Verdade, Hunter...

      Nessa época a linha Disney tava com aqueles gibizinhos de 1 pila (com menos pág, bem "enxugados")... E a Abril chegou a cancelar 3 revistas da Marvel (Cap. América, SAM, e Hulk) e condensar as 3 num único "almanaque" (Marvel 97, 98, 99, e 2000) até chegar na famigerada "Era Premium". Complicado mesmo!

      Abs!

      Excluir
  3. E ae, LEO!
    Pra mim os lançamentos destaques foram a coleção da Salvat do Conan, Drunna e LUDC Os Novos Titãs.
    Não entendi a coleção Drunna "quase completa" o que faltou? Os caras do P&N disseram que estaria completa.

    Roberto Xavier

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Roberto... blz?

      Qdo eu falei em "quase completa", eu tava me referindo à falta dos álbuns de extras: "DRUUNA X" 1 e 2... São 2 livros só de putaria mesmo e pin-ups do Serpieri. Não fazem parte das "histórias" em si, mas são um bom complemento pra quem aprecia a personagem e acho q devia ser publicado (nem q fosse à parte)!

      Abs!

      Excluir
    2. Não vieram como extras nas edições do P&N?

      Excluir
    3. Infelizmente não, Hunter...

      Por isso, vou ter q manter minhas "Druuna X" importadas mesmo... Seja como for, valeu de qq forma pra ter o resto da série mais organizada: Eu tinha a "Druuna" mto espalhada entre edições nacionais e importadas da "Heavy Metal" e encadernados capa-dura italianos (embora me faltassem as 2 últimas HQs - q tão no Vol. 3 da P&N)!

      Abs!

      Excluir
  4. Sim...é um mercado vibrante e resiliente, mesmo com inúmeros defeitos. Se posso contribuir com essa lista, nos mangas tivemos lançamentos de clássicos como Devilman de Go Nagai, Hokuto no Ken e Rosa de Versalhes pela JBC e o Preço da Desonra pela editora Pipoca e Nanquim. Como ponto negativo, acabei de conferir que a editora Figura não conseguiu financiamento para o lançamento de Kraken (clássico europeu de Segura e Bernet). Uma pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei Akira o maior lançamento do ano. Mas o mercado de mangás começa a entrar na roubada do capa dura. Devilman poderia ser em capa cartão para baratear o preço. Não cogito pegar por causa disso. Roberto Xavier

      Excluir
    2. De fato ! Relançamento em capa dura de Monster e Dragon Ball confirmar isso que você falou.

      Excluir
    3. Devilman é um calhamaço de mais de 600 pgs e vai ser apenas 2 vols. É até justificável a capa dura. Mas colocar capa dura em Dragon Ball e em monster já foi palhaçada. Se a pessoa tiver com bastante grana, entende ingles e quer ter a coleçao logo. Compensa mais comprar a versao importada 3 em 1 de dragon ball. Sai até mais barato que essa da panini. Acredito que ano que vem, eu va adquirir pouquissimos materiais. Estou curioso pra ver até onde vai essa hipocrisia nerd, todo mundo é nerd quando nao apanha por ser nerd, nem é zoado pelos outros. Quando essa modinha passar, quero ver quantos vao sobrar.

      Excluir
    4. Com relação a DB, creio que o mais barato seja comprar usado da Conrad de algum iste. Deve dar para conseguir os exemplares abaixo de 5R$ a unidade

      Excluir
    5. Eu achei Dragon Ball Ed. Definitiva da Conrad por 5 pila que estava lacrado num supermercado!! Cheirando a novo ainda,rs!

      Abs!
      Leonardo Goulart

      Excluir
    6. E aí, Fábio... blz?

      Obrigado pela contribuição acima nos destaques de mangás... Como não é uma área q eu conheça bem, acabei focando a retrospectiva só no material q costuma ser divulgado e comentado aqui no blog mesmo (Marvel, DC, Tex, Disney, e uma coisa ou outra mais alternativa, rs)!

      Abs!

      Excluir
    7. "Achei Akira o maior lançamento do ano. Mas o mercado de mangás começa a entrar na roubada do capa dura."


      Verdade, Roberto...

      Mesmo não sendo em capa-dura, eu desisti do "AKIRA", "Ghost In The Shell", e "Éden"... por serem em formato mais luxuoso (e de valor mais elevado)!

      Sei q mtos vão dizer q o preço é "justo" ou não "tão caro" diante de encadernados Marvel/DC... Mas a questão é o cara (q nem eu) se interessar pelo mangá e não poder comprar pq tem q fazer uma escolha:

      Imagine eu diante de HQs q são prioridade pra mim: "Justiceiro MAX", "Espada Selvagem", "Príncipe Valente", etc. A soma delas tem um custo alto, e me impede de experimentar novos materiais, já q com esse gasto eu fico mais restrito à tentar um mangá q custa outros 70 ou 80 reais!

      Abs!

      Excluir
    8. Provavelmente a capa dura é porque as edições já seriam caras de qualquer jeito. A diferença real no preço final não chega a cinco euros, se tanto.

      Excluir
    9. "Com relação a DB, creio que o mais barato seja comprar usado da Conrad de algum iste. Deve dar para conseguir os exemplares abaixo de 5R$ a unidade"

      QUe site é esse? Deixei de comprar hqs, mas por um preço desse, faço questão de comprar todo mês.

      Excluir
    10. 5 euros > 20R$. Então pesa Hunter. Se fossem 5R$....

      Excluir
    11. De 80 reais para 60 reais, por exemplo. Nunca vi ninguém dizer que um encadernado capa mole a 60 reais tinha um preço justo...

      Excluir
  5. O material da druuna do pn não é completo ? Que eu saiba serpieri terminou a saga ano passado e o volume 3 do pn tem essa história. Agora fiquei em dúvida de compro ou não kkk.

    Ivan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que saiu tudo, mas o Serpieri não disse que terminou a série não!

      Excluir
    2. Ivan, também ouvi falar que estava completo. Roberto Xavier

      Excluir
    3. . Que estranho, em um vídeo deles (acho que sobre o volume 3 ) eles afirmaram que encerra a saga (e ao mesmo tempo o serpieri faz uma homenagem na própria carreira enquanto desenhou faroeste). Bem, mas se vier mais Druuna não tem problema, tirando como vai ficar o formato dessa coleção haha.

      Ivan

      Excluir
    4. Oi, Ivan... Tdo bem?

      Em matéria de histórias, saiu tudo sim na coleção da P&N... Pode ficar tranquilo em relação à isso. Embora o Hunter tenha alertado (e já ouvi falar disso tbm) q a série ainda não estaria concluída - segundo o autor (quem sabe)? Mas isso não inviabiliza o fato de terem lançado todas as histórias nessa coleção de 3 Vol. (q eu recomendo sim)!

      Qdo me referi à não estar "completa" de fato... eu tava falando dos 2 álbuns de putaria e artes (pin-ups) do Serpieri: "DRUUNA X" 1 e 2 (q eu tenho importados):

      https://images-na.ssl-images-amazon.com/images/I/51BDCVY8D2L.jpg

      https://images-na.ssl-images-amazon.com/images/I/41NMG5CBBNL.jpg

      Eu acho q é um material q DEVERIA ser publicado nem q fosse à parte da coleção... Mas os caras do P&N falaram em vídeo q seria "bobeira" (palavra daquele barbudinho careca - não sei o nome) publicar esse material pq é "SÓ pornografia", rs. É q os caras não são da PUTARIA, e já levaram 40 minutos de vídeo "problematizando" a punheta: como se o público da "DRUUNA" estivesse inetressado na "trama" ou em justificativas sócio-políticas e culturais pras cenas de sexo e closes de bunda, kkk!

      Enfim, ainda acho q deveriam publicar os 2 álbuns de "Druuna X"... São só desenhos e histórias curtas (numa, a Druuna faz boquete em 2 caras num sofá). Tem histórinha? NÃO. Tem justificativa sócio-política e cultural? NÃO. Mas a punheta é a mesma, hahaha!

      Abs!

      Excluir
    5. "Eu acho q é um material q DEVERIA ser publicado nem q fosse à parte da coleção... Mas os caras do P&N falaram em vídeo q seria "bobeira" (palavra daquele barbudinho careca - não sei o nome) publicar esse material pq é "SÓ pornografia", rs. É q os caras não são da PUTARIA, e já levaram 40 minutos de vídeo "problematizando" a punheta: como se o público da "DRUUNA" estivesse inetressado na "trama" ou em justificativas sócio-políticas e culturais pras cenas de sexo e closes de bunda, kkk!"

      Esses caras me fazem entender porque nos anos 90 os nerds eram tao odiados. Se acham engraçados, acham serem donos da verdade, sao metidos e dão vazão às frescuragens politicamente corretas que estragaram os quadrinhos e o cinema

      Excluir
    6. Verdade, L...

      Os nerds leitores de gibis sempre foram zoados no meio social (principalmente pelas mulheres, q viam neles - e ainda veem - um bando de mangolões q precisam problematizar e justificar tudo, até mesmo o sexo). Agora pensa na reação da mina com o sujeito falando q sexo e putaria é "BOBEIRA"? Arrumando contextos sócio-políticos e sociais pra justificar uma trepada? Vc acha mesmo q esse cara vai se dar bem com a mulher? Eu acho q NÃO (mulher não gosta de ter q cuidar de um "bebezão" todo cheio de mimimis)!

      É mais fácil e provável q esse tipo de nerd termine seus dias bajulando feminazis e "pedindo desculpas por terem nascido homens" (algo bastante comum em grupos do face): pra ver se conseguem sair do "5 contra 1", rs!

      Abs!

      Excluir
    7. "É mais fácil e provável q esse tipo de nerd termine seus dias bajulando feminazis e "pedindo desculpas por terem nascido homens"

      Já passei por esse tipo de constrangimento, mas o tempo e as (más) experiências que tive finalmente serviram pra acabar com isso.

      Excluir
    8. O problema de druuna foi que os malucos do pipoca e Nanquim venderam o produto como algo que tinha uma história excepcional e a nudez era secundária sendo justamente o contrário. Muito nerd que nunca tinha visto o material na vida comprou um material caro e quando viu que a história era fraquissa se sentiu enganado, ninguém quer pagar caro por nudez tendo a Internet. Encontrei o box de druuma do pipoca e Nanquim num sebo.

      Excluir
    9. Leo , tinha até me esquecido que druuna x existia haha, mas se for só isso não vejo tanto como um problema já que tem várias ilustrações eróticas/pornográficas em todos os volumes. Porém concordo que se é pra ser um material definitivo(e deixando o X pro último volume, já que é bem fino) tinha que ter TUDO já feito da druuna mesmo (apesar que nos materiais mais recentes da personagem o próprio serpieri pediu pra retirar esse conteúdo pelo o que ouvi falar, o que também é uma puta hipocrisia já que a personagem vive transando e foi essa imagem que vendeu a mesma pra todo mundo).

      Sobre os vídeos do PN, acho que ele serviu pra contextualizar mais as histórias (e pra falar que não é apenas um hentai da vida ou romantização do estupro que nem muita gente fala). Sobre falar que druuna tem uma história excepcional, claro que é propaganda dos caras pra vender o produto deles ué, eu farei o mesmo se tivesse uma editora haha.

      Por fim um questionamento: é impressão minha, ou depois de druuna a maioria os lançamentos seguintes é material bem meia boca ou como posso dizer "mais correto ou puro"?

      Ivan

      Excluir
    10. E aí, Ivan... blz?

      Tbm achei hipocrisia e nem sei qual teria sido o real motivo do Serpieri rejeitar os álbuns pornográficos da "Druuna" (teve tbm outras edições de pin-ups e rascunhos, tipo: "Druuna - Obsessão", q eu tenho somente em scan)!

      Porra, os álbuns ficaram legais sim... Tem várias artes mto bonitas (fora a putaria em si), esboços, testes com modelos, etc. Sendo fã da arte do Serpieri tenho mto orgulho de ter todo esse material na minha coleção (ele tbm deveria ter)!

      E realmente, depois de "Druuna"... foram raros os materiais eróticos mais "barra-pesada" q vi por aí. É como se tivesse acabado a geração dos artistas de putaria de antigamente (Serpieri, Manara, etc)! Tristes tempos mimizentos, assexuados, e politicamente corretos!

      Abs!

      Excluir
    11. Entendo que a questão é outra. Druuna ficou parada um tempão porque o Serpieri brigou com a editora. Quando ele recuperou os direitos da série, não republicou os X (que não são HQs e sim artbooks! Esse material tende a vender muito menos do que quadrinhos propriamente ditos). E são essas edições novas que as editoras pelo mundo estão publicando. Se os X não são disponibilizados, não tem como as editoras publicarem!

      De qualquer forma, tudo que é editora brasileira a quem eu já sugeri publicarem artbooks recusou dizendo que eles não vendem, então mesmo que o material estivesse disponível é possível que não fosse publicado no Brasil mesmo assim...

      Excluir
    12. Valeu mesmo pela explicação, Hunter...

      Mas é uma pena q aqui no Brasil os livros de artbooks aparentemente não vendam bem... Eu, particularmente, aprecio mto esses livros de arte e tenho alguns importados (inclusive as 2 "Druuna X"). Agora, por exemplo, devo mandar vir o "Marvelocity" do Ross!

      E, de fato... Saíram pouquíssimos livros de artes aqui no Brasil. Até aquela coleção de "Mestres Modernos" da Jupati (q publicou edições do Byrne, Pérez, e Garcia-López) parou por aí pelo visto. Triste mesmo essa falta de cultura brasileira pra apreciação de artbooks e afins!

      Abs!

      Excluir
  6. Salve Salve Léo!!!

    Outro ponto que eu destacaria foi o surgimento do Amazon Prime, que com sua assinatura baixa e política de frete grátis pode ter dado uma boa aquecida no mercado de hqs. Se antes, por causa do frete, concentrava os gastos e perdia algumas promoções, hoje, se apenas uma edição de CHM ou Lendas DC aparece com um bom desconto, já fecho a compra.

    Quanto a alguns dos destaques, o fim da linha Deluxe já era esperado. A Panini concentrou como carro-chefe o run do Bendis e com o encerramento da fase com (a sofrível) Vingadores x X-Men, praticamente não há mais nada a se publicar.

    As Lendas DC foram boas. Pegaram séries que a gente pedia, mas não via muita esperança de publicação. Espero que, a exemplo dos Titãs, o 4° Mundo e a Liguinha (com o único Maxwell Lord que vale) também engatem uma boa sequência. E para 2020, espero que o Esquadrão do Ostrander, Super do Byrne, Flash do Waid e o Aquaman do Peter David também ganhem uma chance.

    E as CHMs tiveram um ano meio burocrático. Gostei que tenham completado o Verdão e MKF, mas acho que poderiam ter investido também em outros personagens, especialmente na Tumba do Drácula, que já passou da hora de completarem...

    Essa ida dos álbuns de luxo da Disney para a Panini também surpreendeu. O problema é que fica quase um monopólio, já que a Panini concentra os principais selos. Mas, por outro lado, vendo o trabalho da Culturama (que neste mês chegou ao ponto de dar de brinde para os leitores um imã de geladeira "fofo" com o logo da empresa) é um alívio saber que eles não lançarão este material. E, para quem dizia que a MSP saíria da editora se eles publicassem Mickey e cia, parece que o titio Maurício deve ter voltado atrás...

    Mythos está indo por um bom caminho investindo em edições menos luxuosas para o bom Juiz, além de resgatar o Fantasma e relançar a Júlia em um formato melhor. Inclusive, os editores já anunciaram que a Julia terá mais 5 edições neste formato no ano que vem.

    Léo e amigos do Submundo desejo à vocês um excelente 2020 e que o ano seja repleto de quadrinhos com nenhum erro de revisão, sem sagas toscas e nada de preços abusivos!!!
    Bom 2020, galera!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Luiz... blz?

      Realmente, ainda pretendo assinar a "Amazon"... mais até pela plataforma de filmes e séries (q mal começou e já se vê q vai fazer parelho com a Netflix)!

      Sobre a linha Deluxe... chegou num ponto mesmo em q não tem mais o q publicar nesse selo, já q o passo seguinte seria o material da "Nova Marvel" q já sai em selo próprio (de lombada branca). Assim, a linha Deluxe meio q já cumpriu seu objetivo de publicar o melhor da Marvel dos anos 2000 até 2015 (mais ou menos)!

      O "Esquadrão do Ostrander" tá previsto pra ser uma das próximas "Lendas", mas o "Super do Byrne" DEVE sair em OUTRO formato (ou novo selo - nas "Lendas" não pode, já q outros artistas revezam com o Byrne e a coleção tem q manter o nome de apenas 1 artsita)! qto ao "Flash do Waid" e o "Aquaman do Peter David", não se tem nada de certeza ainda, mas acredito q tbm sejam publicados um dia fora do selo "Lendas!

      As "CHM" vão passar por um reestudo (pelo q entendi)... Mas até o mês q vem já devemos ter o último vol. de "MKF" e as ed. 10-12 de "Paladinos". Nem sinal da "Tumba", por enquanto!

      Qto à Disney... Eu tbm fico mais aliviado agora sabendo q ela tá com a Panini, do q inteiramente nas mãos da INCOMPETENTE Culturama (q basicamente só lançou merda até agora e continua com péssimo gosto pra escolha de capas - todas bem infantilizadas e parecendo desenho de revistinha pra colorir. Pelo menos a Panini já largou logo as 3 principais coleções de CLÁSSICOS (q é o q interessa). A se lamentar, apenas, a obrigação (aparentemente contratual) de SÓ se publicar material de luxo da Disney!

      O MSP é um empresário, e o bom-senso deve ter pesado na hora... negócios são negócios, e eu mesmo (no meu ramo) acabei me aliando ao meu maior inimigo e rival, rs (pq não o maurício com a disney tbm)?

      E tbm tô gostando de algumas decisões da Mythos... O "Fantasma" foi uma das melhores tacadas da editora nos últimos anos com formatos econômicos e variedade de fases do personagem (q nem fazem com o "TEX", onde tem gibis pra todos os bolsos e leitores de todas as épocas). Tbm tá bacana a nova fase da 2000 AD, com o "Dredd" e a "Heavy Metal" em edições mais acessíveis!

      No mais... Um Feliz 2020 pra vc tbm, Luiz. Q deus te ouça nessas previsões pro ano, rs!

      Abs!

      Excluir
  7. E aí, Leo, beleza?

    Ótimo final de ano pra ti e pra tua família.
    A sustentação do mercado em 2020 vai depender da manutenção das editoras, especialmente a Panini que é mais popular, com relação a conteúdo, acabamento e preço.
    Caso contrário teremos uma retração ainda maior, e em consequência, gibis mais caros.

    Eu pretendo "finalizar a coleção" ano que vem, pois basicamente tudo que eu queria já estou conseguindo, e cada vez menos paciência pro que sai de novo. Evidente que parar de vez, sem chance, mas vai rolar uma manutenção enorme antes de adquirir mais coisa.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Lierson... blz?

      Valeu mesmo, espero q vc tbm tenha tido um ótimo final de ano e um reinício melhor ainda (eu passei o dia seguinte completamente apagado de ressaca, mas me diverti bastante, hehe)!

      E concordo contigo... Tbm acho q a manutenção e sobrevivência do mercado depende mais agora das próprias editoras, em especial da Panini (q detém a maior fatia do bolo): Q ela tenha em mente a necessidade de se renovar o público-leitor, o q só será possível com preços mais em conta (caso contrário, somente os nerds mais velhos e com grana sobrando pra torrar em gibis e bonequinhos é q vão seguir em um mundinho cada vez mais restrito e marginalizado)!

      Os cuidados na revisão e trato com o leitor tbm são essenciais pra roda continuar girando... ninguém aguenta mais esses erros e cagadas de revisão (nem os youtubers puxa-sacos do Levi acreditam ainda nas mentiras e contos da carochinha do tipo - tanto é, q os ERROS continuam acontecendo por mais q o editor-POSTE siga afirmando q "providências estão sendo tomadas", tá bom: queria saber QUAIS providências seriam essas? A pág de erros do face continua relatando vários erros todos os dias!

      Abs!

      Excluir
  8. Blz Léo!
    Ótima resenha para o final do ano! Sempre grato pelas suas publicações e informações.
    A terceira edição definitiva do Aranha já aparece no checklist da Panini em dezembro/19. Torçamos para que não pare só nos três. Que todas as fases Lee/Romita/Kane/Conway e Andru sejam publicadas. A volta dos clássicos Disney pela Panini também foi uma ótima notícia. Aproveitando o gancho e sugerindo sobre a reestruturação das Coleções Históricas Marvel em outro formato: poderiam editar os clássicos da Marvel no formato das EPICs que são editadas nos EUA; capa cartonada com maior número de páginas, um preço acessível, com edições sequenciais seria uma boa. O que vc acha?
    Feliz Ano Novo pra vc e sua família!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Tadeu... blz?

      Brigadão mesmo por ter curtido a postagem... Já tô providenciando as de "Melhores" e "Piores" CAPAS do ano (tradicionais aqui no blog, hehe) pra irem ao ar ainda hj!

      A 3º "Ed. Definitiva" do Aranha eu acredito q ainda demore mais um pouco, já q o Vol. 2 recém chegou nas lojas... E acredito q deva ir além da 3, já q a ideia é trabalhar com baixa tiragem e público bem segmentado mesmo (eu "chuto" uns 10 Vol. ao todo rs)!

      Sobre a linha EPIC... Eu gostaria mto desse formato (em capa-cartão e umas 500 pág), mas já me disseram q seria inviável comercialmente (pelo menos aqui pro Brasil). O q eu "acho" (palpite) q deva acontecer: Se manter o formato "CHM" mas sob outro nome/selo (desvinculando os clássicos das limitações de TER q se fechar uma caixa com 4 Vol). OU (quem sabe) continuar a linha "CHM" mas revezar com outros formatos (tipo jogar alguns clássicos pra coleção de capa-preta, onde saiu o "Deadpool Clássico" e o "Homem-Formiga - Mundo Pequeno")!

      São apenas "conjecturas" ainda... O fato (no momento) é q tanto as "CHM" qto as "Lendas" vão ser reavaliadas durante o ano (leia-se: depois do carnaval, hehe)!

      E um Feliz 2020 pra vc e sua família tbm, amigo!

      Abs!

      Excluir
  9. Bom ano novo para você Leo e todo pessoal do blog..........o melhor para mim justiceiro que ficou apenas na menção honrosa........

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Ronny... blz?

      Feliz 2020 pra vc tbm, brother... Mtas felicidades e q consigamos manter nossas coleções e colecionáveis por mto tempo ainda, rs!

      Qto ao "Justiceiro - Valey Forge"... Sem dúvida foi uma das MELHORES edições do ano (o tipo do gibi q eu coloco num pedestal aqui em casa, rs). Mas na retrospectiva em si eu priorizei mais os lançamentos q estrearam no ano q passou (e o justiceiro já era coleção q tava andando)!

      Abs!

      Excluir
  10. Feliz 2020. Felicidades. Espero que a Panini faça um ótimo trabalho já que ficou com as re-re-re-re-republicacoes Disney que agora custarão caro. rsrs....
    Um abraço. Felicidades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Fabiano... blz?

      Um Feliz 2020 pra vc tbm, bróder... Mtas felicidades e um próspero ano q se inicia!

      E cá pra nós... Vc tbm percebeu a falta q a Abril faz qdo o assunto é Disney, né? Tudo bem q a Panini retomou as coleções de clássicos q tavam em aberto, MAS vc se ligou q acabou o lance de gibi "baratinho" daqui pra frente, né? A Culturama não vai publicar material clássico, e quem quiser ler o FILÉ da Disney, vai ter q encarar os capa-dura da panini. A Abril ainda conseguia ampliar mais esse leque e publicava mto clássico em formatos mais em conta!

      Abs!

      Excluir
  11. Fala,Leo! Tudo joia?


    Parabéns pela análise dos acontecimentos que marcaram o universo quadrinístico em 2019!!! Só faltou o Desafiador de García López na lista!hehe

    O que foi mais absurdo esse ano foi o prejuízo que a Panini tomou de diversas livrarias, querendo recuperar o lucro à custa dos leitores cobrando preços abusivos até em encadernados capa cartão ou edições fininhas em capa dura.

    Outro tombo foi o da Salvat, que cancelou quase todas as coleções. Ela só voltou atrás com o Tex pra não levar processo nas costas e não arcar com as despesas de ressarcimento e de indenizacões. Menos mal!rs Eu gostaria muito que a coleção do Aranha continuasse, até porque tinha alguns títulos clássicos que me interessavam muito e que, infelizmente,não consegui pegar...

    Em relação a alguns títulos, tive que ter muita paciência para comprar. Foi o caso de Batman Veneno que comprei há 2 meses e Sandman vol.1!

    O fato é que se o colecionador hoje não souber esperar o tempo certo para adquirir seus quadrinhos, ele acaba desistindo mesmo em razão de tantos abusos, descaso com a distribuição, baixa tiragem, etc. Tem que peneirar e procurar, senão...

    Fiquei impressionado com o Preço "Extraordinário" da Liga do Alan Moore!! Cara, desnecessário tal atitude!!! Qualé, Devir??

    Alguns títulos não consegui pegar este ano: Batman Detective Comics 80 anos (que já chegou em minha cidade,mas não vou pegar a preço de capa), O Imortal Hulk (esse nem cheguei a ver por aqui, o jeito será aguardar futuras reimpressões), Batman O Messias, Fantasma de Peter David, Titãs 10 e 11, Liga Cômica, Aranha Edição Definitiva, As Grandes Aventuras de Tex, entre outras.

    Mesmo que eu ainda não tenha finalizado a coleção "titânica" do Pérez, meu destaque vai para este material!! Fico feliz que tenham chegado a 11 edições!! Coleção que se leva para vida toda!!rs

    Destaco também CHM MKF e Hulk, além de Quarto Mundo e a mensal do Fantasma!!!

    Desejo um feliz 2020 a você e a todos do blog!! Que seja repleto de realizações, com muita paz,saúde e que o mercado de HQs seja favorável para os nossos bolsos, com mais formato econômico, menos abusos e mais comprometimento com a qualidade!!

    Abração!!
    Leonardo Goulart

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Leo... blz?

      Valeu mesmo por ter curtido esta retrospectiva... E realmente, não só o "Desafiador" (edição q eu comprei e gostei muito) ficou de fora da lista, como tbm várias outras coisas igualmente boas e importantes. Mas toda retrospectiva é assim mesmo: Entre mais de 500 lançamentos q eu separei ao longo de 2019, escolhi apenas 10% deles pra representar o ano, rs!

      O TUFO q a Panini tomou das livrarias foi ocorrendo ao longo de anos... Inclusive, é uma das maiores críticas q eu faço sobre a péssima gestão financeira da empresa, q permitiu q esse calote se tornasse algo MONSTRUOSO. É tão ridículo e patético o q aconteceu, q seria a mesma coisa q eu matriculasse milhares de alunos no meu pré-vestibular e deixasse todo mundo "pagar depois", qdo "fosse possível" (enquanto eu ia à falência nesse meio-tempo). Numa escala MUITO MAIOR, foi basicamente o q a panini fez: Se deixou endividar e agora quer q o LEITOR pague a conta, enquanto por baixo dos panos faz um "ACORDÃO" com as livrarias (aí ELES ficam bem e o leitor é q se fóde pra pagar o preço da irresponsabilidade desses filhos da puta - tanto a editora qto as livrarias envolvidas q continuaram se entupindo de material e pedalando a conta SABENDO q não iam ter como pagar depois)!

      E vc tá certo sobre saber esperar o tempo certo pra adquirir gibis... O mesmo vale pras miniaturas da Eaglemoss: Eu completei as coleções Marvel e DC mas soube esperar as melhores promoções, deixei acumular até 10 peças pra abater preço e frete, parcelei em trocentas vezes, mas completei tudo com mta paciência e sem atropelos!

      E gostou dos "DUZENTÃO" da Liga? hahaha, é "EXTRAORDINÁRIO" mesmo, rs... Ainda mais q é um material q já tava traduzido e já tinha sido publicado pela Devir (meteram a faca legal - e ainda torceram, hehe)!

      Dos "Titãs" do Pérez ainda me falta o Vol. 11... Chegou na loja daqui e acabou antes de eu chegar (os recessos de natal e ano-novo me atrapalharam nas idas à loja). Mas vou pegar na próxima reposição, sem problemas!

      Um Feliz 2020 pra vc tbm, xará... Q todas as suas expectativas pro ano se concretizem (pro bem de todos, rs) e q tenham um 2020 maravilhoso em todos os sentidos. Quero q a minha próxima retrospectiva (daqui há 12 meses) seja ainda melhor e mais agradável de ser relembrada, kkk!

      Abs!

      Excluir
  12. Fala Leo, Aleph aqui.
    Cara não sabia dessa que o Deluxe ia ser cancelado. Tem mais informações? Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Aleph... blz?

      Sim, a linha Deluxe foi oficialmente cancelada... Mas nada demais, pois ela simplesmente chegou ao FIM da cronologia a q se propôs publicar: q eram as melhores sagas e fases da Marvel entre 2000 e 2015. A patir daí começou a fase "Nova Marvel", q já tem uma coleção própria q sai encadernada. Então, podemos dizer q a linha Deluxe já cumpriu sua missão, rs!

      Abs!

      Excluir
    2. Mas não faltou sair ainda material dos X men nessa linha deluxe? Complexo de Messias? Cisma? Segundo Advento?

      Excluir
    3. De fato amigo, muita coisas poderia sair ainda, mas acredito que os X-men deverão sair em encadernados próprios fora dessa linha.

      Excluir
    4. Exato, Alex...

      A linha Deluxe não tinha o compromisso e nem a obrigação de publicar TUDO dentro desse período (2000-2015)... Se faltou alguma coisa importante (tipo essas sagas mutantes citadas) podem ser lançadas futuramente em separado se for o caso (nem precisa ter um selo específico)!

      Abs!

      Excluir
    5. Entendi Leo,

      Será que sai mais alguma do Demolidor depois de O Retorno do Rei? Porque pelas minhas contas ficaria faltando só Terra das Sombras pra fechar de vez... Obrigado e um abraço!

      Excluir
    6. E aí... blz?

      Não, o "Retorno do Rei" foi a última mesmo... "Terra das Sombras" é mto ruim, e a panini não deve publicar essa saga (saiu pela Salvat - se não me engano)!

      Abs!

      Excluir
  13. Pois é Léo, o prime foi uma mão na roda na semana da Black Friday, aonde haviam boas ofertas quase todos os dias. Não testei o serviço de vídeo, já que minha internet é bem limitada pelo pacote de celular, mas vi que tem umas coisas que parecem ser bem interessantes.

    Não sei... fico meio pé atrás com esse "reestudo" das CHMs. Vejo que alguns filões bem sucedidos como Wolverine e X-Men já não devem ter mais espaço na coleção, já que quase tudo de clássico e relevante deles já foi republicado seja nas próprias CHM, capa duras ou coleções cartonadas. Outro problema foi a ideia inicial de se trabalhar com o formato de antologia, o que limita ainda mais publicar runs como o do Stern com o Cabeça de Teia ou o Micheline e Romitinha no Ferroso. E a Panini está numa má vontade tremenda de ousar com coleções solo de membros dos Vingadores.

    Só espero que a editora tenha o bom senso de não "capa durar" a coleção do Azulão do Mestre Byrne. Ainda mais, nos dia de hoje que os artistas mais clássicos são ignorados por algumas novas gerações de leitores. Acho que o formato de Inferno seria ótimo para essa série.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luiz... Concordo plenamente com vc:

      Tbm sou contra esse excesso de capa-duras por aí... O melhor formato pra mim ainda é o econômico das "CHM" e "Lendas" (cabe perfeitamente no bolso e ocupa menos espaço na estante)!

      O q eu tenho receio nesse "reestudo"... é q a panini decida publicar a maior parte dos clássicos no formato do "Aranha - Ed. Definitva" (tijolões de 160 pila pra cima). E o pior é já deram a entender q isso seria uma possibilidade pra outras séries clássicas TBM (o q eu acharia uma péssima ideia)!

      O "Super" do Byrne teve uma coleção de 9 Vol. lá fora (seria o ideal se usassem como base pra cá - em formato econômico, é claro):

      https://www.mycomicshop.com/search?TID=309551

      Abs!

      Excluir
  14. Léo, essa Vingadores Vs. X-Men é repeteco do tijolão com toda a saga lançada também pela Panini? esse material já não se encontra no encadernado da saga completa não???????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alex... blz?

      Não, aquele tijolão q saiu ano retrasado (e q custava 200 conto) trazia a mini-série e especiais ligados ao crossover entre as 2 equipes... Já essa nova edição traz material das revistas de linha: "Vingadores" e "Novos Vingadores" (e é uma sequência dividida em 2 Vol. - a capa do 2º ainda não saiu)!

      Abs!

      Excluir
  15. Finalmente "Marvel Deluxe" chega ao fim. É uma coleção que está lotada de material de Bendis e adoro isso nessa coleção.
    Me pergunto se teremos ainda mais sagas dos X-men no formato tipo do inferno, massacre dos mutantes,etc...
    Pois esse formato seria ideal para lançar algumas sagas dos mutantes que ainda não ganharam encadernado (Segundo advento, complexo de messias, Utopia, Necrosha, etc). Pelo menos Cisma teve um encardernado dentro da coleção de capa preta da Salvat.
    Foi esse ano que Dragonnero começou a ser publicado e agora tem até mensal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Chaos... blz?

      Pois é, a linha Deluxe parece ter fechado em definitivo mesmo... Mas nada impede q essas sagas q vc citou sejam republicadas depois em outros formatos!

      Se bem q a informação q eu tenho no momento, é de q a panini deve pisar um pouco no freio com edições de "X-Men"... Talvez (quem sabe) pelo próprio clima de "reavaliações" q a panini tá fazendo em vários de seus selos e coleções (principalmente de clássicos)!

      Abs!

      Excluir
  16. Julia nº1 formato italiano da mythos está toda pixelada, pegaram o formatinho e ampliaram ficou bem abaixo da qualidade infelizmente, fora o preço salgado.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...