14/07/2019

O "Fantasma" Renasce Pela Mythos: Em 2 Novas Revistas, Encadernados, e Até Livros...

Na minha opinião (pessoal) esta é a melhor notícia do ano em matéria de quadrinhos (junto com a assinatura do "Príncipe Valente" e a publicação do "4º Mundo" de Jack Kirby - Matéria completa em breve aqui no "Submundo")... A volta do "Espírito-Que-Anda" em VÁRIAS edições diferenciadas pela Mythos:

As "Crônicas do Fantasma" (capa acima) - Histórias Clássicas da Era de Ouro em P&B (de Lee Falk & Ray Moore) e em 4 edições... E ainda: O "Fantasma" (capa abaixo - no final da matéria): Histórias modernas em 8 edições (formato americano Em Cores); O "Fantasma - de Peter David" (encadernado); O "Fantasma - de Jim Aparo" (encadernado); e o LIVRO: "A Ameaça do Escorpião"!

Confira abaixo uma rápida retrospectiva do "Fantasma" no Brasil:

O "Fantasma"... Foi criado por Lee Falk & Ray Moore em 1936, sendo o o precursor dos heróis uniformizados nos quadrinhos da Era de Ouro (ele é o 1º herói fantasiado SEM poderes das HQs). Ele é o defensor mascarado conhecido pelos nativos das florestas como: O "Espírito-que-Anda". Mas ele não é uma entidade do além, e manteve essa fama de "espírito" porque várias gerações de tribos da selva relatavam seus feitos através dos séculos. Só que os "Fantasmas" são todos humanos comuns (sem poderes) que apenas herdam o legado de combatentes do crime de seus antecessores (mantendo uma falsa "aura de imortalidade" em torno do mito, hehe). O mais famoso dos "Fantasmas" é Kit Walker, casado com a eterna mocinha Diana Palmer (as edições com o "Casamento" e "Lua-de-Mel" do Fantasma, foram um imenso sucesso de vendas nos anos 70 e 80 pela RGE e acabaram republicadas há poucos anos em formato gigante luxuoso pela finada editora Kalaco)!

Entre os principais inimigos do "Fantasma" estão: Piratas, saqueadores, traficantes de escravos, e ladrões de diamantes (além de outros tipos de criminosos comuns e corruptos). E no combate ao crime, o "Fantasma" usa além de 2 pistolas calibre 45: O famoso "Anel da Caveira" (que deixa uma marca/cicatriz de caveira na cara dos bandidos). Originalmente publicado em tiras de jornal, o "Fantasma" teve uma longa trajetória nas bancas do Brasil desde os anos 30, mesmo em periódicos como: "A Gazeta", até se consagrar em revista própria pela RGE a partir de 1953. Aliás, na RGE, o "Fantasma" atravessou décadas, sendo publicado até meados dos anos 80, e tendo, além de sua revista mensal, vários "Almanaques", "Superalmanaques", "Hiperalmanaques", edições "Extras", álbuns especiais, e muito mais (foi a fase de ouro do personagem no Brasil)!

Sobre o polêmico (e sempre controverso) posto de ser o "1º Herói Fantasiado" dos quadrinhos.... Para mim, não existe a menor dúvida: Se o "Superman" é o 1º "SUPER-HERÓI" (com "superpoderes") das HQs, o "Fantasma" (surgido 2 anos ANTES) é mesmo o 1º "HERÓI" (sem poderes) a vestir um colante colorido pra combater o crime nas HQs. Lembrando também, que o 1º registro de um herói fantasiado é o "Pimpinela Escarlate" (de 1903), só que esse é oriundo da literatura PULP (e não dos gibis) e à ele seguiram-se outros mascarados famosos: O "Sombra", "Zorro", e "Besouro Verde", mas todos variando entre a literatura e os programas de rádio da época. Não que esse posto vá fazer alguma diferença na qualidade das histórias, mas sempre é bom esclarecer e vale como uma informação a mais sobre a importância do personagem num contexto mais amplo da cultura popular! 

E por falar em "fantasias colantes", rs.... Uma outra polêmica em torno do "Fantasma" é a COR de seu uniforme. Originalmente, afirma-se que Lee Falk queria a cor CINZA pra roupa, mas devido à problemas gráficos, acabou sendo publicado com a cor ROXA (mantida até hoje na versão original). Mas em seguida, o lance das cores virou bagunça no mundo todo: No Brasil, a cor utilizada foi a VERMELHA (popularizada pela RGE), enquanto em outros países do mundo, a cor do uniforme também variava bastante: AZUL (na Escandinávia), MARROM (Nova Zelândia), VERDE (esqueci em qual país), e por aí vai. Ironicamente, eu só fui descobrir que o "Fantasma" era ROXO, graças ao desenho animado: "Defensores da Terra" (na época, eu cheguei a achar que o erro era da animação, rs)!

Após a extensa fase da RGE, nenhuma outra editora (e ele passou por várias) conseguiu emplacar o "Fantasma" nas bancas.... Ou lançavam material inédito em formatinho (com baixa qualidade gráfica) ou apostavam em álbuns de capa-dura caríssimos (custando acima de 80/100 reais). A Pixel parecia ter acertado em cheio ao investir num formato mais econômico (R$ 16) e graficamente impecável (capa-cartão e papel couché), mas durou apenas 4 edições, com os títulos: "Piratas do Céu", "Fantasma Vai À Guerra", "O Tesouro do Fantasma", e "Suzie" (capa acima) - Todos relançados depois em encalhes de capa-dura. Nesta postagem, selecionei imagens de capas que estão entre as minhas favoritas de várias épocas (incluindo até os livros: "A Lenda do Fantasma" e uma Biografia luxuosíssima de capa vermelha)!

Por fim, vamos aos lançamentos da Mythos: As "Crônicas do Fantasma" - Compilação de histórias clássicas em 4 Vol. P&B de Kit Walker, com os roteiros de seu criador - Lee Falk - e artes de Ray Moore e Wilson McCoy (R$ 26,90); E a revista: "O Fantasma" - Aventuras mais modernas em 8 edições com 52 pág cada (R$ 12,90) - capa abaixo! Fora esses 2 lançamentos regulares, a Mythos ainda promete 2 encadernados de capa-dura: Um com material atual escrito por Peter David (com 192 pág) e outro com material clássico desenhado por Jim Aparo (publicado nos EUA pela Charlton); Além de um LIVRO ("A Ameaça do Escorpião") publicado lá fora no início da década de 70! A Mythos parece querer fazer do "Fantasma", uma espécie de novo "TEX" nas bancas brasileiras (o que eu tô achando ótimo, rs)! 

Até+

133 comentários:

  1. "... Na minha opinião (pessoal) esta é a melhor notícia do ano em matéria de quadrinhos..."

    Também achei, mas talvez por um motivo diferente do seu Leo.

    Quero acreditar (eu posso né?) que a Batdeira de alguma forma ajudou a plantar essa semente na cabeça dos editores mythológicos.

    Abs,
    VAM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, lembro de ver no seu site a capa imaginária de um especial do Fantasma de Jim Aparo!

      Excluir
    2. Se vender o esperado (vai depender do preço, afinal uma Lendas do Batman dele saiu por R$ 30,00) tem chance também de sair o Fantasma do Don Newton que é até melhor, pelo que pesquisei na época.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    3. E aí, VAM... blz?

      Eu tbm lembro da sua postagem na "Batdeira" com o Fantasma do Aparo... e como ela circulou pelas redes, não duvido q possa ter influenciado mesmo esse lançamento (ainda mais q prometeram o Aparo logo de cara nesse recomeço do fantasma)!

      E puxa, essa do Don Newton seria mais q bem-vinda tbm, hein? Já pensou?

      Abs!

      Excluir
  2. Em plena crise no mercado editorial, a Mythos apostando firme. Ótima notícia. Certamente terá um público leitor certo. Abç!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí... blz?

      Verdade, mesmo com o mercado instável... A Mythos resolveu apostar suas fichas com tudo no "Fantasma", q já é um personagem pra um público bem segmentado e q faz mto tempo q não emplaca nas bancas. Se bem q essa saraivada de revistas e livros prometidas certamente chamará a atenção do público novamente pro Espírito-Que-Anda!

      Abs!

      Excluir
  3. E aí Leo!? Realmente é uma Boa novidade, pensei que a Mythos ia desistir.
    Fiz uns cálculos e comprei os dois na pre venda da Mythos, o desconto ainda valeu e compensou o frete, rs.
    Espero que os gráficos dos quadrinhos estejam bem impressos, aí verei se continuo com os dois ou fico só com um título.
    É isso aí, o Fantasma está de volta de novo e novamente,rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Wesley... blz?

      Os descontos até q são consideráveis na pré-venda mesmo, hein? Vale a pena pra quem quiser economizar nesse material... O "Crônicas" sai de R$ 26,90 por 17 pila. E o "Fantasma" sai de R$ 12,90 por 8 conto! Seguem abaixo os LINKS pra quem tiver interesse:

      https://www.lojamythos.com.br/121376-prevenda-cronicas-do-fantasma-julho2019

      https://www.lojamythos.com.br/121378-prevenda-o-fantasma-vol-1-julho2019

      A Mythos tem usado um papel mto bom nos "TEX" q eu costumo comprar... Acredito q mantenham esse padrão com o fantasma tbm!

      Abs!

      Excluir
  4. Olá, LEO e colegas do Submundo!

    Bem interessante ver a Mythos investindo no Fantasma.

    No futuro, seria legal se publicassem também algumas histórias em preto e branco desenvolvidas pelo Team Fantomen, da Suécia (que conta com artistas e roteiristas do mundo todo), principalmente as feitas dos anos 80 para cá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Martin... blz?

      A Mythos já andou publicando algumas coisas do "Fantasma" em 2007: Uma revista em formatinho (q teve umas 4 edições) e um Especial em formato americano (com o "Fantasma" pintado de vermelho na capa - em homenagem aos fãs das antigas, hehe)!

      Teve tbm aquele "Fantasma" moderno da Dynamite (com capas do Alex Ross) q a Mythos publicou em 2 edições (por volta de 2014), mas eu não gostei desse: Sou mais tradicionalista em se tratando do "Fantasma", rs!

      E legal essa sua sugestão de se publicar aqui o material da Suécia... Eu participaria de um abaixo-assinado a favor!

      Abs!

      Excluir
  5. Sabem dizer se esse do Peter David é aquela minissérie lançada pela Globo em 4 partes?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Negativo, Canil do Beagle. Esse embaralhado capa dura que vai lançar é novo, acho que é de 2015 ou 2016. Foi lançado lá nos Estados Unidos pela editora Hermes. Eu comprei, em inglês. É muito bom, os desenhos são de Sal Velluto, esse desenhista já trabalhou Marvel e DC também, sendo que na Marvel ele desenhou por muitos anos O Pantera Negra, fase inédita no Brasil. Esse especial do Fantasma que o Peter David e o Sal Velluto fizerem, saiu primeiramente em 6 edições, e depois compiladas nesse encadernado Danger in the Forbidden City. Recomendo que vale a pena, na minha opinião.

      Excluir
    2. Não é não, beagle.

      É uma mini-série em seis partes inédita no Brasil.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    3. O Celso tá correto: Valeu mesmo pelas informações mais completas, Celso... É esse material mais moderno do Peter David sim!

      Lembrei agora tbm qdo me falaram nesse desenhista: Sal Velluto... Vai sair a mini completinha nesse encadernado!

      Abs!

      Excluir
  6. Boa Semana Leo.Ótima matéria, bem esclarecedora e cheia de curiosidades. Espero que esse retorno do Fantasma ao
    Brasil seja definitivo. Doutra feita, que a coleção do Principe Valente seja concluída, para felicidade de todos os fãs da arte única de Hal Foster.
    Eduardo Mendes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Eduardo... blz?

      Boa semana pra vc tbm, e obrigado por ter curtido a postagem (junto com "TEX", o "Fantasma" é sempre um dos meus assuntos preferidos em matéria de quadrinhos, rs)!

      Tbm espero q essa volta do "Fantasma" tenha vida longa no Brasil... Os títulos, pelo menos, são todos mto bons e devem agradar em cheio aos fãs das antigas e aos novos leitores (eu vou comprar todos - e tô mto ansioso pelo LIVRO tbm)!

      No mais... Tbm sigo minha assinatura do "Valente", e por sinal (coincidência) acabei de ser avisado na portaria q chegou uma caixa da Deagostini pra mim, hehe (vou lá buscar daqui a pouco)!

      Abs!

      Excluir
  7. Oi Leo!

    Já estava no aguardo da matéria para tirar minhas dúvidas em relação a esta nova fase do Espírito Que Anda no Brasil!

    Sua excelente matéria me esclareceu os pontos onde eu estava em dúvida, e infelizmente o que eu suspeitava se concretizou:Formatinhos!

    Não é querer ser chato, nojento, elitista, ou qualquer adjetivo que possa ser usado para um colecionador que rejeita "formatinhos".

    Sei que o mercado sofreu um retrocesso e encolheu, mas não vejo isso como motivo para este infame formato seja novamente usado para publicar HQs de super heróis!

    Algumas semanas atrás eu estava de cabeça cheia e resolvi pegar algumas HQs antigas para reler e relaxar um pouco.Peguei minha coleção de Homem Aranha 2099 (que havia comprado a miniatura recentemente).Tirando o mérito das histórias terem envelhecido um pouco, principalmente em decorrência de ser um período pré-internet e as mudanças causadas por ela; as cores usadas pela Abril e o tom de preto muito forte somado a muitos cortes de diálogos que pude conferir em scans depois, me fazem abominar ainda mais este formato de publicação.
    Sendo assim, eu bati o martelo: O que sair em formatinho eu não compro!

    O livro "A Ameaça do Escorpião" me interessa muito, e esta fase desenhada pelo Jim Aparo também!

    Aliás, os livros possuíam capas espetaculares.Vi alguns deles uma vez num site europeu!

    Fico feliz que o Fantasma esteja ganhando mais uma chance no Brasil.O personagem merece muito porque se tem um personagem com histórias espetaculares é ele.Não me lembro de ter lido nenhuma história ruim do herói na minha época de criança na fase RGE.

    Acho que só o Conan de Roy Thomas para rivalizar com o herói em matéria de histórias boas!

    * Em tempo: As histórias do Homem Aranha 2099 continuam boas até hoje, mas ficaram auto-contidas num "universo paralelo" onde a tecnologia evoluiu de forma bem mais modesta do que poderá ser neste período na nossa realidade.

    As principais influências para o herói futurista e seu universo foram a literatura e o cinema da época, principalmente Blade Runner, o que já é uma excelente influência, mas para quem não conhece o material não espere achar uma visão do que possa ser futuro daqui algumas décadas!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "... Não é querer ser chato, nojento, elitista, ou qualquer adjetivo que possa ser usado para um colecionador que rejeita "formatinhos"...."

      Olá Elcio, os formatinhos foram importantes pois tiveram a sua razão de ser, mas isso foi há mais de duas décadas passadas.

      Concordo que hoje em dia, confinar histórias originalmente publicadas em Formato Americano a ele, é um péssima ideia.

      Mas se vender oque a editora espera, não vejo ela mudando a sua decisão.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    2. Oi, Elcio... Tdo bem?

      Mil desculpas, amigo... Mas acabei de fazer uma ERRATA no texto e corrigi um erro de informação: Na verdade, a revista do "Fantasma" (em 8 Vol) será EM FORMATO AMERICANO, e não mais em formatinho, hehe. A confusão aconteceu pq esta postagem é antiga e eu só tava esperando a pré-venda pra botar no ar (com as capas e preços das edições) e inicialmente, a informação q a Mythos havia repassado é de q seria em formatinho (e a "Crônicas" em formato Italiano). Ainda bem q mudaram de ideia e voltaram atrás em relação ao formato: q agora foi confirmado q será o AMERICANO mesmo!

      É estranho, mas em relação ao formatinho: Eu te confesso q atualmente SÓ o aceito pros gibis do "TEX" (até pra linha Disney eu já acho inadequado, depois de conhecer os encadernados de luxo q a Abril vinha lançando)... Mas pro "TEX" eu ainda tenho algo de saudosista em relação ao formatinho e prefiro assim, como era nos tempos da Veechi (qdo conheci o personagem). E no caso do TEX, tem q ser P&B ainda por cima (nada de cores, hehe)!

      E concordo contigo ~qto os antigos formatinhos de super-heróis... Tbm não consigo mais reler esses materiais assim, o formato americano pra Marvel/DC já virou o DEFINITIVO pra mim!

      Pena q ainda não é possível substituir TUDO q já saiu em formatinho da Marvel... Tem mta coisa q ainda nos deixa atrelados à esse formato pq não tem arquivos digitais com qualidade melhor (é o caso de mtos "O Q Aconteceria Se")!

      As capas de LIVROS do "Fantasma" são mesmo espetaculares... e nos remetiam direto àquele clima de espionagem e literatura PULP. Lembram aqueles cartazes bacanas de filmes antigos de ação e suspense!

      E realmente, tem personagens (raríssimos) q são notórios pela grande quantidade de histórias boas, independente da época em q foram feitas dentro da vasta cronologia deles: "Fantasma", "TEX", "Conan"... são 3 dos melhores exemplos disso!

      Hahaha, sobre o "Aranha 2099"... É fóda, mas a invenção do CELULAR e da Internet meio q mataram as "previsões" da ficção científica ANTES da popularização dessas tecnologias, kkk!

      Abs!

      Excluir
    3. "... Na verdade, a revista do "Fantasma" (em 8 Vol) será EM FORMATO AMERICANO,..."

      Então, problema resolvido!

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    4. Que bom que vai ser em americano mas particularmente teria comprado em formatinho mesmo assim, não me incomoda apesar da preferência em um formato maior.

      Excluir
    5. E aí, gustavo... blz?

      Mesma coisa comigo... Tbm prefiro em formato americano, mas TBM compraria mesmo em formatinho, já q quero ter mais materiais do "Fantasma" na coleção!

      Abs!

      Excluir
    6. Oi Leo!

      Obrigado pela resposta sobre o formato da publicação do herói!

      Confesso que me sinto mais aliviado de saber que este material não sairá no infame formatinho, até porque, NINGUÉM MERECE isso em pleno Século XXI onde quase 100% dos materia spublicados de HQs sai em formato americano para maior até.

      E como disse o VAM com grande sabedoria: " ... os formatinhos foram importantes pois tiveram a sua razão de ser, mas isso foi há mais de duas décadas passadas."

      Esqueci de mencionar que cerca de 15 dias atrás eu estive numa livraria que é parte livros novos e parte sebo, e me deparei com este "Almanaque do Fantasma"em exposição que você postou a capa (foi uma espécie de premonição vê-lo na loja e aqui no blog duas semanas depois), mas estava bem "judiado" com a capa suja.Só olhei e deixei pra lá.Jamais compraria algo assim neste estado!!

      O bom é que peguei o Flash Gordon nº 01 da Pixel Media, a antiga casa do Fantasma (literalmente zerado, novinho, como sai da editora)por R$ 50,00, e A Morte do Superman Vol.2 da Panini (que traz o retorno do herói da morte) também zerado e por R$ 60,00.

      Nem tinha planos de ter este Retorno do Superman pela Panini, mas ao me deparar com o tijolão de 440 páginas por R$ 60,00, não resisti e cofrei na hora!!

      O Universo 2099 da Marvel realmente pecou em não ter um certo ar visionário, ainda mais que já existia o celular e a internet na época, mas creio que esta última ainda era difícil prever a sua revolução porque seu uso era bem restrito, e mais de forma militar, mas o celular..., dava para para terem arriscado na previsão.

      Os roteiristas se concentraram mais no lado Cyberpunk em si do que no tecnológico e revolucionário!. Mesmo assim, eu ainda acho que este material deveria ser republicado, porque de certa forma ele se tornou cult e lendário!

      Dos vários títulos creio que o Homem Aranha 2099 tenha mais chance de ser republicado, seguido por X-Men 2099.Já os demais como Destino 2099, Justiceiro 2099, Ravage 2099, Motoqueiro Fantasma 2099 e Hulk 2099, as probabilidades são quase nulas.

      A verdade é bem como você mesmo disse amigo: "Pena q ainda não é possível substituir TUDO q já saiu em formatinho da Marvel... Tem mta coisa q ainda nos deixa atrelados à esse formato pq não tem arquivos digitais com qualidade melhor"...!

      Abraços!

      Excluir
    7. "... Pena q ainda não é possível substituir TUDO..."

      Infelizmente companheiro, acredito ser impossível de ser substituído tudo aquilo que a Abril publicou da Marvel em seus 22 anos de formatinhos.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    8. "... Aliás, os livros possuíam capas espetaculares..."

      "... As capas de LIVROS do "Fantasma" são mesmo espetaculares..."

      A arte pintada é manifestação artística impressa mais bonita que existe, sendo herdeira direta do impressionante realismo de Caravaggio;

      Todas as capas de livros, quadrinhos e posteres onde é aplicada conseguem transmitir sensações pulsantes e dramáticas;

      Mas é uma pena que caiu em desuso, dado a falta de incentivo financeiro por parte das editoras e estúdios aos ilustradores que se destacam nesse estilo.

      Ops... me empolguei.

      Mas voltando a falar do Fantasma... esse livro anunciado pela Mythos também faz parte de uma coleção da Hermes Press, originalmente editados pela AVON BOOKS:

      https://cdn.shopify.com/s/files/1/0892/0186/products/Phantom_Avon_Cover_3_promo.jpg?v=1477598630

      Ei... eu falei em coleção?!

      SIM!

      Ele é apenas um dos treze, dos quinze publicados entre 1972 e 1975. Impressionem-se então:

      http://i1.sell.com/u/GD/5S/25285339-l.jpg

      Se a Mythos fechar a coleção será um feito verdadeiramente "fantasmático"!

      Abs,
      The Phantovam!

      Excluir
    9. "Confesso que me sinto mais aliviado de saber que este material não sairá no infame formatinho, até porque, NINGUÉM MERECE isso em pleno Século XXI onde quase 100% dos materia spublicados de HQs sai em formato americano para maior até."


      E aí, Elcio... blz?

      Pois é, a Mythos mudou de ideia com relação ao formato do "Fantasma" mesmo... Inicialmente, o plano era lançar em formatinho, pra ficar q nem o "TEX" (e mirar no mesmo público): Porém, do mês passado pra cá, a Mythos TBM andou oferecendo a revista mensal do "Tex" em formato italiano SOB DEMANDA: Ou seja, o leitor agora escolhe se quer comprar a revista mensal do ranger em formatinho OU no formato maior (com venda sob demanda pelo site da editora)!

      Como vc pode ver, o formatinho parece (cada vez mais) com os dias contados mesmo...

      E parabéns pela aquisição do "Flash Gordon" de barbada... Eu tbm peguei os 2 primeiros da Pixel e lamento apenas o fato da editora ter encerrado essa linha de clássicos sem lançar o Vol. 3 (onde encerra a fase do Imperador Ming - vilão principal da série). Mas ainda tenho esperanças q um dia outra editora conclua isso!

      E concordo contigo, Elcio: Tbm sou a favor da republicação da linha 2099 (ou parte dela ao menos)... Meus títulos favoritos eram o "aranha" e "justiceiro" (q eu achava excelente e no mesmo nível do justiceiro regular do presente - na época). O "Motóca" eu tbm achava legal (cyberpunk na veia, rs), mas "X-Men" era ruim demais (eu só comprava a revista deles pelo resto do mix)!

      Abs!

      Excluir
    10. "Ele é apenas um dos treze, dos quinze publicados entre 1972 e 1975. Impressionem-se então:http://i1.sell.com/u/GD/5S/25285339-l.jpg"


      E aí, VAM... blz?

      Eita, q capas fantásticas essas, hein?

      É uma melhor q a outra, parecem mesmo cartazes de filmes antigos de ação... Tomara q a Mythos publique todos por aqui (não sei se é essa a intenção)?

      E realmente, q pena q a arte da pintura nas HQs não tem sido melhor incentivada pelas editoras... eu achava tão bonitas aquelas HQs assim, tipo "Marvel" e "Fusão"!

      Abs!

      Excluir
  8. Será que dessa vez vai? Digo no sentido do Fantasma ser publicado com regularidade, sem maiores pausas, como aconteceu antes? No mais, belo post como de costume Léo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Fool... blz?

      Tô torcendo pra q desta vez o "Fantasma" emplaque de novo sim: vamos ver, hehe!

      Pelo menos a Mythos tá com um bom planejamento e prometeu as revistas com números limitados: 4 edições de "Crônicas" e 8 do "Fantasma"... Aí, dependendo das vendas dessas edições, as séries podem continuar (ou não). Tenho boas expectativas, pois parece q o desempenho do fantasma pela pixel foi bom (a linha só não continuou por outros motivos)!

      Abs!

      Excluir
    2. Que seja eterno enquanto dure. Me surpreendi com Dylan Dog ganhando 2 series, agora o Fantasma.

      Excluir
    3. Amém, gustavo... rs!

      Depois de várias tentativas por outras editoras nos últimos anos... Acho q com a Mythos vai emplacar, devido à estrutura maior da editora (em relação às anteriores) e pela intenção dela em querer fazer do "Fantasma" o NOVO "TEX" (gibi pro público mais velho e com grande diversidade de títulos e especiais)!

      Abs!

      Excluir
    4. Oi Léo,

      Espero que o Fantasma encontre um espaço no mercado de hoje, apesar de achar que o material clássico é muito melhor que o atual (nas tiras ficou um tanto raso e repetitivo e nos quadrinhos atuais, que a Myhtos andou publicando da Dynamite, ficou descaracterizado) eles estão acertando ao colocar opções diversas para testar todas as vertentes do herói. Somente sinto falta de mais contextualização, explico, o Fantasma é clássico e com anos de publicação e muita gente mais nova não sabe muito bem "que banda o personagem toca" seria bom algumas matérias de contextualização, mas como a Mythos não tem um veículo para isso acho que acaba "sobrando" para veículos como o Submundo essa tarefa de informar e difundir.
      De resto, tem muito material que pode vir a luz de uma impressora por aqui, a mini do Peter David nos anos 90 (que aqui saiu somente em formatinho), a série da DC, o material europeu como foi dito por aqui, inclusive algumas aventuras não muito antigas em que o Lothar substituiria o "espirito que anda", ou seja, tem material diverso para muitos gostos, vamos esperar o melhor para esse herói.

      Cesar Leal

      Excluir
    5. Oi, Cesar... tdo bem?

      Eu tbm torço mto pelo sucesso e continuidade dessas publicações do "Fantasma" por aqui (já pensou se a Mythos consegue mesmo transformar ele num 2º "TEX" e termos uma variedade de revistas e encadernados do fantasma? Dizem q o plano da Mythos é justamente esse)!

      Eu, particularmente, gostei dessa ideia de se lançar material diversificado de várias épocas e em formatos diferentes: Pretendo comprar tudo, até pra ter mais materiais do fantasma na coleção (tenho só os 4 encadernados da Pixel, no momento)!

      E realmente, seria bom q essas novas revistas viessem com matérias e textos pra situar melhor o leitor diante da vastidão cronológica do personagem (q tá na ativa desde os anos 30, rs - tem mta coisa pra se contar e recapitular)!

      Abs!

      Excluir
  9. Só a capa da nova edição da Mythos já me desanimou, principalmente logo depois de rever as capas dos almanaques da RGE. Vou ficar só no material clássico do Jim Aparo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "... Só a capa da nova edição da Mythos já me desanimou,..."

      Se você se refere a edição de crônicas, Rocha eu também concordo.

      A execução dessa capa ficou muito preguiçosa, parecendo até uma propaganda da própria edição em questão.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    2. E quando eu falo em preguiça... ela é em dobro.

      Veja a capa original:

      https://rika.vteximg.com.br/arquivos/ids/243553-1000-1000/-importados-eua-golden-age-of-comics-the-phantom-03-the-prisoner-of-the-himalayas.jpg?v=635316830022200000

      Ela faz parte de um coleção da Nostalgia Press de 1969:

      https://rika.vteximg.com.br/arquivos/ids/243549-1000-1000/-importados-eua-golden-age-of-comics-mandrake-the-magician-in-hollywood.jpg?v=635316829955830000

      A diferença é trocaram os demais personagens da coleção, por personagens do Phantom Universe.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    3. Por falar em capas nacionais do Fantasma,
      eu gosto muito de uma série criada pelo Monteiro Filho
      quando a EBAL aproveitou um descuido da RGE.

      Aqui tem duas:

      http://www.guiadosquadrinhos.com/edicao/ShowImage.aspx?id=54647&path=ebal/a/al00110301.jpg&w=400&h=542

      http://www.guiadosquadrinhos.com/edicao/ShowImage.aspx?id=54651&path=ebal/a/al00110305.jpg&w=400&h=554

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    4. E voltando pra RGE eles criaram capas espetaculares!

      Eu gosto muito dessa aqui, "O Fantasma tem pegada":

      https://rika.vteximg.com.br/arquivos/ids/212739-1000-1000/-king-lua-de-mel-do-fantasma.jpg?v=635315843199600000

      Ela tem uma carga de erotismo que faz lembrar pornochanda.

      Sempre que olho pra ela imagino como seria, SE tivesse sido pintada pelo lendário Benício.

      Para quem não esta ligando o nome ao trabalho:

      http://4.bp.blogspot.com/-EpkMXvSjx7k/TVxDUyyzbzI/AAAAAAAAEJI/g7_X17PFR-Q/s640/Cine%25252014%255B1973.jpg

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    5. Olha, eu até q gostei dessa capa...

      Curti as bordas douradas na volta (q me lembram as saudosas "Bibliotecas" Marvel)... só achei q não precisava aquele balão de texto com o nome dos autores: Isso poluiu um pouco a imagem!

      Abs!

      Excluir
    6. "E quando eu falo em preguiça... ela é em dobro."


      Opa... Valeu mesmo pelos LINKS, VAM:

      Eita, quer dizer então q os caras ainda usaram capas bem antigas pra usar na coleção? Aí é preguiça em nível Recruta Zero mesmo, rs!

      Abs!

      Excluir
    7. "Ela tem uma carga de erotismo que faz lembrar pornochanda."


      Verdade, VAM... hehe:

      Eu já usei essa capa da lua-de-mel do fantasma numa matéria antiga sobre ele aqui no blog... E realmente, ela lembra alguns cartazes de pornochanchadas da época, rs!

      Abs!

      Excluir
    8. Também não gostei da capa. Achei-a meio brega :P. Enfim: "Aventuras mais modernas em 8 edições com 52 pág cada (R$ 12,90)". E o pessoal reclama dos aumentos da Panini :P. Aliás que histórias modernas seriam essas? Alguém reparou que o Antônio Xavier e o Hunter estão sumidos?

      Excluir
    9. Percebe-se que a intenção do Depto. de Arte da RGE foi criar uma sensação "voyeurismo" é como se estivéssemos escondidos na mata olhando o Fantasma dar um trato na esposa.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    10. "... Curti as bordas douradas na volta..."

      Mas esse é o único mérito da capa, tanto que ressaltei a adequação do personagens.

      "... Isso poluiu um pouco a imagem!..."

      Todos os textos ficaram exagerados. Por isso eu disse que parece propaganda.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    11. "Aventuras mais modernas em 8 edições com 52 pág cada (R$ 12,90)". E o pessoal reclama dos aumentos da Panini :P. Aliás que histórias modernas seriam essas?"


      E aí, Kromak... blz?

      Sim, os preços da Mythos sempre foram um tanto acima dos da Panini (a começar pela tiragem menor)... Esse do "Fantasma" em cores, fica 3 pila mais caro mesmo em comparação com as mensais da Marvel/DC, rs!

      Qto ao Hunter, eu vejo ele todo dia no face e curto várias postagens dele... mas notei q ele anda mais ligado em política do q eu quadrinhos ultimamente! No mais, é normal q de tempos em tempos alguns usuários sumam do blog e outros surjam no lugar (mas em ritmo menor, já q a média é pra cada 5 ou 6 leitores q somem, surge no máximo 1 novo, kkk)!

      Abs!

      Excluir
    12. Então ainda não foi divulgado que histórias são da revista de 52pag?

      Excluir
    13. Não estou falando da capa das tiras clássicas, essa está ok. Estou falando da capa da revista com as histórias novas. Só pelo estilo do desenho já desanimei. Não está ruim tecnicamente, mas muito distante do fantasma clássico que aprendi a gostar nos anos 80 na RGE.

      Excluir
    14. "... Alguém reparou que o Antônio Xavier e o Hunter estão sumidos?..."

      Sim, o Colecionador Fantasma e o Sr. Lenimar também. E o doggma tá pouco frequente, mas não quer dizer que não estejam acompanhando, kromak.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    15. Correção: é "Roberto" Xavier.
      Mas ele continua ativo aqui no blog.

      Abs!

      Excluir
    16. "... mas muito distante do fantasma clássico que aprendi a gostar nos anos 80 na RGE..."

      Acho então que vc não deve curtir as histórias também, Rocha.

      Pois o estilo das histórias modernas do personagem são assim mesmo.

      Basta ver as capas da Fantomen Sueca, que deve ser a fonte dessa revista.

      E talvez não curta o encadernado do Peter David pois o Sal Veluto que também já desenhou pra Fantomen segue no padrão Marvel.

      Tem uma capa do Deadpool Clássico com o Slade de frente do Pantera que é dele, pois desenhava Black Panther como falou o Celso Daniel.

      Abs,
      VAM!

      PS. Montei um projeto com esse mesmo encaderno por ocasião dos 80 Anos do Walker na Batdeira, dá uma olhada lá, que tem outros exemplos da arte do Veluto, nas simulações que fiz.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    17. Ops!

      Celso, te chamei de Daniel. ao invés de Nunes. Foi mal.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    18. "Correção: é "Roberto" Xavier.
      Mas ele continua ativo aqui no blog.

      Abs!"

      Opa, não era você que eu havia pensado :P.

      Confundi os nomes. O primeiro nome dele é Antônio, mas acabei por confundir o seu sobrenome com o dele (que nem lembro qual é).

      E por falar no hunter, ele foi o convidado no podcast do Guia dos Quadrinhos sobre o John Byrne

      Excluir
    19. "Então ainda não foi divulgado que histórias são da revista de 52pag?"


      E aí, Kromak... blz?

      Eu vi em algum lugar a lista de histórias... mas acho q era da revista de "Crônicas" (e não dessa mais moderna de 52 pág). Só q eu fui procurar de novo agora e não achei mais!

      Seja como for, voltarei a comentar essas revistas do "Fantasma" aqui no blog (em colunas de notícias e reviews) e com mais detalhes à medida em q forem sendo lançadas!

      Abs!

      Excluir
    20. "Sim, o Colecionador Fantasma e o Sr. Lenimar também. E o doggma tá pouco frequente, mas não quer dizer que não estejam acompanhando"


      Sim, esses afastamentos (temporários ou definitivos) são bastante comuns, VAM...

      A galera vai mudando a rotina (eu mesmo, passei de uma jornada de 8 pra 12 horas de trabalho do ano retrasado pra cá, o q reduziu meu tempo pra atualizar e manter o blog)... E uns vão até desistindo dos quadrinhos em geral e mudando de hobby: Tenho amigos pessoais, por exemplo, q hj pararam com os gibis e passaram pro colecionismo de bonecos/miniaturas ou migraram pra outras mídias: games e séries de TV (um brother meu chegou a montar uma comunidade só pra "Guerra dos Tronos")!

      Os motivos pra afastamento e mudanças de gosto... são incentivados (lamentavelmente) TBM por fatores do próprio mercado: Aumento de preços das HQs, erros de revisão constantes, distribuição q não chega maios à todas as regiões, e desinteresse geral pelas fases modernas da Marvel/DC (só pra citar alguns agentes da desmotivação, rs)!

      Abs!

      Excluir
    21. "... hunter, ele foi o convidado no podcast do Guia dos Quadrinhos sobre o John Byrne..."

      Ainda não ouvi, mas não poderiam ter chamado pessoa melhor pra falar sobre o Byrne, ele conhece sobre.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    22. Eu estou vivo! Só que faz um tempão que não vinha aqui no blog...

      Excluir
  10. Leo Conan já se rendeu ao politicamente correto. Na marvel colocaram ele lutando ao lado de mulheres guerreiras praticamente mais fortes que ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não considero isso como ser politicamente correto, as ilustrações só devem estar seguindo uma estética visual atualizada, onde se popularizou muito entre as mulheres o halterofilismo, crossfit e MMA.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    2. E aí... blz?

      Bem, eu vou passar esse "Conan" atual... Pois tenho certeza q o personagem estará descaracterizado e amenizado em relação ao q realmente era pra ser a versão original do Robert Howard. Duvido mto q na versão moderna ele seja machista e misógino o suficiente, ou q viva enchendo a cara nos puteiros da vida!

      "Conan", pra mim: Só as republicações de clássicos mesmo... é só o q me interessa nessa nova gestão Marvel!

      Abs!

      Excluir
    3. "... Só as republicações de clássicos mesmo..."

      Isso a gente nem discute, afinal com a possibilidade da Panini criar duas coleções com material antigo, é melhor economizar esses R$ 9,90.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    4. Bem nessas, VAM...

      Imagino (palpite) q a Panini vá lançar futuramente 2 coleções distintas pra material clássico de "Conan"... Uma espécie de "CHM do Conan" (em formato econômico começando com a fase Barry Smith e seguindo com a fase Buscema em cores q saía nas mensais da Marvel) E uma só pra "Espada Selvagem" (TBM do Buscema) em P&B e formato luxo (capa-dura, q nem seria a coleção da Salvat, só q com mais pág)!

      São apenas "elucubrações", digamos assim, hehe...

      Abs!

      Excluir
    5. Nunca li nenhuma Espada Selvagem, mas o que eu li (umas quatro histórias) do Conan Barbarian, são fraquinhaaaaaas. Material que saiu no começo dos anos 2000 deve ter sido bem melhor (não li também :P)

      Excluir
    6. Opa, falei quatro, mas na realidade é algo em torno de dez.

      Excluir
    7. "... São apenas "elucubrações", digamos assim, hehe..."

      Também penso isso, e digo mais as chances superam os 50%.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    8. E por falar nisso olha as capa do 1º "busão barbárico":

      https://images-na.ssl-images-amazon.com/images/I/914YGQMCSyL.jpg

      https://images-na.ssl-images-amazon.com/images/I/91x4nADSTKL.jpg

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    9. Pessoal, eu não boto fé que a Mythos vai dar continuidade nesses lançamentos do Fantasma.
      Pelo que eu entendi, são séries pontuais, com um n° limitado de vols. pra cada uma dessas séries.
      Se eu comprar algum desses, será somente com as histórias clássicas. A arte do Sal Velluto, por exemplo, não me agrada nem um pouco. A do Jim Aparo é legal. Mas nada extraordinário. Seria muito legal se a Mythos fizesse uma edição regular só com o material da Suécia, onde o Fantasma tem uma forte presença. Seria uma espécie de edição nos moldes da RGE, que lançou grandes histórias do Fantasma durante muito tempoe que são o sonho pra qualquer admirador do personagem. Tem muito mayerial bom de outros países que a gente nem faz ideia.

      Excluir
    10. "Tem muito material bom de outros países que a gente nem faz ideia"

      Verdade !
      Uma pequena mostra disto se podia ver nos formatinhos da Globo (pós RGE), em que o roteiro e a arte de ALGUMAS histórias do Fantasma, nunca creditados, eram de altíssimo nível. Dava pra sacar que eram de diferentes procedências. Lembro de uma em particular, intitulada "A Gangue das Motos", com um enredo sensacional e uma arte excelente. Também lembro de uma outra história, cujo desenhista (que, infelizmente, não foi creditado) demonstra uma técnica absolutamente impressionante. Trata-se de uma história que se passa num tempo antigo e nela o Fantasma da época usa uma capa. Desenhistas do mesmo nível daquele, talvez só o Foster, o Raymond, o Romita Sênior e a equipe que desenhou o Space Angel. Aliás, o cara ainda era melhor que o Romita.

      Fernando

      Abs !


      Excluir
    11. Também concordo que essas publicações da Mythos sejam "pontuais", como você assinalou.
      Material pra testar a receptividade do público para uma eventual publicação regular.

      Eu também ficaria só com os Clássicos. Esse material mais moderno, feito por pessoal egresso da Marvel ou da DC, por exemplo, não tem a essência original do 21° Fantasma (parece que todos eles se chamam "Kit Walker"). Os caras de renome vêm com uns "cacoetes" herdados do trato com os personagens daquelas corporações e, querendo ou não, acabam influenciando a concepção original de personagens que não pertencem àqueles estereótipos, como é o caso do Fantasma. Enfim, acabam descaracterizando algo que os aficcionados e tradicionalistas vão rejeitar na certa.

      Também rejeitaria tudo que fosse apresentado em formatinho para o Fantasma. A Saber lançou uma coleção muito porca por conta de ter optado por esse formato e por um papel vagabundo. Muitas histórias também foram publicadas com vários e vários cortes na narrativa. Um trabalho bem pé na lama mesmo.

      Fernando

      Fernando

      Excluir
    12. "... Pessoal, eu não boto fé que a Mythos vai dar continuidade nesses lançamentos do Fantasma..."

      Companheiro, creio que a estratégia seja a mesma que promoveu o retorno de Dylan Dog e Martin Mystery, vendendo o esperado eles dão continuidade. Oque não aconteceu com o Nick Raider por exemplo.

      "... se a Mythos fizesse uma edição regular só com o material da Suécia..."

      Esse deve ser o caminho mais provável, pois as histórias dessa série moderna já devem ser suecas mesmo.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    13. "... Nunca li nenhuma Espada Selvagem,..."

      kromak, eu tenho uma igual a essa, que é considerada a última aventura do Conan.

      https://http2.mlstatic.com/conan-em-cores-conan-das-ilhas-n-11-1991-abril-gibi-D_NQ_NP_806021-MLB29727026572_032019-F.webp

      https://http2.mlstatic.com/conan-em-cores-conan-das-ilhas-n-11-1991-abril-gibi-D_NQ_NP_644067-MLB29726996878_032019-F.webp

      Por ela você já vai ter uma ideia melhor do que foi a ESC. E evitar de comprar a futura edição da Panini que deverará passar os R$ 100,00 fácil., fácil. e se arrepender depois.

      O Léo por coincidência também comprou um exemplar igual, recentemente e pode atestar a qualidade do roteiro.

      Querendo te vendo pelo preço que comprei no FGQ = R$ 10,00 + Frete por Registro Módico. Total de R$ 18,00

      Caso queira, me manda msm pelo Blog Batdeira.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    14. "Companheiro, creio que a estratégia seja a mesma que promoveu o retorno de Dylan Dog e Martin Mystery, vendendo o esperado eles dão continuidade. Oque não aconteceu com o Nick Raider por exemplo."

      Pois é,meu amigo! Também imagino que é isso que está nos planos da Mythos. Eu estava acompanhando o Nick Raider, apesar do preço exagerado pra caramba, e foi uma decepção o título ter sido cancelado. Mas o Martin Mistery, que eu também coleciono, pelo menos continuou.
      O Dylan Dog tem un lances místicos que não fazem muito meu estilo, como o lance das caveiras que soltam laser que foi citado aqui no caso do filme do fantasma

      "Lembro de uma em particular, intitulada "A Gangue das Motos", com um enredo sensacional e uma arte excelente."

      Opa! Sei qual é! Saiu em duas partes naqueles formatinhos da Globo. Eu tenho os dois formatinhos com essa história, que realmente é excelente e muito bem desenhada MESMO !
      Era uma estratégia da Editora Globo dividir em duas partes essas histórias do Fantasma mais bem produzidas deixando elas sempre por último, na sequência das que abriam as revistas e que geralmente eram muito fracas e mal desenhadas. Talvez material nacional feito nas coxas. Me amarro numa outra também que foi publicada naqueles formatinhos, chamada "O Segredo do Hotel Cascata". Republicação de uma história do Fantasma que saiu na íntegra pela RGE, mas com outro título. Revista difícil demais pra achar agora, como quase todas do Fantasma pela RGE

      "Eu também ficaria só com os Clássicos. Esse material mais moderno, feito por pessoal egresso da Marvel ou da DC, por exemplo, não tem a essência original do 21° Fantasma"

      Tem mesmo não. Se os caras que produzem o material atual da Marvel e da DC não conseguem preservar as características dos próprios personagens delas, produzindo coisas muito ruins, que dirá um personagem como o Fantasma, cujo público que o acompanhou já cresceu acostumado com aquelas características e de cara vai notar qualquer desvio que fizerem. Fator certo pra rejeição na hora por parye dos mais tradicionais.

      Abç

      Excluir
    15. "... Eu estava acompanhando o Nick Raider..."

      Eu curtia as histórias dele. Comprei a primeira série da Mythos, junto com o Dylan Dog e por conta fui procurar e comprar as edições da Record no ML.

      Mas depois que ele foi cancelado na #15 e o DyD na #40 passei as coleções pra frente, um tempo depois.

      Nessa volta pela Lorentz e novamente pela Mythos eu resolvi não arriscar com nenhuma das séries. Pra mim é passado.

      Mas, do DyD ainda guardo a coleção da Conrad com capas do Mike Mignola.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    16. "... Uma pequena mostra disto se podia ver nos formatinhos da Globo (pós RGE)... intitulada "A Gangue das Motos"..."

      Companheiros, essa é outra sueca também. Saiu em Fantomen #797. E essa é a capa original.

      https://s3.amazonaws.com/comicgeeks/comics/covers/large-7868016.jpg?1547786947

      Aliás a GLOBO refazia todas as capas no Brasil. Acho que por conta do mix que ela montava misturando com tiras diárias e outras histórias repetidas.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    17. Vam, esse negócio do "Em cores" é assim mesmo no original ou é invencionice brasileira?

      Excluir
    18. Valeu MESMO, pelo link da capa da edição sueca sobre a Gangue das Motos, VAM!
      Vou procurar pelo título da história que mencionei, super bem desenhada, e talvez vc consiga fornecer uma pista pra destrinchar o mistério de quem foi que a desenhou.

      Abs!

      Fernando

      Excluir
    19. "... invencionice brasileira..."

      Um pouco dos dois e muito mais... kromak.

      A Abril fez uma misturada danada, juntando:

      1) Todas as Graphic´s Marvel do Conan, coloridas mesmo;

      2) Edições "The Barbarian" ampliando do formato americano p/ magazine, também coloridas;

      3) Edições de "Marvel Super-Special" também coloridas e que em sua maioria adaptavam filmes (os dois com Arnold saíram nela);

      4) Algumas ESC´s em P&B, que então ela mesma coloriu.

      Agora, sobre essa "Conan of The Isles" em particular veja:

      A parte 1 foi publicada em "The Barbaria Annual #7" de 1982, PORÉM as partes 2 e 3 somente saíram como GM em 1988 republicando a parte 1 obviamente, colorida na origem também.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    20. "... e talvez vc consiga fornecer uma pista ..."

      Olá Fernando, você mesmo pode fazer empreender essa investigação, fazendo o cruzamento dos dados entre o...

      https://www.guiadosquadrinhos.com/capas/fantasma/fa00201

      e o...

      http://www.phantomwiki.org/Fantomen#The_1990.27s_2

      É só ter paciência, divirta-se!

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    21. "E por falar nisso olha as capa do 1º "busão barbárico":


      E aí, VAM... blz?

      Putz, detestei essa capa do "Conan"... ele ficou com um rosto mto "delicado" (em comparação com as capas mais clássicas). Eu preferia mil vezes q tivessem reutilizado alguma das capas mais famosas e icônicas da "ESC"!

      Abs!

      Excluir
    22. "Pessoal, eu não boto fé que a Mythos vai dar continuidade nesses lançamentos do Fantasma."


      E aí... blz?

      Bem, isso vai depender unicamente das VENDAS... Se emplacar ou atingir a meta mínima esperada pela Mythos, é possível q continue sim em novas "temporadas" (da mesma forma q a editora tá fazendo com a "Heavy Metal", publicada em nº limitados de 5 edições por vez)!

      Como eu disse mais acima, a ideia da Mythos é fazer do "Fantasma" um 2º "TEX" (ou seja: um 2º carro-chefe com vários títulos publicados com preços e formatos diferenciados)!

      Abs!

      Excluir
    23. "O Léo por coincidência também comprou um exemplar igual, recentemente e pode atestar a qualidade do roteiro."


      Verdade, VAM...

      Faz 2 semanas q finalmente comprei o "Conan das Ilhas" em perfeito estado... Apareceu na loja daqui num lote de gibis antigos da Abril (paguei 14 pila o preço de capa, ou seja: Teu preço de 10 pila tá mais q justo pra essa excelente HQ, q é considerada mesmo a ÚLTIMA história de "Conan": Já velho em sua derradeira aventura)!

      Abs!

      Excluir
    24. "... ele ficou com um rosto mto "delicado"..."

      Sabia que iria comentar sobre esse detalhe, MAS perceba que as feições seguem o estilo BWS:

      http://rehsongcycle.com/elements/p25o/clip_image010_0029.jpg

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    25. Pois é VAM, eu lembrei das feições mais "angelicais" do Smith, rs (às vezes o Conan do Barry Smith lembrava Jesus Cristo)...

      Mas mesmo assim, ainda prefiro a versão DEFINITIVA do Buscema!

      Abs!

      Excluir
    26. Obrigado pela valiosa dica (macete), VAM!

      Dando uma olhada nos meus formatinhos da Editora Globo, verifiquei que a história hiper bem desenhada do Fantasma que mencionei se chama "A Máscara de Ferro". Foi publicada em 1992, como a segunda história, no n° 44. Descobri que há uma outra edição com esse mesmo título, mas não sei se é a mesma história estendida ou se o desenhista também é o mesmo.

      Uma outra história muito boa, tanto pelo enredo quanto pela arte, é "A Gang dos Diamantes". Saiu em 1988, no n° 29 do Fantasma Especial (também um formatinho).
      No mais, agradeço outra vez pela dica.

      Abs!

      Fernando

      Excluir
    27. As histórias novas do Fantasma serão das tiras mesmo. O problema das suecas é que tradutor de sueco não dá em árvore (eu mesmo não conheço nenhum!) e os preços da Egmont são mais altos do que os da King.

      Mas esse material sueco é MESMO BOM! Quem sabe se a nova série fizer sucesso?

      Excluir
    28. Oi, Hunter... blz?

      Pô, uma pena isso q vc falou... mas faz sentido mesmo: Deve ser difícil conseguir tradutor pra material SUECO (talvez procurando por aficionados em filmes pornô, onde a Suécia se destaca pra quem entende do ramo, kkk)!

      Mas falando sério: Tomara q se encontre uma forma de publicar essas tiras, pois fiquei mto interessado em ler esse material (bem elogiado mesmo)!

      Abs!

      Excluir
  11. Olá Léo?

    Vc saberia dizer se já estão nas bancas?
    "As Crônicas" e "Jim Aparo" serão compras certas; já, os formatinhos, eu passo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tadeu... Tdo bem?

      Não, as 2 edições recém estão em pré-venda no site da Mythos... mas não devem tardar pra ir pras bancas!

      Ah, e não vai mais ter formatinho nenhum... A "Crônicas" será em formato Italiano e o "Fantasma" será FORMATO AMERICANO (já corrigi no texto: Inicialmente seria formatinho, mas a Mythos parece ter mudado de ideia - graças a deus, rs)!

      Abs!

      Excluir
  12. Grande Leo, um bom tempo sem comentar,
    mas as visitas aqui são diárias meu amigo. Uma notícia excelente da Mythos e ja comprei os meus na pré venda. Quanto ao formato, pelo que eu sei, as Crônicas é no formato italiano, com o mesmo papel do Dylan Dog, em ofsset, e a outra o Fantasma, é no formato americano. Está no cheklist da Mythos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Marcilio... blz?

      Brigadão mesmo por continuar visitando o blog... Minhas atualizações tbm estão mais espaçadas agora (falta de tempo por causa do excesso de trabalho, rs) mas nunca deixo de estar bem informado e por dentro das novidades do mercado e dos bastidores das editoras, rs!

      E sim, vc está correto... O "Fantasma" é formato americano mesmo. Já corrigi no texto, e a confusão ocorreu pq a Mythos iria mesmo lançar em formatinho no começo. A informação q chegou até mim foi a mesma q TBM foi publicada por outros sites, tipo o "Universo HQ":

      "Histórias modernas: oito volumes no formato 13 x 20,5 cm, com 80 páginas"

      Ou seja, o plano inicial era formatinho mesmo... E ainda bem q mudaram de ideia e vão relançar em formato americano agora!

      Abs!

      Excluir
  13. Boa tarde leo. Muito boa a materia. O fantasma é um personagem q eu sempre torci para voltar e fiquei muito contente com a noticia. Agora e torcer para as cronicas chegarem aqui nas bancas do RJ.
    Quero aproveitar o espaco e perguntar, ja foi lancado o Grandes aventuras Tex vol.2? E Zagor, sera q acabou de vez msm?

    Abracos.
    Rodrigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rodrigo... Tdo bem?

      Valeu mesmo por ter curtido a matéria... E eu tbm sempre fui fã do "Fantasma", q eu colecionava desde os tempos da RGE (anos 70/80). Eu adorava os "Almanaques", "Superalmanaques", e "Hiperalmanaques" (a RGE gostava desses almanacões, rs)!

      Qto às suas dúvidas... O "Grandes Aventuras" 2 do Tex (Entre 2 Bandeiras) chegou aqui no sul faz 2 semanas, mas só vi na LOJA daqui (Tutatis) e bancas de shopping (tipo a rede "Cameron", q não sei se tem aí no RJ)!

      Já o "Zagor" eu não sei... Tinham dito há um tempo atrás q apenas o "Extra" continuaria sendo publicado (a mensal regular tinha acabado sim)!

      Abs!

      Excluir
  14. "álbuns de capa-dura caríssimos (custando acima de 80/100 reais)." - tenho esse da Opera com capa vermelha - dei sorte em alguma promoção, mas o gibi é monstruosamente grande, só perde para aquela versão enorme de férias dos quadrinhos disney

    abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Scant... blz?

      Pô, eu lembro qdo esse livrão gigante do "Fantasma" chegou na loja daqui... Na época, eu não tive grana pra encarar, mas era colossal mesmo, hehe!

      Abs!

      Excluir
  15. Lendas Titãs vai fechar em que numero?

    ResponderExcluir
  16. Leo previu "O relógio do juízo final" em 28-05-2013, tenebroso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha... Agora q eu vi, vc deve estar se referindo à este meu comentário de 2013 logo abaixo, né?

      "não podemos descartar a possibilidade REAL de fazerem um "AFTER" (WATCHMEN) um dia desses (não duvide disso, hehe)!!!"

      Postei essa previsão apocalíptica (um PESADELO pra mim, rs) neste LINK (pra quem quiser conferir, kkk):

      http://submundo-hq.blogspot.com/2013/05/antes-de-watchmen-previa-o-segredo-do.html

      Abs!

      Excluir
    2. Pior que isso, você previu a série da HBO que será exatamente isso, centrada exclusivamente no Universo criado pelo Moore.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    3. Oi, VAM... Essa série da HBO eu tô bastante curioso pra ver: Assisti o trailer e chamou minha atenção (achei instigante, rs)!

      Abs!

      Excluir
  17. Oi Léo,tudo na paz??

    Muito legal você ter dedicado uma matéria sobre o Fantasma!! Difícil não comprar HQs do personagem após todas estas informações,hehe!!

    Olha, como havia comentado no face, o filme do Fantasma fez parte da minha infância em meados dos anos 90! Perdi a conta de quantas vezes vi o filme e me diverti com as aventuras! O desenho animado não cheguei a ver, mas fiquei curioso!rs

    Interessante vc ter dado detalhes sobre a fantasia do Fantasma! Não sabia que aqui no Brasil, o herói aparecia com a cor vermelha nas HQs! Sempre imaginei ele com aquela tradicional cor lilás no filme!rs

    Acho que exageraram no preço das edições a R$26,90,por se tratar de material em P&B! Deveria sair mais barato. Apesar dos pesares, tá valendo!!rs Milagre a Mythos não lançar esse material em capa dura cobrando 70,80 pila!É pra comemorar!👏

    Estou pensando se encaro essa revista por R$12,90... Já que serão 8 edições coloridas! Rapaz, vou me "alagar" com essa coleção!kkk

    Abs!
    Leonardo Goulart

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Léo... blz?

      Valeu mesmo... eu adorei escrever esta matéria, feita com base numa outra mais antiga sobre o "Fantasma" q eu tinha feito nos primórdios do blog (e q agora dei uma "turbinada" pra este "remake" de postagem, rs)!

      O "Fantasma" era um dos meus heróis favoritos nos tempos da RGE... Mas parei com ele por um tempo pq tava saindo pouca coisa interessante (pro meu gosto) por outras editoras dos anos 2000 pra cá, ou eram materiais mto caros q eu não conseguia comprar até pouco tempo atrás (qdo eu ganhava menos e tava desempregado)!

      Renovei minhas esperanças qdo a Pixel começou a publicar aqueles encadernados baratinhos (de 16 pila), mas durou apenas 4 edições (mto pouco pra saciar minha gana de ter mais materiais do "fantasma" na coleção)... Acredito q com a Mythos o personagem tenha mais sorte agora, pois LOGO DE ARRANCADA a editora já prometeu trocentas coisas, rs!

      O FILME do "Fantasma" eu tenho uma cópia em DVD (é legal mesmo, embora eu não seja mto fã do ator Billy Zane)... O desenho dos "Defensores da Terra" deve ter no Youtube (vale uma procurada) eu gostava da formação da equipe no desenho: "Fantasma", "Mandrake", e "Flash Gordon", hehe!

      Tem tbm em DVD um seriado antigo de 1943 em P&B q eu (particularmente) acho mto bom e recomendo (pra quem curte séries de aventura dos anos 40):

      https://http2.mlstatic.com/dvd-lacrado-duplo-o-fantasma-tom-tyler-e-jeanne-bates-D_NQ_NP_17100-MLB20131289258_072014-F.jpg

      Qto ao uniforme... Repare q mesmo aqui no Brasil, tem umas capas bem antigas (q eu postei acima) em q ele aparece usando o roxo/lilás. Já tivemos uma cor azulada por aqui tbm (por editoras pequenas nos anos 90 ou 2000)!

      E realmente... Em se tratando da Mythos, até q o TUFO não será dos piores (digo, podia ter sido mesmo aquelas aberrações de 80 reais pra cima, rs)!

      Abs!

      Excluir
    2. Oi Leo!

      O filme do Fantasma eu assisti no cinema, e sía na época bem decepcionado, pois era mais um filme de super herói mal adaptado, e na época eu achava que o Fantasma não tinha como falhar porque o herói é "simples", seus inimigos sempre são piratas, contrabandistas, e tal, não tendo supervilões.Porém o filme descanbou para o sobrenatural, e deu no que deu!

      Era uma época em que adaptar quadrinhos era algo experimental e arriscado, e tinha de ter estes lances com grandes efeitos especiais para atrais público.

      Depois do cinema, acho que vi o filme umas duas vezes para ver se melhorava mais minha impressão, porém isto nunca mudou. Anos se passaram e a Pixel publicou o encadernado com as primeiras histórias do herói com a saga "Piratas do Céu', e embora eu tivesse lido muito material do Fantasma na infância, não li\conhecia as histórias clássicas da época das tiras de jornais.

      Lendo este material eu vi que o filme do herói teve respeito pelo material criado por Lee Falk onde a personagem da Catherina Zeta Jones e suas companheiras retratam no filme as Piratas do Céu.

      Tempos atrás reassisti novamente ao filme e meu conceito sobre ele melhorou, vi que o filme tem um bom figurino, os atores representaram bem seu papéis, mas a parte das caveiras que se juntam para soltar raio laser ainda é imperdoável!

      Quanto aos Defensores da Terra..., bom eu sou suspeito para falar deste desenho porque gosto muito dele, sendo ele um dos meus favoritos da infância, e até hoje.

      Eu não sei se o desenho passou na íntegra por aqui, algo que era bem bem incomum na época, quem assistiu séries na Globo e desenhos sabe que não passavam de forma completa e ordenada estes materiais.Águia de Fogo, e Galaxy Rangers são alguns exemplos disso!

      Uns anos atrás eu me deparei no Youtube com um episódio que contava a história e origem do Fantasma do Desenho que não é o tradicional das HQs,sendo mostrado quando ele e seu irmão passaram por provas severas para a disputa do manto, e seu irmão (que era mais velho) cometeu algo que desagradou ao pai deles e perdeu o manto, jurando se vingar, algo que ele faz anos depois no episódio sob uma nova identidade.

      Como eu só achei este episódio em inglês suspeitei que ele não fora dublado e exibido por aqui.Tem outro onde a Jedda Walker assum o manto do Fantasma quando este é dado como morto.

      Sei que os fãs mais tradicionais do herói não gostam desta versão dele do desenho onde ele tem poderes místicos, mas isso nunca me importou, afinal é o Fantasma, junto ao Mandrake e Flash Gordon o resto é detalhe.

      É curioso que o Mandrake e o Flash Gordon são são os mesmo das HQs, já o Fantasma mesmo mantendo sua essência, na verdade é o 27º, uma geração muito à frente do atual Fantasma Kit Walker.

      Antes que eu me esqueça tem um episódio "Terror In Time" que tem a participação do Príncipe Valente.

      Abraços!

      Excluir
    3. "... O filme do Fantasma eu assisti no cinema, e saí na época bem decepcionado,..."

      A única coisa boa desse filme Elcio, é a Catherine Zeta Jones com 25 aninhos!

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    4. Oi VAM!

      Me lembro de ter ficado impressionado na época com a beleza dela, que se destaca bastante no filme!

      Abraços!

      Excluir
    5. Nem sabia que existia essa série do Fantasma. Tenho de ver isso!

      Excluir
    6. "... Tenho de ver isso!..."

      Então, tem um seriado P&B para cinema dos Anos 40...

      https://youtu.be/9lVPW9rjcJE

      tem esse filme da Catherine (dane-se o Zane) dos Anos 90...

      https://media.giphy.com/media/sESvVOTFzHwt2/giphy.gif

      e tem a série modernosa de 2009...

      https://youtu.be/6K-QIjfaiiU

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    7. Acho o filme do Fantasma com o Billy Zane legal, apesar de limitações no roteiro. É uma boa aventura, meio ao estilo A ilha da garganta cortada, filme pirata com a Geena Davis.

      E o Zane como Fantasma ficou muito bom. Como curiosidade o filme do Fantasma apesar de ter sido fraco nas bilheterias, foi um grande sucesso de vendas em vhs e dvd. Virando um tipo cult hoje em dia.

      Excluir
    8. "... na verdade é o 27º, uma geração muito à frente do atual Fantasma Kit Walker..."

      Olá Elcio, isso é realmente inexplicável.

      Mas a respeito dessa história de gerações, uma coisa que eu acho que foge do conceito do próprio personagem é ele não envelhecer nos quadrinhos.

      Se o Kit Walker já era Fantasma quando foi criado em 1936 (e digamos que ele tivesse 25 anos, hoje ele estaria com 108 anos) e mesmo que fosse um ancião, seu primogênito, Kit Jr. já poderia estar no seu lugar como o 22º Fantasma.

      Dessa forma, toda a mítica em cima do "espírito que anda" seria ainda mais valorizada e por consequência uma atitude ímpar no gênero super-heroico.

      O Lee Falk devia ter deixado isso testamentado. Mas acho que nem ele imaginava que seu filho pródigo se eternizaria no imaginário popular.

      Só quem fez isso foi a Marvel fez isso por ocasião daquela minissérie em 3 partes lançada aqui no Brasil pela Saber, na época do filme da Zeta.

      Abs,
      The Phantovam!

      Excluir
    9. "Era uma época em que adaptar quadrinhos era algo experimental e arriscado"


      Verdade, Elcio...

      Eu até me diverti com o "Fantasma" por ele não ser das PIORES adaptações (em comparação com coisas mais escabrosas dos anos 90 tipo: "Liga Internacional", "4F do Corman", "Tank Girl", "AÇO", "Batman Eternamente", "Batman & Robin", "Cap. América", "Geração X", e outras aberrações)!

      O filme do "Fantasma" eu nivelava q nem o "Sombra" e "Rocketeer"... Ou seja: Filmes medianos q divertiam por não serem ruins demais, MAS q deixavam aquela sensação de q ainda "faltava algo" pra serem adaptações mais dignas!

      Acho q a coisa só começou a melhorar mesmo com o "SPAWN" (de 97), q finalmente nos passou a sensação de q o cinema poderia ir mais longe em matéria de adaptações... Revi o "SPAWN" semana passada (entrou na Netflix) e embora os efeitos tenham envelhecido demais da conta (são péssimos qdo tentam umas computações mais elaboradas, mas funcionam nas cenas de ação com maquiagem e sem CGI) é um filme q segue fiel à HQ e com visual mto legal (tanto do Spawn qto do "Violador", q rouba a cena sempre q aparece). Gostei do filme, apesar e NÃO gostar do personagem em si!

      Qto ao desenho dos "Defensores"... Acho q passava no SBT (se minhas lembranças não me traem), q era mais confiável q a Globo pra passar temporadas completas de desenhos. Mesmo assim, não devo ter visto todos: na época eu já tava estudando e minhas manhãs pra ficar em casa vendo TV não eram mais tão frequentes, rs!

      Seja como for, não gostei dessa origem do desenho envolvendo o tal irmão do fantasma... mesmo sendo outro herdeiro, não me agradou essa ideia. Mas gostei de saber da participação do "Valente", rs (não sabia dessa)!

      Abs!

      Excluir
  18. Fantasma conheço mais pelo desenho Defensores da Terra. Tive a minissérie da Abril no início dos anos 90 li, gostei e passei adiante. Naquela época tínhamos que trocar gibis para ter outros para ler. Rs. Tenho o box da Pixel mas não li ainda. Vou querer ler o material do Jim Aparo. Roberto Xavier

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não era da Globo, prof. Xavier? Bruno Silva

      Excluir
    2. Verdade, Bruno. Era da Editora Globo. Uma das capas é o fantasma sentado no trono. Roberto Xavier

      Excluir
    3. E aí, Roberto... blz?

      O "Fantasma" eu colecionava nos anos 70 e início dos 80 pela RGE... Mas qdo me desfiz da coleção toda (em 1985), passei a assistir o desenho dos "defensores" q passava no SBT!

      Foi ali q eu aprendi q a cor original do fantasma não era o vermelho da RGE, rs...

      Abs!

      Excluir
  19. Leo,ficou sabendo que tank girl será publicado no Brasil?

    Ivan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E é bom, Ivan?

      Só conheço o filme com o Ice T de canguru mutante.

      https://m.media-amazon.com/images/M/MV5BODJlZjQ3OTUtNjlhMC00ZmRlLWFjODMtOGI3ZGJiMjRkOGM4XkEyXkFqcGdeQXVyNjUxMjc1OTM@._V1_SX1777_CR0,0,1777,751_AL_.jpg

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    2. E aí, Ivan... blz?

      Sim, eu até divulguei a capa desse encadernado da "Tank Girl" no grupo secreto do "Submundo" no face... Vou postar mais detalhes aqui no blog na próxima coluna de notícias q tô preparando, rs!

      Abs!

      Excluir
  20. Bem que se podia fazer uma adaptação dos Defensores da Terra para o cinema. Em tempos em que os estúdios tentam criar o seu universo expandido esse seria muito bem vindo. Claro, desde que fosse bem feito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótima ideia, Marcelo...

      Acredito q um filme dos "defensores" seria bem atrativo pro grande público tbm, até pelo fato de estar na moda esses filmes com equipes de heróis, rs!

      Por coincidência, ando assistindo atualmente a série: "DC - Lendas do Amanhã", q reúne uma equipe de restolhos da DC (é fraquinha, mas diverte em alguns momentos)!

      Abs!

      Excluir
  21. Ótima matéria. E ótima decisão da Mythos.

    É muito bom ver O Fantasma de volta por aqui. O personagem é muito importante pras hqs e Lee Falk é um grande escritor que trouxe elementos importantes para a narrativa das hqs. Devia ser mais lembrado do que é. Aos curiosos, peguem e leiam a história O Fantasma Os piratas do céu, publicado pela Pixel, e verão o que digo. Narrativa diferente pra época parecendo mais um filme.

    Gostaria de comprar todas, mas devo escolher as edições clássicas do Lee Falk e talvez comprar de forma integral os 8 volumes da fase sueca (é considerada a melhor junto com a fase escrita pelo Falk). Pra quem não sabe essa coleção colorida vai trazer a famosa fase sueca do Fantasma, dita por muitos como de grande qualidade. Quero conferir, pois nunca li essa. Só comprarei a coleção colorida toda depois da minha analise do volume 1 e 2.

    Existem controversias sobre a quantidade de paginas e tamanho de ambas coleções ainda...no site da Mythos vejo uma coisa, e em outros sites vejo outra.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Camus... blz?

      Verdade, o Lee Falk merecia um maior reconhecimento por parte da mídia e dos leitores de HQs... Digo, em tempos onde escritores fracos tipo Geoff Johns, Snyder, Straza, entre outros, ganham holofotes e fã-clubes, alguns dos verdadeiros mestres do passado q REALMENTE fizeram diferença pro mundo dos quadrinhos: continuam até mesmo desconhecidos por parte do grande público!

      Qto às informações controversas... De fato, a Mythos tinha um projeto diferente qdo anunciou q iria publicar o "Fantasma" no começo do ano, alguns meses se passaram e a editora MUDOU completamente a proposta inicial. A revista colorida do "Fantasma" seria em formatinho com umas 80 pág, agora será formato americano com 52 (e por aí vai)!

      Se a própria editora não sabe o q anunciar com relação ao produto... Só esperando os gibis saírem então pra termos as informações mais concretas, rs!

      Abs!

      Excluir
    2. Tudo bem e contigo Leo?

      Acho que quem mais é lembrado é quem mais vive na midia e em quem a midia pega pra tornar em super dos super, como o caso Stan Lee e Jack Kirby por exemplo ou Bob Kane e Bill Finger.

      Acho que Lee Falk é um dos pilares revolucionários das hqs em sua época, fazendo uma narrativa sofisticada pra época que nem a Marvel ou DC faziam.

      Sim, a Mythos esta com um problema de divulgação de conteudo preciso sobre as hqs do Fantasma. Eles informaram os nomes em ingles das historias que vão trazer, ok, mas não especificaram qual edição vai trazer o que. E outra, com 52 paginas na Fantasma em cores, cabe quantas historias? Eles dizem que esse volume 1 trara uma historia completa. Qual? Informação zero! Vi que as Edições da Globo que trouxeram a fase sueca do Fantasma (li algumas e é boa mesmo) tem mais de 60 paginas e cabem duas historias. Em 52 paginas vai caber duas tb? umm...

      A Mythos ta precisando especificar a historia (ou histórias) que vai trazer em Fantasma do Falk e Fantasma em cores. No volume 1 de Fantasma em cores eles dizem:

      VOLUME 01: The Shipwreckers, The Briefcase, Terror in Mawitaan

      Mas no checklist deles pra mesma edição dizem "Nesta edição, uma história completa imperdível em 48 páginas coloridas!"

      Muito confuso.

      Abraço!

      Excluir
    3. Pois é, Camus...

      A Mythos tá toda perdida com relação à divulgação do "Fantasma" mesmo, kkk... é mta informação desencontrada, pelamôr!

      Abs!

      Excluir
  22. "... 8 volumes da fase sueca..."

    Não dá pra chamar de "fase", tamanha é a quantidade de histórias produzidas pelos suecos, camarada Camus.

    A título de curiosidade a última história do Fantasma publicada na editora Globo foi sueca (Pesca Pirata/Fish War), um repeteco lá de 1985 (Fantasma #353):

    https://s3.amazonaws.com/muzeez/uploads/galleries/large/galleriesFiles/feH4pnQaNDjSgrpDN-5-fantasma-extra-n-48-dezembro-de-1992-na-edicao-29-fantasma-extra-passou-a-se-chamar-gibi-apresenta-fantasma.jpg

    E eles continuam produzindo até hoje!

    Abs,
    VAM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu pelas informações, Vam!

      Eu consegui achar a edição da Globo citada por voce, e vou ler. Se eu vou comprar ou não os 8 volumes vai depender se eu achar ótimos/bons, já que não conheço a fase sueca do Fantasma. Sempre vi muita gente falando sobre sua qualidade, principalmente em sites gringos.

      E voce comprará?

      Abraço!

      Excluir
    2. "... E você comprará?..."

      Não vou, Camus. Atualmente eu só compro Batman e Demolidor, mesmo assim peneirando muito.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    3. Posso abrir uma exceção por conta do Aparo e principalmente Newton (caso seja lançado), MAS isso só numa promoção amazônica, muito depois que forem publicadas.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    4. "... Eu consegui achar a edição da Globo citada por voce,..."

      Eu não recomendei nenhuma revista da Globo, não. Acho que misturou as msm, Camus.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
  23. Eu li algumas tiras de material moderno do Fantasma (pouco) e fiquei positivamente impressionado com elas. Não sei se é o material sueco.

    ResponderExcluir
  24. Amigos VAM e Élcio.
    Só esquecemos de falar da Série Animada,dos anos 90: Fantasma 2040,uma produção Americana/Francesa,com 35 episódios.Bem ao estilo Aeon Flux,aliás os produtores são os mesmos. Era uma série bem acima da média que não chegou a passar na TV aberta.

    Abraços,
    Celso Pinheiro - SG

    ResponderExcluir
  25. "... Só esquecemos de falar da Série Animada..."

    Esqueci mesmo, Pinheiro.

    Abs,
    VAM!

    ResponderExcluir
  26. Oi Celso Pinheiro!

    Eu não assisti a esta série!Já ouvi falar, mas sabe-se lá o porquê eu nunca fui atrás, mas agora que você refrescou minha memória vou atrás desta animação.

    Eu "tentei"assistir a uma mini-série em dois capítulos de 2009 do herói que se passa no futuro, mas desisti, achei muito chata e tosca!

    https://www.imdb.com/videoplayer/vi2595096857?playlistId=tt1438437&ref_=tt_ov_vi

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Élcio,acho que esta série passou um tempo atrás no canal SyFy,mas era tão ruim que não mereceu minha lembrança....

      Abraços.
      Celso Pinheiro.

      Excluir
    2. Hahaha... Só agora q vcs postaram esse "Fantasma" tosco da série de 2009, q lembrei já ter postado essa imagem da TV numa antiga postagem aqui do blog (lá nos primórdios do "Submundo", rs)!

      Não fosse por vcs... essa memória já tinha se apagado da minha mente, kkk!

      Abs!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...