06/04/2016

"Galícia" (de Marsal Branco): Nasce uma Obra-Prima da HQ Nacional Independente...

"Galícia".... É uma experiência visual e (praticamente mística/esotérica) impressionante. As imagens postadas aqui demonstram isso em todas as suas minuciosas linhas (cliquem nas FOTOS e deem um ZOOM nelas: Cada pequeno traço nas sombras, hachuras, e cenários foi feito à mão: Sem "efeitos especiais")! 

O artista (Marsal Branco) é meu primo, mas garanto que não é pelo grau de parentesco e amizade que compartilho aqui no blog o seu trabalho no mundo das HQs. "Galícia" é um quadrinho do mais alto nível de qualidade, e o leitor que ampliar e observar os detalhes nas imagens irá comprovar por si próprio que está diante de uma obra diferenciada!

Confira abaixo - Com texto do próprio Marsal (e não esqueçam o ZOOM pra apreciar melhor as imagens):

Tive a primeira visão de Galícia em Astorga. Caminhava a mais de vinte dias com oito quilos nas costas, atravessando a Espanha a pé. Andava cansado e dolorido, mas feliz como cusco em churrasco de chão. Isso foi em 2000. O primeiro de vários Caminhos de Santiago que fiz. De volta ao Brasil desenhei em torno de trinta páginas da história. Depois, por motivos usuais (a vida cobrando suas faturas), abandonei o projeto. Mas os personagens que vi lá não me abandonaram. Então, há cerca de três anos, retomei o projeto e reconquistei a disciplina e o resgate daquelas horas insubstituíveis e fecundas sobre a mesa de desenho. Galícia é uma ficção em que tento resgatar pelas metáforas tradicionais - poder, beleza, violência, superação e uma dose esdrúxula de exagero – os percursos filosóficos que senti (e ainda sinto) durante as experiências nessas espichadinhas de quase mil quilômetros. E aconteceu que a própria história Galícia virou uma peregrinação. Não é rápido. Não tem carona ou atalho. Cada hachura é feita manualmente, sem truques. O desenho a lápis me toma uma ou duas horas apenas, mas o trabalho a nankin de cada página leva em media 25 horas. Os originais têm o mesmo tamanho que você segura aqui, tornando alguns dos quadrinhos um tour de force para fazer a luz e sombra nos poucos centímetros que ocupam. Ao final, considerando suas 105 páginas - 77 das quais, já realizadas - terá me tomado mais de 2.600 horas de trabalho. Mais que o tempo de um bacharelado.

No que se refere a arte, os leitores mais atentos notarão alguns quadrinhos com soluções formais inexistentes na edição anterior. Normalmente envolvendo malabarismos doentios com nankim. Essas pequenas conquistas tecno-estéticas tem sido fruto de centenas de horas fazendo e aprendendo a fazer um tipo de arte que exige um tempo de produção fora do comum quando pensamos na indústria de quadrinhos tradicional. Esse aspecto me interessa muito. Em função do ritmo mais lento demandado por esse estilo, Galicia tem representado para mim um laboratório artístico e expressivo cujo objetivo é um só: chegar aos limites do que consigo executar com essa linda tinta milenar, o nankim. Do ponto de vista da história, esse “devagar” da produção - vinte e cinco horas para cada folha e uma semana para cada página - me permite um tempo de reflexão sobre o mundo de Galícia e de seus personagens que - espero - se reflita em uma maneira diferente ou pelo menos interessante de apresentar uma história de ficção nos quadrinhos. Obviamente, tenho consciência de que nada disso é garantia de um bom desenho, roteiro ou história em quadrinhos. Posso garantir, entretanto, que a Galicia entrega o melhor que consigo fazer. Nenhum atalho foi tomado, nenhuma negociação foi feita. Espero que o resultado consiga transmitir ao leitor o que representa para mim: um trabalho de amor e respeito à essa linguagem poderosa das histórias aos quadradinhos.

A primeira edição com o capítulo um de Galicia teve duzentas cópias. Para minha surpresa, foram vendidas com facilidade. Sei que aos olhos de uma editora ou das grandes livrarias, duzentas cópias é um suspiro de nada. Mas a qualidade da conversa com os leitores é mais do que ousaria esperar. O pouco em números é superado por uma interlocução muito ativa e prazeirosa. Desconhecidos que enviam mensagens e e-mails com análises e percepções surpreendentes sobre a história. E também convites para falar da produção de Galicia em Cursos de Design, Arte, Comunicação, Jogos Digitais, programas de mestrado/doutorado e para os doidos que possam ter interesse no tipo de procura estética a que tenho me dedicado. Nesses encontros e nessas conversas tenho notado que para além do conteúdo - a história, os personagens, o desenho - existe alguma coisa muito poderosa na ideia de fazer algo que se gosta faça chuva ou sol, faça dinheiro ou dívida, faça fama ou ostracismo. Que raro e bom que é fazer algo pelo puro prazer de jogar o jogo. E desenhar Guine… o que posso dizer? Festa na floresta!

Até+

PS: Para os leitores que tiverem interesse em conhecer e adquirir os exemplares lançados de "Galícia" (2 edições até o momento), recomendo que visitem e entrem em contato com o Marsal na pág. oficial da HQ no face: https://www.facebook.com/galiciahq/!!! 

44 comentários:

  1. Parabéns, ao Marsal!

    Lindas ilustrações, legal é perceber a influência de Moebius no trabalho, ao mesmo tempo que o autor imprime sua personalidade.
    Pontilhismos e ranchuras levados ao nível máximo!

    Abs,
    VAM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi V.
      Gracias pela palavra! De fato Moebius foi - e ainda é - uma grande referência. Fã de carteira.
      Marsal

      Excluir
  2. Fala, Léo!
    Muito impressionante este trabalho/obra de arte, onde percebe-se o empenho e dedicação ao projeto, gestado e trabalhado na intimidade do subconsciente do autor. Que pérola!
    Incrível, como ainda há quem não considere quadrinhos como arte!
    Mas, por outro lado, a arte está na cabeça e nos olhos de quem vê!

    abs.

    ResponderExcluir
  3. Recentemente estive lendo as primeiras edições da Heavy Metal, a versão americana da Métal Hurlant, e acho que se estivéssemos nos anos de 1970 ou 1980, "Galicia" poderia ser publicada nessa revista sem deixar nada a dever aos traços de Philippe Druillet ou Jean-Claude Gal, num roteiro de Jodorowski!

    Também gostei da capa, com arte-final mais simples (se comparada com a do interior, já que o tracejado e pontilhado devem ser trabalhosos por si) para privilegiar as cores claras da tinta.

    Belo trabalho, Marsal

    E ótimo post, LEO

    ResponderExcluir
  4. Belíssima arte, ainda mais feita com nanquim (já trabalhei com nanquim em meus desenhos de arquitetura e digo: trabalhar com esse material é difícil pacarai, acreditem).

    ResponderExcluir
  5. blz leo?

    achei a arte sensacional, gostaria de adquirir todo material de uma única vez. pela qualidade do material acho que não vai demorar para isso acontecer.
    alguma editora irá se interessar e lançará galícia em um único álbum.

    abraço

    ResponderExcluir
  6. "Lindas ilustrações, legal é perceber a influência de Moebius no trabalho"


    E aí, VAM... blz?

    O Marsal e eu curtíamos mto a revista "Heavy Metal" nos anos 80... Tínhamos acesso à edições importadas dela, bem na fase áurea da revista - Embalada por nomes como: Moebius, Corben, Frazetta, Manara, Serpieri, e tantos mais desse naipe!

    Agora, passados tantos anos depois: O Marsal elevou à última potência o estilo extremamente detalhista da hachuras (olhando de perto fica parecendo q os desenhos são feitos numa textura de veludo, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  7. "Incrível, como ainda há quem não considere quadrinhos como arte!"


    E aí, Victor... blz?

    Tive o privilégio de ver ao vivo alguns originais da "Galícia" e posso garantir q a arte é ainda mais impressionante vista impressa no papel do q na tela do PC: Tem sutilezas na arte q só podem ser captadas ao vivo!

    Por exemplo: Numa das pág (q eu não consegui em arquivo digital pra postar aqui) quase todo o cenário de fundo é formado de minúsculas letras/palavras escritas de forma tão microscópicas e formando os traços do cenário, q eu lembrei imediatamente daquela cena do filme: "O Iluminado" (na qual o Jack Nicholson passa semanas escrevendo a mesma frase milhares e milhares de vezes, rs)!

    Só essa pág q eu tô falando, já mereceria estar exposta numa galeria de arte (das mais exigentes)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  8. "Recentemente estive lendo as primeiras edições da Heavy Metal"


    E aí, Martin... blz?

    A "Heavy Metal" (ou "Metal Hurlant") foi disparada uma das revistas mais importantes desse período (anos 70-80). Pois trazia um mix bem variado com os maiores artistas do momento (e revelando ao mundo nomes como: Moebius, Manara, e Serpieri)!

    Tenho várias edições importadas da "Heavy Metal", além das ed. nacionais (publicadas pela Metal Pesado - q tirou o nome daí, rs) e álbuns separados com artistas e sagas tiradas da revista ("Gullivera", "Metabarões", "Incal", "Trilogia Nikopol", etc)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  9. "trabalhar com esse material é difícil pacarai, acreditem"


    E aí, Diego... blz?

    Eu acredito sim, pois já tentei (há mtos anos atrás) rabiscar umas bobagens em nanquim (pra aproveitar umas sobras da tinta de um estúdio q fechou): Mas não tenho o menor talento pra isso, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
  10. "alguma editora irá se interessar e lançará galícia em um único álbum."


    E aí, gustavo... blz?

    Eu tbm acho q esse material merecia uma ed. de luxo (capa-dura): Esse tipo de HQ sim, justificaria um acabamento mais caprichado pra ler e guardar pro resto da vida!

    Não sei quais são os planos do Marsal qto à isso (se ele tá procurando editora e tal)... Mas sugeri à ele q tentasse o Catarse (só uma dica, é claro: quem sabe talvez ele até já esteja pensando em algo assim)! Faço votos e torço mto pra q a "Galícia" emplaque e um dia ressurja numa ed. única!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já tentaria contato com a Veneta, eles dão muito abertura para produção Nacional, Leo.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    2. Ótima dica tbm, VAM....

      Realmente, a Veneta tem investido bastante na produção nacional e com sucesso pelo visto (taí o Marcelo Quintanilha e suas premiadas HQs: "Tungstênio" e "Talco de Vidro")! Valeu mesmo pela sugestão, VAM!

      Abs!

      Excluir
  11. Gustavo Maycá05/04/2016 06:52

    Muito legal o quadrinho mesmo, Marsal está de parabéns. Inclusive já tinha pensando em te perguntar Léo, se se interessava por HQs Nacionais. Tenho notado que os artistas nacionais independentes estão com todo gás, está saindo muitos projetos o tempo todo, a maioria deles no catarse. Já apoiei 2 projetos lá mas agora parei um pouco devido aos gastos com os quadrinhos convencionais.

    Léo uma dúvida. Qual será o título da edição de Batman do Marshall Rogers da eaglemoss? Pergunto pq essas edições da eaglemoss são sempre de uma história específica. Será esta uma edição temática do artista nos mesmos moldes da Panini?ABS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Gustavo... blz?


      Sim, eu sempre me interessei e divulguei lançamentos de HQs nacionais aqui no blog (em colunas de "notícias" e "reviews")... Entre as mais recentes q já comentei aqui estão: "Macunaíma", "Volume Morto", "Talco de Vidro", e "Lasca de Quirica" - do Marcatti (um dos meus artistas favoritos de humor)! A HQ nacional (independente ou não) sempre terá espaço aqui no blog (e na minha coleção, rs)!

      Qto ao "Batman do Rogers"... A ed. da Eaglemoss se chamará: "Estranhas Aparições" e vai trazer o conteúdo do Vol. 1 da Panini (além de mais 2 histórias de outro artista q tem ligação com a trama - e q ficaram de fora da ed. da Panini por não serem do Rogers)! Já te adianto q não valerá pagar 40 reais só por essas 2 histórias a mais (contam a origem do "Fósforo" e não fazem falta pro entendimento da trama em si)!

      Abs!

      Excluir
  12. Oi povo legal. Fico feliz e agradeço de coração os comentários. Para quem perguntou, lanço a campanha no Catarse daqui a uns 40 dias. A idéia é fazer uma edição com um papel bonito. Aceito feliz sua ajuda se acharem que a obra vale a pena. Abração.
    Marsal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Marsal... blz?


      Valeu mesmo pela participação aqui, e conte comigo no lançamento da campanha do Catarse tbm! Com toda certeza, "Galícia" é uma HQ q merece o melhor tratamento gráfico possível! Boa sorte no projeto (q terá meu total apoio e incentivo)!

      Abs!

      Excluir
  13. MUITO interessante.

    Leo, quando surgir a campanha no Catarse, coloque o link por favor.

    E pra complementar a resposta dada ao Gustavo, o outro artista que faz parte do encadernado Estranhas Aparições é Walter Simonson.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu mesmo, Lierson...

      Pode deixar q eu aviso sim qdo rolar a campanha no Catarse (tbm devo participar dessa)! E obrigado tbm pelo nome do Walt Simonson (não me lembrava se era ele mesmo, rs - mas ficarei com a minha ed. da Panini q já tá bom)!

      Abs!

      Excluir
    2. Sinceramente, sendo arte do Simonson eu acho que vale...

      Aliás, tenho o encadernado gringo que incorpora esse material e curto essas histórias também.

      Excluir
  14. Bom dia Leo !

    Fico muito feliz todas as vezes que vejo a cena dos quadrinhos nacionais nos presenteando com uma obra tão bela .
    Gostaria de adquirir o quanto antes!!!
    Vai rolar a campanha do catarse ?
    Você poderia nos avisar!
    (Não tenho facebook... )

    E parabenizo seu trabalho que é realmente sensacional, nos traga cada vez mais informacao e novidades !

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí... blz?

      Obrigado por ter curtido esta postagem e a HQ em questão(q é realmente espetacular em todos os aspectos - e as imagens não deixam margem pra dúvidas nesse caso, rs)!

      A campanha no Catarse vai rolar sim (lá pro mês que vem)... E pode deixar que avisarei aqui no blog tbm: Fique ligado nas próximas colunas de notícias aqui do "Submundo" ("Drops", "Plantão", ou "Papo de Gibi" - Vou avisar do Catarse numa dessas - assim q o projeto estiver no ar)!

      Abs!

      Excluir
    2. Otimo !!!!

      Aguardarei ansiosamente !!!
      Leio tudo que tu posta aqui!! rsrsrsr

      abs

      Excluir
  15. Espero que consiga concluir a obra e lançá-la encadernada. A arte é linda!

    ResponderExcluir
  16. Que arte! Curiosíssimo sobre a história. Parabéns ao autor. Ficarei de olho desde já. Márcio X

    ResponderExcluir
  17. "Sinceramente, sendo arte do Simonson eu acho que vale..."


    Oi, Hunter... Na verdade, ainda existe a possibilidade de eu acabar pegando essa ed. das "Estranhas Aparições" qdo sair!

    É q desisti (por motivos financeiros) de seguir adiante com a coleção do "Marshall Rogers" e fiquei só com o Vol. 1 mesmo! Assim, nada me impede de futuramente vender essa ed. e pegar essa outra mais completa com as histórias do Simonson (é de se pensar mesmo)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fique só com o primeiro volume mesmo. Um raio não cai duas vezes no mesmo lugar, então eu duvido que o Englehart tenha acertado a mão nos seus retornos ao Bátimã...

      Com certeza ele errou FEIO quando fez o Surfista com o Rogers. Esse eu li!

      Excluir
    2. O vol 2 e 3 do Rogers é estremamente decepcionante. Só não parece tão ruim se compararmos com o que saia nos anos 2000.

      Vale apenas como curiosidade, faz muita referência a fase anos 70 mas fora isso não tem muito o que contar.

      Bem, não é de todo o mal mas se for para economizar nãomacompanho faz tanta falta.

      Excluir
  18. "Aguardarei ansiosamente !!! Leio tudo que tu posta aqui!! rsrsrsr"


    Brigadão mesmo, Thierry... Por estar acompanhando as novidades do blog!

    Segundo o Marsal mesmo me disse, lá pro mês q vem já podermos ter notícias a respeito do Catarse, blz? Avisarei nas colunas de lançamentos aqui do blog, com certeza!

    Abs!

    ResponderExcluir
  19. "Espero que consiga concluir a obra e lançá-la encadernada. A arte é linda!"


    Essa HQ tá pedindo por um encadernado mesmo, hein?

    É o tipo de edição q dá gosto ter na estante e mostrar pra aqueles q ainda não acreditam mto q "GIBIS" possam ser tbm obras de arte!

    Abs!

    ResponderExcluir
  20. "Que arte! Curiosíssimo sobre a história. Parabéns ao autor. Ficarei de olho desde já."


    Valeu mesmo, Márcio X...

    Fique tranquilo, q assim q começar a campanha no Catarse eu avisarei aqui no blog numa das futuras colunas de notícias, blz? Tbm tô ansioso por esse encadernado!

    Abs!

    ResponderExcluir
  21. "Com certeza ele errou FEIO quando fez o Surfista com o Rogers. Esse eu li!"


    Oi, Hunter... Essa fase foi sofrível mesmo:

    Tbm li qdo saiu aqui em "Grandes Heróis Marvel" nº 33 da Abril... E pra quem não lembra é a história onde o "surfista" finalmente se liberta da barreira de "Galactus". Mas tudo é extremamente bobo e desconstrói toda a cronologia criada durante anos pro herói. Desconsideraram completamente o romance do "surfista" com a Shalla Ball, q ao recebê-lo de volta à Zenn-la o faz de forma fria (como se fossem estranhos um pro outro e nada tivesse acontecido antes)!

    Sem falar em todo o resto... o leitor da época saiu das fases Lee/Kirby, Lee/Buscema, e Byrne (a mini-série): E em seguida se depara com ISSO (era de chorar mesmo, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O do Byrne foi um one-shot - escrito pelo Lee!

      Excluir
  22. "O vol 2 e 3 do Rogers é estremamente decepcionante."


    E aí, gustavo... blz?

    Tenho amigos q gostaram mais do Vol. 3 do q do 2º do Rogers (por dar sequência aos eventos mostrados no Vol. 1)... Mas de qq forma, tive q pular ambas as edições (pra conseguir comprar outras - mais prioritárias pra mim)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  23. "O do Byrne foi um one-shot - escrito pelo Lee!"


    Tens razão, Hunter... Não sei de onde eu tirei q essa HQ do Byrne fosse uma mini em 2 partes (tô caducando mesmo, rs)!

    Tenho ela no "Heróis da TV" nº 70... E junto com a Graphic Novel dos "Escravistas", encerra a minha cronologia particular do "Surfista"!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ops... E junto com a "Parábola" tbm!

      Abs!

      Excluir
    2. A minha não, foi na série do Surfista com o Starlin que voltou o Thanos!

      Excluir
    3. Putz, bem lembrado: tinha esquecido dessa... É q eu perdi tudo isso num lote de "SAM" em formatinho q eu tinha e q estragou pela umidade!

      Mas acredito q republiquem "A Ressurreição de Thanos" com a proximidade dos 2 filmes do "Infinito" nos cinemas!

      Abs!

      Excluir
    4. Eu estou na esperança de que a Marvel faça outra "box" como fez para Guerras Secretas e Guerra Civil, só que desta vez com todo o material do Thanos do Camarada Starlin.

      Excluir
    5. Oi, Hunter... Por falar nisso, há poucas semanas atrás eu tava folheando um Omnibus do "Desafio Infinito" q trazia junto a saga da "Ressurreição" e "Thanos - Em Busca de poder" (entre outras HQs interligadas). Era uma ed. monstruosa!

      Claro, q aqui no Brasil devem dividir em trocentas ed. fininhas!

      Abs!

      Excluir
    6. Eu babo em cima do buzum, mas, como eu disse, vou esperar para ver se a Marvel faz uma box completa na altura dos filmes.

      Mesmo que não faça, certamente republica o buzum, então eu compro nessa altura...

      Excluir
    7. Oi, Hunter... Agora q a gente falou nesse TIJOLO de "Desafio Infinito", fui pesquisar o conteúdo e o negócio tem 1.248 pág (!) com:

      Silver Surfer (1987-1998 2nd Series) #34-38, 40 and 44-60, Thanos Quest (1990) #1-2, Infinity Gauntlet (1991) #1-6, Cloak and Dagger (1988-1991 Marvel 3rd Series) #18, Spider-Man (1990-1998) #17, Incredible Hulk (1962-1999 1st Series) #383-385, Doctor Strange (1988-1996 3rd Series) #31-36, Quasar (1989-1994) #26-27 and Sleepwalker (1991-1994) #7.

      É ostentação pura na estante, rs!

      Abs!

      Excluir
    8. É mesmo o crossover INTEIRO!

      A Marvel também encadernou ultimamente todas (ou praticamente todas) as outras aparições do Thanos. Todo o material está disponível portanto para se fazer uma das boxes que eu falei...

      Excluir
    9. Se esse TPzão do "desafio" já tem mais de 1.200 pág... Ainda tem mto mais material estrelado pelo "Thanos" q veio antes e tbm depois (é possível fazer uma "Thanostéca" e tanto, rs)!

      Abs!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...