24/03/2015

"Valiant" (HQM): Revistas Mensais São Canceladas e a Linha Retorna em Encadernados...

A Editora HQM divulgou em sua pág. do Facebook.... O CANCELAMENTO das revistas mensais da linha Valiant no Brasil: "X-O Manowar" e "Universo Valiant"!!!

Porém, a HQM irá relançar as principais séries em encadernados (oferecendo descontos de até 40% pra quem acompanhava as revistas mensais). O fato levanta novamente a questão: Até que ponto o mercado nacional comporta uma quantidade excessiva de novos títulos e coleções surgindo a todo momento nas bancas? Mesmo com uma qualidade acima da média das demais revistas de super-heróis, a Valiant não se manteve no formato de revista mensal (e parte agora para os encadernados)!!! 

Confira abaixo o texto integral da HQM (explicando as mudanças):

"Caros amigos e leitores. É com grande tristeza que anunciamos o cancelamento das revistas mensais da Valiant aqui no Brasil. A boa notícia é que as séries continuarão em encadernados, com o lançamento de X-O Manowar volume 2 e Harbinger volume 1 no início do mês que vem (chegam esta semana na Comix), com Bloodshot volume 1 e Quantum & Woody volume 1 no mês que vem."

"O motivo é simples. Nossas vendas não são satisfatórias, gerando um grande prejuízo para a editora. A conta era muito simples, mas não batia. Se as mais de 2.300 pessoas que curtem esta página de fato comprassem as HQs, era possível continuar publicando as séries, ainda que tendo lucro zero. Nunca foi nossa intenção ganhar dinheiro com a Valiant, mas sim fornecer boas histórias a um custo e qualidades honestos. No entanto, o prejuízo estava grande demais para conseguir manejar a situação. Não vamos utilizar este espaço para reclamar das mazelas do mercado nacional de quadrinhos. Diferente disso, vamos tentar oferecer uma solução viável. Para os compradores das revistas mensais da Valiant, daremos desconto de 40% no preço de capa dos encadernados para a compra de todos os volumes que já foram publicados nas revistas nacionais, e também em Quantum & Woody volume 1."

"Para tal, só é preciso enviar uma foto com sua coleção Valiant completa mais um documento de identidade para o e-mail: valiant@hqmaniacs.com com o seu pedido. Isso significa que os volumes 1, 2 e 3 de X-O Manowar, Harbinger, Bloodshot, além dos encadernados de As Guerras Harbinger e Quantum & Woody volume 1 terão desconto de 40% cada para quem já colecionava a linha Valiant. Agradecemos a compreensão e fidelidade de todos vocês, leitores, que continuam nessa empreitada conosco. Um forte abraço."

Até+

PS: Nesta postagem.... Utilizei as CAPAS dos próximos encadernados de "X-O Manowar 2 - Ninjak" (abrindo a postagem) e "Harbinger - O Despertar do Ômega" (entre outras imagens ilustrativas de edições passadas da linha Valiant)!!!

178 comentários:

  1. Era previsível isso... o formato revista, no Brasil, só funciona para material realmente popular. Valliant é material de "nicho", por isso só funcionaria em encadernados.

    Se nem a revista Vertigo vingou aqui, o que dirá revistas da Valliant. E pra agravar o quadro, os preços da HQM não são lá muito razoáveis.

    De fato, todo mercado de qualquer produto tem um limite de expansão. E quem define os produtos a sobreviverem são os leitores.

    quando se fala de oferta e demanda, qualidade é um conceito relativo. Não é o que a gente acha bom que vai vender, é o que a maioria das pessoas acharem bom (ainda que a gente ache ruim).

    Na verdade, a demanda tem mesmo a ver com POPULARIDADE. O recente caso do fiasco da coleção da Asterix enquanto a Salvat expande ainda mais sua linha da Marvel é um bom exemplo pra refletir como ajuda ter outras mídias reforçando o "marketing" de divulgação dos produtos.

    Os personagens da Marvel e Dc estão em filmes, séries de tv, desenhos animados. Os da Valliant não. Se a gente estudar a História da Marvel no Brasil, por exemplo, a editora sempre foi relançada e teve booms de venda quando exposta em outras mídias.

    Essa tem sido a dificuldade de lançar qualquer novo gibi por aqui. Até o lançamento da série de Tv, a própria HQM publicava The Walking Dead a conta-gotas. A série só começou a dar lucro e vender pra valer quando foi pra telinha de televisão.

    ResponderExcluir
  2. Fala Leo!

    Que notícia bombástica rs! Eu acompanho as revistas da Valiant e fico muito triste em saber que as mensais vão acabar. Sei que eles tiveram problemas em manter a periodicidade, mas torcia muito para dar certo.
    É chato ver um material de tanta qualidade sair das bancas. Gosto muito da marvel/Dc mas gostaria que histórias diferentes tivessem mais espaço (nem o Slaine sobreviveu na revista do Dredd - outra frustração). Comprei recentemente o Concreto vol. 1 e Bone vol 1 (que saudades que tinha de ler Bone, e agora colorido!) deles e senti que o trabalho é caprichado e um bom refresco contra a enxurrada de X-men e Batman (que também tem muita coisa boa). Alem do mais, é quase um monopólio da Panini por aqui, e isso me incomoda um pouco.
    Fico torcendo novamente para os encadernados então! Com certeza valem a pena, com ou sem desconto!
    Obrigado pelo Blog e o espaço de discussão!

    Abs,

    Leonel

    ResponderExcluir
  3. Opa, eae Leo! Eu não achei seu e-mail então estou comentando aqui no post, desculpe. Adoro o seu blog, leio sempre que posso e só tenho a agradecer pelo ótimo conteúdo.

    Aliás, é essa a razão da mensagem. Eu fiz um vídeo ontem e gostaria que você desse uma olhada: https://www.youtube.com/watch?v=Z4Xs0sCHEzA
    É um vídeo com uma visão dessas "zueiras" sobre Iron Man vs Batman. Queria saber sua opinião sobre o vídeo e se é claro, se você pode postar no blog.

    Obrigado pelo seu tempo! :D
    (E desculpe se isso foi um spam ou sei lá.)

    ResponderExcluir
  4. Ao meu ver HQM sempre esteve mal das pernas e sabia que essas mensais não se sustentariam por muito tempo, mesmo tendo boas histórias. A editora até hoje fica devendo os não lançamentos, como indispensável Estranhos no Paraíso que, para se concluir logo por aqui, só mesmo indo para a Panini.

    Contudo, eles estão certos em investirem em encadernados, pois eu acho que que exista pessoas que preferem comprar arcos num volume único do que picotado. Recentemente Guardiões das Galáxias foi anunciado como nova revista mensal pela panini, mas mesmo com o sucesso que o filme teve, ainda acho que é uma série que funcionara melhor em encadernados.

    ResponderExcluir
  5. Tô vendo a hora a Panini acabar fazendo algo similar com a mensal do Miracleman. Embora eu não torça pra isso.

    ResponderExcluir
  6. Fala Leo!

    Julgo as histórias da VALIANT excelentes. Recentemente li o Harbinger, Bloodshot e X-O Manowar, e posso afirmar seguramente que o argumento é muito acima da média. A arte funcional, numa linha que apela para uma forma de "realismo", e é meio padrão entre suas revistas. Por isso, como "nona arte", a Valiant poderia melhorar.

    Agora, se alguém aqui ainda não leu estes titulos que eu mencionei, vale muito a pena. Nivel muito superior a figurões do mercado.

    Quanto aos encadernados, penso que tem algo da característica do mercado brasileiro. Eu não me dou bem com revistas mensais no modelo americado, até porque aqui no Brasil eles empurram histórias de outros títulos no "pacote" e você acaba com um volume enorme de coisas por causa de 25 páginas daquelas 100.

    Se as revistas fossem vendidas como nos EUA, com 25 páginas e preço de 3,50 reais, talvez me atraísse.

    Como colecionador, por muito tempo inclusive eu não comprava as revistas nacionais. O mercado era volátil, um monte de coisas começavam e numa terminavam e eles não conseguiam nem padronizar a lombada dos livros, para parecer uma coleção. Um pesadelo para pessoas obsessivas como eu.

    Hoje o mercado de encadernados é bem sólido, e tenho comprado mais do que posso. Por mim, essa notícia dos encadernados é bem vinda. Se grandes edições como essa do Superman vingarem, a la Omnibus, vou soltar fogos. Só espero que consigam um preço justo, porque tenho pulado muita coisa da Mythos/Dynamite em função dos preços.

    Aliás, tem algum lugar em que as coisas da Mythos são vendidas com desconto?

    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. A tempo: é bom que eles deixem essas revistas em circulação, porque com a Valiant estreando no cinema, provavelmente vai crescer o interesse pelo material original.

    ResponderExcluir
  8. A HQM demonstrou grande respeito para o seu público adotando esses descontos para quem já colecionava as revistas avulsas.

    Pelo tipo de histórias da Valiant e o perfil de seu público leitor, os encadernados parecem ser mesmo uma melhor opção.

    Parabéns pelos editores, e boa sorte com o novo formato.

    ResponderExcluir
  9. Corre! Golden Superman Especial na loja eaglemoss!!!

    ResponderExcluir
  10. É os encadernados é que estão bem mesmo............Leo saiu mais um especial pre-venda super centennial park........mas subiu o preço (já era esperado)

    ResponderExcluir
  11. Graças ao canal fiquei sabendo da existência e qualidade dessa publicação. Realmente é uma pena, tenho todos as edições de X-O Manowar e vou ver se acompanho agora os encadernados. Seria uma boa se eles saíssem com mais histórias, pois, o material é excelente para apenas quatro por edição. E os 40% de desconto são uma demonstração de que a HQM pensa nos leitores que terão de comprar material repetido.

    ResponderExcluir
  12. Salve Leo,

    é claro que a gente fica triste com uma notícia como essa, mesmo não sendo colecionador dessas HQs. Pelo menos, vemos o lado positivo, onde a editora apresentou o problema, mas já acoplou uma solução, inclusive privilegiando seus seguidores. É uma postura a ser elogiada e que não se vê com frequência aqui no Brasil.

    Por outro lado, isso parece responder (em parte) os questionamentos que discutimos alguns posts atrás, sobre a permanência do formato mensal de quadrinhos e o crescimento dos encadernados. É claro que isso não representa (ainda) uma tendência geral do mercado, mas considero a posição dessa editora um movimento significativo de migração de formato (mensais p/ encadernados). Outras editoras virão nessa onda? Em algum tempo a Panini será o "last man standing"? Ou a todo-poderosa italiana tb vai ceder???

    Caso a HQM venha a publicar algum encadernado bom p/ quem é leigo nesse universo, por favor, não deixe de avisar, porque encadernado já acho mais interessante. Como você já falou muito bem do universo Valiant aqui, fiquei interessado em conhecer.

    Abs, Zé.

    ResponderExcluir
  13. Isso mesmo !!! Será que temos mercado para toda essa enxurrada de lançamentos ??

    ResponderExcluir
  14. Eai Leo, beleza?

    Putz é realmente uma pena terem cancelado a revista X-O Manowar e Universo Valiant, afinal elas são, ou melhor, eram uma das melhores revistas em quadrinhos nas bancas brasileiras. Mas não adianta chorar por que as vendas das revistas não iam lá essas coisas, sem contar o atraso de uma década para cada edição. Isso realmente me entristece, pois em vez do leitor brasileiro gastar o seu precioso dinheiro em uma revista com qualidade nas histórias e edições fantásticas que fugiam dos padrões de super heróis fantasiado, o leitor padrão gasta dinheiro nessas porcarias de enlatados da marvel e dc. Não estou dizendo que não existe nenhuma historia boa nessas editoras, mas como podemos ver, a maioria dos leitores ficam presos em materiais muito bobo e com histórias que se repetem e acabam fechando os olhos para materiais como o X-O.

    Enfim

    Mudando um pouco de assunto gostaria de saber se Dredd Magazine n°19 é um bom ponto de partida para a revista do juiz. Acho que li isto aqui no Submundo mesmo.

    Obrigado pela atenção =D

    ResponderExcluir
  15. Também vinha acompanhando toda a linha da Valiant aqui pela HQM e tenho todos os números e fico triste por uma notícia como essa, mas a editora demonstrou respeito com seus seguidores e eu vou fazer um esforço para acompanhar a mesma em encadernados. Espero que agora dê certo, porque o material é bom demais.

    ResponderExcluir
  16. Concordo com a maioria aqui, o cancelamento da linha mensal da Valiant não é uma boa notícia. Entretanto, não podemos deixar de admitir que algo desse tipo já era esperado, os motivos já foram listados. (Leo, esse blog só tem especialista!!!)

    Por outro lado, fico feliz com os lançamentos dos encadernados. Tenho preferência por leituras fechadas. Certamente o Universo Valiant funcionará muito mais nessa nova etapa. Acredito que muitos leitores estavam aguardando essa oportunidade para iniciar a coleção.

    Não podemos deixar de perceber os novos rumos que o mercado vem tomando. E os leitores já escolheram o formato preferido: bom papel, capa dura ou cartonada, arcos fechados e preço acessível. Pior para a editora que não enxergar isso.

    Adilson Alves da Silva

    ResponderExcluir
  17. EDUARDO CESAR25/03/2015 00:11

    Desculpe Léo mas entendi uma coisa lendo sua postagem e outra lendo os comentários. A HQM vai lançar encadernados do que já saiu nas mensais e/ou também vai lançar encadernados com material inédito no Brasil? Porque se for do que já foi lançado, o que adianta dar desconto de 40% em material que já possuo em mãos?

    ResponderExcluir
  18. "quando se fala de oferta e demanda, qualidade é um conceito relativo. Não é o que a gente acha bom que vai vender, é o que a maioria das pessoas acharem bom (ainda que a gente ache ruim). "


    E aí, Nano.... blz?

    Isso foi justamente o q mais me chamou atenção nessa notícia da Valiant.... O quanto a qualidade em si de um gibi passa a ser irrelevante diante dos resultados de vendas. Não basta um gibi ser EXCELENTE, e não basta ser um sucesso de crítica: Se o público não corresponder, vai acabar rodando mesmo (por melhor q seja)!

    E a comparação q vc fez com a "Vertigo" é um bom exemplo disso.... O material era bom, mas o formato era inadequado pra emplacar um sucesso de público (eu mesmo, só comprei as 12 primeiras ed. e desisti de seguir adiante). Pra convencer alguém a comprar uma revista mix todo mês hj em dia, o apelo comercial tem q ser alto mesmo!

    E já q vc falou nos sucessos do cinema e da TV impulsionando as HQs.... A Valiant deu azar de somente agora estarem noticiando a produção de alguns FILMES desse universo. De repente na época desses (vindouros) filmes, a popularidade desses personagens aumente tbm (pena q os projetos envolvem várias séries, menos a principal: "X-O Manowar")!

    Abs!

    ResponderExcluir
  19. Tenho duvidas se a migracao pra encadernados eh uma real tentativa de publicar a valiant ou se sera apenas pelo tempo que perdurar os direitos de publicacao. Quero ver se vao renovar depois pois vou dar uma chance pra hqm e acompanhar tudo q sair dá valiants

    ResponderExcluir
  20. "É chato ver um material de tanta qualidade sair das bancas. Gosto muito da marvel/Dc mas gostaria que histórias diferentes tivessem mais espaço (nem o Slaine sobreviveu na revista do Dredd - outra frustração). "


    Oi, Leonel.... Tdo bem?

    Nem me fale, pois o "Sláine" era minha série favorita na revista do "Dredd" (depois do próprio "Dredd", é claro, rs).... E me preocupa o fato de q essas mudanças na revista da 2000 AD tbm possam ser o reflexo de uma árdua batalha pela sobrevivência nas bancas (uma luta cada vez mais competitiva com tantas opções de escolha)!!!

    A HQM sempre teve um catálogo de respeito, com séries de ótima qualidade e q fogem do arroz-com-feijão da Marvel/DC: "Mortos-Vivos", "Estranhos no Paraíso", "Concreto", "Invencível", e a "Valiant" mesmo. Eles anunciaram no ano passado tbm o "Rocketeer" (q atrasou, mas é outra imperdível qdo sair). Assim, seguirei acompanhando os encadernados da Valiant daqui pra frente (e viva a diversidade nas bancas, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles não vão publicar Rocketeer, perderam o contrato por enrolarem demais.

      Excluir
  21. "É um vídeo com uma visão dessas "zueiras" sobre Iron Man vs Batman. Queria saber sua opinião sobre o vídeo e se é claro, se você pode postar no blog."


    Oi, Andre.... Tdo bem?

    Brigadão mesmo por curtir o blog, e por ter mandado esse divertido vídeo da treta entre "HF X Batman".... Gostei do vídeo (e me garantiu umas risadas depois de um dia estressante, hehe)! Recomendo uma olhada pra quem curte essas zoeiras tbm, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
  22. "A editora até hoje fica devendo os não lançamentos, como indispensável Estranhos no Paraíso que, para se concluir logo por aqui, só mesmo indo para a Panini."


    Oi, Marcelo.... De fato, a situação dos "Estranhos" tá complicada mesmo:

    A série teve mais um encadernado anunciado, mas pro ano passado.... Nunca mais se falou no assunto, e outros lançamentos acabaram "furando a fila": "Bone", "Concreto", e "Exterminador do Futuro" (tá certo q este último, a editora deve ter corrido pra aproveitar o hype do FILME). Mas além dos "Estranhos", tbm havia sido prometido o "Rocketeer" e um da nova fase do "Spawn"!

    Espero q pelo menos haja uma certa prioridade daqui pra frente em se publicar essas séries já prometidas.... (além da continuidade de "Mortos-Vivos" tbm)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  23. Oi Leo!

    Na verdade eu fico feliz desta linha de revistas da Valiant não ser cancelada de vez no país. Títulos de editoras menores infelizmente não conseguem ir para frente no país, e os motivos são inúmeros e não é só a concorrência de títulos de títulos fortes e consagrados como Marvel e DC, temos também impostos e o problema de distribuição de revistas.

    O problema é que situações como esta inviablizam a vinda de outros títulos fora do mainstream das grandes editoras. Um exemplo disso é a HQ da Shi publicada pela Crusade Comics, um título elogiadíssimo que jamais chegou por aqui.

    Me lembro dos áureos anos da revista Wizard Americana no final dos anos 90, onde vi a personagem pela primeira vez e logo de cara fiquei atraído por ela já que sou fissurado pela cultura oriental e artes marciais.

    A Shi inclusive teve um encontro com o Demolidor num crossover das duas editoras em 1997, pois, como foi alegado pelo escritor os personagens possuíam muito em comum já que buscam se "encontrar"no mundo em que vivem.

    Este crossover eu tenho em scans, e muitos anos atrás (cerca de 15 anos) eu encontrei uma edição americana dela num sebo em minha cidade para a minha alegria!

    Sabemos que as coisas estão difíceis, mas, vejo que a editora optou pela melhor forma de atrair o leitor para este material: O encadernado!

    Que além de prático, acredito eu pode ser mais fácil de ser adquirido pelo leitor comprando pela internet evitando assim a distribuição centralizada como também ser possível na maioria dos casos comprar parcelado já que encadernados não costumam ser baratos!

    Falando em encadernados, você já deve estar sabendo Leo da Era de Ultron encadernada que a Panini vai lançar para aproveitar o embalo do filme (que inclusive leva este subtítulo) aproveitando o material de encalhe e já passando para frente com nova roupagem.

    Quem comprou esta saga diz que ela literalmente é uma "bomba", não conheci ninguém que a elogiasse!

    Este é o material encadernado mais rápido feito pela Panini de um material recente, já que a série acabou há poucos meses atrás!

    A Eaglemoss colocou em pré-venda a estátua do Superman, com distribuição para o dia 20/04/2015! Esta eu vou comprar porque até lá minhas contas já estarão equilibradas.

    Acredito que este é o meio certo para lançar estas miniaturas especiais, pois, não está dando para quem queira, principalmente as da Marvel.

    A DC por enquanto está vendendo menos que as da Marvel porque ainda não veio para cá as miniaturas que a galera está esperando mesmo que são: Lobo Jonah Hex, Etrigan, Bane, Morcego Humano, Monstro do Pântano, Grodd...,etc.

    Coitado do Apocalypse que não vende bem, e olha que é uma puta peça, rica em detalhes e dá quase duas do Hulk em largura e altura.

    A Eaglemoss não deveria era ter posto ele de brinde para assinantes se quisesse vender bem um personagem de certa forma "importante" no Universo DC.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  24. "Tô vendo a hora a Panini acabar fazendo algo similar com a mensal do Miracleman."


    Oi, Sanzio.... blz?

    Eu não sei como andam as vendas do "Miracleman", mas tenho notado q diferente da ed. 1 (q sumiu rapidamente das prateleiras das bancas), os nº 2 e 3 tem sobrado e são facilmente encontrados por aí. (Essa série é uma q eu tô esperando sair encadernada tbm)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  25. "Julgo as histórias da VALIANT excelentes. Recentemente li o Harbinger, Bloodshot e X-O Manowar, e posso afirmar seguramente que o argumento é muito acima da média."


    E aí, Luiz.... blz?

    Todas as séries q já li da Valiant são no mínimo muito boas mesmo.... Além dessas q vc citou (minhas favoritas) tbm recomendo: "Archer & Armstrong" e "Shadowman" (além da inédita por aqui: "The Unity")!!!

    E concordo com vc tbm qto aos encadernados.... Eles são a "Preferência Nacional" (entre os colecionadores de gibis, rs). O formato mix não funciona direito aqui, pois pra ler 1 série boa: É preciso levar uns 2 refugos junto! Pra mim, não serve, pois isso faz ocupar mto espaço nas estantes tbm (se em 75 pág só se aproveita 22, é sinal de q o resto só vai ocupar um espaço desnecessário na coleção)!

    Qto à Mythos.... Os gibis dela costumam ser vendidos com ótimos descontos (de 20 a 40%) em seu próprio site oficial - Mas tem q ficar ligado e visitar a pág regularmente pra pegar as melhores ofertas!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não falaram do Archer & Armstrong nos futuros encadernado,será que sai também?Pois prefiro mais que o Bloodshot aliás.Espero que saia também.Quantum & Woodie,não me pareceu muito legal não,parece meio infantil,mas precisa ver primeiro senão é birra minha.Pois falam muito bem deles.

      Fernando

      Excluir
  26. "A tempo: é bom que eles deixem essas revistas em circulação, porque com a Valiant estreando no cinema, provavelmente vai crescer o interesse pelo material original."


    Bem lembrado, Luiz....

    Os FILMES da Valiant tão vindo aí (tem uns 2 ou 3 em produção).... E a procura pelos encadernados poderá ser alta se as produções fizerem sucesso nas telas (e eu espero q sim, é claro)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  27. "A HQM demonstrou grande respeito para o seu público adotando esses descontos para quem já colecionava as revistas avulsas."


    Oi, Martin.... É verdade: Tbm achei uma atitude bastante digna por parte da editora ao oferecer esses descontos pra quem já vinha colecionando os títulos!

    Falo isso, pq já vi diversas editoras simplesmente cancelarem títulos sem nem ao menos darem uma satisfação pros leitores (mto menos descontos de 40% nos encadernados)!!!

    Abs!

    ResponderExcluir
  28. "Corre! Golden Superman Especial na loja eaglemoss!!!"


    Opa: Valeu pelo aviso, Alexandro....

    Infelizmente, essa eu vou ter q pular, pois recém paguei o "MOJO" ontem e minha conta precisa de um descanso agora, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
  29. "pre-venda super centennial park........mas subiu o preço (já era esperado)"


    Oi, Roni.... blz?

    Essa peça deve ficar mto bonita ao vivo mesmo, hein? (toda dourada).... Mas q chato terem aumentado o preço (se bem q isso era esperado com a disparada do dólar - q deve afetar diretamente as importações dessas peças!!!

    Abs!

    ResponderExcluir
  30. "Seria uma boa se eles saíssem com mais histórias, pois, o material é excelente para apenas quatro por edição. "


    E aí, Roberto.... blz?

    Tbm acho mto fininhos esses encadernados de apenas 4 histórias.... Mas nesse caso, não se pode culpar a HQM, pois isso é imposição da própria Valiant (diferente da panini, q junta e divide encadernados gringos, a Valiant é mais "rigorosa" nesse sentido)!!!

    Acho q os encadernados aqui sairão exatamente como foram nos EUA....

    Abs!

    ResponderExcluir
  31. Oi Leo!

    A notícia bombástica deste semestre está aqui:http://ovicio.com.br/panini-lancara-encadernado-do-capitao-britania-de-alan-moore/

    Acredito que na omissão da Salvat em publicar este material (pelo menos por enquanto) e vendo a repercussão na internet entre os leitores que querem e muito este material, a Panini se antecipou e resolveu lançá-lo.

    Será que com este número de páginas será deluxe? E afinal vai sair ou não pela Salvat??

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande notícia Élcio!

      Pra mim é cofre pois nunca li esse material...

      Abs Zé

      Excluir
  32. "Caso a HQM venha a publicar algum encadernado bom p/ quem é leigo nesse universo, por favor, não deixe de avisar"


    E aí, ZÉ Carlos.... blz?

    O mais essencial pra se conhecer o universo Valiant, é o 1º arco de "X-O Manowar".... Q já saiu encadernado no ano passado. Essa é a principal série da linha Valiant (q lembra os gibis da Marvel dos bons tempos: Roteiro cheio de ação e situações imprevisíveis). Acredito q a HQM deva republicar essa ed. mais pra frente!

    Qto aos questionamentos q essa situação toda traz à tona.... É de se pensar mesmo até q ponto as revistas mix ainda irão aguentar num mercado cada vez mais competitivo (onde os encadernados ampliam terreno na preferência do público). Arrisco afirmar q a tendência (pro futuro) seja a redução (gradual) do formato mix.... E a ascensão dos encadernados (econômicos e luxuosos)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  33. "Isso mesmo !!! Será que temos mercado para toda essa enxurrada de lançamentos ??"


    Oi, Ricardo.... blz?

    Alguns episódios isolados (de revistas e coleções de encadernados q acabam sendo descontinuadas).... Mostram q mesmo numa enxurrada de lançamentos, existe sim um limite máximo pro mercado "absorver" tudo isso!

    Abs!

    ResponderExcluir
  34. "Mudando um pouco de assunto gostaria de saber se Dredd Magazine n°19 é um bom ponto de partida para a revista do juiz. Acho que li isto aqui no Submundo mesmo."


    E aí, Tony.... blz?

    Pois é, a frequência de atrasos nas revistas da Valiant (q levavam até vários meses entre uma ed. e outra) já demonstrava ser um indício de q as coisas não iam bem. Mas acho lamentável exatamente isso q vc falou: Do leitor médio consumir tanta porcaria descartável, ao mesmo tempo q perde (ou deixa de conhecer) revistas q realmente valem a pena acompanhar. Tipo, é de se lamentar a situação em si: Ao imaginarmos um monte de tranqueira vendendo bem.... enquanto os melhores gibis nas prateleiras das bancas ficam parados lá: sendo comprados por um ou outro leitor (e lutando pela sobrevivência)!

    Qto ao "Juíz Dredd".... Sim, o nº 19 recomeça uma nova sequência de arcos pra todas as séries da revista. A cada sequência de 6 ed. a revista do Dredd forma uma espécie de "temporada" (como se fosse um seriado de TV). Diferente dos gibis americanos, o "Dredd" traz arcos q podem ser lidos tranquilamente sem uma extensa cronologia toda enrolada. Assim, do nº 19 ao 24 seria tranquilo pra acompanhar (e essa é a minha revista favorita entre todas as mensais de banca)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  35. "mas a editora demonstrou respeito com seus seguidores e eu vou fazer um esforço para acompanhar a mesma em encadernados."


    Oi, Marcilio.... Tdo bem?

    Pois é, eu tbm acompanhei as revistas Valiant até certo ponto, mas acabei parando qdo saiu o 1º encadernado do "X-O".... Vendi minha coleção, e decidi esperar por futuros lançamentos encadernados. Na época (ano passado) tomei essa decisão pq tenho priorizado os encadernados mesmo (as únicas exceções são: "Juíz Dredd" e "Recruta Zero" - as 2 únicas revistas com grampo q coleciono agora)!

    A HQM parece ter tentado de tudo pra sustentar as 2 revistas Valiant.... Chegando a prometer até um aumento de pág e novas séries nos mixes. Mas pelo visto, não foi suficiente. Seja como for, a editora apresentou uma solução pra quem vinha acompanhando as revistas até aqui (e essa é uma atitude q raríssimas vezes vemos no mercado nacional em casos de cancelamento)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  36. "Não podemos deixar de perceber os novos rumos que o mercado vem tomando. E os leitores já escolheram o formato preferido: bom papel, capa dura ou cartonada, arcos fechados e preço acessível. Pior para a editora que não enxergar isso."


    Oi, Adilson.... Tdo bem?

    O sucesso (estrondoso) de coleções como as da Salvat, e de encadernados econômicos em geral (na faixa dos 20 pila).... São um sinal do q realmente tem agradado os leitores (e são tbm uma amostra das tendências de mercado daqui pra frente)!

    Tbm lamento o cancelamento das mensais.... Mas fico feliz pelo retorno das séries em encadernados. O ideal sempre é q os 2 formatos coexistam juntos (q nem nos EUA: onde o gibi sai 1º avulso e depois encadernado) mas aqui no Brasil, parece q em mtos casos vamos acabar pegando um "atalho" direto pro formato definitivo, rs.

    Sem dúvida, este será um bom momento pra novos leitores conhecerem a linha Valiant.... Ainda mais q com o anúncio de FILMES baseados nesse universo, em pouco tempo essa linha toda vai acabar bombando na mídia!

    Abs!

    ResponderExcluir
  37. "A HQM vai lançar encadernados do que já saiu nas mensais e/ou também vai lançar encadernados com material inédito no Brasil?"


    E aí, EDUARDO.... blz?

    Vai ter de TUDO mesmo: Encadernados com material q já saiu nas mensais.... e tbm com material inédito (tipo essa série: "Quantum & Wood"). Os descontos de 40% são válidos pra quem quiser recomeçar a coleção toda em encadernados, mas tbm pode-se manter as mensais e continuar a partir de onde parou (vai ser conforme o gosto do freguês agora, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  38. "Tenho duvidas se a migracao pra encadernados eh uma real tentativa de publicar a valiant ou se sera apenas pelo tempo que perdurar os direitos de publicacao."


    E aí, Murilo.... blz?

    Esses contratos são por alguns anos e as editoras nacionais vão renovando (qdo há interesse, é claro).... No caso da HQM/Valiant, eu acredito (particularmente falando) na renovação de contrato, principalmente depois do anúncio (feito há algumas semanas atrás) da produção de FILMES baseados no universo Valiant!

    E a HQM aprendeu a importância de se investir em possíveis sucessos do cinema ou TV: "Walking Dead" é o maior exemplo disso: A editora deu mta sorte de já publicar esse gibi qdo o seriado de TV se tornou um fenômeno mundial!

    Abs!

    ResponderExcluir
  39. Só uma observação que um filme necessariamente não é a salvação da lavoura se não der certo. Por ocasião do lançamento do filme The Losers, a panini lançou o primeiro encadernado, que vendeu mal, apesar de ser uma boa hq, porque o filme foi um fracasso, e isso queimou o interesse dos leitores potenciais (aquela conclusão: se o filme é ruim o material de onde se originou deve ser pior ainda - e tem gente que ainda reclama do Alan Moore ser contra esses filmes que cagam a moral das suas obras).

    O pessoal tava com esperança que com a série de tv Powers, a hq voltasse a ser publicada no Brasil. Mas o primeiro episódio se mostrou tão ruim, que essa esperança já foi agua abaixo.

    Filmes da Marvel e DC tem orçamentos milionários, e muitas vezes podem dar errado (caso do Hulk, do Lanterna Verde), e olha que se trata de personagens conhecidos. Da mesma forma que a gente fala de um limite no mercado de gibis, tem limite também na demanda por filmes de super-heróis. Uma hora vai saturar, o pessoal vai enjoar, e a corda vai arrebentar pro lado mais fraco (os filmes de heróis menores).

    ResponderExcluir
  40. "O problema é que situações como esta inviablizam a vinda de outros títulos fora do mainstream das grandes editoras. Um exemplo disso é a HQ da Shi publicada pela Crusade Comics, um título elogiadíssimo que jamais chegou por aqui."


    Oi, Elcio..... Tdo bem?

    Puxa, agora q vc falou.... Eu me lembro da "Shi" nos anos 90 (pois eu comprava saldões da revista "Wizard" importada e sempre vinha propagandas dos gibis dela). Nunca li esse material, mas lembro q falavam mto nela nessa revista. De fato, situações como essa q rolaram com a Valiant, demonstram o qto é difícil pra títulos fora do mainstream terem longevidade no mercado nacional!

    Por falar nisso.... A "Wizard" americana me deixou saudades, rs: Era o q a gente tinha pra se atualizar em tempos onde a internet ainda estava engatinhando. Pena q das versões nacionais da revista, somente a da Globo prestava (e a ed. única da editora "Hangar 18"): Na Panini, a revista era um porre: Texto mto chato e didático (sem falar na masturbação mental em torno dos títulos da própria editora em detrimento das demais: Foi ridículo qdo deram apenas uma notinha no meio de outras notícias sobre a "Liga Extraordinária 2" da Devir, q deveria ter sido até matéria de CAPA da revista)!

    Sobre a "Era de Ultron".... É uma BOMBA mesmo (nem passe perto desse encadernado, hehe). Mas a Panini foi rápida mesmo desta vez (tá tentando aproveitar ao máximo o hype em torno desse filme dos "Vingadores 2")!!!

    Qto à "Estátua do Superman" (Central Park).... Essa eu vou acabar pulando (já gastei demais com o "MOJO" e outras miniaturas "normais" q eu nem ia pegar de início mas acabei mudando de ideia qdo vi ao vivo ("Exterminador" e "Raio Negro" são 2 exemplos disso: Eu ia pular, mas acabei comprando na hora). Sigo no aguardo de mais "Especiais" (tanto Marvel qto DC).... Eu só gostaria q eles fossem anunciados de forma antecipada (pra eu poder me programar melhor antes de comprar)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  41. "Será que com este número de páginas será deluxe? E afinal vai sair ou não pela Salvat??"


    Boas perguntas, Elcio.....

    Já era de se esperar q esse "Cap. Britânia" anunciado pela Panini, fosse mesmo o do Alan Moore.... E diante dessa quantidade de pág (244) eu apostaria no formato luxo mesmo (capa-dura)!

    Sobre sair ou não pela Salvat.... Isso ainda é incerto, mas já pensou q sacanagem se a Panini lança antes por mais e 60 reais e logo em seguida vem a da Salvat pela metade do preço? hahaha!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se for igual a americana,apesar que tem menos páginas,vão sair estas histórias.
      This TPB reprints the Captain Britain stories by Alan Moore from Marvel Super-Heroes (UK) Vol 1 387-#388, Daredevils Vol 1 and Mighty World of Marvel #7-#13 inclusive. Introducing the Fury!

      Fernando

      Excluir
    2. Anonimo, esse encadernado aí de 168 pagnas é o que a Salvat vai lançar.

      O da panini vai ter 244 paginas, é quase certo que publicará material do Captain Britain Omibus, ou seja, a partir da Marvel superheroes 377!

      Excluir
    3. Vou optar pela Salvat mesmo. Mais barato possivelmente e com sinceridade, a unica coisa que me interessa no Britânia é o Alan Moore. E como quero priorizar series que gosto como Os Invisiveis, Creepy, Cripta, é uma serie a menos pra desviar a atenção.

      Excluir
  42. Blz, Leo!

    Putz...que balde de água fria. Acompanho o XO e o Universo desde os seus primeiros números. De longe era o que eu vinha lendo de mais bacana ultimamente. Ótimos roteiros e um time de artistas de primeira.

    Enfim. Muito legal a postura da HQM em avisar/expor seus motivos e ainda propor um desconto nos encadernados.

    Fico na expectativa.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  43. "Só uma observação que um filme necessariamente não é a salvação da lavoura se não der certo. Por ocasião do lançamento do filme The Losers, a panini lançou o primeiro encadernado, que vendeu mal, apesar de ser uma boa hq, porque o filme foi um fracasso, e isso queimou o interesse dos leitores potenciais"


    Tem esse lado tbm, Nano.... O risco de um filme ruim afundar até mesmo um gibi bom!

    No caso dos "Perdedores", eu até q gostei tanto do filme qto do gibi.... Mas sei q foi um dos maiores fracassos da Panini na linha Vertigo (senão "O" maior). E fiquei decepcionado com o q vc relatou a respeito de "Powers": Eu não sabia q o 1º episódio do seriado tinha sido tão ruim assim. Te confesso até q eu tinha boas esperanças pra essa série (até pela FACILIDADE de se adaptar a trama sem precisar de efeitos especiais e uma super-produção).... Se nem assim conseguiram fazer algo q preste, então a coisa tá feia mesmo, hehe!

    No mais, pra uma editora de pequeno a médio porte tipo a HQM.... Acho q o risco de se apostar num filme ou seriado q POSSA vir a ser um sucesso é válido, pois de repente eles tiram a sorte grande de novo (como no caso de "Walking Dead"). Eu já fui comerciante (dono de locadora) e eu arriscava bastante tentando "prever" os filmes q dariam certo e q atrairiam público. Era uma locadora pequena, e sendo assim, valia a pena arriscar (acredito q a HQM pense da mesma forma com relação aos filmes da valiant)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vi o filme Perdedores mas li a revista. Não achei ruim mas também não senti falta de outros encadernados.

      Powers não li pois li algo sobre a diagramação errada das paginas e não arrisquei. De qualquer forma, não assistio adaptações de HQs para tv ou cinema, salvo quando o diretor me interessa, o unico motivo que me faz assistir.

      Excluir
  44. "Não falaram do Archer & Armstrong nos futuros encadernado,será que sai também?"


    Oi, Fernando.... Acho q sai sim, pois essa dupla é um dos pilares da linha Valiant, rs!

    Acredito q agora (com o lançamento em encadernados) a linha decole no Brasil.... Já q não haverá mais o prejuízo gerado pelos encalhes de banca. Vamos ver, mas acredito q em seguida anunciem novos títulos da Valiant além desses já confirmados!

    Sobre "Quantum & Wood".... Não é infantil não, mas aposta num senso de humor similar ao de "Archer & Armstrong". É uma série bem conceituada lá fora desde os anos 90 e pode ser q tenha boa aceitação por aqui tbm!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tô botando fé nesses encadernados. Espero que vingue mas só pretendo começar do material inédito, se eles chegarem.

      Excluir
  45. "This TPB reprints the Captain Britain stories by Alan Moore from Marvel Super-Heroes (UK) Vol 1 387-#388, Daredevils Vol 1 and Mighty World of Marvel #7-#13 inclusive. Introducing the Fury!"


    Valeu mesmo, Fernando....

    Pode ser q a seleção de histórias seja essa mesmo.... Seja como for, o "Britânia" foi uma grata surpresa entre os próximos lançamentos (sempre quis ler esse material na íntegra)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  46. "Putz...que balde de água fria. Acompanho o XO e o Universo desde os seus primeiros números. De longe era o que eu vinha lendo de mais bacana ultimamente. Ótimos roteiros e um time de artistas de primeira."


    E aí, Marcio..... blz?

    Te entendo perfeitamente nessa, pois vc sabe o qto eu sempre elogiei essa linha Valiant aqui no blog!

    Mas são riscos do mercado, né? A gente sabe q cada coleção q começamos pode ser abandonada a qq momento se a editora começar a ter prejuízo. Pelo menos a postura da HQM foi digna e correta para com os leitores (haja visto q raríssimas vezes uma editora dá satisfações sobre os cancelamentos e ainda se propõe a dar descontos pra quem quiser continuar acompanhando a linha)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  47. Bha , comprei Batman ano um , do frank miller, por 19,90 na cultura e acabei de ler ontem, que historia, achei ate melhor que a queda de murdock ( apesar de ser mais fã do demolidor q do batman). A historia do ultron no capa vermelha da salvat achei infinitamente superior que a Era de Ultron do Bendis, não foi "esticada" acabando na hora certa do jeito certo......

    Léo ,queria uma opinião sua, eu tava comprando as mensais do batman, mas em vista da enxurrada de encadernados do morcego, to afim de largar a mensal de mão e ficar apenas com as series fechadas... será que é uma boa?

    Daniel Sam

    ResponderExcluir
  48. Vamos como aquele cara "do inferno"... Por partes!

    1 - Li elogios sobre a linha Valiant, mas não vou me arriscar com um título mensal novo de uma editora menor, porque invariavelmente as coisas terminam como estão terminando agora. Com o cancelamento.

    2 - Mesmo se tivesse arriscado, teríamos o problema da periodicidade incerta e ainda o da distribuição, que embora não me afete muito por estar no Sudeste, foi motivo de vários comentários sobre o cancelamento.

    3 - Encadernados, de preferência com arcos fechados, são a melhor maneira de editoras menores introduzirem personagens/títulos novos. Eu não me arriscaria a comprar por impulso ou até curiosidade uma história continuada, mas um arco completo já tem negócio.

    4 - Talvez o desconto de 40% vá um pouco além da simples bondade. A linha Valiant é um mercado de nicho, então não é difícil administrar uma venda online ainda que de forma "artesanal" (por e-mail) e evitar assim a comissão da distribuição que morde mais de 50%. Perde-se a exposição nas bancas (que tenho minhas dúvidas se é significante) para ganhar no preço de capa. E no caso específico da Valiant, fidelizar os leitores.

    5 - Lembram dos vídeos recentes sobre o assunto e principalmente da matéria do Judão sobre a máfia da distribuição, levando a crer que estava começando a extorquir as editoras menores??? I have a bad feeling about this...

    ResponderExcluir
  49. "Léo ,queria uma opinião sua, eu tava comprando as mensais do batman, mas em vista da enxurrada de encadernados do morcego, to afim de largar a mensal de mão e ficar apenas com as series fechadas... será que é uma boa?"


    E aí, Daniel.... blz?

    Sim, sem dúvida q esse seria meu conselho e recomendação nesse caso: Pois essa é a política q eu adotei pra mim tbm: Largar as mensais mix e partir só pros encadernados! É mto melhor assim e ficamos mais livres pra peneirar o q realmente presta!

    E "Batman Ano 1" é fóda mesmo, hein? Aliás, toda essa fase do Miller nos anos 80 foi espetacular....

    Abs!

    ResponderExcluir
  50. Leo o site "O VÍCIO" publicou uma matéria confirmando que a PANINE lançará o álbum CAPITÃO BRITÂNIA roteirizado por ALAN MOORE e com arte de ALAN DAVIS.


    VIVAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  51. "Vamos como aquele cara "do inferno"... Por partes!"


    E aí, SEMI.... blz?

    Vc tem razão nesses apontamentos e observações q fez.... Concordo com todos os itens, embora dependendo do meu interesse em determinado título, eu ainda me arriscaria em alguma mensal (não me arrependo de ter começado com "Dredd" e "Recruta Zero", q hj chegam à marca em torno de 20 edições)!

    Mas de fato, o investimento q tbm fazemos nessas coleções é alto pra ficarmos com revistas abandonadas e incompletas.... Entendo q as editoras precisam ter LUCRO, mas o leitor tbm não pode sair prejudicado. Qto à distribuição, deve ser bem nessas: A HQM deve ter procurado um meio de driblar as limitações da distribuição a nível nacional (pois sabemos da situação depois dos referidos artigos e vídeos q vc citou)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juiz Dredd e Zero são personagens já conhecidos e com uma certa base de fãs estabelecida. Quem gosta, ou compra a mensal do Juiz ou fica sem ler, não tem jeito (rs). Mesmo assim, a editora adotou (sabiamente) a política dos 6 meses, o que é perfeito para captar novos leitores e, no caso de emergência, cancelar uma série sem maiores traumas (rs).

      O Zero não tem muita preocupação cronológica então fica mais fácil arriscar. Eu não comprei por causa do formato mix.

      Encadernados eu costumo arriscar, tanto que peguei o encalhadão do Dredd (na verdade já cogitava correr atrás das mensais).

      Na época comprei o "Liberty Meadows" da HQM e o Baby Blues da Devir. Até hoje espero os volumes 2 de ambos, mas por serem tiras, não me senti enganado.

      Eu já comprei até uma porcaria chamada "Bad Kitty" para ter o que ler no ônibus (rs).

      Mas mensais e mixes eu realmente estou correndo...

      PS: Lembrei agora de um encadernado das Tartarugas Ninja (acho que da Nova Sampa) que saiu no início da década de 90, no auge da febre e nunca teve continuação. Levei quase duas décadas para saber o que aconteceu com o Mestre Splinter Ou seja, nem personagens no auge de sua popularidade garantem uma publicação recorrente. (rs)

      Excluir
    2. Oi Semi,

      As Tartarugas Ninja "morreram" no Brasil. A Nova Sampa ia lançar o encadernado e demorou demais, levou mais de um ano para finalmenete ele ver a luz do sol. Nteste meio termo o desenho infantil já tinha estreado na TV e quem curtia o desenho execrava o material dark das HQs originais e quem poderia gostar dos quadrinhos passava longe por causa da "vibe" infantil que ficou atrelada aos personagens. Acredito que isso seja assim até hoje, a Devir tentou lançar esse material em TPBS e fciou apenas no primeiro, já a Panini tentou os quadrinhos mais atuais da IDW (fracos em comparação com o original) mas também suspendeu a revista (com uma história inacabada). Infelizmente acredito esse material original dos quelônios não deva ser relamente publicado por aqui mais... Pelo menos não vimos a terrível fase pela Image...

      Cesar Leal

      Excluir
    3. Tem um documentário muito interessante (apesar de ser meio chapa branca) chamado "Turtle Power: The Definitive History of the Teenage Mutant Ninja Turtles" que mostra bem os motivos da ascensão e queda dos quelônios.

      Basicamente, o que matou as Tartarugas foi a mesma coisa que as tornaram populares: sua versão infantilóide.

      A versão que marcou foi a do desenho animado, então agora mesmo que façam uma versão adulta, elas ainda vão ter que comer pizza e gritar "cowabanga".

      Assim como He-Man, é uma franquia que jamais vai novamente chegar perto do sucesso que fez um dia. São novos tempos...

      Mas falando de mim, devia ter meus doze anos quando as tartarugas explodiram. A referência para mim era o desenho, mas adorava o filme (aliás, gosto até hoje) e fiquei alucinado com esse encadernado da "Nova Sampa". Acho que o problema dele, além da demora foi a baixa tiragem. Era difícil de encontrar a primeira edição e nunca houve uma segunda.

      Eu peguei esse encadernado da Devir para poder saber o destino de Splinter. Se não existisse a edição da Nova Sampa, eu não teria dado a menor bola para ele.

      E como para muita gente, a edição da Nova Sampa realmente não existiu... Sobrou o apelo, quase nulo hoje em dia, das tartarugas.

      Excluir
  52. "CAPITÃO BRITÂNIA roteirizado por ALAN MOORE e com arte de ALAN DAVIS."


    Pois é, Marcio....

    Agora não precisamos mais depender da Salvat publicar ou não essa série... COFRE certo qdo sair!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo se a Salvat publicar, essa versão da Panini será levemente "superior", apesar de não ter capa dura.

      A edição da Salvat, saindo conforme a coleção européia (e não há razão pra que não saia assim, pois tudo tem seguido o mesmo esquema de paginas), terá 180 paginas. Ela só traz as histórias realmente escritas pelo Alan Moore, a partir de Marvel Super Heroes 187.

      A Edição da Panini terá 244 paginas, e trará as histórias desde Marvel SuperHeroes 177 escritas pelo Dave Thorpe, que são importantes pro entendimento da trama (Alan Moore pegou o barco andando!), e o mais importante, é de fato o início da fase desenhada pelo Alan Davis.

      A Panini vai pegar esse material da edição americana CAPTAIN BRITAIN OMNIBUS, um encadernado de 688 paginas, que ainda traz todas as histórias do Bretanha desenhada pelo ALAN DAVIS, incluindo as posteriores a passagem do Alan Moore, escritas por JAMIE DELANO e CHRIS CLAREMONT.

      Não sei se a intenção da Panini é dividir ele em três volumes, mas aí está a deixa de que material será este.

      Excluir
  53. Uma otícia boa,mas preocupante,devido a inúmeros lançamentos,foi a do encadernado inédito e 100% brasileiro,é o lançamento das histórias do Juiz Morte em encadernado.A única preocupação é o preço,pois as histórias são imperdíveis e gostei do que vem dentro.
    E um personagem que me pareceu legal e talvez compre em encadernado importado,se o dólar melhorar que é Zombo.Me pareceu bem bacana.

    Fernando

    ResponderExcluir
  54. "Encadernados eu costumo arriscar, tanto que peguei o encalhadão do Dredd (na verdade já cogitava correr atrás das mensais). "


    Oi, SEMI.... Q bom q vc conseguiu esse encalhe do "Dredd":

    Espero q tenha curtido o material (ou q curta - depois de ler).... Eu me arrisquei na mensal pq achei q esse material jamais viria a sair encadernado e como o aproveitamento da revista é quase total pra mim, não me importei em seguir colecionando (só acho ruim qdo é aquele esquema da Panini, onde num gibi com 3 histórias só se aproveita UMA)!!!

    Qto ao "Zero".... Bem, a revista dele era mix no começo, mas boa parte dos leitores reclamavam q ele tinha pra ele apenas 20 pág de sua própria revista (de 68 pág). Assim, a revista hj é uns 90% só do recruta!

    Abs!

    ResponderExcluir
  55. "Juiz Morte em encadernado."


    Oi, Fernando.... Não conheço esse material e nem sabioa q seria lançado!

    Vou me informar melhor a respeito (já anotei sua dica). Valeu mesmo!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já postei a respeito no grupo do Dredd do Facebook. Basicamente é um encadernado juntando TODAS as HQs P&B dos Juízes Negros! Da primeira aparição do Juiz Morte desenhada pelo Brian Bolland (sim, a mesma que a Pandora publicou, só que agora com um formato decente!), passando pela primeira aventura solo da Juíza Anderson (com arte do falecido Brett Ewins), uma rara HQ interativa com arte de ninguém menos que Bryan Talbot e culminando na última (última?) história solo do Juiz Morte, desenhada por Frazer Irving!

      Todas, claro, escritas total ou parcialmente por John Wagner!

      Esse material NUNCA foi encadernado junto nem na Inglaterra! Normalmente você precisa comprar dois ou três TPBs diferentes para ter tudo. A edição brasileira será única no mundo!

      Por ser em P&B, eu espero que ela esteja na mesma faixa de preços dos encadernados anteriores, embora tenha mais páginas. Serão umas 250 páginas, sem contar os extras! Mas, claro, o preço não depende de mim.

      Não tenham é muita pressa que ainda está em fase de tradução. Não dará as caras antes do segundo semestre! O que deve estar prestes a chegar é Halo Jones.

      Até lá, já sabem: Comprem a revista todos os meses para evitar que ela tenha o mesmo triste destino das revistas Valiant do HQM!

      Excluir
    2. Que notícia excelente Hunter! 2015 se as editoras lançarem tudo que pretendem, será um grande ano pros quadrinhos!

      Excluir
    3. Mais um pra lista dos gastos, kkkk. Essa é realmente imperdível junto com a Halo Hones.

      Excluir
  56. Para te ajudar um pouco Leo rsrs.
    https://2000adbrasil.wordpress.com/2015/03/22/vem-ai-encadernado-do-juiz-morte/

    Abçs.
    Fernando

    ResponderExcluir
  57. O ponto frio está com algumas hqs por um bom preço, inclusive algumas bem recentes como o Batman Noel e Pequena Gotham,

    Batman A Corte das Corujas R$ 16,92 - http://pingu.im/1xHsfSI
    Batman Noel R$ 14,36 - http://pingu.im/1NgprmD
    O Julgamento de Loki R$ 12,66 - http://pingu.im/1hf5GOQ
    Pequena Gotham R$ 14,36 - http://pingu.im/1Ngq2F2
    Batman 66 R$ 14,36 - http://pingu.im/1Ngq4wy
    O Lado Negro do Verde R$ 15,22 - http://pingu.im/1FOcBvp
    Hal Jordan Procurado R$ 15,22 - http://pingu.im/1kj96ko
    A Guerra dos Anéis - Parte 1 R$ 16,92 - http://pingu.im/1zsV0XP
    A Guerra dos Anéis - Parte 2 R$ 16,92 - http://pingu.im/1DLIjKw

    ResponderExcluir
  58. Grande Leo,

    um rápido off toppic, o Telecine Touch acabou de me presentear com um filmaço que eu não via há muitos anos: Energia Pura (1995)!!!

    Pra quem não lembra, ou não sabe do que estou falando, pode conferir aqui:

    http://muitoalem2013.blogspot.com.br/2013/12/filme-energia-pura.html

    Um filme inteligente, tocante e com uma mensagem otimista que, nos dias de hoje, poderia soar até ingênuo. Um show de interpretações, quando os efeitos eram apenas o veiculo pra contar uma boa história e não o centro das atenções.

    Aliás, tenho saudades dos efeitos visuais, com elementos reais em cena. Hoje em dia é tanta CGI que os filmes parecem uma animação do PS4 (vide o caso de Avatar, que é até desconfortável...).

    Quem puder ver (ou rever) esse filme lindo sairá com um sentimento muito bom e altas reflexões sobre a vida!

    Abs Zé.

    ResponderExcluir
  59. "Eles não vão publicar Rocketeer, perderam o contrato por enrolarem demais. "


    Se isso for verdade mesmo.... Seria uma lástima: pois eu sempre quis ler um gibi do "Rocketeer" (só conheço aquele filme dos anos 90)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segundo o Artur Tavares da HQM, a edição está na gráfica!

      Excluir
  60. "O da panini vai ter 244 paginas, é quase certo que publicará material do Captain Britain Omibus, ou seja, a partir da Marvel superheroes 377!"


    Sendo assim, Nano.... Mesmo q a Salvat ainda publique esse encadernado, vou ficar com a versão da Panini mesmo:

    Afinal, serão quase 80 pág a MAIS.... e essa eu vou querer ter o mais completa possível!

    Abs!

    ResponderExcluir
  61. Oi Leo, as editoras estão começando a perceber que o público de quadrinhos está mudando. Os leitores de pouca renda, estão migrando apenas para o formato digital gratuito, espalhado pela rede. Já os leitores e principalmente os colecionadores que querem o gibi no papel, estes estão dispostos a pagar até mais, por qualidade na impressão e encadernação. É um fenômeno dos tempos atuais. Acredito que o futuro próximo dos gibis no Brasil, é esse: o incremento da elitização. Nas bancas e livrarias teremos cada vez mais encadernados, e capa dura. E o povão só no download. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que a questão nem é tão somente a renda ou o povão. Conheço gente com bem mais dinheiro que eu e que só baixa, pois se interessa pelo material e não pelo formato e tem gente que não tem muito dinheiro mas gasta boa parte do que tem em edições impressas porque adoram fazer coleção.

      Eu até baixo bastante coisa mas quase nunca leio pois dou preferência ao físico e como tenho tanta coisa na fila nunca sobra tempo pro virtual. O que não deixa de ser uma desvantagem pois li muita porcaria impressa enquanto tenho certeza que tenho algumas joias no Tablet (ler no notebook nem pensar, muito desconfortável).

      De qualquer maneira, acho que a nova geração se interessa bem mais pelos scans, assim como mp3 e MKVs da vida, salvo raríssimas excessões. Espero que meu filho aproveite o arsenal que deixarei tanto de musica, filmes e HQs.

      O filho de um amigo meu há alguns anos viu um vinil do Pai dele e perguntou "que legal Pai, a musica vai ser assim agora ?", kkkk. O meu ao menos não sabe que existe a digital, apenas vinil e cd.

      Excluir
  62. "A Panini vai pegar esse material da edição americana CAPTAIN BRITAIN OMNIBUS, um encadernado de 688 paginas, que ainda traz todas as histórias do Bretanha desenhada pelo ALAN DAVIS, incluindo as posteriores a passagem do Alan Moore, escritas por JAMIE DELANO e CHRIS CLAREMONT. "


    Caramba, q encadernado FÓDA esse aí então.... Olha só o naipe dos envolvidos (Moore, Davis, Delano, Claremont): Só os Melhores, rs!

    Seria sensacional se lançassem o resto aqui tbm.... Mas aí, eu já acho q dependeria do resultado de vendas do Vol. 1. Espero q o leitor brasileiro valorize mais os nomes dos escritores e artistas ao invés do personagem em si: Pois sabemos q o "Cap. Britânia" não é dos heróis mais populares por aqui!!!

    A nível de curiosidade.... mtos leitores só ouviram falar nesse personagem devido à MINIATURA q saiu dele pela Eaglemoss. Lembro q num grupo de colecionadores de miniaturas q participo no face, mta gente chegou até a pular essa peça por não conhecer o personagem (outros ficaram interessados e pediam mais informações sobre ele)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  63. "https://2000adbrasil.wordpress.com/2015/03/22/vem-ai-encadernado-do-juiz-morte/"


    Opa.... Valeu mesmo, Fernando:

    Puxa, esse tijolão aí do "Juíz Morte" tinha me passado desapercebido, rs.... Mas desde já é um dos lançamentos mais esperados do ano por mim (nossa, 300 pág de "Dredd X Morte" com arte do Brian Bolland é obrigatório). Tenho esse material (parcialmente) pela Pandora e é EXCELENTE mesmo!

    Abs!

    ResponderExcluir
  64. "O ponto frio está com algumas hqs por um bom preço, inclusive algumas bem recentes como o Batman Noel e Pequena Gotham,"


    Brigadão mesmo, guilherme.... Ótimas dicas essas aí, hein?

    "Batman '66" por 14 pila? quem tava na dúvida de conferir esse material não pode perder essa barbada então!

    Abs!

    ResponderExcluir
  65. "o Telecine Touch acabou de me presentear com um filmaço que eu não via há muitos anos: Energia Pura (1995)!!!"


    Valeu pela dica, ZÉ Carlos....

    Eu não conhecia esse filme não.... mas pela matéria do link parece bem interessante sim (ainda mais q eu curto essas paradas de física quântica tbm, rs)!

    Não tenho os telecines no meu pacote (semi-basicão).... Mas anotei o nome pra pegar no Torrent!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu imaginei mesmo q vc ia gostar da indicação Broder,

      o filme ainda conta com Lance Henriksen e Jeff Goldblum, IMPERDÍVEL! eheh

      abs

      Excluir
  66. "Já postei a respeito no grupo do Dredd do Facebook. Basicamente é um encadernado juntando TODAS as HQs P&B dos Juízes Negros!"


    Oi, Hunter.... Tdo bem?

    Desculpe, nos últimos dias eu não tenho conseguido navegar com mais tempo pelo face, e acabei me passando nessa notícia mesmo.... Mas tiro o chapéu pra esse lançamento espetacular: Eu tenho a ed. da Pandora, e já pretendia comprar de novo esse material (qdo fosse republicado) só pra ter num formato maior e melhor. Agora então, vejo q a iniciativa saiu melhor q a encomenda, hehe: Parabéns por vc estar trabalhando nesse material q na minha opinião (pessoal) é nada menos q a MELHOR história do "Dredd" q eu já li (e olha q estou falando só da parte referente ao q já saiu aqui)!

    Sem dúvida, esse será um dos mais importantes lançamentos do ano.... Mal posso esperar: Mas antes, vamos ter o privilégio de curtir tbm a "Halo Jones" do Alan Moore (prevejo q este será um ano glorioso pra linha 2000 AD no Brasil, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Repare que as histórias da edição da Pandora SEM os Juízes Negros não serão republicadas tão cedo, então não jogue fora a sua edição!

      Excluir
  67. "Nas bancas e livrarias teremos cada vez mais encadernados, e capa dura. E o povão só no download."


    Oi, Paulo.... Tdo bem?

    Interessante essa análise da situação.... Realmente, a galera mais nova (e mais ligada às novas tecnologias) já anda lendo gibis direto nos tablets (dia desses tinha um moleque lendo um scan do "Thor" em seu tablet - alguns bancos à frente do meu numa lotação). O público leitor de HQs se transforma e se adapta às mudanças do mercado (e vice-versa) e tbm noto essa divisão entre os q preferem os gibis analógicos e os digitais!!!

    Por falar nisso, eu estava conversando hj à tarde (na loja de gibis daqui).... Com um camarada meu q tbm curte Disney, e (durante um papo sobre os encadernados de capa-dura dos PATOS), ele me falou q a fase do BARKS poderia sair 1º de forma DIGITAL (e só depois impressa). Ele disse ter lido isso no perfil de alguém ligado à Disney/Abril no face (não era o Maffia)! Seja como for, achei uma notícia bastante curiosa e q reflete bem esse quadro q vc falou!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe Leo,

      Não sei se o download é um recurso p/ quem não tem grana p/ comprar as revistas...

      Eu vejo as pessoas baixarem quadrinhos por vários motivos:

      a) Ter acesso a material inédito no Brasil
      b) Ler uma história p/ ver se vale a pena antes de investir
      c) Ler ou reler material clássico que foi publicado há muitos anos e que tem pouca ou nenhuma chance de sair por aqui
      d) Adquirir versão digital de HQs que se possui na coleção p/ ter acesso mais rápido p/ consulta ou reler (esse eu faço muito), etc...

      Sobre o item "c" destaco o papel glorioso de blogs como o HQ Vintage do nosso Amigo Nano Falcão, que nos brinda com pérolas do passado que provavelmente não sairão por aqui, como "Tales to Astonish" e "Fantasy Masterpieces" (só p/ citar 2 exemplos).

      Eu pelo menos, nunca conheci ninguém que baixasse quadrinhos porque não tem grana p/ comprar a revista física...

      Abs, Zé.

      Excluir
    2. As pessoas baixam as coisas porque não querem pagar e não porque não podem (rs). Seja música, filme, programa de computador e também hqs.

      Porém os gibis tem um forte apelo colecionístico, então sobrevivem a chamada pirataria graças a vermes como nós (rs).

      Excluir
  68. Esse Batman '66 vale a pela? Não tava planejando pegar essa.

    Com relação a outra publicação dos 75 anos do Morcego, Noel, escrevi um breve review:

    http://setor679.tumblr.com/post/114589296845/batman-noel-dc-comic-2011-panini-books-2015

    ResponderExcluir
  69. "Esse Batman '66 vale a pela? Não tava planejando pegar essa."


    E aí, Luiz.... blz?

    Aí, depende.... Se vc tiver simpatia com o seriado de TV: sim, vale a pena. Caso contrário, nem tente, rs. Eu (particularmente) adorei, mas sou fã do seriado. Já postei uma PRÉVIA neste LINK:

    http://submundo-hq.blogspot.com.br/2014/10/batman-66-previa-hq-baseada-no-seriado.html

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto do seriado mas não gostei dessa edição. Já a do Aparo achei excelente. Gosto dessa fase do Morcegão da epoca que ele andava pelas ruas e comparecia em eventos, antes de se tornar uma "lenda" e "um cavaleiro das trevas", kkk. Mas quem não tá acostumado vai surtar.

      Excluir
  70. Excelente dica do Ponto Frio! Cancelei Pequena Gotham, Noel e Corporação que tinha pedido na Saraiva (e tava com previsão para meados de abril) e aproveitei para incluir "Toda Mafalda" que eu procurava há tempos por um bom preço e as tiras de domingo do Calvin para completar minha coleção.

    Muita coisa interessante: Asterix, Tintim, Tiras L&PM (Garfield, Dilbert, Hagar, etc), material do Chiclete com Banana (Glauco, Laerte e Angeli) entre outras coisas.

    Tem até Marvel e DC! (rs)

    ResponderExcluir
  71. Grande Léo. Tranquilinho?

    É algo que já dava pra prever. Infelizmente, por conta do olho grande de algumas editoras, a bolha começou a estourar.
    Trágico que a primeira a ser afetada tenha sido justamente com a HQM, aquela editora modesta que trata bem os leitores e publica material diferenciado e de qualidade, apesar dos preços não serem muito camaradas.
    Como seus encadernados não costumam ser baratos, acho que é o fim da linha da Valiant na minha coleção. Uma pena, gostei muito do X-O e Archer e Armstrong estava no meu top10 das favoritas atualmente.
    E isso foi apenas a ponta do iceberg. Somando as duas coleções simultâneas da Salvat, a da Eaglemoss, Star Wars, além dos lançamentos da Panini, Mythos começando a jogar mais materiais no mercado e a Abril que resolveu entrar no mercado de capa duras, teremos um mercado bem instável e que, por excesso de materiais pode afundar a qualquer momento.
    Já era difícil acompanhar as duas edições mensais da Salvat, agora que a Panini resolveu lançar Coleções Históricas da Marvel e a série do Batman do Aparo quinzenalmente, não há bolso que resista.
    E com alta do dólar, é bem provável que as hqs subam de preço, pra piorar ainda mais a situação.
    Pra resolver esse pepino, o primeiro passo seria simples: mudar a periodicidade para mensal. Só fazendo isso, no meu caso, daria pra comprar as duas Salvat e da Eaglemoss tranquilamente. E ainda sobraria uma graninha para outros materiais.
    Neste formato atual, uma editora "vampiriza" o público da outra. Um cara começa comprando uma série e abandona para embarcar em outra coleção. No final das contas, os mais prejudicados são os pouco populares que perdem cada vez mais espaço.

    Torço para que a próxima vítima não seja a Dark Horse apresenta...

    ResponderExcluir
  72. "Vou optar pela Salvat mesmo. Mais barato possivelmente e com sinceridade, a unica coisa que me interessa no Britânia é o Alan Moore. "


    E aí, gustavo.... blz?

    As histórias do Moore serão o FILÉ desse encadernado do "Britânia" mesmo.... Mas me interessei tbm pelo resto, por apreciar tbm os roteiros do Claremont e Delano. Como eu não faço a Salvat completa mesmo, não haverá prejuízo (nem repetécos) no meu caso, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Leo.
      Parabéns pelo blog.
      Esse encadernado está entitulado Capitão Britânia e Excalibur - será que vão publicar a fase do Moore mesmo? Seria ótimo, começando do Moore até a formação do Excalibur, mas o título deixa a dúvida no ar.

      Excluir
  73. "Não vi o filme Perdedores mas li a revista. Não achei ruim mas também não senti falta de outros encadernados."


    Pois é, gustavo.... Acho q ninguém sentiu falta dessa série pelo visto, hehe (já q nunca vi ninguém pedindo ou perguntando sobre ela nos sites oficiais da Panini)!

    Tbm achei "BOA".... Mas sou outro q não senti falta de publicarem o resto (acabei lendo em scans, e nem valia a pena ter continuado). No entanto, gostei mais do filme do q do gibi (pela trilha sonora, principalmente)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca li a HQ, mas vi o filme,

      achei bacaninha, elenco de peso, cenas de ação eletrizantes, mto massa o Cougar, mas tb pq curto esse lance de sniper...

      ah Leo, claro a trilha sonora tb é foda.... dont stop believin..... ficou tocando na minha gulliver sem parar eheh

      Excluir
  74. "As Tartarugas Ninja "morreram" no Brasil."


    Oi, Cesar.... blz?

    O filme mais recente das "tartarugas" não ajudou em nada a melhorar mto essa imagem de coisa "infantilizada".... Achei um filme levemente divertido, mas totalmente descartável (pra ver e esquecer)!

    Os gibis delas nunca emplacam por aqui tbm.... O da Devir ficou um tempão encalhado nas livrarias, e a mensal da Panini até chegaram a prometer a continuidade: Mas ficou só na promessa e nunca mais se falou no assunto!

    Abs!

    ResponderExcluir
  75. "Segundo o Artur Tavares da HQM, a edição está na gráfica!"


    Valeu mesmo, Hunter.....

    Ótima notícia essa.... e finalmente vou matar a curiosidade em ler "Rocketeer" então (espero q seja uma HQ tão boa qto falam)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leo e aquela graphic novel dos anos 80 foi o quê? O início da série? Nem sabia q Rocketeer era série....

      Excluir
  76. "De qualquer maneira, acho que a nova geração se interessa bem mais pelos scans, assim como mp3 e MKVs da vida, salvo raríssimas excessões. Espero que meu filho aproveite o arsenal que deixarei tanto de musica, filmes e HQs."


    Com certeza, gustavo.... Essa nova geração já parece q nasceu sabendo mexer num smartphone e num tablet, rs!

    Realmente, não consigo gostar de ler no PC (ou em qq outro meio digital).... Gosto de folhear um livro ou gibi: sentir o cheiro do papel (o perfume do couché é quase um ópio pra mim, rs) e apreciar melhor os detalhes da arte aproximando o gibi dos olhos (existem detalhes sutis da arte e das cores q se perdem nos scans)!

    Espero q seu filho saiba apreciar essa herança q vc tá deixando pra ele.... Qdo eu era moleque, herdei do meu tio (q morreu de cirrose) uma coleção de "Tex" e vários gibis da Ebal: Na época era como ganhar um parque de diversões inteiro (já q nos anos 70 os gibis ainda eram a melhor diversão da molecada)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A criançada hoje pode ser tecnológica, mas elas ainda mantém a curiosidade inerente a infância.

      Minha filha ficou curiosa em saber que boneco era aquele todo de preto com uma espada luminosa na mão. Expliquei para ela, mostrei imagens, li "Vader´s Little Princess", vimos os filmes e hoje ela gosta de Star Wars. Talvez gostasse mais ainda se eu não tivesse me desfeito dos bonequinhos, mas jamais imaginei que ela fosse curtir um dia.

      Mesma coisa com os gibis. Ela me vê comprando e sempre pergunta. De vez em quando eu leio um Garfield, Peanuts ou Turma da Mònica pra ela. Mas já folheei com ela os encadernados da Capitã Marvel, já me preparando para assistirmos juntos o vindouro filme.

      Enfim, não adianta simplesmente deixar um acervo. Tem que ir mostrando aos poucos, incentivando e até restringindo alguma coisa (para aguçar a curiosidade.

      Um dos grandes problemas que vejo hoje em dia é que na correria os adultos esquecem de dar atenção as crianças. Aí depois reclamam que elas não são mais como antigamente...

      Excluir
  77. "Repare que as histórias da edição da Pandora SEM os Juízes Negros não serão republicadas tão cedo, então não jogue fora a sua edição!"


    Bem lembrado, Hunter.....

    Eu tinha reparado sim (a partir de um comentário seu no face).... E vou manter a da Pandora então, pois eu tava folheando ela ontem de madrugada - depois de saber do novo encadernado - e vi q tinha umas histórias mto boas tbm como complemento!

    A qualidade dessa fase do "Dredd" era alta mesmo.... e torço pra q mais material dessa época apareça por aqui mais pra frente (depois de podermos degustar com calma essa ed. do "Juíz Morte", rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  78. "Eu vejo as pessoas baixarem quadrinhos por vários motivos:"


    E aí, ZÉ Carlos.... blz?

    Eu até conheço gente q baixa scans por não ter tanta verba pra gibis impressos.... Embora mesmo esses, acabem colecionando algumas mensais regulares. Mas sua análise faz sentido tbm, é claro: Já q EU mesmo costumo baixar scans por TODOS os itens q vc mencionou, hehe!

    No meu caso ainda incluo um NOVO item no pacote: Pois devido ao BLOG, acabo tendo q baixar e LER rapidamente vários gibis q normalmente eu nem me daria ao trabalho de ir atrás, pois preciso ler algumas coisas pra poder ATUALIZAR este espaço em ritmo ágil (lembrando q às vezes os gibis demoram pra aparecer aqui no sul, ou eu demoro pra comprar juntando grana pra isso). Por exemplo, somente hj consegui comprar o "Demolidor" do Miller, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, a crise editorial é fenômeno mundial, e vitimou principalmente as revistas de entretenimento e informação.

      Os quadrinhos tem a grande vantagem que é o colecionismo. Ninguém "colecionada" a Veja por exemplo. E se você pode ler de graça o conteúdo, porque comprar?

      Com os quadrinhos isso acontece só em partes. Quem só quer ler baixa scan e pronto. Mas muita gente que baixa scan acaba virando colecionador. Fora que quadrinhos, por lidar com arte, é uma mídia onde o FORMATO é importante. É diferente de um livro que tanto faz ler no tablete ou impresso. quadrinhos são desenhados pra determinado tamanho de página e muitas vezes o tablete não satisfaz. O impacto visual de uma página dupla de um formato americano ou magazine nunca conseguirá ser reproduzido num tablete.

      Então o leitor de quadrinhos mais exigente precisa ter a mídia impressa. Cada encadernado de certa forma é um "produto de arte". É quase um caso parecido com o retorno do vinil, onde a peça em si é encarada como objeto de decoração/arte, não é apenas a música em si (a qualidade de som do vinil pode ser sim reproduzida através do formato FAC. um amigo meu que é músico é quem diz, que o importante da qualidade de som é o teu SISTEMA DE SOM, não adianta a mídia, se tu não tem acústica pra reproduzir isso com eficiência).

      Não é a toa que editoras como a Nemo tem investido em formatos luxuosissimos. É caro? É. Mas esse é um produto cada vez mais de nicho, tal como o vinil.

      Por isso acho que a tendencia é as mensais desaparecerem e ficarem só os encadernados mesmo. Revistas são só pra ler, e a garotada tá cada vez mais preferindo os meios digitais pra isso.

      Excluir
    2. Eu tenho duas estantes com mais de mil dvds, divididos entre filmes, desenhos, séries, shows, documentários, esportes e etc. Quando me perguntam se eu vejo aquilo tudo eu digo que sim. Todo dia. Adoro olhar para aquela coleção (rs).

      Enquanto houver pessoas como eu, darei risada dos profetas do apocalipse que projetam o fim das mídias físicas e do material impresso em detrimento dos meios digitais.

      Como se eles fossem excludentes...

      Dá para gostar de Marvel e também de DC. Dá para ver filmes no pen drive e também em dvd. Dá para ler scans e também quadrinhos impressos.

      Mas é importante não subestimar a criançada nem nos limitar a nossa visão adulta de 30/40 anos de estrada. Sim, elas podem não gostar de quadrinhos da mesma maneira que nós gostávamos (e ainda gostamos), mas elas ainda são capazes de fazer um título como "Turma da Mônica Jovem" o maior fenômeno editorial dos quadrinhos brasileiros.

      E isso com toda a rejeição inicial que essa Mônica púbere causou nos marmanjos. Duvido que alguém como eu que cresceu com a Turma da Mônica tenha incentivado a leitura da versão jovem (rs).

      Excluir
  79. "Muita coisa interessante: Asterix, Tintim, Tiras L&PM (Garfield, Dilbert, Hagar, etc), material do Chiclete com Banana (Glauco, Laerte e Angeli) entre outras coisas."


    E aí, SEMI..... blz?

    Viu só? Sempre vale a pena dar um confere nos comentários aqui do blog, hehe.... Eles acabam sendo um eficiente complemento pra qq postagem (pois trazem: dicas, ofertas, relatos sobre problemas nas edições ou tretas com lojas, e até mais notícias e novidades - além do q vá foi postado nas matérias)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é... Aliás esqueci de mencionar:

      "Dinastia M" tá na faixa de 40 dinheiros. Em várias lojas! Eu vou ficar com a versão da Salvat por causa da coleção, mas pelo preço e material, a da Panini está valendo muito mais a pena.

      E como caiu o preço, hein? Se isso não é furar o olho, eu não sei mais o que é! (rs)

      Excluir
  80. "Neste formato atual, uma editora "vampiriza" o público da outra. Um cara começa comprando uma série e abandona para embarcar em outra coleção. No final das contas, os mais prejudicados são os pouco populares que perdem cada vez mais espaço."


    E aí, Luiz.... Tdo tranquilo?

    Perfeita a sua análise da situação.... E não sei se vc mesmo reparou, mas nessa sua frase acima (q eu copiei), está EXPLICADA a estratégia da SALVAT pra ter lançado a coleção de capa-vermelha às pressas: Pra mim foi nítida a intenção da editora em "vampirizar" os leitores pra q estes não migrassem pra coleção da "DC Eaglemoss". Sempre achei mta coincidência essa coleção capa-vermelha ter surgido de repente logo após o anúncio da "DC Eaglemoss"!

    Foi uma manobra inteligente da Salvat (q fez a Eaglemoss recuar um pouco e adiar o lançamento da "DC").... Porém, não deixa de ser arriscada até pra ela própria (já q nem mesmo os seus leitores conseguem acompanhar direito 2 coleções quinzenais ao mesmo tempo: Mtos acabaram optando apenas por uma delas). Em linhas gerais, tbm acho q essa "bolha" vai estourar à qq momento... Aliás, já começou a estourar: Além do caso da Valiant, a Pixel anunciou ontem alguns cancelamentos tbm (Lulu e Bolinha).... e a Mythos encerrou o "Zagor Extra" este mês!

    Pra piorar a situação.... O Brasil tá passando por uma crise bem feia no momento (me apavorei hj qdo fiz umas compras no supermercado e a conta saiu quase 1/3 a mais do q de costume) e a alta do dólar já atingiu as miniaturas e outras tranqueiras importadas q eu compro tbm. A coisa tá feia mesmo, brother (não sei até qdo vai durar essa FARRA de gibis, hehe)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As editoras seriam idiotas se estivessem contando q cada leitor comprasse tudo q sai.

      Acredito q elas estejam procurando e formando seus nichos, tentando alcançar diferentes segmentos e, claro demarcar território. Nem q seja vampirizando a concorrência, pra usar o termo q nosso amigo cunhou acertadamente.

      Infelizmente, nosso país atravessa uma crise de ética na gestão. A corrupção alcançou um patamar insustentável e a gente q tá pagando o pato. Faz tempo q meu supermercado não dá menos de 200,00 pilas e olha q não temos filhos...

      Também não sei onde vamos chegar, mas sei q qdo a coisa aperta quem sofre são as HQs, afinal, por mais q a gente ame quadrinhos, não podemos esquecer q é supérfluo perto de comida, combustivel, luz, condomínio, etc...

      TÁ FODA, DONA DILMA!

      Excluir
    2. Tem um outro aspecto no colecionismo de gibis. O famoso "fora de catálogo".

      Se a Salvat, a Eaglemoss e a DeAgostini mantiverem disponíveis todo o acervo de suas coleções durante algum tempo, inclusive com novas tiragens, vai ter espaço para todo mundo.

      Só que nos quadrinhos, estamos acostumados com tiragens limitadas e especuladores atuando. Então temos uma certa urgência em adquirir logo nossos exemplares com medo de esgotar. E esse medo pode nos fazer desistir da coleção antes mesmo de começar.

      "Star Wars" semanal por exemplo. Quem tem R$ 140 por mês para gastar só numa coleção? O ritmo de compras vai cair, e se a editora não mantiver em estoque, e alguma edição esgotar, a coleção vai acabar sendo abandonada.

      Então temos: Variedade de ofertas, periodicidade alta, grana curta... E a qualidade? Se começarem a lançar qualquer porcaria achando que vende de qualquer jeito (Salvat vermelha, tô pensando em você) isso não vai acabar bem...

      Excluir
    3. Eu não acho que é um caso da "bolha estourar" e "tudo cancelar".

      No mercado norte-americano, que agora NÃO É TÃO MAIOR QUE O NOSSO (gibi da turma da monica vende muito mais, ahah), são centenas de publicações por mês. CENTENAS!

      O que acontece lá há anos, e já está acontecendo aqui, é que "só sobrevive o mais forte", no caso, sobrevive o mais popular.

      O geek/nerd brasileiro tem o hábito dos tempos de outras editoras de "comprar tudo",pois nosso mercado de quadrinhos era tão pequeno que até possibilitava algumas pessoas de renda razoável de comprar tudo.

      Mas esse tempo acabou!

      Nem nos EUA existe leitor que compra tudo. Acredito que em nenhum lugar do mundo.

      Então o leitor vai ter que escolher. Valiant, e principalmente, Zagor, Luluzinha e Bolinha, são produtos bem diferentes da Linha Marvel, por exemplo.

      A Marvel tem uma vantagem de mercado que as outras não tem: está na moda, principalmente graças aos filmes. Fora desenhos animados, games, e até séries de televisão que estão a aparecer.

      Produtos da Marvel VENDEM MUITO MAIS. Então a Salvat está oferecendo o que claramente tem demanda, pois se as vendas da capa preta estivessem ruins, jamais apostariam numa nova coleção da capa vermelha, quanto é quase certo a extensão para mais 60 volumes da capa preta.

      Star Wars também pode ser um erro ser semanal, mas se isso ocorrer, talvez a Agostini dê para traz e mantenha quinzenal. Mas por enquanto eles tem uma vantagem que a coleção da DC não saiu, e os fãs de star wars são muito fiéis. Se tiver que deixar de comprar uma hq da marvel ou congeneres pra comprar star wars, eles compram.

      A dura realidade do mercado é essa: diversidade significa que não dá pra comprar tudo. Pelo menos nós temos a liberdade de escolher.

      Excluir
    4. E tem mais... Mesmo malucos (como eu) que tentam comprar tudo, quando conseguem arrumam outro problema.

      Como ler tudo??? (rs)

      Excluir
    5. Esse é o mesmo problema meu, Semi, rsrs. E também outro: Onde guardar????

      Excluir
    6. Esse problema eu não tenho (rs).

      Quando minha coleção de formatinhos estava prestes a estourar o espaço, nos mudamos para uma casa grande, com um SOTÃO imenso que ninguém acessa.

      Eu o chamo de "Semi-Caverna". (rs)

      Excluir
    7. Eu ainda quero construir uma casa da planta, não comprar uma já pronta, rsrs. Atualmente moro em apartamento. Mas não penso em ficar aqui pra sempre, inclusive já tenho a grana pra comprar o terreno que economizei há um bom tempo pra conseguir, só estou pesquisando agora a localização. Eu até gostaria de morar no interior, com mais calma e sossego, mas preciso pensar na velhice, tem que ter fácil acesso a médicos e farmácias, porque pretendo passar todas as minhas últimas décadas nessa casa, rsrs.

      Eu tenho um esboço dela, onde inclui um sotão/terceiro piso que será só pra "biblioteca". Não só por questão de espaço, mas um andar afastado dos demais pra garantir um pouco de paz pra ler, já que eventuais crianças poderão estar nos pisos abaixo, rsrs.

      Excluir
    8. Eu tenho vontade de fazer um "upgrade" no sotão e transformar em sala de leitura. Mas por motivos exclusivamente financeiros, esse projeto está arquivado.

      Excluir
  81. "Esse encadernado está entitulado Capitão Britânia e Excalibur - será que vão publicar a fase do Moore mesmo? Seria ótimo, começando do Moore até a formação do Excalibur, mas o título deixa a dúvida no ar."


    E aí..... blz?

    Brigadão mesmo por estar curtindo o blog.... E qto ao "Britânia", embora eu ainda não tenha confirmado os detalhes com a fonte oficial do "submundo" (o "X-9" aqui do blog), tudo indica q seja a fase do Moore sim (alguém ligado à Panini teria confirmado isso no face)!

    Assim q eu tiver mais detalhes (preço, papel, e a capa oficial).... Eu pretendo fazer uma matéria especial sobre o "Cap. Britânia"!

    Abs!

    ResponderExcluir
  82. "Assim como He-Man, é uma franquia que jamais vai novamente chegar perto do sucesso que fez um dia. São novos tempos..."


    Oi, SEMI.... Eu tbm acho q tem coisas q funcionavam apenas nos anos 80, e q hj não tem mais espaço no mercado:

    As "Tartarugas" é um bom exemplo.... Já passou a época delas e o mesmo vale pra "He-Man" e "Thundercats" (duvido mto q algum dia vejamos filmes, seriados e desenhos com todos esses personagens q sejam realmente bons a ponto de os tornarem uma "febre" na mídia)! Tem coisas q não sobrevivem às ações do tempo!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que saiu um novo desenho dos Thundercats. Transformers estão por aí em novas versões. E continuam tentando com as tartarugas de novo.

      Star Wars é outro exemplo. Não conseguiu renovar seu público com a trilogia nova. Mas estão tentando de novo e pelo que tenho visto estão conseguindo.

      Hoje essas séries alcançam algum destaque por causa do efeito nostalgia, mas costuma ser fogo de palha. Tá tudo muito diluído, Antigamente tínhamos uma pequena faixa de desenhos pela manhã e as vezes a tarde (em poucos canais). Hoje minha filha tem uns 7 canais de desenho 24 horas no ar. É praticamente impossível ter um sucesso intenso e principalmente duradouro como nos anos 80.

      Excluir
  83. "Porém os gibis tem um forte apelo colecionístico, então sobrevivem a chamada pirataria graças a vermes como nós (rs)."


    Pois é, SEMI.... E nós, VERMES: Somos muitos, rs:

    Quer dizer, o suficiente pelo menos pra sustentar (até um certo limite) um mercado bastante abrangente q despeja cerca de 200 gibis (ou mais) por mês nas bancas e livrarias!

    Abs!

    ResponderExcluir
  84. "ah Leo, claro a trilha sonora tb é foda.... dont stop believin..... ficou tocando na minha gulliver sem parar eheh"


    Bem nessas, ZÉ Carlos.... Essa musiquinha ficou perfeitamente fóda naquela cena do filme, rs:

    Tanto, q eu jamais imaginaria ela tocando durante uma cena de ação, hehe (já na HQ a cena não teve impacto nenhum)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  85. "Leo e aquela graphic novel dos anos 80 foi o quê? O início da série? Nem sabia q Rocketeer era série...."


    Não sei te dizer se era o início.... Pois não conheço esse material direito!

    Mas a GN deve ter sido bem no começo da série sim, pois já saiu há mtos anos e a HQ não é tão antiga assim. Sei q rendeu alguns encadernados lá fora (não mtos) e q esse da HQM será imperdível (segundo um camarada meu q tem os importados e adora essa série)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  86. "Um dos grandes problemas que vejo hoje em dia é que na correria os adultos esquecem de dar atenção as crianças. Aí depois reclamam que elas não são mais como antigamente..."


    É verdade, SEMI.....

    Vejo mto isso: Os pais largam a criançada em frente à TV (q passam horas ligadas nos vários canais de desenhos animados) ou com um vídeo-game nas mãos.... e lá se vai um belo tempo q poderia ser melhor dedicado à leitura ou outras brincadeiras menos "eletrônicas"!

    Até entendo q falte tempo pra alguns.... A correria do dia-a-dia é complicada mesmo (até pra mim, q não tenho emprego fixo). Mas sei lá, pelo menos de noite ou nos findis seria bom dar um tipo de atenção diferenciada pela molecada!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Claro que temos que respeitar as diferenças de gerações e não podemos exigir que as crianças de hoje sejam como nós fomos. Mas elas precisam de incentivo.

      As crianças de hoje tendem a valorizar mais os vídeos que a leitura. Tudo bem, faz parte. É da geração.

      Mas não podemos deixar para elas lerem o primeiro livro depois de alfabetizadas! E se eu, que sou extremamente preocupado e dedicado a isso já neguei leitura a minha filha por cansaço, imagino o que não acontece por aí...

      Não é de pequenino que se torce o pepino? Temos que já ir orientando nossos "pequenos vermes" desde cedo! (rs)

      Excluir
  87. "Não é a toa que editoras como a Nemo tem investido em formatos luxuosissimos. É caro? É. Mas esse é um produto cada vez mais de nicho, tal como o vinil. "


    Pois é, Nano.... Vejo mtos leitores reclamarem dos altos preços dos encadernados de luxo e da "elitização do mercado" (termo q vem sendo usado com mta frequência de uns 5 anos pra cá):

    Mas se as editoras investem nesse formato.... É pq existe um público q compra e gosta desse tipo de produto mais caro e luxuoso. Eu não consigo comprar tudo q eu gostaria, admito: Mas entendo q nem todos os gibis são feitos e editados pra MIM (ou pensando no MEU bolso). Se eu não puder comprar um gibi por causa do preço, eu simplesmente deixo pra lá e pronto: Alguém (com renda melhor q a minha) comprará!!!

    Falo isso, pq estou escrevendo uma matéria sobre esse assunto aqui pro blog.... Pois tenho lido mtos surtos (principalmente em grupos do facebook) onde vários leitores até xingam as editoras e quem compra esses gibis mais caros (q são acusados de "sustentarem" um mercado elitista). Só esquecem q o mercado não gira em torno do umbigo e nem do bolso deles.... O q é caro pra uns, será barato pra outros (nem todo mundo ganha a mesma coisa e mta gente q ganha pouco tbm gosta de investir em gibis mais luxuosos de vez em qdo)!

    Mas mta gente pensa apenas em si.... Esquecendo q existe todo um mercado à sua volta q precisa ser atendido tbm!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Elitizar" o mercado seria algo como a Abril fez com a linha premium. Dar um luxo desnecessário e consequentemente caro a publicações que não faziam jus a isso.

      Sempre houve publicações com preço fora da realidade de alguns. O cara que hoje não compra os deluxes da Panini é o SEMI de duas décadas atrás que não leu Vertigo e outras publicações em formato americano por causa de $$$.

      A diferença que hoje eles tem redes sociais onde podem chorar as pitangas em público, encontram outros na mesma situação e acaba tudo virando um chororô coletivo. (rs)

      Excluir
    2. mas o defeito da linha premium da abril foi ter adotado o sistema de mix ao invés de encadernados isolados.

      esse foi o tiro no pé deles....

      Excluir
    3. Verdade. A abril na época das premiuns por exemplo lançou o especial do flash "velocidade relampago", é praticamente um encadernado, com a história completa! E custou relativamente barato pra época em vista dos encadernados de hoje. E está tudo lá: capa cartonada, papel couchê e 164 páginas.

      Excluir
  88. "Dinastia M" tá na faixa de 40 dinheiros. Em várias lojas!"


    Puxa, eu não sabia q essa ed. da Panini tava com preço tão baixo.....

    Eu teria chutado uns 60 contos nessa, rs.... Sem dúvida nenhuma isso é resultado do "Efeito Salvat" no mercado, hehe!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem eu! (rs)

      O preço de capa é R$ 64. Mas vi vendendo online no lançamento entre 50~60 dinheiros.

      Descobri essa queda agora fuçando as ofertas do Ponto Frio. Esse preço certamente leva em conta o fator Salvat.

      Mas por aí já dá para ter uma idéia da margem de lucro de uma publicação que foge do esquema da distribuição das bancas.

      Excluir
  89. "Acredito q elas estejam procurando e formando seus nichos, tentando alcançar diferentes segmentos e, claro demarcar território. Nem q seja vampirizando a concorrência, pra usar o termo q nosso amigo cunhou acertadamente."


    E aí, ZÉ Carlos.... blz?

    Eu gostei desse termo: "VAMPIRIZAR" a concorrência, rs.... É bem o q estamos vendo nesses casos citados do embate entre "Panini X Salvat X Eaglemoss X Deagostini" (todas com suas coleções e repetécos de histórias pipocando entre uma editora e outra)!!!

    Até então, a situação tava indo relativamente bem.... Mas com a chegada da crise econômica (q tá fóda mesmo de administrar) os leitores e as editoras sabem bem q os itens q vc citou são mais relevantes pra sobrevivência humana (amo os gibis, mas se algum dia eu deixar de me alimentar pra ler um gibi: podem me internar no hospício mais próximo, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  90. "Só que nos quadrinhos, estamos acostumados com tiragens limitadas e especuladores atuando. Então temos uma certa urgência em adquirir logo nossos exemplares com medo de esgotar."


    Tbm tem esse aspecto mesmo, SEMI.....

    Dia desses eu tava zanzando pelas livrarias, e notei q algumas coleções tipo: "Asterix" e "Tintim" estão com boa parte de suas ed. disponíveis e sendo constantemente reeditadas (no começo do ano relançaram o Vol. 1 do "Asterix" pela Record). Se fosse assim pros demais títulos Marvel/DC, poderíamos comprar sem pressa o q melhor nos agrade!

    Mas não é o q acontece.... e qdo o gibi esgota, surge a figura (Filha da Puta) do "Especulador": E junto com ela a do "OTÁRIO" q sustenta os pilantras pagando quase 10 vezes o valor de capa de um gibi!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E esse tipo de comportamento, incentiva o surgimento de novos especuladores (rs).

      Comprei na época o "Terra X". Achei chato. Na verdade, nem terminei de ler ainda (e já comecei duas vezes). Até pretendo tentar novamente um dia, mas já estou cogitando anunciar por 500 pratas no Mercado Livre. Se vender bem, se não vender amém!

      Afinal era esse o preço que estavam pedindo, e se não tem mais nenhuma disponível, é porque tem otário comprando.

      Alguém pode me culpar por querer ganhar dinheiro assim? (rs)

      Excluir
  91. "A dura realidade do mercado é essa: diversidade significa que não dá pra comprar tudo. Pelo menos nós temos a liberdade de escolher. "


    Pois é, Nano.... Eu sempre defendi aqui a "Liberdade de Escolha":

    Nunca reclamei do excesso de lançamentos, pois mesmo q eu não consiga comprar tudo q quero (e olhe q falo de: comprar apenas "o q me interessa") já fico feliz em poder encolher apenas 1 entre 2 gibis excelentes. Pois sei q até pouco tempo, nem tínhamos essa opção de escolher entre os melhores e cheguei a passar até 1 mês sem comprar nenhum gibi por falta de coisas legais do meu agrado!!!

    O leitor brasileiro (em geral) precisa aprender à se ADAPTAR à uma realidade mais abrangente do q estava acostumado.... Reclamar menos da quantidade de lançamentos e passar a selecionar melhor aquilo q realmente vale a pena (conforme o gosto pessoal de cada um)!!!

    Abs!

    ResponderExcluir
  92. "Eu tenho duas estantes com mais de mil dvds, divididos entre filmes, desenhos, séries, shows, documentários, esportes e etc. Quando me perguntam se eu vejo aquilo tudo eu digo que sim. Todo dia. Adoro olhar para aquela coleção (rs)."


    Gostei dessa resposta, SEMI, rs.... Vou adotar ela qdo me perguntarem novamente se eu tbm vejo tudo q tenho nas minhas estantes, rs!

    No mais é isso aí mesmo.... Acho q tem espaço pra todas as mídias hj em dia, eu mesmo, coleciono quase todos os formatos: DVD original, Torrents baixados, gibis impressos, scans, CDs, MP3, etc!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E quando te pedirem alguma coisa emprestada, peça em contrapartida R$ 100 para pagar quando o item for devolvido.

      É impressionante como ninguém aceita e desistem de pedir emprestado... (rs)

      Excluir
    2. Eu acho que os filmes antigos por si só sempre tiveram essa capacidade de renovar os fãs. Eles até que envelheceram bem!

      Acho que não há dúvidas do fato do fenomeno star wars conseguir se renovar é que uma coleção de hqs como a da planeta de agostini está vingando, mesmo os gibis em si não terem grande qualidade artistica, enquanto uma coleção do asterix nem passou no teste de vendas.

      A popularidade de star wars pra mim é inquestionável.

      Excluir
  93. "Star Wars é outro exemplo. Não conseguiu renovar seu público com a trilogia nova. Mas estão tentando de novo e pelo que tenho visto estão conseguindo."


    O caso de SW é mais complexo do q parece.... A nova trilogia foi fracasso de crítica em quase todos os veículos e redes sociais: PORÉM, os 3 filmes foram grandes sucessos de bilheteria assim mesmo e ainda ajudaram a alavancar todo um mercado de tranqueiras e gibis relacionados à franquia!

    Não duvido q o NOVO filme q estreia este ano, não ajude a decolar a coleção da Deagostini (q acredito q seja reimpressa daqui um tempo tbm)! As ed. de "SW" da Panini eu sei q tão vendendo os tubos já (mais até do q mto título tradicional da Marvel/DC)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma coisa é IMPULSIONAR a franquia e isso a trilogia nova conseguiu. Mas não houve RENOVAÇÃO do público. Ou seja, quem consumiu as tranqueiras foram as crianças com mais de 18 anos (rs)

      Porém... Na escola da minha filha já vejo várias crianças com mochilas de Star Wars.

      Vários significados o título "Despertar da Força" possui. (rs)

      Excluir
    2. kkkk falou o Mestre Yoda!!! abs

      Excluir
    3. Estive ontem em uma festa infantil (minha esposa trabalha produzindo festas em geral) e o tema foi... Star Wars. E nada dos desenhos ou nova trilogia... A clássica. Vader, Luke, Han, Leia, Chewie... Foi legal ver que as crianças realmente reconhecem e gostam dos personagens...

      Cesar Leal

      Excluir
    4. Pra mim não há dúvida que a trilogia antiga por si só começou a renovar fãs... Eu mesmo sou fã de "segunda geração" (e nem sou tão fã assim, rsrs) de Star Wars, mal era nascido quando o primeiro filme passou nos cinemas!

      E sempre conheço um monte de moleques que curtem Star Wars. Na verdade a maioria das pessoas que eu conheço que curtem Star Wars são mais jovens do que eu!

      É a mesma coisa que aconteceu com star trek: se dependesse só do público antigo, a franquia teria sumido a tempos. Há coisas que nem filmes ruins destroem.

      Excluir
  94. "Mas não podemos deixar para elas lerem o primeiro livro depois de alfabetizadas!"


    Isso é verdade.... Se deixar pra DEPOIS, aí é q a molecada não vai ler mesmo!

    O ideal seria até empurrar livros e gibis pra ajudar na alfabetização.... Eu mesmo, aprendi a ler com os GIBIS!

    Abs!

    ResponderExcluir
  95. "A diferença que hoje eles tem redes sociais onde podem chorar as pitangas em público, encontram outros na mesma situação e acaba tudo virando um chororô coletivo. (rs)"


    Pois é.... Às vezes eu leio comentários em outros blogs e grupos do face, q mais parecem o "Muro das Lamentações", rs!

    Eu tbm reclamo de algumas coisas, é claro.... Mas da forma sistemática e diária q esses caras fazem por aí: É mto berreiro e de barriga cheia ainda por cima. Tem uns chorões aí q eu acho q "deveriam procurar outro hobby mesmo" (parafraseando um editor da Abril q se irritou com reclamações na era das premiuns). E pior q é verdade: quem reclama de mais e o tempo todo, com certeza tá no ramo errado (pois já era pra ter se acostumado com atrasos, setorização, mix ruins, cancelamentos, etc)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  96. "Até pretendo tentar novamente um dia, mas já estou cogitando anunciar por 500 pratas no Mercado Livre."


    Hahaha.... Pior q eu acho q vc vende fácil por esse preço (já q a procura é alta e o preço de capa já era mais de 100 pila na época)!

    É claro q não te condenaria por vender um gibi a esse preço, pois como eu falei acima, isso é um círculo vicioso: O especulador só existe pq tem quem compra (e vice-versa). Eu tbm vendo algumas coisas por preços abusivos no ML (outras eu deixo pra vender por valores mais em conta aqui no blog), pois eu penso assim: "Não torrar por 50 pila um encadernado q alguns malucos compram por 300 ou 500" (eu tbm tenho contas pra pagar, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  97. "Ou seja, quem consumiu as tranqueiras foram as crianças com mais de 18 anos (rs)"


    Mas no caso de "SW".... Tbm cabem aqueles "Presentes Homer", hehe!

    Abs!

    ResponderExcluir
  98. Iniciativa bacana da HQM:
    http://www.universohq.com/noticias/hqm-tenta-viabilizar-ultimas-edicoes-mensais-da-linha-valiant/

    ResponderExcluir
  99. "Esse é o mesmo problema meu, Semi, rsrs. E também outro: Onde guardar????"


    Nano e SEMI...

    Hj eu convivo com AMBOS os problemas q vcs citaram: LER e GUARDAR os gibis.... Minha PILHA de atrasadas já passou da marca de 500 itens (entre gibis e livros) e só aumenta, pois ultimamente tenho comprado mais do q consigo ler (me falta tempo pra dar conta de tanta coisa)!

    Pra piorar.... O espaço nas estantes já acabou.... Ontem comprei 2 encadernadões: "Demolidor do Miller" (finalmente) e "A Saga do Tio Patinhas". E na atual situação, tive q empilhar eles num canto do quarto (uma triste forma de armazenamento pra HQs tão fodassas)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  100. "mas o defeito da linha premium da abril foi ter adotado o sistema de mix ao invés de encadernados isolados."


    Tem essa tbm, ZÉ Carlos....

    Os mixes eram ruins demais da conta.... Eu tinha q comprar aquele LIXO de gibi do "Aranha" (em uma de suas fases mais chatas - logo após a "saga do clone") só pra ler os "Vingadores" do Pérez (q eram jogados como entulho numa revista cujo carro-chefe é q era uma merda)!

    Além da Abril selecionar MAL os mixes.... Ainda havia o fato de q a própria Marvel estava passando por uma péssima fase criativa. Sem dúvida, um dos piores momentos pra se colecionar gibis!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que por causa das premiuns eu comecei a prestar mais atenção na Dc, rsrs. Na verdade eu já estava deixando de ser um "marvete" desde a fase pré-heróis renascem, quando os x-men foram pro lobdel, tinha vingadores the crossing, saga do clone, o g. chichestes avacalhou o demolidor "matando" o matt murdock e lhe dando uniforme novo...

      Tava tudo ruim! Não tinha gibi que se salvasse! Como eu tava nos meus últimos anos de escola e primeiro da universidade, lendo cada vez mais livros, parecia uma tendencia natural de "amadurecimento" parar de ler gibi de vez... O que me manteve lendo alguns gibis por mês foi a revista Vertigo (da abril) que só durou 12 edições, e algumas mini-séries (poucas) mini-séries que a editora lançou na sequencia... Quando a metal pesado apareceu eu preferia pagar algo do tipo 5 contos num gibi de 28 paginas do preacher, do que 2,50 num gibi de 100 páginas da marvel ou DC. Embora a Vertigo me ajudou a vencer um certo preconceito com a DC, que naquela época teve séries muito boas, embora não fosse a editora mais popular (a boa fase da DC até valeu uma matéria na Wizard Americana de dezembro de 1997: "Seria a DC a nova Casa das Idéias? A matéria falava do sucesso da liga da justiça do grant morrison e listava que os dez melhores gibis de super-heróis dos eua naquele momento eram da DC: flash do mark waid; legionários do tom peyer; hitman do garth ennis; robin do chuck austen; justiça jovem do peter david; superboy do karl kesel; lanterna verde do ron marz; aquaman novamente do peter david; starman do james robinson; e espectro do john ostrander; além da citada liga do morrison). Notem que a "trindade" superman, mulher-maravilha e batman não estão na lista. Nem digo que o batman tinha histórias ruins, mas super e mulher-maravilha, coitados! Mas a DC se salvava com o segundo e o terceiro escalão. A Marvel nem isso! (com exceção dos thunderbolts de... KURT BUSIEK! e "Arquivos Secretos do Homem-Aranha de... Kurt Busiek, também. Eram as duas unicas séries da marvel que eu gostava de ler na época. Karl Kesel fez um punhado de histórias bacanas do demolidor, mas ficou na série apenas umas 12 edições.

      Então por conta disso, tinha duas premiuns que eu comprei todos os númeors: grandes heróis marvel e SUPERMAN! a fase do jeph loeb (que é um autor que hoje não gosto, rsrs), começou bem. Vieram grandes sagas como envenenado por kriptonita, imperador coringa, enfim, o herói ganhou sim um novo gás quando jeph loeb e joe kelly assumiram duas das revistas do herói; mas o principal atrativo da revista era a Liga da Justiça do morrison (e a burra da abril limou o último arco do escoces com o grupo), e posteriormente do Waid (que foi publicada aqui também). A elogiada graphic novel TErra-2 do morrison e quitely também saiu na integra numa edição de superman. O flash do waid também estava lá.

      De vez em quando eu comprava o batman, embora eu achasse a saga "terra de ninguém" meio fora da casinha (sempre cobrei mais realismo do batman do que qualquer gibi de supers, pois a série sempre se pretendeu a isso - o fato de um país abandonar uma cidade e isolá-la era algo que eu não engolia),e Homem-aranha quando via que saia um arco inteiro dos vingadores na revista (como ULTRON UNLIMITED). Mas o aranha era um cocô! e o thor do jurgens nunca me animou tanto assim. pra mim aquela fase dele foram apenas idéias requentadas. o cara bater o punho pra se transformar no thor era especialmente ridiculo, rsrs.

      Excluir
  101. "Iniciativa bacana da HQM:"


    Verdade, Alex....

    A HQM tá empenhada mesmo em tentar amenizar o prejuízo pro leitor q vinha acompanhando essas revistas.... Espero q eles consigam ao menos encerrar esses arcos vigentes!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que demonstra que o negócio da HQM não é só business. Tem um fator emocional envolvido e isso é louvável.

      Excluir
  102. "Verdade. A abril na época das premiuns por exemplo lançou o especial do flash "velocidade relampago", é praticamente um encadernado, com a história completa!"


    Pois é.... Essa foi uma ed. q valeu a pena (até eu q não acompanhava DC acabei comprando por ser uma saga completa - sem mixes escrotos)!

    Se tivessem adotado essa proposta pra outras séries, talvez (quem sabe) a linha premium pudesse ter tido um resultado mais satisfatório pros leitores (lembro q a maioria das reclamações era mais pelos mix ruins - q não faziam valer a compra das revistas - do q pelos preços em si)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  103. "Acho que não há dúvidas do fato do fenomeno star wars conseguir se renovar é que uma coleção de hqs como a da planeta de agostini está vingando"


    Sem dúvida, Nano....

    Tenho conversado com amigos meus q trabalham em lojas (Cultura e Fnac) e bancas.... E a aceitação da coleção Deagostini tá sendo maior do q as pessoas percebem nas redes sociais. Pouco se comenta sobre isso aqui no blog ou em outros grupos da internet: Talvez, pelo fato do público-alvo da coleção "Star Wars" não ser necessariamente, o leitor tradicional q coleciona super-heróis. "Star Wars" tem seu público próprio: Um nicho específico de fãs dos filmes (e q tbm colecionam as HQs)!

    Pra vc ter uma ideia, a Livraria Cultura daqui andou recebendo toneladas de ed. atrasadas da Deagostini (q estavam esgotadas na loja e ainda tinham mta procura). Agora, tem quase toda a coleção disponível aqui (tirando o nº 1). Na esteira desse sucesso (q tem aumentado e vai decolar ainda mais com a proximidade do novo FILME), a Panini tbm tem se dado mto bem com essa franquia (as adaptações dos filmes q ela lançou venderam q nem água nas bancas daqui)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  104. Eu acompanhei a linha premium. Comprava X-Men que em tese valeria a pena, porque reuniu toda a linha X (que não era pouca coisa) em um único encadernado.

    O problema eram as histórias em si, muito ruins.

    Eram tempos de Aranha pós clone, o Justiceiro anjo, uma fase sem brilho do Demolidor, Capitão América de armadura, Vingadores pra escanteio.

    Se tivessem adotado o formato americano comum para mixes e a linha premium para sagas fechadas, talvez tivessem tido algum êxito.

    ResponderExcluir
  105. "O que demonstra que o negócio da HQM não é só business. Tem um fator emocional envolvido e isso é louvável."


    Sem dúvida, SEMI.....

    Diferente de outras editoras, a HQM foi idealizada por FÃS de gibis.... Conheço alguns envolvidos na criação da editora desde 2001 (na época em q eu participava do fórum deles). Os caras realmente curtem quadrinhos e embora toda empresa vise o lucro (essencial pra sobreviverem), eles trabalham com o q realmente gostam!

    Abs!

    ResponderExcluir
  106. "Eu acompanhei a linha premium. "


    Oi, SEMI.... Da linha premium eu só comprava "GHM" (por causa do "Justiceiro" do Ennis e dos "Vingadores Eternamente")!

    E fora isso.... Uma ou outra ed. do "Aranha" q trouxesse pelo menos metade de aproveitamento com sagas e arcos completos dos "Vingadores" (Pérez) e "Viúva Negra" (J.G. Jones)!!!

    Abs!

    ResponderExcluir
  107. Amadorismo triste corre no Brasil, agora é melhor a HQM lançar as HQs online por um pequeno preço mensal.

    ResponderExcluir
  108. "Eu ainda quero construir uma casa da planta, não comprar uma já pronta, rsrs. Atualmente moro em apartamento."


    Oi, Nano.... Eu tbm moro em apê, mas definitivamente não é o suficiente pra formar uma família:

    Mas não me dou bem com casas tbm.... Minha ideia é um dia comprar 2 apartamentos (na planta - pra sair mais barato) um do lado do outro: Assim, manterei 1 pra mim e pra família (mulher e filhos) e o outro só pra GIBIS, hehe (o q incluiria os bonecos (cristaleiras - sim, já penso em mais de uma pois tô viciado nesses merdas de bonequinhos, rs) e tbm uma sala de jogos (com mesa de sinuca (pra convidar os amigos) e mta bebida (q sempre é bom manter longe do alcance das crianças)!

    Uma coisa é certa: NERD precisa de ESPAÇO em casa.... Pois a tendência é ainda termos mais coisas na estante daqui há uns anos!

    Abs!

    ResponderExcluir
  109. "Estive ontem em uma festa infantil (minha esposa trabalha produzindo festas em geral) e o tema foi... Star Wars. "


    Oi, Cesar.... Tdo bem?

    Bacana isso, hein? Legal saber q a molecada ainda reconhece e curte os grandes ícones de "SW", rs!

    Acho q a nova trilogia não conseguiu esse impacto: De tornar os novos atores e personagens ÍCONES da série. Tirando o "Darth Maul" e a "Rainha Amidala", os demais personagens mais lembrados são todos da fase clássica e q apareceram na nova!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, mas a nova trilogia teve um ponto positivo, mesmo vendendo tralhas somente para os velhófitos provou que a marca ainda era rentável e isso fez a venda para a Disney acontecer... Não acredito que haveria um novo filme se a franquia ainda fosse do Lucas, e se houvesse não estaríamos muito animados com isso...

      Cesar Leal

      Excluir
  110. "Acho que por causa das premiuns eu comecei a prestar mais atenção na Dc, rsrs. Na verdade eu já estava deixando de ser um "marvete" desde a fase pré-heróis renascem"


    Oi, Nano.... Eu passei por um processo semelhante de "amadurecimento quadrinístico" (por assim dizer) justamente nessa época e pelos mesmos motivos q vc citou!!!

    Depois de 10 anos afastado dos gibis (entre 85 e 95), voltei a colecionar a partir da Marvel (pra relembrar os bons tempos).... Mas o q encontrei eram essas merdas q vc mencionou. Aí, resolvi voltar minha atenção aos SEBOS (pra realmente buscar aquilo q me fazia feliz na infância: gibis antigos da Ebal, Bloch, RGE e primórdios da Abril). Me dei bem, pois achei um sebo aqui (num prédio onde funcionavam uns puteirinhos tbm, hehe) de um colecionador q era hippie e tinha tudo em perfeito estado de conservação: Refiz toda a minha antiga coleção e mais um pouco!

    Só q eventualmente eu me arriscava em alguma coisa mais "atual" (na metade dos anos 90) e até q se salvavam coisas boas se a gente peneirasse BEM: "Marvels", "Hulk - Futuro Imperfeito", e os próprios "Arquivos Secretos" (q vc falou) e q pra mim eram a melhor coisa do Aranha nesse período. Mas o q me fez olhar pra concorrência foi a descoberta da linha "Vertigo".... Uma tia minha q colecionava gibis "adultos" em geral (sandman, europeus, e tal) me emprestou o nº 1 da Vertigo da Abril e fui ao delírio com: "Hellblazer - Hábitos Perigosos" (até então a coisa mais fóda q eu já tinha lido na vida). Daí pro "Preacher" e "Hitman" foi um passo (e eu já era o "presidente do fã-clube" do Garth Ennis, rs)!

    Sou "marvetinho" de nascença.... Mas hj tenho explorado mais as coisas boas da DC q eu perdi ou deixei de ler ao longo da vida!

    Abs!

    ResponderExcluir
  111. "é melhor a HQM lançar as HQs online por um pequeno preço mensal."


    Acho q todas as editoras deviam fazer isso.... Embora pra mim esse sistema não sirva:

    Pois só PAGO ($$$) por gibis impressos.... se for pra ler scan eu baixo de graça!

    Abs!

    ResponderExcluir
  112. "Não acredito que haveria um novo filme se a franquia ainda fosse do Lucas, e se houvesse não estaríamos muito animados com isso..."


    Verdade, Cesar.....

    O próprio Lucas já tinha dado a entender q da parte dele não havia mais nada a ser feito com" SW".... E as críticas q recebeu pela nova trilogia seriam um fator desmotivante pra continuar (creio eu)!

    Tenho o maior respeito pelo universo q ele criou (mesmo q "chupinhado" em parte de outras obras).... Mas te confesso q estou mais entusiasmado agora com a franquia seguindo em outras mãos!

    Abs!

    ResponderExcluir
  113. "Pra mim não há dúvida que a trilogia antiga por si só começou a renovar fãs... Eu mesmo sou fã de "segunda geração"


    Capaz.... Eu não sabia dessa, nano: Achei q vc fosse da 1º geração q nem eu, rs:

    Eu tinha uns 8/9 anos qdo vi o 1º filme de "Guerra nas Estrelas" no cinema.... Acho q é por isso q até hj eu sou fanático pela série, pois era uma experiência inimaginável na época. A 2º geração, já tinha como base vários outros filmes repleto de efeitos especiais pra fins comparativos e tal. Mas nos anos 70 não tinha nada similar ou sequer parecido com "SW".... A série "Star Trek" passava na TV, mas era mto "cabeça" pra agradar a molecada. Já "SW" era mais aventura e foi disparada a franquia q mais marcou a minha infância nos cinemas.

    Depois disso, a empolgação com "SW" só amenizou um pouco qdo vi "Rambo 2 - A Missão" (em 85): Outra "novidade" pra época, pois não eram comuns os filmes de ação onde 1 só personagem matava sozinho centenas de inimigos. Foi delirante assistir isso na tela tbm (foda-se q o roteiro não fazia mto sentido, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na época em que eu criança eu adorava esses filmes toscos de ação, mas hoje eles não resistem a um certo revisionismo meu... Eu sempre comento quando vejo esses filmes do rambo e do bracock (chuck norris), que dá até impressão que os americanos ganharam a guerra do vietnã, com soldados tão fodões que sozinhos dão cabo de varios vietnamitas incompetentes, rsrs.

      Excluir
  114. "dá até impressão que os americanos ganharam a guerra do vietnã, com soldados tão fodões que sozinhos dão cabo de varios vietnamitas incompetentes, rsrs."


    Hahaha.... Pior q essa é a impressão q fica mesmo vendo esses filmes, rs:

    Os EUA levaram uma surra de pau-mole no Vietnã.... Mas pelo menos no cinema (o mundo da fantasia) eles foram à forra e ganharam a briga apenas com os seus "exércitos de 1 homem só" (alcunha q tornou o Chuck Norris famoso nos anos 80)!

    Mas tdo bem.... eu era moleque na época (14 anos) e só queria ver mesmo era a porradaria comendo solta na tela (cheguei ao EXTREMO de assistir 'Rambo 2" em câmera lenta - pausando no VHS - só pra contar a quantidade de gente q o Stallone matou no filme, hehe)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  115. De todos os filmes no estilo "exército de um homem só", na minha opinião nenhum deles supera o "Comando para Matar".

    - Deixou algo para nós?
    - Corpos!

    Arnoldão está impagável! rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filmaço mesmo, SEMI....

      Se tem um representante perfeito do "cinema testosterona" dos anos 80 é esse, hehe.... Tudo é exagerado e caricato, e por isso mesmo, diverte até como uma sátira involuntária do gênero (esse foi um dos primeiros DVDs originais q eu comprei até - já assisti umas 20 vezes, rs)!

      Até poucos anos atrás.... Tava rolando a ideia de fazerem um remake do "comando" (com aquele carinha do "Avatar" e "Fúria de Titãs"): Mas não acho q seria uma boa ideia, e torço pra q o projeto tenha sido arquivado!

      Abs!

      Excluir
  116. Comando para Matar tinha roteiro do hoje "famigerado" Jeph Loeb, diga-se de passagem, eheh. Não lembro agora quem disse, mas um escritor aí disse que era praticamente um filme de super-herói e o Loeb estava sendo fiel as suas raizes quadrinisticas, pelo que o Arnold fazia no filme - aquilo era praticamente sobrehumano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Capaz.... Hahaha, não sabia q o roteirista do filme era esse infame do Loeb (putz, detesto ele nos gibis, mas adoro esse filme, rs)!

      Q coisa, mas faz todo o sentido mesmo.... É bem um filme de "super-herói" mesmo, qdo o cara salta de um avião sem pára-quedas, arranca uma cabine telefônica do chão com as próprias mãos, mete a porrada em dezenas de policiais ao mesmo tempo, e atravessa um cara jogando um cano nele, rs (nenhum humano "normal" faria essas coisas, hehe)!

      Abs!

      Excluir
    2. Jeph Loeb é multi-tarefas. No momento, está envolvido em todo o universo marvel televisivo. E também já deu pitacos na finada Smallville (entre outras coisas).

      Ele tem seus momentos, inclusive lampejos de genialidade. Não sei qual o tamanho de sua participação em "Comando para Matar" (sei que além de roteirista é um dos produtores), mas qualquer um envolvido nesse filme merece meu eterno respeito. Mesmo tendo escrito Supremos 3. (rs)

      Excluir
  117. Esse negócio de que ler HQ online é moderno etc é conversa fiada, as HQs em papel , JAMAIS irão sumir,pois já estão intrinsecamente arraigadas no coletivo da maioria de todos nós. É extremamente gratificante er as ESTANTES com as coleções,cuidar delas, folhear um bom encadernado em capa dura, edições especiais ou mesmo as mensais, etc.

    Quem tiver achando que HQ tradicional em mei físico , vai ser extinta, vai quebrar a cara literalmente rss.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marcello.... blz?

      Concordo com vc.... E tenho como exemplos os próprios JORNAIS impressos, q nunca deixaram de existir por causa dos sites de notícias da internet. Da mesma forma: as revistas de fofocas, de mulher pelada, de saúde/dietas, etc... continuam bombando nas bancas, independente da existência da internet!

      Com os gibis é a mesma coisa.... Talvez um moleque ou algum leitor ligado à altas tecnologias e q vive pendurado em seu smart, tablet, e afins, até prefira os scans e tal... Mas o colecionador de verdade mesmo, vai sempre preferir a mídia impressa, o gibi físico na estante, e o cheio do papel!

      Abs!

      Excluir
  118. "mas qualquer um envolvido nesse filme merece meu eterno respeito. Mesmo tendo escrito Supremos 3. (rs)"


    Hahahaha.... Eu tinha até esquecido q essa mega-bosta de "Supremos 3" era do Loeb tbm, rs!

    Mas tens razão.... Depois q eu soube da participação dele em "Comando P/ Matar", passei a perdoar e relevar todas as porcarias q ele fez depois disso, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...