20/06/2020

"Mulher-Gato" (80 ANOS): O Pulo da Gata nas HQs...

Heroína ou vilã? Tanto faz... O que importa é que a "Mulher-Gato" completa em 2020 nada menos que 80 ANOS desde sua 1º aparição nos quadrinhos em "Batman" nº 1 (de 1940)!

E pra comemorar a data... Esta matéria especial (no melhor estilo: "Túnel do Tempo") faz uma trajetória da gata nas HQs brasileiras E nas telinhas/telonas (onde teve várias encarnações)!

Confira abaixo:

A "Mulher-Gato"... Foi criada em 1940, por Bill Finger & Bob Kane, estreando na revista do "Batman" nº 1. Na época, as histórias do morcego vinham saindo na revista "Detective Comics" (desde 1938), e o morcego - finalmente - ganhava revista própria, numa edição tão marcante e explosiva, que trazia, além da estreia da "GATA", A 1º aparição do "Coringa" também. Inicialmente, ela era conhecida apenas como: "A Gata", e aparecia eventualmente como vilã nas HQs do morcego. Seu alter-ego, de Selina Kyle, seria revelado somente muito tempo depois, já em 1951: Na revista do "Batman" n º 62. A partir da década de 60, Selina passou a ser retratada de forma mais simpática e deixando um pouco de lado o perfil mais vilanesco, servindo mais como interesse romântico pro morcego!

Inspirada (parcialmente) na atriz Jean Harlow (que morreu precocemente aos 26 anos durante as filmagens de "Saratoga" em 1937), a "Mulher-Gato" era uma ladra caracterizada visualmente pelo uso de um chicote e máscara felina. Sem poderes: A não ser o de sedução, é claro, rs. Selina teve muitos uniformes diferentes (alguns bastante peculiares) durante seus 80 anos de carreira nos quadrinhos. Em suas primeiras versões, a "gata" chegava a usar um vestido e umas botinhas de salto (CAPA abaixo, da "Coleção Invictus" nº 1 de 1992 - no final da postagem) que deviam ser bastante desconfortáveis e NADA funcionais pra quem vivia se dependurando e correndo pelos telhados de Gotham, hehe. No Brasil, essa fase mais clássica da Era de Ouro foi publicada na revista do "Lobinho" (CAPA acima, de 1947) e em edições de "Batman" e "Superman" da EBAL (até meados dos anos 70)!  

Em uma nova mudança de uniforme (CAPA abaixo, de "Almanaque Batman - 1970" da EBAL), a "Mulher-Gato" flertou com a revolução feminista e se juntou às "Fúrias Felinas" pra derrotar o "Batman" numa "batalha dos sexos" (como ela mesma afirma na capa da revista, rs). Já na década de 80, Selina seria reformulada por Frank Miller em "Batman - ANO 1", sendo reapresentada como uma prostituta vivendo e atuando no submundo de Gotham. Essa proposta mais violenta e sombria seria seguida também na excelente mini-série de 1989 - compilada pela Abril numa única edição de 100 pág: "Mulher-Gato" (CAPA acima - "Nas Ruínas da Inocência"). Por sinal, essa HQ devia ser republicada nos dias de hoje, mesmo que a DC tenha feito de tudo para desconsiderá-la da cronologia (como se "cronologia" valesse alguma coisa pra DC depois de tantas "CRISES" e afins)!

A década de 90 representou mais uma reformulação pra personagem... Que agora ganhava revista própria (nos EUA) em uma extensa série desenhada por Jim Balent, que popularizou o traje todo ROXO com botas pretas de cano longo. Essa fase estreou em: "Liga da Justiça & Batman" nº 12 (formatinho da Abril) e prosseguiu depois no mix das revistas do morcego e diversas participações especiais, sendo uma das mais emblemáticas em: "HITMAN" nº 5 (de Garth Ennis), onde o anti-herói chega a se excitar ao ser espancado, chicoteado, e pisado com botas de salto pela Selina (sado-masoquismo levado às últimas consequências, kkk). A gata também protagonizou um sexy crossover com a "Vampirella" (publicado pela Abril em 1997) e NOVO visual (mais um, rs) no "Longo Dia das Bruxas" e "Vitória Sombria" (agora com cauda e bigodinhos de gato na máscara)!  

Muitos especiais e mini-séries permearam a trajetória da felina nas HQs: "Mulher-Gato: Guardiã de Gotham" 1-2 (passada numa realidade alternativa - pela Mythos), "Batman & Mulher-Gato: Rastro de Pólvora" 1-2 (Panini/2005), "Mulher-Gato: Cidade Eterna" 1-3 (de Jeph Loeb & Tim Sale), "Mulher-Gato: Um Crime Perfeito" (de Darwyn Cooke), "DC Apresenta 8: Mulher-Gato" (de 2008), "Convergência: Mulher-Gato & Questão" (de 2016), "A Lenda do Batman - No Coração do Silêncio" (O Vol. 13 da coleção do Batman pela Eaglemoss), entre outras participações. Recentemente, rolou um casamento entre "Batman & Mulher-Gato" (com algumas edições e especial lançado pela Panini), mas sabemos que nos gibis nada dura "até que a morte os separe", rs!

Por FIM... As versões de carne-e-osso da "Mulher-Gato": A 1º mais famosa e marcante foi na pele e voz (adocicada) de Julie Newmar  pra série de TV do "Batman" (de 1966) - Ela aparece retratada numa CAPA acima (de "Batman" nº 29). Julie seria substituída por outras 2 atrizes: Eartha Kitt (a 1º versão afro-descendente da gata) e Lee Meriwether (pro longa-metragem baseado na série de TV)! No cinema, não tem pra ninguém: Michelle Pfeiffer tornou a gata um ícone da cultura pop em "Batman - O Retorno" (de 1992)! Halle Berry protagonizou o fiasco: "Mulher-Gato" (um dos PIORES filmes baseados em HQ de todos os tempos)! Anne Hathaway foi uma Selina bem sem-sal em "Cav. das Trevas Ressurge" (do Nolan)! E a menininha Camren Bicondova recuperou a dignidade da personagem sendo uma sósia adolescente perfeita da Michelle Pfeiffer na série de TV: "Gotham"!  Feliz aniversário, Selina!

Até+

70 comentários:

  1. "E a menininha Camren Bicondova recuperou a dignidade da personagem sendo uma sósia adolescente perfeita da Michelle Pfeiffer"

    Os chefoes da warner perderam uma ótima oportunidade de colocá-la no cinema, assim como o Michael Rosenbaum que foram ótimos em seus papéis.

    Essas capas da postagem ficaram muito bonitas. Principalmente a do Mike Allred.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, "L"... blz?

      Valeu mesmo por ter curtido a seleção de capas... Acredite, pesquisei TODAS as capas da gata q saíram no Brasil desde os anos 40 pra selecionar um pouco de cada fase dela, hehe. Mas é o tipo do trabalho (q me custou umas 2 madrugadas inteiras) q eu faço com gosto, rs!

      E, de fato, a menininha q faz a Selina na série "Gotham" é a NOVA Michelle Pfeiffer e devia ser a "Mulher-Gato" oficial pelas próximas 2 décadas ao menos (ela já tá maiorizinha agora - não sei se é de maior - e "ACHO" q já pode fazer par com um "adulto" q seja o Bátema)!

      Abs!

      Excluir
    2. "Acredite, pesquisei TODAS as capas da gata q saíram no Brasil desde os anos 40 pra selecionar um pouco de cada fase dela, hehe. Mas é o tipo do trabalho (q me custou umas 2 madrugadas inteiras) q eu faço com gosto, rs!"

      Esse tipo de coisa dá um trabalho dos diabos, fiz algo similar com capas do Conan e do Homem-Aranha e tenho uma seleção aqui. Aliás tenho uma seleçao de capas favoritas, desde livros à hqs e posters de alguns filmes.

      Obrigado pela postagem. Essa M8chelle Pfeiffer que você postou já está salva no pc aqui kkkk.

      Excluir
    3. "E, de fato, a menininha q faz a Selina na série "Gotham" é a NOVA Michelle Pfeiffer e devia ser a "Mulher-Gato" oficial pelas próximas 2 décadas ao menos (ela já tá maiorizinha agora - não sei se é de maior - e "ACHO" q já pode fazer par com um "adulto" q seja o Bátema)!"

      Ela passou a tocha pra outra atriz no último episódio de Gotham, porque achou que não deveria interpretar a Selina adulta, talvez daqui a 10 anos ela queira retornar ao papel. Atualmemte ela tem 21 anos

      Excluir
    4. Opa... Valeu mesmo, "L":

      Com 21 aninhos já não é mais "chave de cadeia" então, hehe!

      Abs!

      Excluir
  2. Esse Almanaque Batman 1970 eu tinha. Nos anos oitenta apareceu um punhado de revistas da Ebal, virgens, na gigantesca loja que era a banca da Rodoviária Novo Rio no Rio de Janeiro. Provavelmente estavam há anos perdidas nos fundos do estoque de alguma destribuidora. Formatão, preto e branco, no meio tinha umas histórias da década de 50.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "... Esse Almanaque Batman 1970 eu tinha..."

      Olha eu tenho um exemplar dele ainda, com direito a comidinha de traça num dos cantos.

      Porém ele não tem está completo, quando comprei já estava sem os quatro cartões de identidade dos heróis, que foram brindes nesse ano.

      Os almanaques da década de 70 são os únicos gibis da Ebal junto com as Edições Extras que mantive da minha antiga coleção.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    2. E aí, Carlos... blz?

      Q sorte a sua, hein? Isso me lembrou nos anos 90 qdo um grande colecionador desovou trocentos gibis da EBAL num sebo daqui. Não tive grana na época pra comprar tudo q eu gostaria, mas cofrei mta coisa boa: Tipo a coleção completa do "4F" da EBAL (tinindo de novinha)!

      Abs!

      Excluir
  3. Não digo Anne Hathaway foi sem sal, pois ela apenas fez um trabalho muito melhor do que foi visto no horroroso filme protagonizado por Halle Berry. Mas convenhamos, Michelle Pfeiffer interpretando a personagem ainda é uma coisa insuperável e que teria merecido até mesmo um Oscar na época.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Marcelo... blz?

      Verdade... Se o OSCAR da época tivesse a mesma simpatia q o atual pelos filmes mais "pop" (hj em dia é comum vermos filmes de super-heróis disputando Oscar: "Pantera", "Coringa", etc): A Michelle poderia ter disputado a melhor atriz pelo seu papel de Selina (incrível como a versão dela ficou marcante no imaginário popular)!

      Abs!

      Excluir
  4. E pensar que o Burton pediu pra dirigir um spin-off do Batman com a Michelle-Gato e os geniais executivos da Warner não acreditaram no potencial.

    Aliás falando em vilões, os engravatados da Warner são os piores, tiraram o Burton da direção alarmados com o Pinguim de patas, vomitando sangue preto e escalaram o Schumacher pra dirigir as infames sequências como eles assim queriam desde antes da entrada do Burton no projeto em 88: Um remake de Batman 66.

    Não satisfeitos pegaram a personagem WildCat que surgiu durante a CRISE, e torraram US$100,000,000 com a Hale-Gata, totalmente vendida na película, acreditando que estava prestando uma homenagem a Eartha Kitt.

    Já Anne-Gata teve a oportunidade de viver uma personagem bem fiel à criada para os quadrinhos. Assim como ocorreu com a insuperável Julie-Gata, que é a óbvia fonte de inspiração. Basta ver que as orelinhas da máscara viram óculos high-tech, uma bela ideia de design projetada pelos figurinistas do TDKR Nolan.

    Abs,
    VAM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, VAM... blz?

      Putz, nem me fale uma coisa dessas... quer dizer então q poderíamos ter tido um filme-solo da gata estrelado pela Michele e engavetaram o projeto? Não é de hj então q a Warner faz suas merdas (e dizer q esses executivos engravatados devem ganhar milhões pra tomarem essas decisões idiotas, hein)?

      E escreva o q eu vou te dizer... O próximo filme do "Batman" vai ser outro fiasco: Nem tá pronto ainda e já é odiado por meio-mundo (EU inclusive) devido à seu elenco medonho e descaracterizado (a começar pelo vampiro purpurinado no papel principal)!

      Abs!

      Excluir
  5. Sim, a Mulher-Gato é muito bem-vinda no universo tão masculino e repleto de concreto (metaforicamente falando) de Batman.

    Deveriam republicar mesmo a HQ colocada pela Abril em que ela é apresentada como alguém do Submundo.

    A Anne Hathaway talvez tenha sido mais fiel aos primórdios da personagem, porém, como a linguagem do cinema é diferente, ela não chegou nem perto do que foi a Michele Pfeiffer, que na época roubou a atenção no segundo filme de Tim Burton.

    Eu gosto da Halle Berry e achei um crime não terem associado diretamente nada naquele filme ao Batman. Vale lembrar que teve a Sharon Stone nesse filme dela também. Inclusive, o final do filme é com o confronto entre as duas.

    Parabéns à Mulher-Fato e parabéns pela postagem tão informativa e gostosa de ler.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Fabiano... blz?

      Verdade, deviam republicar a HQ da Abril em q ela é retratada como sendo uma pária da sociedade: Prostituída, jogada na sarjeta, e vivendo na margem do submundo (q infelizmente não é no quintal aqui do blog, hehe)!

      A Anne Hathaway eu acho uma mulher meio sem-sal em todos os filmes q ela faz (desde "Agente 86" tenho essa impressão): Sem carisma, parece aquela menina da sala de aula q é bonitinha mas tímida demais. Nem de longe tem a presença e a força da Michele Pfeiffer no papel. Enfim, a Anne fez uma gata bem discreta no filme (não ofende, mas tbm não brilha, rs)!

      E obrigado por ter curtido a postagem... Tbm adorei ter pesquisado e escrito esta matéria. Acabei descobrindo coisas q eu não sabia, tipo a inspiração na atriz Jean Harlow (q eu conhecia de nome mas nem imaginava q tinha morrido tão cedo e no auge da fama)!

      Abs!

      Excluir
  6. "... Deveriam republicar mesmo a HQ colocada pela Abril em que ela é apresentada como alguém do Submundo..."

    Gostaria de estar enganado, mas penso que ela nunca será republicada, Caldeira.

    Justamente pelo fato de que o "submundo" ao qual você se refere era a zona de baixo meretrício de Gotham.

    Se ainda fosse o Submundo do Leo, pelo menos...

    Abs,
    VAM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Gostaria de estar enganado, mas penso que ela nunca será republicada,"


      Oi, VAM... Infelizmente, tbm acho pouco provável q republiquem essa HQ:

      Ainda mais pelo fato da DC passar a impressão de q tentou varrer pra debaixo do tapete essa história. Uma pena mesmo, as sarjetas do "submundo" sentirão falta, kkk!

      Abs!

      Excluir
    2. Mas pra quem não tem, ainda é possível comprar por valores bem aceitáveis:

      https://lista.mercadolivre.com.br/livros/hqs/mulher-gato-abril_DisplayType_G_PUBLISHER_1265021

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    3. Valeu mesmo, VAM... Realmente, de 10 a 15 pila (no máximo) tá bem aceitável por essa edição usada!

      Abs!

      Excluir
  7. E aí, Leo, beleza?

    Muito bem, além da Mulher-Gato temos o Coringa e o Lanterna Verde com comemorações de 80 anos.
    Esqueceu de falar da Zoe Kravitz, que será a nova Mulher-Gato do filme do Bat crepúsculo.
    Não estou lendo a série atual dela, que já está no segundo encadernado pelas mãos de Joelle Jones. Mas gostava bastante da fase com arte do Jim Balent, e a do Brubaker e Cooke (que saíram mal e mal aqui).

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Lierson... blz?

      Pois é, devo preparar alguma comemoração pro "Coringa" e "Lanterna" aqui pro blog tbm... Essas não poderão passar em branco por aqui, né?

      Qto à Zoe Kravitz eu não esqueci não, só deixei de fora pq o filme ainda tá em produção e não surgiu nenhuma foto dela caracterizada como "Mulher-Gato". Assim, preferi considerar mais as encarnações da gata q já foram mostradas aos olhos do público, hehe!

      E essa fase da Joelle Jones me deu vontade de conhecer, sabe? Não descarto arriscar o encadernado dela q chegou na Tutatis semana passada (só essa capa sugestiva é de dar água na boca, kkk)!

      Abs!

      Excluir
  8. "... Cooke (que saíram mal e mal aqui)..."

    Achei que todas as do Cooke já tinham saído, Lierson.

    - - -

    "... Esqueceu de falar da Zoe Kravitz... "

    Olha eu nem sabia que teria outra, mas agora que falou, se manterem esse visual com dreadlocks vai ficar bem maneiro...

    https://i.pinimg.com/564x/89/be/c4/89bec4243e20cda6c98eb7021a5f4d2c.jpg

    Abs,
    VAM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vam! Sei que a Eaglemoss publicou os dois primeiros arcos ilustrados pelo Cooke e escritor pelo Brubaker, mas acho que faltou algo ainda, não? Ou depois seria arte apenas do Cameron Stewart (e mais tarde Paul Gulacy)? Não lembro agora.

      Abração!

      Excluir
    2. Lierson a edição da Panini é bem mais completa. Tem o Especial da Selina's big score que dá nome a edição "Mulher-Gato - Um Crime Perfeito" + Catwoman #1-4 + DC#759-62 que são todas as histórias com participação do Cooke, até onde sei.

      Eu tenho ele, é um dos poucos encadernados com orelhas da Panini. Na época foi caro R$ 50,00 em 2008, mas antes do Amazon dava pra encontrar promoções ótimas tanto no Submarino como até no Extra Supermercados, onde comprei a edição por R$ 35,00 se bem me lembro.

      Já a edição da Eaglemoss, de mesmo nome, não tem justamente esse primeiro arco de Catwoman, que fala. Somente o arco de DC, com o Slam Bradley, procurando pelo paradeiro dela. As duas aventuras meio que se completam.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    3. A da Eaglemoss, Vam, traz mais conteudo do que o da Panini.

      Da Eaglemoss traz Um crime perfeito (do Cooke), Na trilha da mulher gato (do Brubaker/Cooke), A gata (do Finger/Kane), Sem dor (do Brubaker), Disfarces (do Brubaker), e A vida secreta da mulher gato (do Finger/Kane).

      Eu tenho as duas edições.

      Excluir
    4. Olá Camus, eu só tenho a edição da Panini, olhei no GdQ para saber o conteúdo da Eaglemoss.

      Pelo site é informado que a edição da Eaglemoss tem 152 ao invés das 236 da Panini.

      Mas agora que falou, fui conferir e descobri que a Eaglemoss dividiu as histórias do Cooke em duas edições, enquanto que a Panini publicou todas juntas.

      E sim, tem duas histórias antigas de Kane/Finger, mas essas eu não tinha levado em consideração pois o assunto era sobre o Cooke apenas.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    5. Esse estilo mais caricato do Cooke não me agrada (não é a minha praia esse tipo de arte)... Nem a série "Nova Fronteira" eu tenho!

      Mas lembro q essas edições da "Mulher-Gato" (tanto a da panini com orelhas) qto as 2 da eaglemoss foram bem badaladas na época em q saíram!

      Abs!

      Excluir
    6. Olha aí, valeu Vam! e Camus. Então o que o Cooke ilustrou saiu tudo aqui. Menos mal. Isso era da época da Panini já, não quiseram investir.

      Excluir
  9. Oi Leo!

    Parabéns pela matéria! Nos concentramos tanto nos aniversários dos heróis "medalhões" que esquecemos dos vilões icônicos!

    Bom, quando eu comecei a ler DC no final da Década de 80, tive o primeiro contato com a personagem em HQ atráves da edição especial "Mulher Gato"publicada pela Abril.

    Uma história de origem pesadíssima pros padrões da época, que me deixou embasbacado com a ousadia de retratar uma personagem icônica daquela forma, ainda mais para aqueles que mantinham a imagem de certa forma pueril da personagem pela série de TV.

    A personagem quase não aparecia nas HQs do herói publicadas por aqui na época, ela só foi aparecer na revista mensal do herói em formato americano no nº13, e depois no nº27, deixando aquele ar de mistério!

    A partir de "A Queda do Morcego", a personagem ganhou título próprio e uma fase muito marcante nas mãos de Chuck Dixon, ganhando um uniforme roxo, com bastante protagonismo nas sagas "Contágio" e "O Legado do Demônio".

    A saga "Zero Hora" apagou o passado hardcore dela, algo bastante decepcionante feito pela editora!

    Com o passar dos anos este negócio de "forçarem" ela ter um relcionamento com o Batman, e mudando a orientação sexual dela, na minha opinião desgastou muito a personagem!

    Selina não é apaixonada pelo Batman, pode ter atração física e sexual, mas não tem amor da parte dela, e creio que da parte dele também não, já que ele é mais comprometido com sua missão do que com a "vida normal".

    Esse negócio de forçar o relacionamento dos dois no sentido "feitos um para o outro'incomoda, e ao meu ver desgasta a personagem!

    Antes do reboot quando ela teve uma filha, na minha opinião foi o ponto final da relação dos dois, mostrando que Selina gostou de um cara de fora do seu estilo de vida, e acabou engravidando dele deixando mais do que claro que ela via o Batman como "amigo", e não um homem do qual ela resolveria largar tudo e ter família e filhos.

    Aí apagaram a filha da vida dela, depois da cronologia, uma bagunça só, bem a cara da DC.

    Depois vem Tom King e cria a história do casamento, com ela deixando o herói no altar (uma vergonha, não só para o herói como também pela controversa fase deste do escritor no Batman).

    Eu não leio nada atual do Batman há anos (pós-renascimento), pois não gosto do Tom King no personagem; mas confesso que me interessei por estes dois encadernados solo da personagem nas mãos da Joelle Jones que é uma desenhista que passei a admirar por causa da série "Lady Killer".

    Estou pensando se vou adquirir ou não este volume dois da série, que por sinal já chegou por aqui.Caso venha a comprar (semana que vem quando eu for novamente na banca), se eu gostar corro atrás do primeiro volume.

    Em live action, minha favorita é a Julie Newmar pela memória afetiva.A Michelle Pfeiffer continua sendo a mais emblemática de todas, mas tenho ressalvas em relação ao filme.

    A Anne Hathaway fez uma Selina mais de acordo com as HQs, com moral duvidosa, habilidosa em lutas e com passado de ladra e prostituta!

    Halle Berry e Zoe Kravitz pra mim não existem como encarnações da personagem porque pra mim estes filmes literalmente não existem!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Elcio... Tdo bem?

      Eu costumo me perder nessas datas comemorativas, sendo q uma vez esqueci meu próprio aniversário (sério, minha memória é péssima)... Mas aqui pro blog ainda pretendo fazer postagens similares à esta pro "Coringa" e "Lanterna Verde" (q tbm comemoram 80 ANOS)!

      E realmente... A diferença é gritante da "Mulher-Gato" da série de TV (docemente "malvadinha", rs) pra versão do gibi nesse especial da Abril (marginalizada e prostituída: jogada literalmente na sarjeta). Cara, eu queria mto esse especial impresso (só li em scans há tempos atrás e nem tenho mais - tava num HD q pifou e teve perda total: Perdi milhares de arquivos importantes com essa merda q me aconteceu)!

      Nos gibis de linha, essa versão de uniforme roxo q vc tbm citou... é a mais lembrada, pois foi a mais extensa da personagem até hj (durou mais de 90 edições - fora os vários especiais e participações em outras revistas, tipo os crossovers com "Vampirella" e "Hitman")!

      Te confesso q não acompanhei a fase em q teriam mudado a opção sexual dela... quer dizer então q a Selina é chegada numa ARANHA agora? rs! Como forçam a barra com essas lacrações, né?

      Esse papo de "casamento" tbm não cola... De repente, do nada, o Batman e a gata resolvem casar e formar uma linda família de comercial de margarina. Pra mim, esse tipo de recurso narrativo (casamento, morte, ressurreição, clones, viagem no tempo) é de uma pobreza criativa atroz (coisa de roteirista cagado q precisa causar polêmica pra chamar atenção e disfarçar q não sabe escrever uma boa história)!

      Vc saberia me dizer em q fase ela teve uma filha? E como a DC apagou esse fato da cronologia? (foi através de algum reboot)?

      Em live action... Minha favorita é a Michelle (embora eu tbm não goste tanto desse 2º filme do Burton). Em 2º viria a Julie (tbm pela memória afetiva do seriado de TV). E em 3º a menininha de "Gotham" (q mandou bem pra caralho - roubando a cena sempre q aparece). E só: A Anne não fede nem cheira pra mim. As demais todas inexistem (não lembro das outras 2 dos anos 60 e desconsidero o filme da Hale e o próximo do Batman-Purpurina)!

      Abs!

      Excluir
    2. Oi Leo!

      Foi nessa edição de Dc Apresenta nº04 que aparece pela primeira vez a filha dela:

      http://www.guiadosquadrinhos.com/edicao/dc-apresenta-n-4/dc01101/41566

      E Holly Robinson (a menininha de Batman Ano Um)assume o manto de Mulher Gato no lugar de Selina. Holly é homossexual!

      A filha da Selina foi "tirada" da cronologia pouco tempo antes de 'Ponto de Ignição", a Mulher-Gato teve de entregar sua filha com Slam Bradley aos cuidados de sua irmã freira, Maggie.

      Depois, ela pede à Zatanna para que apague de sua memória as lembranças de sua filha para que não sofressse mais pensando na filha que, de certa forma, salvou dos perigos de sua vida de vigilante e fora-da-lei.

      Isso foi mostrado durante a saga "O Coração do Silêncio" republicado poucos meses atrás na coleção do Batman da Planeta DeAgostini.

      E sim, a Mulher Gato agora é bissexual (a partir dos Novos 52), se juntando ao time das outras inimigas LGBT do Batman: Hera Venenosa e Arlequina.

      Abraços!

      Excluir
    3. (casamento, morte, ressurreição, clones, viagem no tempo)

      Viagem do tempo não me vem muita coisa a cabeça. De qualquer forma, tem também converter herói em vilão e vice-versa

      Excluir
    4. E não se esqueçam que a Caçadora original (Helena Wayne) era a filha do Batman com a Mulher-Gato da Terra Dois pré Crise nas infinitas terras

      Excluir
    5. "E sim, a Mulher Gato agora é bissexual (a partir dos Novos 52), se juntando ao time das outras inimigas LGBT do Batman: Hera Venenosa e Arlequina."


      Oi, Elcio... blz?

      Obrigado pelas explicações... Tudo isso foi novidade pra mim, hehe (já q não acompanho há anos as mensais de linha da DC)!

      Mas puxa, fiquei surpreso com tantas "retconeadas" em tão pouco tempo na cronologia da "gata"... Filha, memória apagada (essa foi uma jogada bem sem-vergonha da DC, rs), mudança de orientação sexual. Mta zona pro meu gosto (cada veza mais prefiro personagens tipo "TEX", q não mudam nada em décadas)!

      Abs!

      Excluir
  10. Falaram no post anterior no Gerard Jones, agora saíram acusações de que o Warren Ellis e o Cameron Stewart estariam assediando mulheres.
    Negócio tá feio pro editorial da DC

    https://www.omelete.com.br/dc-comics/dc-cancela-historia-warren-ellis-abuso

    ResponderExcluir
  11. Dizem que a DC não republica as antigas histórias do Jones por conta da prisão por pedofilia, quero ver se ela vai ter coragem de interromper "The Batman's Grave" mini-série em 12 partes, atualmente na sétima, por conta das acusações de assédio contra o Ellis.

    Abs,
    VAM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que vão colocar outro cara pra escrever, ou dar um trocado pro Ellis concluir a historia e vender os créditos pra outro cara por debaixo dos panos.

      Excluir
    2. Talvez ele já tenha até escrito tudo. Oque pode garantir melhor uma verba pra pagar advogado.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    3. Dei uma checada, e ao que parece o máximo que pode pode-se dizer do cara é que ele foi escroto, não houve nenhum contato físico com as mulheres. A DC ter cancelado as hqs que ele estava escrevendo me fez pensar que era algo muito pior. Quanto ao Cameron Stewart não sei como andam as coisas.

      Mas acho que o principal problema do Ellis foi: não ser rico, nem ter boa aparencia ou ser o Bruce Willis. Acho que esses 3 fatores é que tornaram o que ele fez em assédio ao invés de cantada

      Excluir
    4. A questão é q os tempos mudaram... E qq cantada ou gracinha q um cara faça pra uma mulher, pode ser tratado como assédio sexual ou moral!

      Achem exagero OU não... É FATO q hj em dia tudo q falamos, escrevemos, ou demonstramos em expressões podem ser considerados CRIME ou ofensa grave por terceiros. Por essas e outras, é q as minhas funcionárias eu NUNCA cumprimento com abraços e beijinhos, e nunca falo gracinhas ou piadinhas de duplo sentido pra mulheres. No máximo um aperto de mão e só SE ela estender a mão 1º pra mim, caso contrário é só um "oi, tudo bem"? e acabou. Me preservo pq entendi q vivemos numa sociedade moderna em q "palavras machucam"!

      Quem tiver essa mesma compreensão da realidade atual, não terá problemas e nem processos nas costas, rs...

      Abs!

      Excluir
    5. Exatamente isso.

      Excluir
  12. Vcs poderiam me dar dicas de como conceguir por um baixo preço caixas de hqs guardadas por nunca venderem, como em bancas ou comic shps?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Penso que, quem toma conhecimento desse tipo de informação, guarda pra sí mesmo companheiro, não divulga. Justamente pra comprar barato e bancar o scalper no ML.

      Ou então fazer um grande arremate à preço de "banana podre" e bancar uma semana de stand em Shopping pra vender por mixaria.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
  13. Leo boa tarde convido você e seus amigos para fazer parte do grupo de coleção de actions figures, cultura geek e etc. Basta solicitar entrada:

    https://www.facebook.com/groups/1599905883360771/?ref=share

    ResponderExcluir
  14. Vi sua coleção no History achei o d+

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marcelo... Tdo bem?

      Obrigado pelo convite... Fica aí a dica pros demais leitores do blog tbm participarem do seu grupo, blz?

      E valeu por ter assistido o programa do History onde eu apareci, rs... Aquele episódio foi gravado há uns 4 ou 5 anos atrás (demorou mto pra ir ao ar). Hj, a minha coleção praticamente dobrou de tamanho e aquelas míseras 4 estantes de gibis acabaram virando um móvel sob medida q ocupa uma parede inteira do meu escritório. Um dia eu postarei essas novas fotos da minha coleção aqui no bloga!

      Abs!

      Excluir
  15. Boa matéria Leo!

    Só falar na Mulher Gato e eu logo surjo, é igual o sinal dos Thundercats kk

    A melhor versão dela é a dos anos 70/80 com aquela vibe ladra nada confiável e manipuladora. Com o tempo foram amansando ela. Talvez essa visão ladra manipuladora tenha sido mostrada pela última vez em Batman Longo dia das bruxas e Vitória sombria do Loeb/Sale e na fase solo dela pelo Cooke e Brubaker. É a minha personagem mulher favorita das hqs, e tenho quase todas essas historias mencionadas (as de qualidade).

    Voce mencionou uma hq muito obscura aqui "Mulher-Gato: Guardiã de Gotham" 1-2 (passada numa realidade alternativa - pela Mythos" Essa é uma boa tunel do tempo, com uma visão muito interessante, um universo do Batman do avesso. Eu tenho a muito tempo. A Mythos quando podia, trouxe umas historias obscuras e boas do Batman, material que ninguem jamais trouxe.

    Trago uma informação legal dela, ela foi jogada no limbo em parte dos anos 50 e 60 por causa do infame Code comics, é por isso que não existe informações dela dessas épocas quase. Na época a porcaria do Code tirou ela como sensual e dúbia demais pra "criançada" e basicamente vetou as aparições dela. O Duas-Caras tb foi vetado pelo Code, e isso por causa da sua deformidade e personalidade dupla.

    Sobre a origem sombria da Selina apresentada pelo Miller, ao que parece a DC deu o sentido que ela era apenas uma Dominatrix. Não era de fato uma prostituta. O Miller não mostra ela na função de prostituição sexual de fato. No momento que ela aparece em sua função obscura em Batman Ano Um, ela está vestida e aparentemente esta batendo no cliente (com um chicote talvez?). O cliente esta gritando de prazer e ela olha o Bruce pela janela e depois pula lá embaixo. A DC usou isso pra dizer q ela era só uma Dominatrix mesmo.

    A hq Mulher Gato Ano um da Mindy Newell (que curiosamente tem um trabalho pequeno nas hqs) realmente diz e mostra a Selina como prostituta, mas todos sabem q essa historia foi desconsiderada um pouco depois pela DC.

    Enfim, não sei se a DC hoje considera que ela era uma dominatrix ou não....talvez sim, pois na fase Brubaker fica explicito que ela era dominatrix no passado. E essa fase se passa muito depois da reformulação em Zero Hora. Esses papos de desconsiderar que a DC e Marvel fazem irrita kk.

    Quanto as atrizes que interpretaram a Mulher Gato, as melhores pra mim são a Anne Hathaway e a Michelle Pfeiffer.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Camus... blz?

      Valeu por ter curtido a postagem, hehe...

      A minha versão favorita da gata nos gibis é a fase de uniforme roxo mesmo (anos 90)... q eu cheguei a ter toda em scans e PERDI tudo (no mesmo episódio de HD q pifou no meu antigo PC mencionado num comentário acima). Eu gostava daquela fase, pq curti o desenvolvimento q fizeram pra ela e o visual ficou mto bacana e sexy!

      Essa "Guardiã de Gotham" eu ainda tenho... Mto boa mesmo essa historinha (nada demais, mas diverte e a arte tá bonita). Tbm reconheço o bom trabalho q a Mythos fazia nessa época, lançando trocentas HQs obscuras da DC (entre as minhas favoritas tá o "PULP FICTION", estrelado pelo Robin e a Batgirl)!

      E obrigado pela informação sobre a ausência da gata nos anos 50... Bem q eu notei q haviam poucas publicações dela nesse período (qdo fiz a pesquisa de capas em vários sites). Aliás, q década fudida pros gibis, hein? Pouco se aproveita dos anos 50 mesmo (salvo raríssimas exceções)!

      Sobre desconsiderar coisas... Não ligo para o q as editoras consideram ou deixam de considerar. Faço a minha própria cronologia e pra mim o q é BOM tá valendo, hehe. Por exemplo: Na minha coleção pessoal, "TERRA X" VALE pra MINHA cronologia (é a ÚLTIMA saga da Marvel no futuro, kkk)!

      Abs!

      Excluir
  16. Fala, Leo!!

    Excelente matéria!! A Selina gostosona merece!!rsrs

    Você citou a Gata de traje lilás e lembrei que no Selo Lendas por Alan Davis vol.1, ela aparece com essa roupa e o chicote!rs A propósito, a arte do Davis me agrada bastante! Até reli essas edições há pouco tempo!
    Tenho algumas capas dos Novos 52 com a personagem por que, na época, acompanhava Ano Zero (essa do "Batman 66" ficou bacana mesmo!)

    Aproveitei o embalo do aniversário da Gata e comprei uma peça da personagem na Amazon, por 45 pila!rs Muito top!!! Fazia tempo que não comprava
    miniaturas!rs

    Abraço!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Leo... blz?

      Brigadão por ter curtido a matéria... A Selina merecia mesmo (foi a 1º postagem q dediquei pra ela aqui no blog, rs)!

      Tbm gosto do traço do Alan Davis... E me arrependo até hj de não ter pego as "Lendas" dele no batman. Pô, foram só 2 edições, não sei o q me deu na cabeça de ter deixado passar (acho q pesou o fato da saga "Ano 2" ter ficado incompleta por ter outros artistas q foram excluídos - já q a temática da coleção era pra ser apenas do Davis)!

      Enfim... rateadas pelas quais todo colecionador passa um dia, hehe!

      Abs!

      Excluir
  17. "... Tbm reconheço o bom trabalho q a Mythos fazia nessa época, lançando trocentas HQs obscuras da DC..."

    No meio de tanto joio, colhi algum trigo também:

    - Superman Guerra dos Mundos;
    - Corporação do Superman;
    - SJA - Dossiê Liberdade;
    - SJA - Trio Profano;
    - Batman Nove Vidas;
    - Batman Gotham Noir;
    - Batman Colheira Maldita;
    - Batman A Maldição de Scarface;
    - Batman Operação Escócia;
    - Batman EGO;
    - Batman & Tarzan: Garras da Mulher-Gato.

    Abs,
    VAM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, VAM... blz?

      Dessas aí eu peguei:

      -Superman Guerra dos Mundos;
      -SJA - Dossiê Liberdade;
      -SJA - Trio Profano;

      Entre várias outras q vc não citou, tipo: "Pulpe Fiction", "Lanterna: Mundo Surreal", etc...

      Abs!

      Excluir
    2. Uma que não comprei na época e me arrependo (mas não muito, pois o formato paraguaio da Mythos é meio brochante) é "Lanterna Verde: O Poder do Mal/Green Lantern: Evil's Might" desenhada pelo Marshall Rogers.

      Ela é ambientada no limiar do século 19 (em 1888, um ano antes de Gotham by Gaslight/Um Conto de Batman: Gotham City 1889) e tem uma bela reconstituição de época.

      https://d2svrcwl6l7hz1.cloudfront.net/content/B07B1VZV5S/resources/0?mime=image/*

      Abs,
      VAM!

      Excluir
  18. Salve, Léo!!!

    Tenho essa edição com a origem 80tista da gata e merecia uma republicação nos mesmos moldes da biografia não autorizada do Luthor. Essa do Hitman, a mão coça para pegar (aliás, não só ela, mas todas as edições). Só não peguei por receio da sempre imprevisível Panini relançar a série...
    Essa arte da Joelle Jones parece ser bem bonita. Até deu vontade de comprar, mas como a minha atual prioridade tem sido acabar com furos da coleção, vou deixar passar.

    Falando em belas artes, deixo essa da Olivia: https://i.redd.it/zbgk7usbr4d31.jpg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Luiz... blz?

      Pô, seria perfeito se republicassem a origem da gata no mesmo padrão do "Luthor"... Q aliás, gostei mto dessa biografia do vilão (ficou com pinta de graphic novel mesmo - pra justificar o formato luxuoso)!

      "Hitman" é outra série q merecia ser republicada na íntegra... Aqui no Brasil saiu só até a metade da série, q é disparada uma das TOP 5 do Garth Ennis (não devendo nada pra "Preacher", "Justiceiro", e "Hellblazer"). Pena q é mto improvável q isso aconteça (ao menos tão cedo)!

      E bela arte mesmo a da Olivia... A mulher-gato tinha q ser sempre nessa pegada nas telonas, rs!

      Abs!

      Excluir
    2. Sua republicação é bem vinda, mas a capa dura é desnecessária.

      Só tornando a edição menos acessível, além de endossar a atual gourmetização do mercado.

      "A Bio do Lex Luthor" por exemplo tem preço de capa de 36 reais, e na promoção do Amazon é vendida por 26.

      Se lançado fosse em capa cartão, custaria menos de 20.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    3. Oi, VAM... Sim, vc sabe q eu sou contra o luxo desnecessário e prefiro sempre as versões mais econômicas (lombada quadrada mas capa-cartão)!

      Só falei em capa-dura nesse caso da gata, pq é o formato mais provável q a panini usaria "SE" decidisse publicar essa HQ... Certeza q esse material sairia em capa-dura mesmo, a exemplo de outras HQs fininhas q tbm saíram em capa-dura: "Luthor", "Titãs - Lilith", "Origens Secretas" (Pinguim), etc!

      Abs!

      Excluir
    4. Entendi Leo.

      Infelizmente oque pareceu ser uma ideia sensacional na época, o lançamento da Coleção Black Label da Salvat, acabou implodindo o mercado. Hoje tá uma bosta por conta de toda a gourmetização que se seguiu.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    5. Pior q eu falava na época q isso ia acontecer (cedo ou tarde)... Era inevitável no momento em q banalizaram os capa-dura. Mesmo a Salvat começando com preços aceitáveis (30 pila) os reajustes eram constantes e a coleção terminou custando o DOBRO!

      A Eaglemoss então, nem se fala... chegou ao cúmulo de custar 80 pila cada edição!

      Abs!

      Excluir
  19. As edições da Eaglemoss (DC Graphic Novels Nº 22 e 23) publicaram toda a fase de "Ed Brubaker/Darwyn Cooke", contemplando (Detective Comics #759-762, Catwoman #1-9).

    A princípio, a própria Eaglemoss vai publicar nas futuras edições (DC Graphic Novels Nº 126 e 127) todo o conteúdo da fase "Ed Brubaker/Jimmy Palmiotti", contemplando (Catwoman #25-37). Link abaixo:
    http://assinecolecoeseaglemoss.com.br/dcgraphicnovels/index.asp

    Existem 3 TPs gringos:
    https://www.amazon.com.br/Catwoman-2002-2008-Vol-Trail-English-ebook/dp/B00DBH2D5E/
    https://www.amazon.com.br/Catwoman-2002-2008-Vol-Easy-English-ebook/dp/B00DE2N5OO/
    https://www.amazon.com.br/Catwoman-Vol-Under-Pressure-English-ebook/dp/B00J4ZT9KE/

    Vai ficar faltando somente o conteúdo do 2º TP ser publicado no Brasil. É uma pena, no Brasil é sempre bagunçado, incompleto e sem padrão nenhum...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Roger... blz?

      Obrigado pelas informações acima... Infelizmente, não tenho acompanhado mto dessa coleção Deagostini, pois desde o início da pandemia: não vejo mais essa coleção aparecer nas bancas e lojas daqui, e pra piorar o site da deagostini é PÉSSIMO pra informações e releases das edições (sejam do Batman ou do Valente)!

      Abs!

      Excluir
  20. Eai leo, queria saber até qual edição foi confirmada pela panini do Homem aranha edição definitiva. Comecei a acompanhar agora, comprei a edição 1 e 2 e estou torcendo para que tenha um número maior de edições, pois sou um leitor novo e não conheço essas histórias antigas. Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele falou isso recentemente, tá confirmado até o volume 5.
      Agora quando vai sair é outra história.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    2. Oi, Geninho, É isso q o VAM falou... Até o Vol. 5 tá confirmado, mas pode (e deve) ir além disso tbm!

      Abs!

      Excluir
  21. POhh@ Leo, 10 dias...Não desista meu camarada.
    Bruno-SP.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bruno... blz?

      Tô longe de pensar em desistir de qq coisa... O meu ritmo é de 1 postagem nova por semana, Já tinha atrasado um pouco (devido aos meus afazeres do dia-a-dia) mas qdo eu ia atualizar o blog ainda veio um temporal aqui no sul e fiquei 3 dias sem internet. Agora estamos voltando ao normal por aqui de novo!

      Abs!

      Excluir
  22. Por falar em ano do vilão, Léo, por favor, o x-9 sabe de alguma coisa sobre a edição do Coringa escrita pelo John Carpenter? Se ela vai sair isolada ou em um algum mix?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, L... Eu nem sabia dessa edição, rs (não acompanho mto as notícias de fora do país)!

      Mas vou perguntar pra ele e assim q ele me confirmar qq coisa ("se" ele souber) eu te aviso, pode deixar!

      Abs!

      Excluir
    2. Valeu!! Obrigado.

      Excluir

POR FAVOR, LEIA ANTES de POSTAR:

O "Submundo-HQ" é um blog que preza a amizade e a boa convivência entre os usuários... Assim, NÃO serão aceitos por aqui comentários que incluam:

1) Ofensas pessoais e falta de respeito em geral!
2) Manifestações e militâncias POLÍTICAS (de qq tipo)!
3) SPAM e links de divulgação gratuita de compra/venda de HQs!

Obrigado, e seja sempre bem-vindo ao "Submundo"...

Até+

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...