08/11/2018

O "Exterminador do Futuro - Terra em Chamas" (de Alex Ross)...

O "Exterminador do Futuro - Terra em Chamas" (de 1990)... Marca o 1º trabalho de ALEX ROSS nas HQs antes mesmo do sucesso de "MARVELS" e "Reino do Amanhã"!

Um lançamento da Mythos que permanecia INÉDITO no Brasil até hoje, revela o início da carreira do artista (em uma história apenas mediana e cheia de "furos" em relação ao 1º FILME da franquia, no qual foi inspirada)!

Confira abaixo:

A guerra contra as máquinas assassinas perdura por mais de 4 décadas. A civilização humana está à beira da extinção. Percebendo que pode consumar sua diretriz primordial de extinguir a humanidade, a Inteligência Artificial "Skynet" prepara uma ofensiva nuclear total e definitiva. Para a espécie humana, resta uma única esperança: liderado por John Connor, um reduzido mas arrojado grupo miliciano tem de executar um ataque suicida à virtualmente inexpugnável base central da "Skynet". A Mythos apresenta o 1º trabalho daquele que se tornou um dos mais lendários artistas da história dos quadrinhos: Alex Ross (capa-dura, 140 pág, R$ 77,90)!

O "Exterminador do Futuro - Terra em Chamas"... Era originalmente uma mini-série em 5 edições publicada em 1990 pela obscura (e extinta) editora "NOW". A arte interna e as capas são de um ainda jovem Alex Ross (na época com 19 anos de idade, mas já buscando seu consagrado estilo "fotográfico"). Para nos situarmos cronologicamente no tempo (já que falamos aqui de viagens temporais), é importante ressaltar que em 1990 nem mesmo o 2º FILME da franquia do "Exterminador" (O Julgamento Final) havia estrado ainda - O 1º filme é de 1984 e o 2º é de 1991. Ou seja, esta HQ é baseada no 1º filme da série (anterior ao conceito de um "T-1000" e modelos mais avançados do cinema)!

E é aí que reside o problema: O roteiro de Ron Fortier (não conheço) é fraquinho e confuso, ao recriar um futuro que não remete bem ao que foi mostrado nos flashbacks do FILME clássico. Aliás, a HQ ignora fatos e eventos vistos no filme (a começar pelas viagens no tempo e o soldado Kyle Reese - sequer mencionados na trama). "John Connor", o líder da rebelião contra as máquinas, também é retratado de forma pouco importante (sem o espírito de liderança que deveria ter). A trama é tão mequetrefe, que não explica os rebeldes terem levado 40 ANOS pra decidirem invadir a base do "Skynet"? Destaque apenas pra "Aurora" (a "exterminadora mulher", bem estilo anos 80) e pra arte de Ross, é claro!

Até+

32 comentários:

  1. Fala, LÉO!
    Sobre o TERMINATOR, fico só com a película!

    Apenas um comentário off topic, recebi hoje a BHM do SURFISTA(VOL 2)!

    Que beleza! Uma injeção venosa das saudosas páginas da HTV/CAP. AMÉRICA/ (em sua numeração inicial).
    Desta vez, o Abominável está verde, e não vermelho(!), como saiu pela Abril, na HTV nº03!

    Que volume espetacular, com aquela sensação daqueles tempos, que não voltam mais(no quesito qualidade dos quadrinhos, com Buscema MATADOR, e uma história final do Kirby!)!

    Sei que o assunto sobre as BHMs já está mais que batido, mas como uma coleção dessas foi descontinuada?!

    Vale muito, a conferida!

    abs

    ResponderExcluir
  2. Alguns dos trabalhos de Alex Ross são absolutamente revolucionários e notáveis. Eu, particularmente, sou um grande admirador de artistas realistas, seja nos quadrinhos, na escultura ou na pintura. Neste último caso, mestres supremos como Rembrandt e Canaletto, por exemplo, serão sempre expoentes daquilo que de melhor o ser humano evoluido é capaz de demonstrar. Neste caso, duvido muito que os ET's sejam capazes de nos superar em vários aspectos. Eles podem dominar viagens espaciais através de dobras espaço-temporais e o escambau, mas algum ET seria capaz, por exemplo, de fazer uma única exibição artística de Ginástica Olímpica ? Pois nós, humanos, somos e fazemos coisas extraordinárias !
    Infelizmente, eu sou partidário da idéia (nunca vou aderir à famigerada reforma ortográfica) de que a arte precisa ser feita usando como único recurso a própria imaginação do artista - como bem demonstraram os trabalhos de Hieronymus Bosch e do genial Escher.

    Até então e entrementes eu admirava a arte incrível de Alex Ross; porém, muito dessa admiração se diluiu quando soube que ele se utiliza de muitas referências e recursos FOTOGRÁFICOS para produzir as suas obras. Não achei isso muito legítimo, apesar do resultado ficar surpreendente. E há exemplos ainda piores, em que "artistas" agora fazem decalques (!) e se utilizam de programas de computador (!) para produzir quadrinhos !!!
    Assim já é demais !!!

    Sou purista nesse caso. O desenhista que se preza tem que "ralar"(minha esposa já mandou eu parar de usar esses termos), tem que desenhar no papel, tem que cheirar à lápis e à borracha, tem que se sujar de nanquim, tem que errar e começar de novo - como faziam Johnn Romita, Sr., e Milton Caniff, entre tantos outros.

    Pablo Picasso foi prolífico porque qualquer um com a imaginação solta pode produzir aquelas figuras - muitas das quais só ele mesmo é que sabia do que se tratava. Deu a tremenda sorte de seus quadros serem considerados "obras de gênio", e valerem dezenas de milhões de dólares. Ele podia fazer um quadro por dia ! Aliás, podia fazer mais de um (não tenho nenhum, por isso é que posso dizer tudo isto do cara).
    Mas aquilo que Alex Ross faz, apesar das referências fotográficas e modelos de que se utiliza (o que facilita sobremaneira a vida), é realmente trabalhoso, e demanda muito tempo. Não é como pintar um cogumelo com um capacete fajuto de motoqueiro ou pintar um cavalo disforme junto com uma lâmpada no cenário.
    Pena que nem sempre a obra do Ross seja acompanhada por bons roteiristas.
    E este é o caso da presente HQ.

    James, deixe de lado a revista de OVNIs da patroa e ligue por favor para a marcenaria. Preciso fazer uma nova estante urgentemente, antes que a minha coleção do Tex Gold desabe no chão.

    Ignácius,
    Ignácius Stainbosch

    ResponderExcluir
  3. Olá, Léo! Blz?
    Lembro do primeiro filme e, se não me engano, também vi o remake, que foi com o Christian Bale. Acredito que um livro desse "universo" seria bem interessante. Daria para criar muitas situações e nos fazer refletir de alguma forma. E aí? Já vendeu o rim pra comprar o álbum de figurinhas do Mickey? Eu ainda não tive essa coragem.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. OI Leo!

    Confesso que fiquei tentado a adquirir este material de imediato (na pré-venda) mas ainda naõ decidi de vez se encaro agora esta publicação, ou espero mais um pouco!

    Sua matéria sobre o material foi esclarecedora e tirou minhas dúvidas sobre a qualidade narrativa da obra! Não imaginei que fosse uma obra prima, mas na década de 90 franquias consagradas do cinema tiveram suas versões em HQs, onde algumas delas foram bem interessantes servindo até de complemento para suas versões cinematográficas!

    Esta pelo que você comentou vale mais é pela arte magnífica do Ross não sendo o conjunto da obra plenamente satisfatório!

    Até final do mês eu decido, e tem o black friday ainda, onde espero encontrar com bons preços alguns materiais que estou de olho a algum tempo!

    Acredito que O Dia Mais Claro e Justiceiro-Mãe Rússia sejam os campeões de procura neste black friday!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Salve Leo,

    Esse lançamento é uma otima notícia. O material não parece grandes coisa mas vale pelo "valor histórico".

    Um rápido off topic: alguma previsão de novos lançamentos do Rei Kirby?

    Adorei o Etrigan e acho que tem outros matetiais de facil encadernação por serem curtos como Eternos, Homem Maquina, Omac e Diabo o Dinossauro... (kamandi é um pouco mais longo mas seria ótimo tb rsrs).

    Abs Teo
    O colecionador de Indaiatuba

    ResponderExcluir
  6. Sinceramente a cine série do Exterminador deveria ter se encerrado no segundo filme. Mas cinema americano é assim, não basta ter um ou dois filmes, é preciso ser uma franquia mesmo. Continuações, vídeo game, HQ, série, reboot e agora mais reboot.

    ResponderExcluir
  7. Fala Leo,blz?


    Muito legal essa postagem!! Não sabia que Alex Ross tinha trabalhado numa HQ do Exterminador do Futuro, bem antes de trazer ao público obras como Marvels e Justiça ( minhas preferidas do artista). Marvels tive o privilégio de comprar por 30 pila pela Salvat e me surpreendi com a obra, de um lado, roteiro perfeito de Busiek e do outro, magnífica arte do Ross. Mesmo que a Panini também tenha lançado num formato de luxo eu decidi manter essa versão salvatiana mesmo. Economia para o bolso$$. Quanto a Justiça, decidi investir na versão da Panini que, com desconto, vale mais do que as duas partes da "Enganomoss",rs. Também gostei muito do Superman Paz na Terra, pois a partir dessa história, passei a ser fã do Super!

    Pena que essa HQ do Exterminador apresentou um roteiro fraco. Entretanto, um ponto forte é a arte! A propósito, belíssima capa essa do início da matéria. Mas com esse preço aí não dá! Se eu fosse comprar, seria mais pela arte mesmo e com um bom desconto,claro!!

    Eu também curto muito os filmes do Exterminador!! Os dois primeiros foram os que mais gostei!

    Abração!
    Leonardo Goulart

    ResponderExcluir
  8. Olá Leo.

    Essa edição valeria pela curiosidade em comparar a evolução do Ross, mas por esse preço, SEM CHANCE!

    Ainda mais que agora temos disponível o mais novo Art Book do Ross - "Marvelocity" onde o designer Chipp Kid reúne pela primeira vez os trabalhos do Ross na Marvel.

    Abs,
    VAM!

    ResponderExcluir
  9. "Sei que o assunto sobre as BHMs já está mais que batido, mas como uma coleção dessas foi descontinuada?!"


    E aí, Victor... blz?

    A "BHM do Surfista" será a próxima postagem aqui do blog (deve ir ao ar amanhã à noite - vou esperar mais um dia pra terminar de ler a minha, rs)!

    E concordo com vc: A edição tá LINDA demais (tirando a lombada q ficou despadronizada em relação às demais "Bibliotecas" - Mas nada q tire o brilho desse material ÉPICO, é claro)... Essa foi pra fechar o ano com chave de ouro (não sei se até o natal sairá uma HQ mais importante q essa do "Surfista")?

    Qto ao selo "Biblioteca"... é aquela coisa: A coleção saiu na época errada e no momento errado do mercado nacional. Era uma coleção à frente de seu tempo e do seu público (ainda não acostumado às edições luxuosas q recém estavam se estabelecendo e tomando forma nas livrarias brasileiras)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  10. "Até então e entrementes eu admirava a arte incrível de Alex Ross; porém, muito dessa admiração se diluiu quando soube que ele se utiliza de muitas referências e recursos FOTOGRÁFICOS para produzir as suas obras. Não achei isso muito legítimo, apesar do resultado ficar surpreendente."


    E aí, Ignácius... blz?

    Bem, eu fui criado em parte por uma artista plástica (minha saudosa tia, irmã de minha mãe): e acompanhava o trabalho dela (premiado internacionalmente, diga-se de passagem). Ela tbm se utilizava de referências e objetos como modelos (especialmente esculturas, q serviam - às vezes - pra embasar as formas de figuras humanóides na arte a ser retratada)!

    Falo isso, pq não vejo nada de errado na utilização de recursos visuais e objetos/modelos q sirvam de suporte artístico na produção de uma obra... Entendo o q vc quis dizer, mas tenho TPs importados q detalham o trabalho de Alex Ross e considero parte do trabalho dele a própria elaboração de cenas e modelos a serem fotografados pra resultar no desenho final. É um processo trabalhoso tbm buscar objetos a serem fotografados pra compor o desenho, e acho q Ross é mto criativo tbm na escolha desses objetos e preparação dos cenários (mtas vezes ele usa até bonecos ao invés de modelos vivos)!

    Enfim... Só acho q na arte em si, todo recurso e técnica é válido diante do resultado a ser alcançado (q é a OBRA propriamente dita)!

    No mais... Concordo com vc: Infelizmente, nem sempre o Ross vem acompanhado de um bom argumentista/roteirista: Ele teve sorte com o Busiek (Marvels) e Waid (Reino), mas se deu mal com o medíocre roteirista deste "Exterminador", rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
  11. "Lembro do primeiro filme e, se não me engano, também vi o remake, que foi com o Christian Bale."


    E aí, Fabiano... blz?

    Esse filme q vc falou não é um "remake", mas sim: Uma sequência oficial da franquia... É o 4º FILME da série (e o 1º q não é estrelado pelo Schwarza - embora ele apreça em participação especial). Teve mais um ainda depois desse (Gênesis) e um outro anunciado pro ano q vem (fora o PÉSSIMO seriado de TV da "Sarah Connor")!

    Qto ao álbum do "Mickey"... mas nem F*dendo q eu pago mais de 60 pila num álbum de figurinha, kkk. Eu até posso "pensar" em comprar "SE" lançarem uma versão bem baratinha em capa-cartão, aí sim: pode ser q eu me anime a fazer o tal álbum (após mais de 30 ANOS sem fazer um, hehe)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  12. "Esta pelo que você comentou vale mais é pela arte magnífica do Ross não sendo o conjunto da obra plenamente satisfatório!"


    Oi, Elcio... Tdo bem?

    Pois é, infelizmente: Esse é o tipo de HQ q valerá mais a pena SOMENTE pela arte (e pela curiosidade por ser o 1º trabalho de Alex Ross)... do q pela história em si (cheia de furos, situações banais, e desconsiderando elementos importantes do 1º FILME: no qual foi inspirada)!

    Até não chega a ser um demérito total comprar ou valorizar um gibi APENAS pela arte (ou apenas pelo roteiro): Pois as HQs são compostas por esses 2 elementos (arte e texto) q nem sempre andam de mãos dadas em qualidade, hehe!

    Meu conselho/sugestão nesse caso... É justamente o q vc falou acima: De repente esperar a vindoura Black Friday (próximo dia 23) e tentar cofrar as pendências com o máximo de descontos possíveis!

    Aliás, por falar nisso... Devo esperar a "Black" pra botar em dia as atrasadas: "Justiceiro" 1 e 2 (me faltam os 2 encadernados MAX), "ALIAS" 2 e 3 (pra encerrar a coleção MAX), "Escalpo 3", "Juízes Negros", e todos os 7 livrinhos Marvel da TASCHEN (importados): sobre os quais ainda falarei aqui no blog!

    Tbm devo comprar o "FALCON" (de Escafandro), Um "Superman" (da Sideshow em escala 1/6 com roupa de tecido e inspirado no C. Reeve), e várias miniaturas da Eagelmoss (Cabeça-de-Martelo, Mercúrio, Arraia-Negra, Ka-Zar & Zabu, e FACT-Files do "Venom" e "Deadpool"!

    Ufa... Essa BF vai render, hehe!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leo!

      Carrinho de compras estará cheio hein? Ha,ha,ha!

      Pensei que você tinha a miniatura do Mercúrio, já que você tinha comentado sobre ela alguns anos atrás!Mas é uma peça muito bacana!

      O Arraia Negra eu tenho é uma peça muito massa, ele é grande até em escala e perfeito nos detalhes! Você vai comprar o Cabeça de Martelo e pular o Coruja? Ou já mandou buscar o mequetrefe vilão??

      Estou seco por ele e pelo Cabeça de Martelo para formar o submundo do crime da Marvel de vez!

      Eu devo comprar as três da DC que me faltam para terminar de vez a coleção que são o Golden Superman, os dois duendes e o Batman no gárgula, e talvez um especial da Marvel que me falta!

      Estou de olho em alguns livros que vou pesquisar no dia e ver qual serão seus preços; isso sem falar de alguns materiais da Panini como os dois Justiceiro Max que ainda não adquiri, Multiverso DC, e ALIAS nº 02 e 03, etc!

      O Falcon eu ainda vou esperar mais um pouco para adquirir, já que preciso organizar melhor o espaço de exposição de minhas peças\action figure.O Falcon Mergulhador é um sonho de infância, assim como o Raio Laser que parece que sairá em breve!

      Abraços!

      Excluir
    2. E aí, Elcio... blz?

      Eu tinha pulado o "Mercúrio" na época q saiu, mas hj me incomoda ver na estante a "Feiticeira" SEM o seu irmão do lado, rs... Lembro vagamente de ter comentado há um tempo atrás estar na dúvida se pegava o "Mercúrio" AZUL ou a versão variante de uniforme VERDE?

      No fim das contas, o VERDE não saiu oficialmente no Brasil (como achei q sairia)... Assim, vou de AZUL mesmo!

      O "Arraia Negra" eu tinha pulado tbm, mas o trailer do FILME do "Aquaman" me empolgou em pegar a peça (da mesma forma q apenas recentemente comprei o "Flash Reverso" tbm: Empolgado pela série de TV)!

      O "Coruja" eu já tenho (chegou semana passada junto com: "Espadachim", "Fóton", "Mago", e um "Demolidor" extra q peguei pra CUSTOM (ele vai virar o "Kick-Ass", já vem até com os bastões, hehe)!

      O "FALCON" eu comprei o "Explorador" por enquanto (q foi o 1º modelo dessa nova safra) e o "TORAK" (esse não podia faltar)... Agora vou de "Escafandro" (q tbm era um dos meus sonhos de infância e nunca tive). Aliás, vão sair 3 modelos novos de "Falcon" na CCXP este ano, todos NOVOS (nenhum baseado em clássicos) e um deles armado (finalmente)!

      Abs!

      Excluir
  13. "Um rápido off topic: alguma previsão de novos lançamentos do Rei Kirby?"


    E aí, Teo... blz?

    Como eu já falei outras vezes aqui no blog, existem planos pro "4º Mundo" de KIRBY pela Panini... Sem data certa ainda, mas deverá ser um dos próximos lançamentos do REI pelo selo "Lendas" (se o "Pai Celestial" assim desejar, kkk)!

    O "Kamandi" tbm tem BOAS chances até onde sei (mais pelo sucesso dos filmes do "Planeta dos Macacos")... Mas o resto q vc citou: só em SONHO por enquanto, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
  14. "Sinceramente a cine série do Exterminador deveria ter se encerrado no segundo filme. Mas cinema americano é assim, não basta ter um ou dois filmes, é preciso ser uma franquia mesmo. Continuações, vídeo game, HQ, série, reboot e agora mais reboot."


    Falou tudo, Marcelo...

    O cinema americano vive uma CRISE de criatividade nunca antes vista... e vive de remakes, franquias, reboots, e adaptações de livros, games, e gibis (já q não conseguem mais contar com bons roteiristas pra fazerem filmes VENDÁVEIS da estaca zero)!

    E diante disso... mtas vezes não sabe a hora de PARAR com franquias q JÁ ENCHERAM O SACO (só pra citar as q eu considero mais insuportáveis e q deveriam ter se encerrado há tempos):

    -Exterminador do Futuro (no 2º tava ótimo pra ter parado)!
    -Alien (no 2º tbm)!
    -Predador (no 2º)!
    -Resident Evil (no 1º)!
    -Velozes e Furiosos (no 1º)!
    -Transformers (no 1º)!

    Até+

    ResponderExcluir
  15. "Muito legal essa postagem!! Não sabia que Alex Ross tinha trabalhado numa HQ do Exterminador do Futuro, bem antes de trazer ao público obras como Marvels e Justiça"


    E aí, Leo... blz?

    Eu conheci o Ross pela mini-série "MARVELS" mesmo... q foi um dos motivos q me despertou novamente o interesse pelas HQs em 1995 (ano em q eu tava recomeçando minhas coleções): Achei deslumbrante qdo vi o Vol. 1 de "Marvels" nas bancas (com o "Tocha" original na capa)!

    Hj em dia, eu tenho "Marvels" pela Panini (na versão capa-cartão e na capa-dura q saiu ano passado)... O "Reino" eu tenho na Panini (capa-cartão), e "Justiça" pela Panini tbm (capa-dura, q realmente: saiu bem mais barato q as 2 da Eaglemoss juntas, rs - paguei 60 pila na ed. de luxo da panini)!

    Qto aos FILMES do "Exterminador"... Só gosto dos 2 primeiros mesmo: e desconsidero completamente os q vieram depois (todos umas MERDAS, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério que você passou pra frente às edições com sobre capa de acetato da Abril?!

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    2. Pior q passei mesmo, VAM...

      MAS, me arrependo até hj, diga-se de passagem, hehe... (na época eu tava apertado de grana e como peguei o encadernado da panini por 25 pila, vendi a mini da Abril por 50, rs)!

      Abs!

      Excluir
  16. "Ainda mais que agora temos disponível o mais novo Art Book do Ross - "Marvelocity" onde o designer Chipp Kid reúne pela primeira vez os trabalhos do Ross na Marvel."


    E aí, VAM... blz?

    Puxa, ÓTIMA dica essa... Eu já tinha ouvido falar nessa edição, mas já anotei pra um dia incluir numa futura lista de importadas ("QDO" possível $$$ é claro, hehe)!

    Mas deve ser um TP deslumbrante, hein? De encher os olhos da cara...

    Abs!

    ResponderExcluir
  17. No Amazon tava saindo por RS 160,00 da última vez que conferi.

    Espero cair o valor no BF , pois pra minha coleção de livros dele é imprescindível.

    Abs,
    VAM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa... R$ 160 tá puxado mesmo, hein?

      Mas acredito q a BF mude um pouco esse cenário desolador, rs...

      Abs!

      Excluir
    2. Na verdade eu não achei puxado não, Leo.

      Paguei R$ 150,00 no Mithology da DC que tb é dele e tem mais de 5 anos.

      A diferença agora é que não tenho essa grana. :((

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    3. É, vendo por essa ótica...

      Até q não é tão puxado mesmo, ainda mais por ser material importado, né? E por falar nisso, semana passada fiz minha 1º importação via "Amazon": De um boneco do "Gus Fring" - o Vilão de "Breaking Bad" (com o rosto deformado). Saiu barato até (menos de 20 dólares + impostos). Vamos ver se vem direitinho agora!

      Abs!

      Excluir
    4. Pelo Amazon somente importei livros, por não serem taxados pela RF.

      E hj em dia nem é mais preciso, pois já são encontrados no site nacional.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
  18. Hum, eu gostava da série do exterminador do futuro. Quanto a hq, queria saber em quem o Ross se inspirou pra criar a Aurora, ela é tão "so fucking hot".

    ResponderExcluir
  19. " ...queria saber em quem o Ross se inspirou pra criar a Aurora..."

    Pelo capa eu apostaria na Cindy Crawford.

    Abs,
    VAM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tbm acho q foi na CINDY... Até a "pintinha" ela tem na bochecha, hehe:

      https://vignette.wikia.nocookie.net/terminator/images/c/c0/T808.jpg/revision/latest?cb=20080810045334

      Abs!

      Excluir
    2. Ulala ma chéri.

      Sobre as referências fotográficas usadas pelo Ross, as pessoas que se sentem decepcionado por ele usá-las é porque não conhecem o talento do Greg Land.

      https://i.kym-cdn.com/photos/images/original/001/146/769/f7b.jpg

      kkkkkkkkk

      Agora, falando sério. Muitos caras no meio as usam: Tim Bradstreet, Paolo Rivera, Mike Deodato etc.

      Excluir
    3. Desculpe discordar, mas talento para fazer DECALQUES, tem milhares por aí; basta dar a algumas pessoas uma oportunidade de se mostrarem. Mas isto não é realmente ser artista e nem desenhista. Qualquer criança talentosa faz tão bem quanto...

      Referências visuais (ou mesmo fotográficas) podem ser fundamentais para a consecução de determinadas obras. Mas o talento supremo nas artes é conseguir fazer tudo - ou quase tudo - apenas com o recurso da imaginação.
      E devido também a essa carência de imaginação é que há tantos roteiristas medíocres por aí.

      James, seus decalques ficaram muito bons! Já pode pleitear um emprego na Marvel. Se conseguir, me avise. Irei comprar seus gibis!

      Ignácius,
      Ignácius Stainbosch

      Excluir
    4. Land tem algumas coisas legais, tipo "Sojourn". Porém, quando a deadline lhe aperta a garganta, ele apela pro papel vegetal, rs.

      Mas com a técnica em si, não há problema algum.

      Norman Rockwell combinava modelos e fotografias como base para os seus trabalhos e ninguém (em sã consciência) discorda que ele foi um dos grandes gênios artísticos do século 20.

      Excluir
  20. Por essa imagem não existe a menor dúvida que foi baseada na maior Supermodel do Anos 80/90!

    Abs,
    VAM!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...