03/10/2018

Norm Breyfogle (R.I.P.): O Adeus à Uma Lenda do "Batman"...

E mais um grande artista se despede deste mundo... Em um ano que já levou muita gente boa e talentosa do meio quadrinístico:

Agora foi a vez de Norm Breyfogle... Um dos melhores artistas que o "Batman" teve entre 1987 e 1995 (em uma ótima fase publicada aqui pela Editora Abril). Nesta matéria especial, vamos relembrar alguns dos grandes momentos do artista e séries em que trabalhou!   

Confira abaixo:

Norm Breyfogle... De nome difícil de ser pronunciado, morreu no último dia 24 (setembro) aos 58 anos de idade (muito cedo, diga-se de passagem). A causa da morte não foi divulgada, mas há alguns anos atrás (2014) ele chegou a sofrer um derrame, forçando-o a se aposentar prematuramente. Americano, nascido em Iowa, o artista começou jovem na carreira (aos 16 anos, desenhando pra revistas locais). Em 1984, contudo, Norm desenhou uma história curta de apenas 6 pág. pra DC, na revista: "New Talent Showcase", chamando a atenção da editora e ficando prestes a um salto maior em sua carreira artística!

Foi com o "Batman" que Norm Breyfogle marcou época na 2º metade dos anos 80... Desenhando as ed. de "Detective Comics" nº 579, 582–594, 601–621, 627, 659 (entre 1987 e 1993) e "Batman" nº 455–466, 470–476, 492–493, 556, e "Annual" 11–12 (essas, já entre 1990 e 1998). Além da belíssima CAPA de "Batman - As 10 Noites da Besta" (que abre esta postagem/epitáfio), embora o roteiro seja de Jim Starlin e a arte interna de Jim Aparo (mais uma "Lenda" do morcego)!

Outra HQ de "Batman" ilustrada por ele foi: "Terror Sagrado", um especial de 52 pág publicado aqui pela Abril em 1992... Aliás, todo esse material assinado pelo artista foi publicado pela Editora Abril - a maioria em formato americano - na revista mensal do morcego iniciada em 1990 (e na qual ele foi presença constante até por volta do nº 30). Em seguida, suas histórias do universo do cruzado de capa migraram pro mix de diversos formatinhos e especiais em formato americano, tipo: "Batman no Brasil", e "Batman Anual" nº 4-5 (de 1995/1996)!  

Ainda no universo de "Batman" (e DC em geral)... Foi criador ou co-criador (junto com Alan Grant) de vários personagens: "Anarquia", "Caça-Ratos", "Amígdala", "Ace - O Bat-Cão" (o cachorro do "Batman"), O "Homem-Corrosivo", "Kadáver", "Scarface", "Ventríloquo", e "Victor Zsasz". Também desenhou a graphic novel: "O Nascimento do Demônio" (de 1992), com a origem de "Ra's Al Ghul", que estava INÉDITA no Brasil até 2 anos atrás, quando finalmente foi publicada pela Eaglemoss na "Coleção DC" (Vol. 16). A estreia do 3º "Robin" (Tim Drake) foi outra HQ assinada por Norm (capa acima)!

Mas nem só de Gotham City vivia Norm Breyfogle... E o artista passou por diversos outros tipos de HQs (da Marvel, First, Malibu, Eclipse, e Valiant), tais quais: "American Flagg", "Tales of Terror", "Prime" nº 1-12 (O "Ultraverso" da Malibu, que depois seria adquirido pela Marvel), "Vingadores Anual 2000", "Thunderbolts Anual 2000", "Felina" (Hellcat) nº 1-3, "Cap. América" (Marvel Fanfare 29), e "Prime Vs. Cap. América" (crossover), entre vários outros títulos secundários e histórias soltas pra Marvel e DC! 

Merece destaque também, sua participação na série: "Bloodshot", da linha Valiant... Desenhando os nº 30-31, 34-35 (em 1995) ANTES do reboot da linha toda que estamos acompanhando no Brasil desde as edições da HQM e agora pela Editora Jambô (que por sinal, lançará uma edição inédita de "Bloodshot" em breve)! Então é isso, lamentamos mais essa perda considerável no mundo das HQs, e que descanse em paz: lembrando que Norm Breyfogle chegou a ser anunciado como um dos próximos nomes pra coleção de "Lendas do Batman" (da Panini)! E e3ncerro esta postagem com uma belíssima capa de Norm Breyfogle elaborada pelo VAM (sensacional):

Até+

85 comentários:

  1. E aí, leo, joia?

    Grande perda mesmo, pois era um grande artista, que pendia para o estilizado sem ficar infantil, tinha uma arte dinâmica e dá pra ver que as capas são dramáticas.

    Se a Panini lançar um apanhado com histórias do Batman dele, me forço a comprar para homenagear esse grande artista.

    Saiu ontem uma lenda urbana a respeito dele em que a história do Capitão América de Marvel Fanfare 29 (aqui no Brasil saiu em Capitão América 131 da Abril) era uma história originalmente do Batman.

    Até.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Saiu ontem uma lenda urbana a respeito dele em que a história do Capitão América de Marvel Fanfare 29 (aqui no Brasil saiu em Capitão América 131 da Abril) era uma história originalmente do Batman."

      Essa história é verdadeira, Lierson! Na arte original, é possível perceber que a figura do Capitão foi colada por cima do protagonista original, que era o Batman.

      https://dyn1.heritagestatic.com/lf?set=path%5B1%2F1%2F8%2F6%2F6%2F11866666%5D&call=url%5Bfile%3Aproduct.chain%5D

      Na cena em que o Capitão usa a bandeira americana para ludibriar um dos bandidos, na verdade era o Batman usando a capa como chamariz. Por isso, o Batman aparecia sem capa durante o resto da história, o que facilitou o processo de adaptação.

      É muito boa essa história (a da HQ e a dos bastidores)!

      https://www.cbr.com/norm-breyfogle-batman-captain-america-story/

      Excluir
  2. Salve Léo

    Uma grande perda. Coincidentemente, semana passada tirei da fila várias Batman formato americano da Abril, sendo grande parte desenhadas pelo Norm. Gosto bastante de seu estilo e acho que foi um dos artistas que melhor definiu o morcego na década de 80.
    Espero que, pelo menos, a Panini preste uma homenagem com um Lendas do Morcegão dedicado à ele.

    ResponderExcluir
  3. Olá Leo, essa é mais uma notícia triste do ano, já não basta a internação do Ziraldo.

    Breyfogle foi cedo, infelizmente, eu ainda tinha esperança que se recuperasse do derrame que o forçou a sua aposentadoria.

    Que descanse em paz.

    - - -

    Essa capa da Abril, foi uma boa ideia na época, originalmente ela pertence a DC #590 cuja história se chama "Um Morcego Americano em Londres" foi publicada por aqui em Batman #02 (3ªsérie).

    Antes víamos o Big Ben, mas depois da intervenção do depto. Arte ficou parecendo com O Relógio da Central do Brasil, visto do Campo de Santana no Centro do Rio:

    https://ogimg.infoglobo.com.br/in/22103660-e2e-b6d/FT1086A/420/Campo-de-Santana.jpg

    Eu sempre imagino ela no trecho de um filme.

    Ela é do início do Breyfogle em Detective Comics, podemos perceber que ele não tinha atingindo seu auge na estilização dos movimentos do Batman e o consecutivo dinamismo visto nas páginas, arrebatando sua legião de fãs.

    Quando a Panini resolver publicar as Lendas dele, teremos a chance de perceber essa evolução passo-a-passo, pois algumas histórias dessa época foram puladas pela Abril.

    Abs,
    VAM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não gosto das adaptações na arte que a Abril costumava fazer, mas essa sutil modificação na capa da Detective Comics ficou bem legal (o logo "50 anos" também)!

      Excluir
    2. Eu acho o design dessa capa excelente, Martin.

      Com destaque na formatação do titulo com as letras especialmente desenhadas para esse projeto.

      E o logotipo comemorativo é conceitualmente um dos melhores já criados, lembro que em "O Filho do Demônio" ele também foi aplicado.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
  4. Excelente matéria Leo.

    Norm Breyfogle foi um excelente desenhista, está no meu top 10 pessoal dos melhores desenhistas do Batman. Eu acompanhei seu trabalho ao lado do roteirista Alan Grant quando saia nos anos 90 pela Ed Abril em Batman formato americano. E tenho quase todas elas até hoje.

    Na época eu só tinha condições de comprar 2 ou 3 hqs por mês (as vezes 4 qdo eu juntava muito kk). Eu comprava sempre Batman e X-Men (minhas hqs favoritas de sempre). E essa fase do Grant/Breyfogle eu vira e mexe comprava na banca. Quando não dava eu recorria a sebos (onde eu conseguia mais barato). Assim eu consegui ter/ler varias edições de Batman formato americano que trazia a fase Grant/Breyfogle, na época que saiu por aqui. E foi muito marcante para mim na época essa fase. A dupla Grant/Breyfogle foi uma das melhores do Batman. Sempre com historias ótimas/ou boas.

    É uma pena que a Panini durma no ponto e não preste as homenagens que artistas como Len Wein e Norm Breyfogle merecem a tempo. Cade Lendas do Batman deles? Lembrando que o Wein faleceu em 2017. E estamos em 2018. Acho isso vergonhoso. Será que Panini vai fazer o mesmo com o Breyfogle?

    Recomendo para quem for comprar a Lendas Batman Breyfogle (se sair aqui pela Panini), não abrir mão das edições da Ed.Abril Batman 14 e 15 (formato americano) que traz a historia Projeto Pinguim, pois ela é dividia com o Aparo nos desenhos e não vai vir nas Lendas Breyfogle. Tb não abra mão do especial Retorno ao Asilo Arkham, pois não vai sair tb.

    Descanse em paz Norm Breyfogle.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembro que eu curti muito essa história do Pinguim, vivia relendo.

      Mas isso de ser dois desenhistas diferentes, daí a série fica incompleta, é o que me afastou das revistas Lendas do Batman. Fiquei muito p@#o por causa da dedicada ao Alan Davis que não tem a conclusão de Batman Ano 2 por causa disso... (até hoje não sei o final)

      Excluir
    2. Caramba... Triste notícia. Eu curtia muito as histórias do Batman desenhadas por ele que lia quando era guri.

      Triste também pelo fato dele não ter hoje o reconhecimento que merece. Confesso que nem lembrava mais dele... A indústria de quadrinhos só valoriza modismos mesmo e deixa os artistas que ajudaram ela esquecidos.

      Excluir
    3. Essa historia do Batman contra o Pinguim é basicamente uma continuação de sua revolução como vilão publicada em Batman 10 (formato americano). A dupla Grant/Breyfogle tornaram o Pinguim num vilão ameaçador, apagando de vez aquela imagem leve e circense que ele tinha. Depois disso o Pinguim passou a ser levado a sério por outros roteiristas que começaram a trabalhar bem ele.

      Pena que ninguem fez isso pela Hera Venenosa (uma das vilãs mais famosas, mas basicamente não leva muito perigo, são poucas historias que ela realmente da trabalho).

      Sobre Lendas do Batman, eu tb odeio qdo vem historias puladas. Mas não se preocupe, pois Lendas Breyfogle não vai vir com nada pulado. As historias onde ele dividiu a arte com outros nem vai vir na revista. Só vai vir material completamente desenhado por ele.

      As Lendas que voce pode pular pois tem buracos são: Davis vol 2, Colan vol 1 e 2. E acabou.

      Excluir
    4. Não somente pelo Breyfogle, essa 3° Série é indispensável.

      Mas tb por outras histórias da época: Batman Ano 3. Ano 1 do Robin (#4-5), Segredos de Sangue (#12), Cidade das Trevas (#18-19) e Gênese Negra (#22-23).

      Tudo isso em Formato Americano e de quebra o colorido diferenciado que a Abril estava aplicando na época.

      Sua única falha é não ter trazido publicada "Um Lugar Solitário Para Morrer" que ficou nos Novos Titãs em formatinho.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    5. O Colan eu ainda recomendaria, pois esses gaps serão sanados numa nova fornada do Newton. Que tá na dependência da DC encadernar (pois digitalizadas já estão todas). E quando ela fizer e a Panini trouxer duvido muito que essas Lendas #1-2 dele ainda estarão disponíveis.

      Já o Davis, dependeria de um encadernado somente do W.Barr ainda muito pouco provável.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    6. E aí, VAM... blz?

      Uma 2º formada do Colan deve vir logo depois dessa leva atual do Aparo!

      E vc tem razão... As 2 primeiras "Lendas" do Colan já são bem difíceis de se achar (pelo menos nas lojas físicas aqui do sul). Em tempo, as do "Don Newton" tbm tiveram bastante procura e sumiram rápido!

      Ironicamente... as do Aparo e Adams ainda se encontram por aí (de repente a tiragem pode ter sido maior, fazendo sobrar mais nas lojas, quem sabe)?

      Abs!

      Excluir
    7. A terceira série do Batman é mesmo infalivel em qualidade. O Wolfman, Ostrander, Milligan, e alguns outros artistas fizeram um ou dois arcos nessa fase que deixaram sua marca na passagem. Somadas com a longa fase da dupla Grant/Breyfogle que dominava as hqs do Batman nessa época, a 3 fase é realmente intocavel. Acho que só não supera a fase anos 70 e 80 que trouxe as fases dos artistas ONeil, Adams, Aparo, Newton, Englehart, Rogers, Wein, Conway, Moench, Novick, Colan. Supergrupo basicamente.

      Um lugar solitario para morrer é muito dificil conseguir em formato grande, pois quem tem aquele especial Batman morte em famlia/Um lugar solitario p morrer, quer vender por um rim! Eu perdi esse especial na época, pois estava meio distante das hqs.

      Cara eu tenho Colan vol 1, onde tem aquela saga foda onde a Hera rouba as empresas Wayne (uma das poucas onde realmente tornaram a Hera numa gigante ameaça, ela geralmente é mal utilizada/trabalhada). Ainda bem que ela virá completa na Lendas Conway.

      Sobre as Lendas Colan se completarem nas Lendas Newton (uma possivel nova leva) não dá pra crer muito é um risco que cada leitor vai ter que pensar em fazer. Ainda tem material completo do Newton pra sair (sem ele dividir desenhos com Colan). Lendas Colan vol 2 vai vir mais peneira do que o vol 1, e isso é uma pena.

      Curioso seu relato Leo. Aqui no RJ eu tenho visto que todas as Lendas Batman sumiram kk

      Abraço!

      Excluir
    8. Ps: As fases do Batman anos 70 e 80 são tão recheadas de grandes artistas que esqueci de citar outros em destaque: Wolfman, Chan, Goodwin, W.Barr, Davis, Collins, Mandrake. E é claro Frank Miller e Alan Moore! Que apesar de não terem escrito devidamente o titulo corrido ou por muito tempo, merecem total lembrança.

      Acho que as melhores fases do Batman são nessa ordem mesmo: anos 70, 80 e 90 (passando pela fase Grant/Breyfogle, Moench/Kelley, até o final da fase Dixon/Nolan). Acho que para ai o auge do Batman nas hqs. Depois vieram as polemicas fases Morrison, Snyder, e King (das mais conhecidas) com muita gente amando e odiando, acho que na mesma proporção.

      Excluir
    9. "...eu tenho visto que todas as Lendas Batman sumiram..."

      Olha aqui em Macaé, tds sumiam na mesma semana em que chegavam, a exceção tem sido essa 3° leva do Aparo, estão empilhadas.

      Penso que o novo preço praticado quase R$ 30,00 por edição espantou a galera.

      Eu mesmo, deixarei passar. Afinal já tenho a Legenda pela Ebal, que é o impresindível em minha opinião e como BatCriminoso tá imcompleto o restante de Bravo e Boldo não vale a grana.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    10. "quem tem aquele especial Batman morte em famlia/Um lugar solitario p morrer, quer vender por um rim!"


      E aí, Camus... blz?

      Q especial é esse q vc fala? Por acaso é aquele encadernado capa-dura q a Panini lançou há anos atrás com a morte do "Robin"?

      E caso se trate desse... A edição da Eaglemoss (Morte em Família) viria com essa história do "lugar" faltando então?

      E as "lendas" do Don Newton parecem ter vendido bem pra caralho... Se sair uma 2º leva lá fora, certamente sairá aqui tbm!

      Abs!

      Excluir
    11. "Depois vieram as polemicas fases Morrison, Snyder, e King (das mais conhecidas) com muita gente amando e odiando, acho que na mesma proporção."


      Camus...

      Essas fases mais modernas do "Batman" eu nem considero... Na minha coleção não entra nada do Batman do Morrison (e além)!

      "Batman", ao menos PRA MIM (gosto pessoal): acho q termina no Breyfogle mesmo... (não avança mto nos anos 90)!

      Abs!

      Excluir
    12. "Penso que o novo preço praticado quase R$ 30,00 por edição espantou a galera."


      E aí, VAM... blz?

      Olha, eu já tenho uma teoria sobre isso... Pelo q tenho conversado (bastante) com outros leitores na loja q frequento, mtos acabaram abandonando as "Lendas" do APARO!

      O motivo? As histórias do "Bravo e o Boldo" tem desagradado mesmo o leitor médio mais conservador q curte os clássicos... E por mais respeito q esse leitor ainda tenha pelo artista em si (o Aparo continua sendo um dos artistas favoritos do morcego), Mtos encerraram a coleção Aparo logo na 1º leva (por não curtirem mto as histórias mais ingênuas do "boldo")!

      Acredito (palpite pessoal meu) q esse abandono da fase Aparo por parte dos leitores tenha gerado essas "sobras" de estoque nas lojas...

      Abs!

      Excluir
    13. "... encerraram a coleção Aparo logo na 1º leva..."

      Que por coincidência é onde estão as melhores histórias do Bob Haney com Aparo.

      As únicas relevâncias da 2ª Leva são uma história em duas partes do Batman, Átomo e Arqueiro vs. Coringa e Duas-Caras no volume 5 e duas histórias solo do Morcego tiradas de Detective Comics, escritas pelo Archie Goodwin.

      Mas continuo dizendo que o Volume 9 dessa 3ª leva, vale a grana por conta da Legenda.

      É claro que melhor seria ela da forma que imaginei na Batdeira :))

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    14. Essa encadernado com morte em familia/um lugar solitario pra morrer é aquele sim em capa dura com o Batman segurando o Robin morto q saiu a mil anos (é um tijolao). E na versão Eaglemoss só vem morte em familia puro mesmo.

      Em fase do Batman eu paro na do Dixon/Nolan. Mas te entendo perfeitamente em dizer que pra voce vai ate a fase Grant/Breyfogle, ela é realmente a ultima de grande qualidade total (so tem historia otima e boa). Mas a fase Moench/Kelley e a do Dixon/Nolan são boas/legais. Não chegam no nivel da do Grant/Breyfogle e nem de varias das anteriores, mas são solidas (tanto que a fase Dixon/Nolan é imensa e o Dixon escreveu basicamente todo o universo do Batman, a DC deu a ele as hqs do Robin, Mulher Gato tb. Pois ele sempre apresentou uma qualidade regular solida).

      Mas concordo contigo, a fase Grant/Breyfogle foi a ultima em grande qualidade do Batman.

      Abraço!

      Excluir
    15. Tambem concordo com a teoria do Leo sobre o bravo e o boldo. Acho que o pessoal deu uma cansada do estilo das historias (varias ingenuas). O Aparo é um dos meus desenhistas favoritos de todos e ele tem uma gama de fas, mas acho que é isso mesmo, o tom das historias no geral acho que enjoou. O pessoal comparou com o tom das Lendas Newton, Adams, Rogers, e deve ter desistido da Lendas Aparo por causa do tom. Abraço!

      Excluir
    16. "... o tom das historias no geral acho que enjoou..."

      É bem por ai mesmo. Só espero que seu palpite sobre a Panini fazer o repeteco de "Batcriminoso" e a "Legenda" nas Lendas do Wein venha a se tornar real, Camus!

      Esse é outro motivo pelo qual não quis investir nessa terceira leva... Nem na segunda aliás, pois pode haver o repeteco das histórias solo do Goodwin nas Lendas dele.

      "Esperemos, a conclusão desse emocionante episódio, na mesma Bat-hora no mesmo bat-canal"...

      POW!
      SOC!
      VAM!

      Excluir
    17. Valeu mesmo, Camus...

      Eu perdi essa ed. da "Morte em Família" pela panini... e a da Eaglemoss tbm (não tenho essa HQ impressa - só em scans)!

      E VAM...

      Até onde sei (dito pessoalmente à mim por um editor da panini), a ideia é NÃO repetir histórias dentro da coleção de "Lendas" de um mesmo personagem. A menos q a panini mude de ideia, a informação q me deram foi essa (mas nunca se sabe, né)?

      Abs!

      Excluir
  5. Não tinha o hábito de ler revistas da DC, mas certa vez um amigo me chamou a atenção para a arte de um tal de Norm Breyfogle na revista do Batman. Peguei as revistas emprestadas e fiquei positivamente surpreso com a qualidade das histórias e principalmente dos desenhos. O cara mandava muito bem, e sua arte se conectava muito bem às histórias do morcego. A notícia do falecimento do Breyfogle torna mais urgente a republicação dessas histórias, tanto para nós da velha guarda quanto para o novos fãs poderem desfrutar desse ótimo material. Vou torcer para que a Panini vá em frente com a idéia.

    E o pior é que tenho essa edição de "As Dez Noites da Besta" e não havia me tocado que a arte da capa era do Breyfogle...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Pior mesmo é que a capa adaptada da Abril, (e eu gosto muito dela, como citei acima) é inferior a qualquer uma das 04 capas que o Mike Zeck fez p/ as edições originais em formam o arco da história.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
  6. Parece que os caras estão indo embora mesmo. O que vem depois? Algum nome novo e atual pra ajudar a dar continuidade aos quadrinhos? Qual?

    ResponderExcluir
  7. Minha entrada no universo das HQs de super-heróis se deu definitivamente depois que eu li "O retorno ao Asilo Arkhan"! Pouco depois eu li "Batman no Brasil"... péssimo nome, péssima capa, mas uma história muito boa em que Breyfogle era um dos desenhistas, ao lado de Jim Aparo, e Peter Milligan nos roteiros (o nome original é "The idiot root", e está entre as capas que o LEO postou).

    ResponderExcluir
  8. Vai fazer falta rip,
    A 1a vez que li algo desenhado por ele foi neste comic na inicio da década 90 o nr;4 da Serie Batman formatinho da Abril Morumbi/pt.

    https://upload.wikimedia.org/wikipedia/en/a/aa/Detective_Comics_-609.jpg

    com a estreia do Anarquia foi algo estranho.Anos mais tarde com Batman formato americano e também com "O retorno ao Asilo Arkhan"

    https://images-na.ssl-images-amazon.com/images/I/91UDGgTmJ5L.jpg saiu este mes

    ResponderExcluir
  9. Oi Leo!

    Quando eu comecei a colecionar Batman no final de 1989, e no início de sua revista em formato americano (algo inédito por aqui na época) no comecinho de 1990 o artista era basicamente quem dominava a revista, tendo alterações na arte do mix com o Jim Aparo!

    Confesso que NUNCA gostei da arte dele, e de certa forma cogito pular a coleção Lendas dedicada a ele, uma por ter grande parte do material por ele desenhado, mas existe um porém, que é o fato de ter muitas histórias do Batman ilustradas por ele "cortadas" no Brasil, afinal era a Abril que publicava e ela tinha que manter seu padrão, senão não seria Abril não é?

    Portanto, quando tiver histórias inéditas dele por aqui nesta coleção dedicada a ele eu serei obrigado a adquirir o exemplar!

    Independente de não apreciar a arte dele, lamento sua morte abrupta, já que era ainda muito jovem!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então vc terá uma grata surpresa!

      Pois a 1°leva de Lendas (que deve ser em 3 volumes) não terá nenhuma história sem continuação.

      Até o spin-off da Saga Millenium (DC #582) é auto contido.

      E a alternância c/ Aparo só virá a partir da próxima leva, pois pertence ao 2° Volume da DC.

      As Lendas do Breyfogle rivalizarão em qualidade c/ as Lendas do Rogers!

      Ganhando em "completude" até, já que as duas partes iniciais da Saga do Ruphert Thorne foram puladas por serem desenhadas pelo Simonson. Temos apenas o resuminho já no traço do Marshall.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
  10. Achei foi esta da revista da esquerda só me enganei no formato:

    https://www.olx.pt/anuncio/2-banda-desenhada-batman-edio-colecionador-IDBiptJ.html até tem a bandeira de Portugal

    ResponderExcluir
  11. Um dos melhores artistas do Batman de todos os tempos. Sem dúvida, um dos meus favoritos! Que triste ano para o mundo dos quadrinhos. Vá em paz, Norm. Nunca será esquecido.

    ResponderExcluir
  12. E aí Leo, tudo beleza?

    Triste notícia para os Batfãs, uma gradiosíssima perda par o mundo dos quadrinhos.

    Este gibi das 10 Noites da Besta, acho sensacional, da capa até a última página.

    Aguardo ansiosamente a publicação das Lendas do Norm.

    Norm, será lembrado com grande carinho.


    Grande abraço.
    David

    ResponderExcluir
  13. Fala meu camarada tudo bem? acompanho seu espaço deste sempre!
    Cara parece que foi ontem, quando comprei essa edição "das dez noites" em 89.
    Comecei em 87, antes disso muita disney/Mauricio de sousa.
    Essa h q em especial foi muito marcante para min, pois vivia basicamente de formatinhos ,quando me deparei com essa belezura de formato americano na banca.
    Curti, e curto muito ate hoje essa hq que tem 1 valor inestimável para min, bem como a coleção mensal que se iniciou no inicio de 90.
    Na verdade só fui descobrir muitos anos depois que a capa era do"Norm".Porém achei muito bacana e diferente a arte dele na época.
    Posteriormente acabei adquirindo tudo, ou quase tudo desse excepcional artista que saiu aqui no brasil.
    Fiquei gradativamente surpreso quando adquiri o nascimento do demônio parte 2 (ate então inédita para min) e perceber o quanto este artista tem seu valor.
    Triste pela noticia de seu falecimento precoce,que descanse em paz.
    Fico muito satisfeito pelos conteúdos publicados aqui no seu blog.
    Deste já, agradeço a oportunidade e desejo muito mais sucesso.

    ResponderExcluir
  14. "Saiu ontem uma lenda urbana a respeito dele em que a história do Capitão América de Marvel Fanfare 29 (aqui no Brasil saiu em Capitão América 131 da Abril) era uma história originalmente do Batman."


    E aí, Lierson... blz?

    Brigadão mesmo por ter compartilhado aqui essa lenda urbana... Os LINKS q se seguiram (pelo Martin Fernando) comprovaram q no fim das contas: A lenda era real, rs (e é interessante uma mesma história servir tanto pro Batema qto pro capitão)!

    E tbm gostei mto da arte do Norm Breyfogle... Com certeza eu tbm comprarei a coleção dele qdo sair por aqui (ela chegou a ser comentada por um editor da panini entre as próximas do morcego: Aguardemos então)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  15. "Uma grande perda. Coincidentemente, semana passada tirei da fila várias Batman formato americano da Abril, sendo grande parte desenhadas pelo Norm."


    E aí, Luiz... blz?

    Sorte sua ainda ter essas edições na coleção... Infelizmente, não tenho nenhuma dessas "Batman" formato americano da Abril, mas sei q o artista desenhou boa parte delas mesmo (pelo q pesquisei)!

    Seja como for... A Panini já tava programando uma futura coleção de "Lendas" do Breyfogle (sem data certa ainda, mas tá na FILA: Junto com Archie Goodwin e Len Wein)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  16. "Essa capa da Abril, foi uma boa ideia na época, originalmente ela pertence a DC #590 cuja história se chama "Um Morcego Americano em Londres" foi publicada por aqui em Batman #02 (3ªsérie)"


    E aí, VAM... blz?

    Brigadão mesmo pelas informações acima a respeito da capa (belíssima de qq jeito)... E obrigado tbm pela igualmente belíssima CAPA ALTERNATIVA do "Batman no Brasil" q vc fez e q eu editei no blog pra incluir no final da postagem:

    Ficou MTO SHOW mesmo... Parabéns mais uma vez, VAM: e ficamos no aguardo aqui de algum LINK da "Batdeira" se vc fizer uma matéria sobre o Norm Breyfogle!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vou conseguir. Meu micro já era. Pelo menos por um bom tempo.

      :((

      VAM!

      Excluir
    2. Putz... Capaz, VAM:

      O meu PC é meio piratex: um Frankenstein de peças tiradas daqui e dali, mas até q tem aguentado mais de 10 ANOS sobrevivendo apenas de pequenos upgrades eventuais, rs!

      Abs!

      Excluir
    3. O pior é que tanto o texto do projeto quanto as imagens já estão prontas, mas não tenho como publicar na Batdeira.

      Aliás cabe aqui um comunicado: Ao longo desse ano tenho passado por dificuldades cada vez maiores para continuar atualizando o blog.

      Expeculo ser uma forma da plataforma WIX que é gratuita, me forçar a pagar e manter um domínio, já que estou utilizando ela há 3 anos.

      Mas isso não vou fazer, pois não uso o blog como fonte de renda, é um hobby, uma forma de me conectar com outros aficiomados pelo Batman e Hqs em geral.

      Agora com esse problema no micro, que devo demorar a reaolver, penso ter encerrado as atividades.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    4. Putz, q pena mesmo, VAM...

      Mas é sacanagem do Wix se tiver mesmo "forçando" pra te arrancar uma grana... Pois aqui no blogger é tudo de GRAÇA mesmo: Até hj (o "Submundo" tá há 7 ANOS no ar) nunca me cobraram NADA e nem limitaram a quantidade absurda de imagens q posto aqui!

      Meu conselho/sugestão seria vc pensar em migrar pro blogger "SE" os caras te encherem mto o saco pra pagar coisas desnecessárias... Mas claro, isso seria uma situação extrema (espero q não seja o caso)!

      Abs!

      Excluir
    5. "... migrar pro blogger..."

      Eu até já tenho conta no blogger. Na fase embrionária cadastrei O Mundo de VAM! & Batdeira VAM! porém optei pelo Wix por conta das possibilidadea.

      Mas sinceramente estou desanimado em configurar todo o visual e principalmente migrar o conteúdo.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
  17. "Recomendo para quem for comprar a Lendas Batman Breyfogle (se sair aqui pela Panini), não abrir mão das edições da Ed.Abril Batman 14 e 15 (formato americano) que traz a historia Projeto Pinguim, pois ela é dividia com o Aparo nos desenhos e não vai vir nas Lendas Breyfogle."


    E aí, Camus... blz?

    Valeu mesmo por ter curtido a postagem (embora seja o tipo de matéria q eu NÃO goste de TER q fazer, pois acho triste escrever o epitáfio de um artista q eu gosto E q ainda morreu de forma precoce - 58 anos eu ainda acho mto cedo pra partir)!

    Qto à Panini... Não se preocupe, as "Lendas" do Breyfogle ainda estão na fila de espera pra serem publicadas futuramente. Inclusive, até achei q sairia ESTE ano: Junto com a do Archie Goodwin (outra q tá atrasada) e a do Len Wein (q ano passado ganhou a votação dos leitores numa enquete da própria Panini)!

    No fim das contas... A Panini preferiu continuar com a fase do Aparo (q recém teve seu 3º TIJOLÃO lançado nos EUA) e parece q vai seguir tbm com a do Gene Colan (outra q teve TV recente nos EUA)! Mas acredito q depois disso, seja a vez dos demais já anunciados (Norm, Archie, e Wein)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  18. "Mas isso de ser dois desenhistas diferentes, daí a série fica incompleta, é o que me afastou das revistas Lendas do Batman."


    E aí, Guilherme... blz?

    Eu tbm não gosto qdo acontece isso, mas é inevitável diante da proposta da coleção de "Lendas": de se focar de forma temática apenas num determinado artista... Na minha opinião, esse é o único "Calcanhar de Aquiles" da coleção de "Lendas", rs!

    E pelo q o Camus faliu acima... Se a fase Breyfogle divide histórias com o Aparo, e essas forem puladas pra não ficarem incompletas: Isso evitaria mais uma "colcha de retalhos" na coleção de "lendas", hehe (q nem ficou a do Gene Colan: com histórias inacabadas por serem continuadas por outro artista)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  19. "E o pior é que tenho essa edição de "As Dez Noites da Besta" e não havia me tocado que a arte da capa era do Breyfogle..."


    Oi, Nuno... Tdo bem?

    Infelizmente eu não tenho impressa essa ed. das "10 Noites da Besta" (li em scans apenas)... Mas acho mto boa essa história produzida pelos 2 "Jims" (Starlin e Aparo), hehe:

    Aliás, sempre é interessante ler um roteiro do Starlin q não se passe no espaço sideral ou q não envolva naves e cruzadores espaciais, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
  20. "Parece que os caras estão indo embora mesmo. O que vem depois? Algum nome novo e atual pra ajudar a dar continuidade aos quadrinhos? Qual?"


    E aí, Fabiano... blz?

    Lamentavelmente, os grandes mestres das HQs tão indo embora mesmo de forma gradativa a cada ano q passa... Só neste ano fatídico, já tivemos várias perdas consideráveis (e q ganharam obituários aqui no blog)!

    Ainda restam algumas poucas "lendas vivas" atualmente: Alan Moore, Garth Ennis, George Pérez, Alex Ross, Kirkman (citado acima e q é o roteirista de "Walking Dead"), e vários artistas de "TEX"... Mas só o tempo dirá quais serão lembrados pelas próximas gerações de leitores qdo for a hora de partirem (o q fatalmente chegará pra todos nós)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. Tem o Kirkman e ainda Tem tem o dinossauro Moore, o Gaiman e o Ennis. Ainda Tem um bom pessoal (contando todos os que você elencou). Ainda bem. Mas essas perdas são tristes.

      Excluir
    2. Gosto dos trabalhos do Kirkman, mas não o consideraria "lenda" não...

      Excluir
    3. Sim, o "Kirkman" é um BOM escritor... mas longe de ser um "Salvador da Pátria", naturalmente, rs!

      Abs!

      Excluir
  21. "Pouco depois eu li "Batman no Brasil"... péssimo nome, péssima capa, mas uma história muito boa"


    Oi, Martin... Tdo bem?

    Por falar em "Batman no Brasil"... Eu editei agora a pouco a postagem e incluí (no final) uma CAPA ALTERNATIVA elaborada pelo VAM (pro blog: A "Batdeira") pra essa história, q eu particularmente achei espetacular!

    No mais... Qdo estava catando imagens pra ilustrar esta postagem, procurei bastante uma do "Retorno ao Asilo Arkhan": Mas não achei em boa resolução (uma pena, pois são capas bonitas a dessa série)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas, assim como a maioria esmagadora das capas de "Shadow of Batman" são pintadas pelo Brian Stelfreeze. São lindíssimas!

      Abs,
      VAM!

      Excluir
  22. "com a estreia do Anarquia foi algo estranho."


    E aí, Optimus... blz?

    Eu li essa 1º aparição do "Anarquia" em scans... E soube q ele aparece tbm (com visual moderninho, hehe) no seriado de TV do "Arqueiro Verde" (na Temporada 4 - q eu não vi ainda):

    https://i.ytimg.com/vi/ztrjxBp0JYQ/maxresdefault.jpg

    Abs!

    ResponderExcluir
  23. "Quando eu comecei a colecionar Batman no final de 1989, e no início de sua revista em formato americano (algo inédito por aqui na época) no comecinho de 1990 o artista era basicamente quem dominava a revista"


    Oi, Elcio... Tdo bem?

    Pois é, naquela época (final dos anos 80) era praticamente um "LUXO" termos nas bancas um gibi em formato americano, hein? (qdo o formatinho ainda era predominante no mercado)!

    Tá certo q a Abril já tinha a "Espada Selvagem" em formato magazine, mas era em P&B... O formato americano EM CORES pra um gibi da Marvel ou DC ainda era algo luxuoso e inusitado pros padrões da época!

    Eu ainda não tinha voltado a colecionar quadrinhos antes de 1995... mas me recordo de ver nas bancas esses gibis do "Batman" e dos "Caçadores" em formato americano e achava uma iniciativa ousada (pra um mercado q ainda vivia uma inflação exorbitante naquele período)!

    Qto ao artista em si... Ele morreu mto cedo mesmo, né? Tá louco, com 58 anos eu recém pretendo começar a aproveitar a vida (curtindo a família) já estando aposentado (se deus quiser, hehe). Acho mto cedo pra se morrer nessa idade, mas cada um deve ter seu destino traçado mesmo (q descanse em paz)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na época, formato americano só quando o selo "Mini- Série de Luxo" estampava a capa :)

      No mesmo período a Abril tb investiu no MP e Caçadores, pena que chegou o Collor e todas dançaram.

      Pelo menos no caso do Bats, "Um Conto" sobreviveu...

      Abs,
      VAM!

      Excluir
  24. "Um dos melhores artistas do Batman de todos os tempos. Sem dúvida, um dos meus favoritos! Que triste ano para o mundo dos quadrinhos."


    Oi, Roger... Tdo bem?

    Este ano tá sendo trágico mesmo pros artistas de HQs... Pra vc ter uma ideia, eu mal tinha acabado de postar este obituário pro Norm Breyfogle: E já veio outra BOMBA: A morte de Carlos Ezquerra (Juíz Dredd, Santo dos Assassinos, etc)!

    E cá estou eu agora... escrevendo mais um triste obituário aqui no blog! O "Submundo" tá de LUTO esta semana!

    Abs!

    ResponderExcluir
  25. "Triste notícia para os Batfãs, uma gradiosíssima perda par o mundo dos quadrinhos."


    E aí, David... blz?

    Sim, sem dúvida: Imagino q pros fãs do "Batman" q vivenciaram aquele período do final dos anos 80 e início dos 90... com a revista em formato americano da Abril, a perda do Norm deva ter sido mto sentida mesmo!

    Talvez os novos leitores nem conheçam direito o artista... já q faz tempo q não republicam essa fase mais áurea dele no "Batman", mas acredito q ele voltará aos holofotes qdo a panini lançar as "Lendas" dele!

    Abs!

    ResponderExcluir
  26. "Fala meu camarada tudo bem? acompanho seu espaço deste sempre! Cara parece que foi ontem, quando comprei essa edição "das dez noites" em 89."


    E aí... blz?

    Mto obrigado mesmo por estar acompanhando e curtindo o blog... Uma pena q a morte de Norm Breyfogle e agora a de Carlos Ezquerra (q estou escrevendo pra botar logo no ar), tenham atrasado a AVALANCHE de notícias e lançamentos q eu tava preparando pra esta semana aqui no blog (com "Reviews" e COMBOS TRIPLOS de notícias):

    Mas são 2 artistas q se foram e q merecem uma justa homenagem e tributo aqui no "Submundo"... Assim, não farei mais do q a minha obrigação em prestar um último adeus à Norm e Ezquerra (eles merecem)!

    Qto às "10 Noites da Besta"... Parece q foi ontem mesmo: Eu tinha acabado de sair do CINEMA após assistir o 1º filme de Tim Burton do "Batman", qdo (na empolgação do filme) fui na banca e comprei 2 gibis: "As Várias Faces de Batman" (um almanaque em formatinho) e a "Adaptação do Filme". Mas pouco tempo depois me deparei com essas "10 Noites", só q na época eu tava desempregado e não consegui comprar, kkk!

    Abs!

    ResponderExcluir
  27. Gostava muito das histórias do Batman desenhadas pelo Breyfogle; ele tinha um estilo que casava muito bem com o personagem. A história "o nascimento do demônio", desenhada por ele e que foi lançado pela eaglemoss, tem uma arte belíssima. Espero que a panini lance logo a coleção Lendas desse artista.

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, francisco... blz?

      Eu pulei essa ed. da Eaglemoss, pois já tinha o "Filho do Demônio" pela Panini e não quis repetéco na coleção: e tbm não quis comprar apenas o Vol. 2 (pelo material inédito)!

      Mas se algum dia a panini lançar separada essa do "nascimento", eu compro...

      Abs!

      Excluir
    2. Idem no meu caso.
      Abs,
      VAM!

      Excluir
    3. Batman O Nascimento do demonio tem um trabalho de arte incrivel pelo Breyfogle, tipo pintura. Acho que foi a unica arte que o Leo esqueceu de colocar na materia.

      Eu fiz diferente de todos voces, abri mão de Batman Filho do demonio da Panini e peguei os 2 volumes compilando a trilogia do demonio da Eaglemoss! Acho que é algo que não vai sair aqui novamente.

      Abraço!

      Excluir
    4. Mas quando a Panini republicou "Filho" não tinha Eaglemoss nem Salvat.

      Eu mesmo peguei de novo na época, pois já tinha a GN #6 da Abril, pra viabilizar as outras duas. Mas não rolou.

      Fazer oquê? Acontece.

      Se um dia encontrar barato eu pego, mas o preço cheio da Moss eu não pago, não.

      Tem outras hqs que prefiro botar a grana.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    5. Pra comprar barato essas hqs só morando em SP mesmo, já que varias bancas lá vendem a 25 reais cada. Aqui no RJ não tem essa boa. Eu paguei 60 reais nas duas. E troquei filho do demonio da Panini num rolo com um colega. Abraço!

      Excluir
    6. "Mas quando a Panini republicou "Filho" não tinha Eaglemoss nem Salvat."


      Verdade, VAM...

      Qdo eu comprei a GN do "Filho" pela Panini, achei o preço atrativo (paguei apenas 17 reais)... e foi antes da Eaglemoss entrar na jogada!

      No mais... aqui pro sul não rola nada desses descontos (q eu sei q rolam em SP). Aqui é preço cheio de capa (e isso "qdo vem" coisa da Eaglemoss pras bancas daqui - nem sempre é fácil conseguir)!

      Abs!

      Excluir
    7. "... aqui pro sul não rola nada..."

      Idem em Macaé.

      Acaso faria como o Camus, passaria o Demônio da Panini pra frente, mas nunca a da Abril.

      Só por conta do histórico, foi comemorativa de 50 anos do Morcego, com selinho e tudo.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
  28. Oi Leo,
    Apesar do tema triste, a homenagem ficou ótima.
    Vou me juntar ao coro das pessoas que tem o Norm Breyfogle como um dos desenhistas favoritos.
    No meu caso vai um pouco além pq considero o Batman desenvolvido pela dupla Alan Grant e Norm Breyfogle como O Meu Batman definitivo. Ele não é infalível como o Batman do Morrison, não depende tanto dos gadgets e equipamentos, até o Bruce Wayne eles conseguiram deixar mais simpático, inclusive atuando mais em questões sociais, ou seja, é um Batman mais humano. O Batman Grant/Brefogle sorri, e isso não fica estranho. :D
    Minha relação com o trabalho desses dois é tão forte, que na minha cronologia pessoal, as mensais de Batman terminam com a dissolução da dupla, lá em Shadow of the Bat #67, de 1997, publicada aqui pela Abril em Batman 5ª Série - #27.
    Pouco antes da morte do NB, a DC anunciou o lançamento do vol. 2 do Lendas de Norm Breyfogle. Agora, mais do que nunca estou na torcida pela publicação desse material por aqui, até porque, a Abril pulou as edições de Detective Comics nº 579, 582–589 com os primeiros trabalhos dele em Batman.

    Grande abraço.

    PS: Até semana passada a feira do livro itinerante estava aqui no Centro do RJ, e em um dos sebos tinha completo para venda todas as 29 edições em formato americano publicadas pela Abril. Gosto tanto que quase recomprei pra ter em duplicata, mas como sei q a vida de colecionador é dura, preferi deixar lá para algum outro sortudo completar sua coleção. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fábio... Tdo bem?

      Valeu mesmo por ter curtido esta postagem... Digo, considerando q se trata de um obituário q eu mesmo preferia não TER q escrever (ainda mais pra um artista talentoso e q marcou toda uma fase do Batman num período complicado de transição dos quadrinhos - q saíam da Era de Bronze e entravam numa espécie de "Era das Trevas" nos anos 90)!

      Seja como for... A morte (ironicamente) faz parte da vida, e cabe à nós: q permanecemos aqui, prestarmos as devidas homenagens e tributos àqueles q se foram e q em vida nos trouxeram alegrias (mesmo q sendo as ilustrações de um gibi)!

      No mais... Eu conheço pouco dessa fase Breyfogle, e achei mto interessantes as suas observações a respeito (com esse Batman/Wayne mais "humanizado" e simpático à causas sociais - um lado pouco explorado por outras equipes criativas)!

      Tbm não gosto daquele Batman "invencível" e q derrotaria até o Galactus, rs... Pra mim, isso não é Batman. O verdadeiro morcego (pro meu gosto) é mais falível e HUMANO. Um detetive, inteligente, perspicaz, e q usa DESSES meios pra resolver crimes e derrotar seus inimigos (nada de viagens no tempo e o cacete)!

      Abs!

      Excluir
    2. Gosto daquela sequência de "Odisseia Cósmica" em que o Batman, apesar de estar no ápice físico e intelectual humano, quase morre pelas mãos de um mero soldado parademônio (que, frente a qualquer metahumano regular da DC seria derrotado com um peteleco). Mas o importante é que ele - e o Forrageador, que o acompanhava na surra - nem cogitou a desistência, apesar de todo o sofrimento e a morte certa.

      Então acho que é disso que se trata. A fórmula é infalível, mas a maioria dos roteiristas passa batido, impressionante. Preferem deixar todo mundo com os dentes rangendo e saindo no braço com Galactus, Tribunal Vivo, etc.

      Excluir
    3. "... todas as 29 edições em formato americano publicadas pela Abril..."

      Na verdade são 30. Existe uma edição N° 0.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    4. Odisséia Cósmica é cheia de momentos e diálogos inesquecíveis.

      Comparo ela aos filmes oitentistas do Sly e Arnold com seus supercloses nos olhos (a la Sergio Leone) e frases de efeito, que faziam o Cine Madureira (c/gente sentada nos degraus e enconstadas nas paredes, por não ter lugar marcado e muitos não saírem após o fim da sessão) inteiro bater-palmas... ahh bons tempos!

      Mas tinha que chegar na primeira sessão logo...

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    5. "Preferem deixar todo mundo com os dentes rangendo e saindo no braço com Galactus, Tribunal Vivo, etc."


      Pois é, doggma...

      Essa visão de um "Batman" mais "super-heróico" tem se tornado viral na DC de uns tempos pra cá... Mas eu ainda prefiro aquele Batman mais "Sherlock Holmes", q usava mais seu cérebro e seus equipamentos do cinto de utilidades pra resolver crimes q uma pessoa "comum" (sem poderes) tbm poderia resolver na pele do herói!

      Claro, só não vele exageros como tirar um "Bat-Repelente de Tubarão" do cinto, kkk...

      Abs!

      Excluir
  29. Fala Leo,blz?


    Mais uma grande perda para a Nona Arte infelizmente!
    Dessas histórias que vc citou, a única que li de Breyfogle até hoje foi O Nascimento do Demônio que saiu na "Enganomoss". Não tive o privilégio de ler esses formatinhos com capas tão lindas como "As Dez Noites da Besta( belíssima arte!!).
    Espero mesmo que Norm Breyfogle ganhe uma homenagem com uma coleção de Lendas da Panini. Estou torcendo por isso. Pelo menos, sua arte e todos os seus trabalhos trouxe um legado para todos nós,leitores e que devem sim ser republicados.
    E que esse grande artista descanse em paz!
    Excelente matéria!

    Grande Abraço!
    Leonardo Goulart

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Formatinhos nada. O melhor, é que foi tudo em Formato Americano. Deixando essa fase ainda mais saudosa.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
  30. O encadernado Batman Gotham 1889 vale a pena? Estou em dúvida quanto a esse material, sei que as opiniões são bem divididas sobre essa HQ. E o preço é bem salgado:$37.

    Abs!
    Leonardo Goulart

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Leo... blz?

      Comigo foi o contrário... Li algumas coisas dessa fase mais clássica (a maioria em scans) mas NÃO li esse material q saiu pela "Enganomoss", hehe!

      Obrigado por ter curtido esta postagem... E qto à sua dívida: Eu achei esse "Batman 1889" apenas "BOM". É interessante, acho q vale uma lida, mas tbm não é nada tão essencial, saca? Talvez ele divida opiniões justamente por levar uma nota equilibrada entre o mediano/descartável e o bom/legal/aproveitável, hehe!

      De qq forma... "SE" vc decidir comprar: procure os melhores descontos possíveis pra baixar esse preço aí!

      Abs!

      Excluir
    2. Na época foi uma grande ideia colocar um super-herói enfrentando um personagem real.

      E na segunda história um personagem literário (isso é pré-Liga Extraordinária).

      Acabou virando "Cult". Acho que ler p/ ter a sua opnião.

      Assim como "Superman na Guerra dos Mundos" caso republiquem.

      Esse valor vai cair pela metade. Coloca na sua lista do Amazon e vai monitorando.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    3. Valeu mesmo, VAM...

      Ficarei de olho nos descontos então... E tbm me interessaria esse "Superman - Guerra dos Mundos", q perdi na época em q saiu pela Mythos!

      Sou fanzaço do LIVRO do H.G. Wells... e queria ver como o superman se sairia nessa verdadeira "Invasão", hehe!

      Abs!

      Excluir
    4. Na segunda história "Mestre do Futuro", o Batman enfrenta um personagem do Júlio Verne: Robur - O Conquistador.

      E no terceiro e último (imfelizmente de fora) encontra o Houdini.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    5. Putz, q sensacional, VAM...

      Eu adorava o FILME do "Robur" qdo moleque (vou querer ver esse cross com o "Batman" agora, rs):

      https://2.bp.blogspot.com/-vBnIiAbzkdQ/WCuB-st5z4I/AAAAAAAAE4I/ugvD4hHqthoB4yIdxYmZddzNoJy_icrXQCLcB/s640/ROBUR%2BO%2BCONQUISTADOR%2BDO%2BMUNDO.jpg

      Abs!

      Excluir
  31. Giulianno de Lima Liberalli19/10/2018 10:05

    Uma perda muito grande mesmo, foi um dos melhores desenhistas das HQs dos últimos anos e não só do Batman, qualquer material em que ele colocava a mão ficava marcado pelo seu estilo inconfundível, pena mesmo. Eu era tão fã que quando saiu "As Dez Noites da Besta", época que não tinha internet a disposição como é hoje, comprei logo de cara por causa da arte dele na capa, achei que o material era desenhado por ele, aí dei de cara com a arte de Jim Aparo (nada contra, é outro que sempre gostei também), e fiquei com a maior cara de decepção...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso acontece, rs...

      Mas usei a capa do Norm em "10 Noites da Besta"... pq realmente, a imagem ficou bem impactante e chamativa (é uma bela capa do batman)!

      Abs!

      Excluir
    2. "... Eu era tão fã que quando saiu "As Dez Noites da Besta..."

      Companheiro, você comprou essa edição nova quando chegou as bancas em 1989?

      Te pergunto pois antes dessa capa o único trabalho ilustrado do Breyfogle publicado foi uma história em Batman #13 - 2° Série sete meses antes.

      Abs,
      VAM!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...