09/06/2017

"P-R-E-T-E-O-U": Solucionado o Mistério das Pág. PRETAS na "Coleção DC" da Eaglemoss...

A "Coleção DC" (da Eaglemoss)... Vem apresentando há algum tempo uma série de pág. PRETAS (iguais à imagem acima) no interior das Graphic Novels. São blocos com mais de 10 ou 15 pág totalmente pretas que surgiram (se não me engano) desde a edição: "Lanterna Verde - Crepúsculo Esmeralda" (e prosseguiu em várias outras). Pois bem, desde que o "fenômeno" se iniciou, alguns leitores se questionam sobre a razão disso, e graças ao César Leal (colaborador eventual aqui do "Submundo") parece que finalmente o enigma está solucionado, rs (texto retirado de um comentário recente do blog - pra quem ainda não tinha lido):

"São as edições que eles não estão seguindo o material da coleção europeia onde eles alteram o conteúdo mas tem que manter o mesmo nº de pág por causa da grossura da revista para não comprometer a lombada, que segue o padrão gráfico da coleção original alemã... Para não ter edições mais finas e acabar alterando o padrão da lombada eles tacam pág pretas - poderiam sei lá, colocar umas pin-ups de artistas com os personagens do volume, matérias, capas das edições anteriores com a legenda "tbm nesta coleção"... mas é mas fácil tacar páginas pretas."

Até+ 

157 comentários:

  1. Oi Leo!

    Parabéns pela matéria! Se não fose pelo Submundo HQ tal mistério jamais seria desvendado!!

    A esta altura da coleção e conhecendo a editora que publica estes materiais nada mais espanta em matéria de picaretagem.

    É claro que eles poderiam substituir tais páginas pretas por coisas mais interessantes como sugeridas pelo Cesar Leal, mas e a coragem pra isso?

    o mal desta coleção além dos aumentos excessivos e constantes está na alteração de publicações em relação à coleção original. Crepúsculo Esmeralda é excelente e foi uma boa troca, mas esta enxurrada de Superman e Batman estraga a coleção, ainda mais para quem não gosta deste fraquíssimo título.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Páginas afrodescendentes, faz favor!

    ResponderExcluir
  3. Até hoje não entende esse fenômeno da lombada. Sempre me atentei ao conteúdo e apesar de gostar da versão capa dura não vejo muito sentido nesse tipo de formato dependendo da relevância da história e a quantidade de páginas. Então ainda adicionar o fator imagem formada só ajudam a encarecer o produto e prender o leitor a uma coleção que se manterá na estante pelo painel e não por ser realmente valiosa em relação a todos os volumes que a integram. Roberto Xavier.

    ResponderExcluir
  4. Valeu, Leo e César pelo esclarecimento.
    O problema faz todo o sentido, mas a solução adotada foi bem porca. Será que eles nunca ouviram falar de "extras"?
    Você viu que a loja do Muza foi assaltada? Revoltante a insegurança nos dias de hoje. Passei férias em Pernambuco e teve assalto a turista na praia com direito a tiros, próximo do hotel em que eu estava hospedado, e em plena luz do dia.
    Abs., Carlos - São Paulo.

    ResponderExcluir
  5. blz leo?

    até faz sentido mais é ridículo.
    no mínimo lamentável.
    "sorte" que não compro nada desta coleção.

    abraço

    ResponderExcluir
  6. Também pode ser uma mensagem subliminar. A coisa tá preta pra quem quer fazer as coleções da Eaglemoss.

    ResponderExcluir
  7. Noooossa!!! Que zoado!! Não sabia disso. É muito amadorismo/desleixo.

    ResponderExcluir
  8. Olá Leo, li esse comentário do colega Submundista César Leal.

    E reforço minha opinião de que isso acontece, porque a editora, que já se garantiu no número de assinantes da coleção, não quer gastar nada além, para acrescentar o conteúdo necessário.

    Isso me faz maginar, se todos que estão fazendo essa coleção, realmente abrem as edições...

    ...pois é incrível como esse fato ainda não gerou uma ação coletiva por parte dos grupos de colecionadores formados no Facebook (por exemplo), acionarem o PROCON, afinal quem compra um livro ou quadrinho, paga por conteúdo.

    - - -

    Espero que sua postagem gere comoção on-line suficiente para que algum desdobramento aconteça. E que a empresa seja obrigada a se manifestar.

    Abs,
    VAM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa foi a melhor opinião que vi para justificar os preços absurdos da Eaglemoss! u

      Excluir
  9. Seria uma boa ideia substituir as páginas pretas por uma listagem das capinhas originais dos diversos personagens, fazer uma espécie de "Álbum de capinhas". As capas das revistas podem ser encontradas facilmente na grande rede em vários locais tais como o "Mike's Amazing World of Comics", o www.dcindexes.com , ou então o "Grand Comics Database" www.comics.org que tem mais de 1 milhão de capas.

    ResponderExcluir
  10. Agora tudo faz sentido! Brasileiro é assim mesmo, sempre dando um "jeitinho" pra resolver problemas sérios...

    ResponderExcluir
  11. bizarro. solução mal feita da editora. e ainda é caro e capa dura.

    uma pena.

    abç!

    ResponderExcluir
  12. oi, Leo, tudo bem?

    Percebi isso em uns dois encadernados já, não lembro quais.
    A preguiça do editorial da Eaglemoss é assustadora!

    E rumores de que o preço vai aumentar mais ainda! Só no Brasil mesmo...

    Abraço!

    ResponderExcluir
  13. LAMENTÁVEL!!! Mais um prova da falta de profissionalismo da editora em questão. São muitos os casos de erros, lombadas, trocas... E ler que eles colocaram PAGINAS PRETAS para não alterar o conteúdo do material é realmente um tapa na cara do consumidor que muitas vezes guarda seu suado dinheiro para tentar ter uma coleção organizada e bonita.

    ResponderExcluir
  14. Beleza, Leo?

    Bem que eu imaginava que fosse algo assim mesmo. Não tinha outra explicação acho. Pelo menos que fosse aceitável. Eu to pegando só as que mais me interessam e nenhuma das minhas veio com essas paginas negras. Vamos ver se os proximos da minha lista: Arqueiro Verde Os Caçadores (Mike Grell) e Flash O Retorno de Barry Allen (Mark Waid) vão vir.


    Cara não sei se leu as hqs de Star Wars Skywalker ataca e Darth Vader (em encadernados) pela Panini. Na boa eu li e achei ótimas essas duas hqs! Como fã de Star Wars eu já li muita coisa em hqs. SW tem muitos titulos e tem que peneirar bem porque tem muita coisa ótima/boa, mas tem muita coisa fraca/ruim, também.

    Recomendo totalmente essas hqs e continuarei comprando conforme a Panini for lançando mais encadernados. Sei que tão lançando-as em mensais, mas eu acabei deixando passar. E agora to pegando em encadernado e pretendo continuar até o fim. Pra quem é fã de SW vale muito a pena esses dois titulos: Star Wars do Jason Aaron e Darth Vader do Kieron Gillen!

    Vi numa entrevista do Levi que a Panini vai lançar também SW Sombras de Yavin e a Trilogia contra o Thrawn (Herdeiro do Império, etc)! Ótimas hqs também! Cofre certo!


    Abraço!

    ResponderExcluir
  15. Coleção "fantástica"... ainda bem que parei naquela do Lobo (que nem consegui terminar de ler).

    Além do preço ter ficado absurdo, a maioria do material pode ser considerado regular ou ruim.

    ResponderExcluir
  16. Mercado para todos os gostos.

    Enquanto a Panini sacrifica reproduções capas por limitações das Coleções Historicas Marvel...

    ResponderExcluir
  17. Agora você faz as contas...de uma edição com cerca de 160 páginas 15 serem pretas são aproximadamente 10% do conteúdo disperdiçado literalmente. Daria para adicionar pelo menos mais uma história clássica. Mas, é lógico que tal coisa significaria mais gastos como licença e editorial (tradução, letramento etc). Essas coleções ao meu ver não valem o $acrificio de comprar todas e a lombada é o que definitivamente faz com que as pessoas façam isso. Um amigo colecionou a capa preta da Salvat, comprava e deixava lá sem nem ao menos abrir. Completou a coleção sem ler nem 10% do conteúdo, além desse gravíssimo fato, não coube na estante a coleção de forma a poder apreciar a "paisagem da lombada". Hoje quer vender tudo de uma vez mas sabe que dificilmente conseguirá fazer isso, se encontrar alguém disposto a pagar devido a crise e a demanda de ofertas por aí, sem perder muito. Chutaria uns 40% no mínimo. Eu até acho que uma matéria sobre o fenômeno lombada que forma uma imagem daria uma boa matéria e muita discussão sobre se essas coleções tem relevância de modo geral ou são apenas fenômenos passageiros e futuros estorvos em sebos e ofertados nas redes a preços irrisórios sem muita saída. Roberto Xavier.

    ResponderExcluir
  18. Não compro mais nada desta coleção. Parei no pavoroso ano 1 da liga. Achei a seleção do material muito irregular, caríssima e cheia de cagadas editoriais. Essa das páginas pretas é pra fechar com chave de bosta. Não sei como continuam apoiando esse negócio...depois reclamam de quem baixa scans...pra ter o material com este custo beneficio oferecido até parece que querem desencorajar o leitor a comprar.

    ResponderExcluir
  19. Pessoal está meio fresco. Páginas pretas é o menor dos problemas. Se fossem brancas iria parecer erro de impressão. Se colocassem qualquer material ia aumentar o custo de produção, pois o material não se colocaria lá sozinho. Solução meia boca, mas aceitável. Ao contrário do conteúdo, que é ridículo. Se um dia algum pesquisador de cultura popular quiser saber porque os quadrinhos de super-heróis perderem o vigor criativo, não precisará de nenhum material de pesquisa além do ajuntamento de histórias que formam quase a totalidade dessas coleções da Marvel e da DC.

    ResponderExcluir
  20. A unica coisa q pode ser aproveitavel no futuro é ir em uma comic con e pedir skecth de algum artista nessas paginas pretas,de preferencia em um hidrocor cinza.Daria uma valorizada.Ja que provavelmente,as coleçoes do pessoal do submundo vao ser vendidas pelas proximas geraçoes da sua familia.kkkkk
    Abraços Leo!

    Russell Wilson

    ResponderExcluir
  21. "A esta altura da coleção e conhecendo a editora que publica estes materiais nada mais espanta em matéria de picaretagem."


    Oi, Elcio... Tdo bem?

    Os méritos desta postagem são todos do César Leal mesmo, rs... Eu já tinha perguntado pro "X-9" a respeito dessas pág pretas, mas (no meio de outras perguntas q tbm mandei) ele sempre esquecia de me responder essa (se é q soubesse a resposta, hehe)!

    Mas realmente... É impressionante a capacidade da Eaglemoss em nos surpreender (negativamente) qdo quer: Parece q a editora até se esforça pra fazer algo tosco, nas coxas, e bizarro (inusitado) todos os meses, rs! A gente até fica naquela expectativa: "o q será q a Eaglemoss vai aprontar em seguida, q cagada será q virá pela frente agora"? Hahaha!

    E falando em "cagada"... De quem terá sido a ideia (IMBECIL) de substituir edições originais da coleção pela série: "Superman & Batman"? Será q ninguém avisou os editores de q essa série é um LIXO e nem mesmo os leitores menos exigentes costumam gostar disso?

    A DC tem uma História gloriosa nas HQs desde a sua criação... e em 60 edições dessa coleção a Eaglemoss conseguiu gastar praticamente a metade com besteiras e inutilidades de baixa qualidade, qdo poderia ter feito realmente uma coleção DIGNA dos mais de 80 anos da DC!

    Abs!

    ResponderExcluir
  22. "Páginas afrodescendentes, faz favor!"


    Eu podia ter usado tbm um: "PÁG. com AUSÊNCIA de CORES" no título, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
  23. "Até hoje não entende esse fenômeno da lombada. Sempre me atentei ao conteúdo"


    E aí, Roberto... blz?

    Esse tipo de coleção é um fenômeno mesmo... Pois em grupos do face, por exemplo, fica mais do q EVIDENTE q existe sim uma GRANDE parcela de colecionadores q admitem publicamente (e demonstram isso tbm com as próprias postagens q fazem) q NÃO LEEM o conteúdo dessas coleções e compram mesmo APENAS pela lombada bonita na estante!

    Sei q mtos compram, mas pelo menos TBM leem (embora eu tenha amigos q seguem comprando mas deixando de ler as ed. q consideram mto ruins e priorizando só aquilo q realmente presta)... Porém, é de assustar a quantidade de gente q definitivamente coleciona só pra formar a lombada (se ainda fosse um investimento barato, eu até - quem sabe - entenderia, mas não é o caso)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu só imagino agente envelhecendo, tendo filhos e essa criançada que fica viciando em tablet e afins desejar se interessar nessas HQs que temos. Eu tenho um tio que literalmente teve que dar e vender as HQs, e não por causa de crise financeira ou algo do tipo, mas porque a patroa dele não gosta e as duas filhas dele só se interessam por tablet, redes sociais e roupas.

      Eu sou mais seletivo que você na compra de HQs, e desde o começo dessas coleções eu não planejava completar, diferente das de Blu-ray de filmes de super-heróis e de animações clássicas da Disney, e já tô imaginando o que vai ser dessa minha coleção no futuro. Atualmente acho que só irão persistir ao tempo meus blu-rays e bonecos ( não gosto de utilizar action figure só para dar a sensação de ser mais maduro ), as HQs provavelmente serão comidas pelos vermes, dadas para outra pessoa que tenha interesse ou vendida em sebos ou os "mercado livres" da vida.

      Por isso para mim, acho que as únicas coleções que podem "sobreviver" são as da Disney, as de Garfield, Peanuts, Mafalda, Hagar, Recruta Zero, Calvin & Haroldo, e afins. É deprimente, mas o mais provável, porém ao menos terão os que sobreviverão.

      Excluir
    2. Eu tbm nunca tive a pretensão de completar qq coleção dessas da Salvat ou Eaglemoss: Pois logo de cara já notei q a seleção de material varia entre o mediano e o medíocre e as melhores HQs q essas coleções oferecem são coisa q eu já tenho pela Panini (e não valem o repetéco)!

      No mais... Já cheguei aos 45 sem herdeiros (por enquanto) e não sei dizer se a minha coleção conseguirá me acompanhar até o fim da vida (boa parte dela eu vou acabar deixando pelo meio do caminho (creio eu)!

      Abs!

      Excluir
    3. Meu maior receio é justamente esse de não conseguir passar adiante, e sei que é inevitável ter material que não dê para passar, mas limitar ao menos dá. Se eu tendo praticamente metade da sua idade tõ preocupado, não imagino você.

      Excluir
    4. Eu lia gibis desde a infância... mas só voltei a colecionar pra valer mesmo da metade dos anos 90 pra cá. Já são 22 anos de coleção, e esse tempo todo me ensinou q o ESPAÇO físico acaba sendo um dos maiores inimigos de um colecionador!

      Pq? Bem, 1º pq a manutenção de uma colação é mto difícil: é preciso tirar gibis dos plásticos de tempos em tempos e cuidar o ambiente à volta pra evitar o mofo e as traças. Chega uma hora q o espaço em casa acaba (é o q tá acontecendo comigo neste momento) e a gente precisa se livrar aos poucos de algumas coisas se quiser continuar comprando outras!

      Abs!

      Excluir
    5. Lembrei do "Jogo da Vida", onde devido a quantidade de filhos e a limitação de espaço no carrinho-peão, as vezes éramos obrigados a nos livrar da esposa. rs

      Excluir
    6. "1º pq a manutenção de uma colação é mto difícil"

      Caraca, dessa eu não sabia, é por situações assim que não pagaria muito caro em uma HQ. O espaço físico é certeza que é um problema, já sofro dele e me impede de muita coisa, e o pior é que a quantidade de HQs para me livrar não dá nem para liberar espaço para outras. A do mofo, das traças e tirar do plástico só mostra o quão complicado é ser colecionador, e realmente acho que seria menos trabalhoso colecionar BDs mesmo, ou quem sabe action figures. Sei que não era sua intenção, mas você conseguiu me fazer desistir de colecionar mais HQs, vou dar mais uma pesquisadinho e ver como manter a minha coleção "a salvo". Não deixarei de visitar e comentar no blog, mas vou pensar 10 vezes antes de comprar uma HQ.

      Abs

      Excluir
    7. Realmente, não é minha intenção fazer ninguém desistir de colecionar HQs... Mas preciso ser honesto E realista nesse caso:

      Imagine uma coleção com mais de 2.500 HQs (q é mais ou menos a média q eu devo ter após mais de 20 anos colecionando)... Bem, começa q ela já ocupa 2 paredes inteiras do meu quarto e a manutenção dela é bastante trabalhosa sim: pois pelo menos 1 vez por ano eu tenho q tirar tudo dos plásticos e passar álcool nas prateleiras pra evitar o mofo e as traças. Não posso mentir dizendo q é "barbada" manter uma coleção (tomando os devidos cuidados com ela)!

      Abs!

      Excluir
    8. Sim cara, e agradeço mesmo pelo aviso, até mesmo para eu poder preservar as que já tenho. Eu já dei uma olhada nas que tenho, e não, eu não tenho 1/10 do número de HQs que você tem, e acho que somando todas não chego a 100, mas posso dizer que a maioria eu não paguei pouco. Não imagino o tamanho de suas prateleiras se com o que já tenho já esgotou o espaço da minha, rsrs. Agora tem o "agravante" que na mesma prateleira ficam minhas HQs, meus livros de lazer, meus Blu-rays e meus livros de estudo, só meus "bonecos" que eu coloco em meu armario de roupas. Você já fez alguma matéria sobre como preservar as HQs ? Se fez manda o link, por favor.

      Excluir
    9. E aí... blz?

      Segue abaixo então o LINK de uma das 1º matérias q fiz aqui pro blog (lá em 2011) sobre dicas de armazenamento e conservação de HQs:

      http://submundo-hq.blogspot.com.br/2011/09/fotos-e-dicas-de-armazenamento-e.html

      Só vale lembrar q essas fotos são da época (2011) e hj a minha coleção aumentou mais de tamanho e precisei de mais uma estante igual à essas (fora uma cristaleira em separado pras miniaturas)!

      Abs!

      Excluir
  24. "O problema faz todo o sentido, mas a solução adotada foi bem porca. Será que eles nunca ouviram falar de "extras"?"


    E aí, Carlos... blz?

    Pois é, não vejo como justificar tamanha falta de vontade da editora em apresentar pelo menos algum material extra ao invés de oferecer essa ausência total de competência e criatividade! Poderiam ocupar esse espaço com matérias, histórias curtas, capas clássicas, pin-ups, e mto mais (mas sempre é mais fácil fazer um LIXO de trabalho, né)?

    Qto ao Muza, espero q ele se recupere do prejuízo: Infelizmente, esse tipo de coisa faz parte dos riscos de qq negócio hj em dia (graças à insegurança e falta de recursos das autoridades no combate ao crime). Enquanto bandido for tratado como "vítima da sociedade", vai continuar essa putaria aí: O Brasil é o melhor país do mundo pra quem quiser ser bandido, ladrão, e estelionatário. Pois todo o dia as notícias nos mostram q aqui o crime compensa SIM (tem bandido rico e bandido pobre q nem esquenta o rabo na cadeia e já tá solto pra cometer de novo os mesmos crimes - e outros ficam eternamente sendo investigados e nunca verão o sol nascer quadrado, como mereciam)!

    Aqui em POA/RS a coisa não é mto diferente tbm... é uma das cidades mais violentas do país (tá no TOP 3) e vivemos aqui um bang-bang moderno, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, Porto Alegre não é uma das mais violentas do Brasil, é só olhar o gráfico ( http://curiosando.com.br/mais-violentas-brasil/ ).

      Quanto a questão do combate ao crime no Brasil não há o que comentar... se tem gente falando que alguns países europeus que estão abrindo fronteiras para os refugiados e sofrendo os ataques terroristas às custas da população são otários, a nossa situação é pior, pois o povo está sendo assassinado e nem luta para diminuir as injustiças está sendo feitas, enquanto a grande "luta" que estamos vendo é de reservar 20% das vagas para concurso público para cotas raciais ( como se precisássemos de mais cotas, invés de um ensino de qualidade com tudo que pagamos de imposto ) e PM sendo expulso da instituição porque matou um "dimenor" que teve 14 passagens pela polícia. Sorte ao Muza, porque sabemos o quão difícil é manter algum negócio nesse país.

      Da Eaglemoss não tem o que comentar, se ela ainda faz essas pilantragens é porque ainda tem otário que continua a comprar da mesma forma, afinal senão ela já teria até parado. Da Eaglemoss só comprei o Superman do Byrne, O Contrato de Judas e os dois encadernados do "DC A Nova Fronteira", fora isso, o que peguei da DC foi só os encadernados da Panini mesmo ( tenho nem o porque de justificar o porque peguei essas edições, pois todas são valiosas, não saem há anos no Brasil e sai praticamente o mesmo preço você pegando em sebos virtuais e "mercado livres" da vida ).

      Excluir
    2. Opa, Porto Alegre caiu então nessa lista de cidades mais violentas desde a última vez em q vi a tabela... mesmo assim, é assalto e mortes todos os dias por aqui (a pág policial do jornal já virou "mesmice" diante da repetição dos mesmos crimes todos os dias)!

      Qto à fronteiras pelo mundo... Eu acho q cada país só deveria receber refugiados q se comprometessem à seguir os costumes e padrões de vida do país q os está recebendo. Sou contra liberar a fronteira pra quem ODEIA o nosso modo de vida e queira vir IMPOR e cagar regras no local q os está recebendo. Quer mudar de país? então adapte-se à ele e ao povo q nele habita (é o q eu acho o mais correto)!

      Qto à empresas q são pilantras... Não digo q seja o caso de qq editora q atue no mercado nacional, mas sabemos q existem várias empresas espalhadas por aí (dos mais diversos setores) q não necessitam de clientes pra sustentá-las. A "Lavagem de Dinheiro" tem sido uma prática cada vez mais adotada neste país!

      Abs!

      Excluir
    3. Faz muito tempo que Porto Alegre não está entre as primeiras colocações, porém em certas cidades é normal a violência estar alta, porém ás vezes são meios de comunicação sensacionalistas que gostam de mostrar o "circo pegando fogo" e "a cidade está um caos" para vender mais.

      O caso dos refugiados é como você disse, até porque eles são REFUGIADOS, ou seja, eles estão temporariamente no país para escapar de seu país de origem enquanto o mesmo estiver com algum tipo de calamidade.

      Das empresas pilantras lembro que ainda semana passada a Submarino e a Americanas foram processadas por lavagem de dinheiro. Mas sei lá, vai saber qual foi o motivo nesse caso.

      Excluir
    4. Tem isso tbm... Taxar uma cidade de mais violenta q outras, pode ser uma jogada da mídia (visando desestabilizar governadores ou prefeitos) em prol de seus interesses próprios. Aqui em Porto Alegre é difícil confiar mesmo nos meios de comunicação locais!

      Qto à "lavagem"... não sabia dos processos contra essas empresas. A "submarino" eu quase q nem ouço falar mais, mas das "americanas" eu comprei ano passado um batmóvel da hot wheels (uma pena estar envolvida nessas pilantragens, vou me informar melhor a respeito: pois costumo boicotar empresas desonestas não voltando a comprar nada delas)!

      Abs!

      Excluir
    5. Submarino, Americanas e Shoptime é tudo farinha do mesmo saco. E o saco tem até nome, B2W.

      Excluir
    6. É certeza que é jogo de marketing Leo. Aqui em Brasília também passam direto na tv a violência e tal, mas na realidade não é nem de longe uma das mais perigosas do país, e é certeza que isso foi jogada da mídia.

      A da "lavagem" eu soube a pouco tempo quando passou na tv sobre uma operação, se não me engano foi da PF, de lavagem de dinheiro dessas empresas e que inclusive justificavam o porque de venderem mais barato.

      Excluir
    7. Mas seja como for não deixarei de comprar da Americanas, pois não deixarei de pagar mais barato nos meus filmes por causa de casos como esse ( comprei o 1º Superman do Reeve em Blu-ray por 15 pilas na Americanas ).

      Excluir
    8. É verdade... Mesmo a gente desprezando as pilantragens e desonestidades das grandes empresas, não tem mto pra onde correr e ao boicotá-las estamos boicotando à nós mesmos tbm (já q praticamente todas as empresas do ramo do entretenimento estão "corrompidas" de uma forma ou de outra)!

      A "lavagem de dinheiro" tornou-se uma prática rotineira pra empresas de grande porte... O sistema todo tá corrompido: nem as próximas gerações conseguirão limpar essa sujeira tão cedo!

      Abs!

      Excluir
  25. "até faz sentido mais é ridículo."


    E aí, gustavo... blz?

    É ridículo mesmo q uma viva-alma nessa editora não tivesse pensado numa solução melhor pra isso... Optaram pelo mais fácil e mais tosco!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles podiam ao menos ter pesquisado um pouquinho mais e feito uns textões como alguns encadernados da Panini ou os da Salvat, mas nem isso se dão muito ao trabalho, e nunca me esqueço que a Salvat em uma de suas edições ( não me lembro qual exatamente ) colocou quase 10 páginas só de texto, explicação e informações sobre os personagens da edição e os envolvidos em sua produção, mas eles fazem o mais fácil... deixam as páginas pretas no lugar só para cumprir o espaço da lombada e não gastar mais. Porém vai ver as vendas deles tenham baixado e eles acharam mais em conta aumentar o preço e diminuir conteúdo para "cumprir a cota de lucro" da editora.

      Excluir
    2. Bem lembrado, a Salvat já preencheu espaço com mtas matérias interessantes (e até pin-ups)!

      Assim, não tem justificativa nenhuma a Eaglemoss não fazer o mesmo... é vagabundagem pura!

      Abs!

      Excluir
    3. Sim, foi vagabundagem mesmo porque nem gastar muito eles iriam gastar.

      Excluir
  26. "A coisa tá preta pra quem quer fazer as coleções da Eaglemoss."


    E os sucessivos reajustes de preços (já teve uns 4 ou 5 desde o início da coleção)... Tbm não facilitam, né SEMI?

    Como costuma dizer um amigo meu (gremista) qdo o time tá perdendo: "P-R-E-T-E-O-U" (nem pedi os direitos autorais pra usar o bordão dele, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  27. "Noooossa!!! Que zoado!! Não sabia disso. É muito amadorismo/desleixo"


    É demais mesmo, Gabriel...

    Mas em se tratando da Eaglemoss e o histórico dela até o momento (incluindo as presepadas nas coleções de miniaturas tbm): Podemos esperar QQ coisa vindo da editora!

    Abs!

    ResponderExcluir
  28. "afinal quem compra um livro ou quadrinho, paga por conteúdo."


    E aí, VAM... blz?

    Eu não sei como andam as vendas e/ou assinaturas dessa coleção pelo resto do país... Mas aqui no sul tá bem fraco e as. acabam sobrando na prateleira da Livraria Cultura e nas bancas normais do centro! E se antes eu tinha uns 10 amigos q faziam essa coleção, Hj sobraram apenas uns 2 ou 3 q ainda permanecem (sendo q um deles já desistiu de fazer integral e tá selecionando suas favoritas agora)!

    Ou seja: Vejo uma tendência de cada vez se diminuir mais os adeptos dessas coleções (a Salvat vai pelo mesmo caminho)... E no caso da DC/Eaglemoss, segundo um camarada meu q trabalha na Cultura, o q a galera fala pra ele é q desistiu logo nos primeiros reajustes de preço (a coleção era pra custar na faixa dos 30 e poucos reais e hj beira os 60)!

    De resto... acho q não haverá mais mobilizações nas redes sociais por nada relativo à essas coleções: Se já não fizeram qdo o preço subiu pra 60 contos, não será um camalhaço de pág pretas q fará o pessoal se mexer! A gente percebe q a INÉRCIA do povo em reclamar seus direitos, ocorre pelo desinteresse/abandono natural dos leitores pela coleção e pela ineficiência das reclamações (essas editoras continuam cada vez piores: e nem o "Reclame Aqui" ou "Procon" - q já foram várias vezes acionados nesses casos - conseguiram botar a Eaglemoss nos eixos)! A melhor forma de protesto ainda é parar de comprar, hehe!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses coleções estavam em conta enquanto os encadernados da Panini que giravam entre 20 e 30 reais, e esses encadernados eram 30 até uns 35, 37, eu aposto que quando a Salvat reajustar mais uma vez para mais de 40 pila, pode apostar que muita gente vai abandonar o barco e só vai comprar edições com conteúdo "indispensável" para tal colecionador. Quem sabe a Salvat só não aumentou ainda para não ter a baixa de vendas a nível da Eaglemoss em sua coleção, e como falei em outro post há algum tempo, esses reajustes dos bonecos da Marvel foi tão absurdo que peguei o do Xadrez por sair mais barato e por ainda sobrar em bancas.

      Excluir
    2. "A melhor forma de protesto ainda é parar de comprar, hehe!"

      Não somente as edições lesivas como também as corretas.

      Mas, vai de cada um fazer suas próprias escolhas, companheiro.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
  29. "Seria uma boa ideia substituir as páginas pretas por uma listagem das capinhas originais dos diversos personagens, fazer uma espécie de "Álbum de capinhas"


    Oi, Lenimar... Tdo bem?

    Essa seria uma excelente ideia mesmo... A maioria dos leitores adora CAPAS de gibis, q mtas vezes são cortadas ou negligenciadas nesses encadernados!

    A DC teria milhares de capas pra serem reunidas como extras... ao invés do desperdício de pág. q tá sendo feito nessa coleção! E valeu mesmo pelas dicas de sites pra capas (desses aí, eu só conhecia o último: "comics.org")!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem que fossem uma galeria de capas no estilo "também nessa coleção". E tome de capas por todo o volume que se repetiriam ao longo da coleção. Propaganda gratuita e uma encheção de linguiça mais digna e menos evidente.

      Excluir
  30. "Brasileiro é assim mesmo, sempre dando um "jeitinho" pra resolver problemas sérios..."


    E aí, Ozymandias... blz?

    Às vezes eu acho q tá no DNA do brasileiro arrumar um "jeitinho" pra fazer as coisas do modo mais fácil (e se dar bem com um servicinho porco feito nas coxas, rs)... A Eaglemoss é uma empresa internacional q mal chegou no Brasil e já tá "aprendendo as manhas" rapidamente, hehe!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você que pensa que se trata do "jeitinho brasileiro", afinal só não fazem muito essas pilantragens em países mais desenvolvidos porque lá os colecionadores são mais exigentes e sabem bem boicotar as empresas para pressionar, já aqui é só você olhar as votações em eleições aqui no país em que quase um terço dos votantes anulam o voto, só que os outros dois terços elegem os parasitas que afundam nosso país, então porque não o pessoal querer fazer essas coleções completas ou comprar as edições e nem ler ou ver na internet se tem erro de revisão ou esses problemas mais recorrentes. Eu mesmo próximo anos quem estiver na lista da Lava Jato ou deturpou a "10 Medidas Contra a Corrupção" não receberá meu voto, porém quantos mais como eu farão isso ? A culpa dessas pilantragens passarem nas coleções de HQs, Bonecos e afins é dos próprios brasileiros, afinal é só você olhar nos EUA, e vê que nesses encadernados, DVDs, Blu-rays... eles enchem de extras para atrair os compradores, aqui no Brasil os Blu-rays tem só 10% do conteúdo que sai lá e a maioria aqui aceita de bom grado como sai, vai entender ?

      Excluir
    2. Pois é, um dos motivos pra eu ter parado de colecionar DVDs originais e passar a baixar filmes no torrent ou assistir na TV fechada... é o desleixo e chinelagem das versões brasileiras de DVD:

      Há um tempo atrás tínhamos a praga do formato "Tela Cheia" (pra cagar a imagem dos filmes qdo boa parte dos aparelhos de televisão do público consumidor de DVD já era WIDE... Depois veio a prática do "DVD pelado": Discos q saíam lá fora recheado de extras e aqui nem ao menos o trailer traziam!

      Teve uma hora q eu decidi parar de ser trouxa e parar de sustentar esse mercado de merda q temos aqui... onde empurram mto LIXO pro consumidor e vendem caro ainda por cima!

      Abs!

      Excluir
    3. Eu mesmo só compro BD até 30 pilas, só dou mais que isso se vier recheado de extras, porém para ser franco, a maioria das vezes que compro Blu-ray é quando tá em promoção e acabo pagando 20.

      O meu problema com os filmes é o espaço. Não costumo comprar boxes de séries porque em BD o preço costuma ser absurdo ( apesar de algumas vezes o preço de alguns sair em conta, apesar de nunca ser das primeiras temporadas ), então meus HDs são cheios, e ainda tem aqueles filmes essenciais que são esgotados em tudo que é loja, e por isso que o filme sendo bom e o preço em conta, eu costumo comprar ( se eu gostar de verdade ), mas sou a favor do boicote a essas produtoras que botam preço lá no alto e sem extra nenhum ou pouquíssimo.

      Excluir
    4. A praga do fullscreen tem explicação. O "grande público" prefere assim, ocupando toda a TV.

      Sempre conta a história de uma namorada que dava zoom nos filmes, alegando que não comprou tv grande para ver tarja preta.

      Claro que nosso relacionamento não durou muito... rs

      Excluir
    5. Hahahaha... ter q dar zoom em filme wide é fóda, rs!

      Graças a deus q já acabou essa "modinha" de filme em "tela cheia": Agora quem comprou essas merdas de DVDs em tela cheia já deve ter suas TV wide (nem fazem mais TV quadrada) e podem jogar no lixo os DVDs q compraram, rs!

      Abs!

      Excluir
  31. "Que horror!"


    A Eaglemoss já fez pior... E ainda conseguirá se superar, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir

  32. "bizarro. solução mal feita da editora. e ainda é caro e capa dura."


    Oi, Scant... blz?

    Por um encadernado de luxo custando 50 reais... Era de se esperar uma solução melhorzinha mesmo, né? Tinha tanta coisa boa q eles poderiam fazer pra cobrir o espaço das pág. pretas (só nos comentários acima já surgiram várias ideias legais)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo que fosse em papel jornal grampeado, ainda seria uma atitude lesiva.

      E ideias boa não faltam, o que falta mesmo é honestidade por parte da editora.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
  33. "E rumores de que o preço vai aumentar mais ainda! Só no Brasil mesmo..."


    Oi, vitor... Tdo bem?

    Os preços dessa coleção estão caóticos... em algumas regiões do país já passou a marca dos 50 reais e há quem afirme q chegará aos 60 contos antes do término da coleção (atualmente no nº 40)!

    Diante disso... nem sei se eles arriscariam uma extensão por aqui!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não estou dando 60 conto nem nas coleções de luxo da Disney/Abril que em minha opinião é mais valiosa e mais fácil de passar adiante para a descendência, imagina em uma coleção instável e fraca como a da Eaglemoss, rsrs.

      Excluir
    2. Os únicos quadrinhos que paguei mais do que isso foram Dossiê Negro, Conan o Libertador e Espadas e Bruxas.

      Todo o resto teve desconto, nem que fossem apenas R$ 5,00.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
  34. "LAMENTÁVEL!!! Mais um prova da falta de profissionalismo da editora em questão. São muitos os casos de erros, lombadas, trocas..."


    E aí, Marco Antonio... blz?

    A "ficha corrida" da Eaglemoss (em seu pouco tempo de atuação no Brasil) é assustadora mesmo... A quantidade de erros gráficos e de revisão, aumentos abusivos de preço, informações equivocadas em suas pág oficiais, péssimo atendimento ao consumidor, atrasos e problemas diversos nas assinaturas de HQs e miniaturas, peças recauchutadas (eles mesmos colam miniaturas quebradas e tentam empurrar de volta no mercado: as marcas de cola são visíveis em alguns casos)...

    E o PIOR de tudo (na minha opinião pessoal): A PROPAGANDA ENGANOSA na polêmica entre Metal/Resina das miniaturas... Na ocasião, a Eaglemoss ADULTEROU informações em seu site DEPOIS de vários leitores compraram uma peça (Superman Gold) achando q era de metal e receberam uma de resina (de baixa qualidade e toda quebradiça). A editora "malandramente" apagou o anúncio q prometia em metal: Só q eu salvei o anúncio original e espalhei nas redes sociais pra todo mundo ver (um grupo do face - moderado pelo Márcio Duque - me ajudou a disseminar a pilantragem da empresa na época e eles tiveram q se retratar publicamente)!

    Enfim... No dia em q eu for falar sobre a Eaglemoss na coluna de "Editoras Nacionais", assunto e TRETAS é o q NÃO faltará, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, porém essa matéria deverá demorar, não pela questão do tempo para reunir e fazer, mas sim a espera por mais tretas que estão por vir.

      Excluir
  35. "Cara não sei se leu as hqs de Star Wars Skywalker ataca e Darth Vader (em encadernados) pela Panini. Na boa eu li e achei ótimas essas duas hqs!"


    E aí, Camus... blz?

    Eu fiz a mesma coisa q vc: Pulei as revistas mensais de SW... E fui direto pra esses 2 encadernados ("SW" e "Vader")!

    Gostei mto dessas edições tbm, e pretendo continuar a colecionar essas 2 séries... Eu até tava receoso de experimentar, pois eu havia detestado a fase anterior do Brian Wood (q eu achei chata e mal-desenhada): Mas agora (pós-Dark Horse) eu vejo q voltaram a acertar a mão com a franquia (não adianta mais ficar tentando NOVOS personagens q não estejam no cinema: tem q focar nos mais conhecidos mesmo: Luke, Vader, e cia)!

    Dos próximos lançamentos... Me interessa apenas o "Herdeiro do Império" (q eu perdi qdo saiu pela Deagostini)!

    E não se preocupe... Pois em relação à "Coleção DC", as ed. q te interessam (Caçadores e Flash) NÃO devem ter pág pretas, pois constam na coleção do exterior (e não precisarão de "alterações" indesejadas, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Star Wars não sei porque, mas não gosto da forma retratada nos quadrinhos, para mim é o mesmo caso do Zorro, que fica ótimo nas telas, porém nos quadrinho não desce. Por isso essas HQs do Star Wars eu passo longe, eu lembro que comprei uma edição da DeAgostini que foi até da "Clássica" feita pela Marvel, mas simplesmente não gostei e só não considero uma perda porque paguei barato por ela.

      Dessa "Coleção DC", estou muito satisfeito com as que já tenho, e assim já dou por encerra minha coleção. Da Salvat assim que sair o próximo reajuste eu caio fora, seja lá qual for a edição do reajuste, pois as melhores em minha opinião já saíram e ainda restam algumas poucas boas a sair, mas não o bastante caso o preço aumente.

      Excluir
    2. É a Disney acertou com SW, pelo menos nas HQS. Odiei o cancelamento da ótima série Clone Wars e odiei o episódio 7 (só Rogue One foi bom)! E ignoro o que a Disney diz ser canonico e não canonico em SW kk (eles limaram algumas histórias de qualidade).

      Eu também acho que devem trabalhar com os personagens clássicos mesmo. Esse lance de criar novos personagens e ficar insistindo com eles é péssimo. Eu também não curti essa do Wood que citou.

      Herdeiro do Império também é cofre pra mim, vai sair as outras duas também (a trilogia completa). Quanto a série SW que começa com Sombra de Yavin, pelo que parece vai sair um encadernado gigante com 12 ou mais edições dessa série (deve ser caro em) esse não sei se compro. Mas tenho interesse.

      Eu disse aceitaval acima na explicação das paginas negras, mas não deixa de ser um erro. Podiam ter colocado outra coisa nessas páginas (capas talvez). Acho que seria o mais correto do que preencher com paginas negras pra deixar o desenho da lombada correto. E que precinho é esse em, dos encadernados?

      Tem alguma informação sobre Justiceiro MAX do Ennis? Ou sobre o formato que talvez seja lançado?

      Abraço!

      Excluir
    3. Oi, Camus... blz?

      Tbm detesto qdo a Disney (q já pegou o bonde andando) vem querer apitar e nos dizer o q vale e o q não vale, tendo em seu currículo um filme q eu achei RUIM (Ep. 7) e outro apenas "BOM" (Rogue One). Não ligo a mínima pra cronologia, só quero (e faço questão) de ler BOAS histórias (passem-se numa realidade alternativa ou não)!

      A "Sombra de Yavin" até onde sei, será um mega-encadernado com as 20 histórias q completam a saga... mas nem imagino o tamanho da paulada $$$, rs!

      Qto ao "Justiceiro MAX"... Um editor já deixou escapar q seria em capa-dura no mesmo formato do "DD do Bendis", mas ainda prefiro esperar uma confirmação mais concreta antes de divulgar de forma oficial aqui no blog (vá q tenham mudado de ideia - faz tempo q falaram isso)!

      Abs!

      Excluir
    4. Cara sinceramente eu vou torcer pro Justiceiro MAX do Ennis não sair dessa forma. Ele é um dos meus personagens favoritos das HQS, mas eu torço pra que não saia nesse formato, é muito caro.

      Eu não to podendo fazer isso kk Espero que saia como tá saindo o do Aaron. Se sair o formato Deluxe eu nem sei como farei, acho que não conseguirei pegar todos, porque terei que cortar muita coisa que compro. As coisas tão muito caras hoje em dia. Dá pra pegar com algum desconto por ai? Dá. Mas mesmo assim fica pesado.

      Abraço!

      Excluir
    5. Olá Leo, eu comprei as edições da mensais Star Wars Legends na época que estavam sendo lançadas. Acabei atrasando na leitura e começei a ler as histórias pelo Brian Wood numa tacada só esse mês, já estou no último número. Sinceramente, o primeiro arco foi razoável, mas acho que a qualidade caiu muito dali pra frente. Não sei o que aconteceu, parece que a série não sabe onde está indo e tá só fazendo hora até os rebeldes chegarem em Hoth.
      A arte é inconsistente até mesmo com o mesmo artista, o Carlos D'anda fez uma arte boa na edição 1, mas começou a fazer uns pescoços torcidos e rostos esquisitos edição sim edição não. Tomara que as histórias da série Dark Times que também estam na Legends sejam melhores.

      Excluir
    6. Bem, acho q vc pode ficar tranquilo, Gerson...

      Pois te garanto q "Dark Times" é BEM melhor q a série principal (Brian Wood) da revista... Tanto em arte qto em roteiros, no fim das contas essa revista acabava valendo mais pela "Dark Times" mesmo!

      Abs!

      Excluir
    7. Ééé... Beeeemmm...

      Eu também acumulei a "Legends" e li tudo de uma tacada só. Acho que nem "Dark Times" salva, é tudo muito mais ou menos.

      Excluir
    8. Vc me lembrou agora o "Poderoso Castiga", SEMI:

      "mais ou meeeeeeenos"... rs!

      Abs!

      Excluir
  36. "Coleção "fantástica"... ainda bem que parei naquela do Lobo (que nem consegui terminar de ler)"


    E aí, Guilherme... blz?

    Aquela ed. do "LOBO" foi de amargar mesmo... Eu já tinha lido essa qdo saiu pela Panini e achei ruim demais (tinha tanta coisa melhor com o "Lobo" pra se publicar)!

    E concordo com vc... A impressão q fica é q a coleção varia entre o ruim e o regular, pois as melhores edições até agora são (em sua maioria) repetécos recentes da Panini (coisa q todo mundo já tem em versões melhores e não quis comprar de novo): E o q sobrou, fica abaixo das expectativas!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só os cegos não enxergam que a Panini está melhor no quesito encadernados do que a Salvat e a Eaglemoss. É só você olhar aquela edição da "MM" do Pérez que saiu pela Eaglemoss e outra pela Panini; a mesma edição, uma saiu em capa cartão por 25,90 e a outra em capa dura por 49,99; qual foi mais visada não precisa pensar muito até porque o papel da versão capa cartão é bom. Porém não duvido que caso a Salvat e a Eaglemoss saiam do ramo de coleções encadernadas de luxo capa dura, que o reajuste da Panini seja salgado... só espero que daqui pra lá saia uma coleção digna e mais em conta de nosso cimério predileto, rsrs.

      Excluir
    2. Nem me fale... Diante do q estamos vendo no mercado atual: Só espero q "SE" um dia a "Coleção do Conan" vier parar por aqui, q seja (POR CROM) nas mãos de uma editora realmente COMPETENTE, rs!

      No mais... diante das "Lendas da MM" por 25 pila e uma versão capa-dura pelo DOBRO do preço, acho q nem tem como pensar 2 vezes, né?

      Abs!

      Excluir
    3. "nas mãos de uma editora realmente COMPETENTE, rs!"

      Penso que as possibilidades são duas: Mythos ou DeAgostini.

      Essa última até mais, visto que SW terminou tem um tempo e ela não lançou mais nada nesse segmento.

      Ela deve estar só adiantando a produção editorial...

      - - -

      Já imaginou se a DeAgostini resolve inovar e lança a coleção completa de uma única vez?

      Ao invés de dividida em 93 edições, reunida em apenas 30 volumes parrudos, como uma enciclopédia Barsa?!!

      Com a opção de se assinar para receber dois volumes por mês ou tudo junto parcelado em até 24x no cartão?!!

      Por CROM!!! Que Viagem!!!

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    4. E bote um "SE" nesse caso, mas a esperança é a última que morre, e ( por crom ) que tenhamos como pegar o melhor do Conan com qualidade razoável e preço em conta.

      O da "MM" não tem nem o que pensar. Não somos banco para pagar tão caro só para ter uma obra em capa dura quando uma outra com o mesmo conteúdo e material também bom por metade do preço, é para essa capa dura sobrar por anos nas prateleiras.

      Excluir
    5. "Penso que as possibilidades são duas: Mythos ou DeAgostini."


      Oi, VAM... Em se tratando de "CONAN" eu prefiro q seja mesmo uma dessas 2 editoras, q apesar de possuírem falhas tbm, são MTO melhores q a Salvat e Eaglemoss (na minha opinião, 2 das PIORES e mais desleixadas editoras da atualidade)!

      E gostei da sua proposta da ESC em 30 Vol... CROM do céu, eu entraria em coma alcoólico bebendo em comemoração à isso, rs!

      Abs!

      Excluir
    6. Tenho MUITO medo da DeAgostini!

      De todas as coleções que encarei, a da DeAgostini foi a que mais me trouxe medo, raiva, ódio e sofrimento.

      Uma legítima experiência Sith. rs

      Excluir
    7. Hahaha... eu lembro q teve uma parte da coleção q foi TENSA, SEMI:

      Foi qdo a Deagostini parou de distribuir a coleção pras bancas lá pela METADE e deixou na mão a galera q não tinha assinado pra ir pegando as edições individualmente nas bancas: Foi aí q eu ME FUDI (diga-se de passagem) e acabei perdendo várias ed. importantes (aí desisti de seguir adiante)!

      Abs!

      Excluir
  37. "Enquanto a Panini sacrifica reproduções capas por limitações das Coleções Historicas Marvel..."


    Não se pode ter tudo mesmo, gustavo...

    Se na Panini FALTA espaço nas pág. das CHM... Na Eaglemoss SOBRA e acaba sendo um espaço desperdiçado com um monte de NADA, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não considero faltar espaço para colocar as capas originais algo grave ( mas bem que seria um bom extra ), porém faz falta aqueles textos de introdução, informações e curiosidades sobre a obra e os seus envolvidos... isso sim faz falta. É como as edições da Marvel "Anos 60", "Anos 70" e a capa vermelha do "Fera" que você chega dá gosto de ler aquelas informações no final da edição. Assim como os fascículos que vem junto com os bonecos que tem informações bem interessantes ( tipo, se não fosse essa coleção eu nunca imaginaria que a Marvel fez uma bizarrice como criar uma equipe futurista baseada nos "cavaleiros da távola redonda", rsrs ).

      Excluir
    2. Vamos analisar friamente... Dado ao nivel das paginas impressas, é um alivio essas paginas negras.

      O povo deveria agradecer

      Excluir
    3. Pior, né? rs...

      O conteúdo já não ajuda mto mesmo, hehe!

      Abs!

      Excluir
  38. "Agora você faz as contas...de uma edição com cerca de 160 páginas 15 serem pretas são aproximadamente 10% do conteúdo disperdiçado literalmente. Daria para adicionar pelo menos mais uma história clássica."


    E aí, Roberto... blz?

    Sim, vc tem razão: Entre 10 a 15 pág é possível se incluir algumas boas HQs clássicas (q eram mais curtinhas)... E mesmo q isso signifique um CUSTO pra editora, seria um custo irrisório: Ainda mais q estamos falando de encadernados q hj custam mais de 50 reais!

    Acho q seria perfeitamente possível SIM publicarem alguma coisa útil nesse espaço desperdiçado... e sem prejuízo nenhum pra editora (mto pelo contrário: tornaria até as ed. mais atrativas pro público por trazerem coisas legais nessas pág sobrando)!

    E olha... Eu acho (espero estar errado) q esse seu amigo se complicou: Pois não será nada fácil vender uma coleção inteira da Salvat nessas alturas do campeonato (já em estágio bem avançado e com MTA grana investida até o momento). Mas ainda acho q a melhor chance pra ele é tentar vender tudo junto mesmo (avulso é q ele não vai conseguir se livrar tão cedo - demora pra vender e tem ed. no meio q ninguém quer)!

    No mais... esse assunto das lombadas e coleções de grande porte: renderia uma bela postagem sim (com debates acirrados sobre o tema, rs): Mas vou esperar uma dessas coleções terminar 1º (pra fazer uma análise mais completa): Acho q a vermelha termina antes da preta (q ainda terá MAIS uma extensão depois da fase clássica)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não precisa esperar tanto assim Leo, é só lançar a parte 1 e esperar alguma coleção encerrar para fazer a parte 2.

      Daí teremos a "Estudo de Caso Submundo HQ : O Estranho Fenômeno da Lombadas", rsrs.

      Excluir
    2. A vermelha terminou agora com a Miss Marvel (extensão a caminho).

      A preta, eu ainda tenho dúvidas se vai seguir em frente. Tem MUITO repeteco com relação aos encadernados econômicos da Nova Marvel pela Panini.

      Excluir
    3. "Daí teremos a "Estudo de Caso Submundo HQ : O Estranho Fenômeno da Lombadas", rsrs."


      Essas lombadas... ainda vão dar mto o q falar até o término da 1º delas (atualmente ainda tão todas em andamento, rs)!

      Abs!

      Excluir
    4. "A vermelha terminou agora com a Miss Marvel (extensão a caminho)"


      E aí, SEMI... blz?

      Semana q vem vou postar aqui uma matéria especial sobre as novidades da extensão da Salvat Vermelha... Olha, te confesso q já achei mais interessante q a 1º "temporada" da coleção, rs!

      Abs!

      Excluir
    5. "Olha, te confesso q já achei mais interessante q a 1º "temporada" da coleção, rs!"

      Um grande avanço será se todas as capas da extensão corresponderem as histórias contidas em seus respectivos conteúdos.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    6. Ainda sairão altas tretas, mas aí você não será o primeiro a criar uma matéria sobre o assunto e vários outros sites devem estar esperando a mesma coisa.

      E convenhamos, seria bizarro você começar a falar sobre os prejuízos aos "investidores" que querem fazer a coleção completa para vender, mas no fim vai ficar no prejuízo. E essas coleções Salvat e Eaglemoss já estão dando prejuízo para quem guardou encadernados antigos de fases consagradas, que foi simplesmente lançada e em grande quantidade, lembro que aquela "Grandes Clássicos DC Alan Moore" há uns 3-4 anos tava sendo vendida em sebos por 70-80 reais, hoje tão vendendo por 40-50 pelo medo da Panini relançar as edições contidas no volume e o "investidor" ficar no "prejuízo" ( ele comprou a edição por menos de 20 reais, então não seria um prejuízo, mas uma diminuição no lucro ).

      Excluir
    7. "Um grande avanço será se todas as capas da extensão corresponderem as histórias contidas em seus respectivos conteúdos."


      Mas aí vc já estaria querendo DEMAIS, VAM... rs!

      Das capas da extensão vermelha q vi até agora, a maioria pelo menos tá de bom gosto (em comparação com a 1º temporada): Podem até não ter mto a ver com o conteúdo, mas percebe-se um certo "apuro" de bom gosto na escolha das capas agora, rs!

      Abs!

      Excluir
  39. "Não compro mais nada desta coleção. Parei no pavoroso ano 1 da liga. Achei a seleção do material muito irregular, caríssima e cheia de cagadas editoriais."


    E aí, Fábio... blz?

    Até hj eu só comprei 2 ed. da "Coleção DC": O "Superman" (do Byrne) e "Titãs - Contrato de Judas"... Perdi o entusiasmo (q já era pouco) de seguir adiante depois dos sucessivos reajustes de preço e a distribuição problemática aqui pro sul do país!

    De fato, até parece q a editora se esforça pra perder público (leitores e tbm os colecionadores de miniaturas - ramo onde a Eaglemoss tbm tá sempre metendo os pés pelas mãos com erros banais q poderiam ser evitados)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei que comentei alguns comentários acima isso, mas da Eaglemoss DC só comprei essas 2 que você citou e a "DC A Nova Fronteira" que não sai denovo há anos, não tem previsão para sair denovo e ainda o preço em sebos para essa edição é uma facada ( sim, 70-80 pila pelo encadernado em capa cartão, fora o frete já que você dificilmente acho em um sebo por perto, acabou valendo mais a pena pegar a da Eaglemoss pelo custo-benefício ). Isso só me lembra da coleção da Salvat que aqui na cidade eu esperei relançarem o "A Morte dos Stacys", saiu o "Anos 70" e depois pulou para o seguinte ao da "Stacy", daí fui obrigado a pagar 45 pila em um sebo virtual para pegar a edição ( vai ver esses relançamentos não envolvem as edições que ficaram no estado "Esgotado no Fornecedor" recentemente ).

      Excluir
    2. E aí... blz?

      Com esses preços abusivos de alguns sebos e ML da vida... às vezes acaba compensando pagar caro num encadernado da Eaglemoss do q ter q depender de "scalpers" (q nem esse caso do "DC Nova Fronteira" q vc citou)!

      E esses "pulos" de edições da Salvat são comuns em vários estados... aqui pro sul acontece a mesma coisa tbm!

      Abs!

      Excluir
    3. Esse caso do "Nova Fronteira" foi lasca mesmo, a Panini bem que podia ter anunciado o relançamento. Não tive escolha, queria a edição, então peguei mesmo.

      Estamos falando de Brasília, e aqui eu não havia visto não ser lançada alguma edição, e a única edição que não vi ser relançada foi essa "Stacy". Fazer o que ? A edição é que não ia ficar sem.

      Excluir
    4. Tenho um camarada q mora em Brasília tbm e pelas fotos q ele me manda das bancas daí, vi q são melhores e mais completas q as bancas normais aqui do sul...

      O q me salva aqui é uma loja especializada só em gibis (Tutatis)... Mas ela não recebe nada da Salvat ou Eaglemoss (essas tem contrato apenas com distribuidoras de bancas normais por aqui)!

      Abs!

      Excluir
    5. Que nada, as bancas de Brasília são medianas e apesar de ter as Salvat e Eaglemoss que saíram no mês, mas não são tão ricas assim.

      Excluir
  40. "Se colocassem qualquer material ia aumentar o custo de produção, pois o material não se colocaria lá sozinho."


    Carlos, não acho q tenha nada de "frescura" em se exigir um trabalho minimamente DECENTE nesse caso... não é mais q obrigação da editora apresentar uma solução melhor numa coleção desse porte (e com o preço q custa)!

    50 reais por uma ed. de 160 pág cobre tranquilamente QUALQUER custo de produção pra se colocar uma historinha de 10 ou 15 pág ali. Hj a coleção custa 50 reais e há quem diga q ainda chegará à 60 em sua reta final (antes da "possível" extensão)!

    Faltou competência editorial (e boa-vontade em se fazer um serviço mais aceitável), Já q na falta de histórias (caso não quisessem mesmo gastar com tradução e diagramação) ainda poderiam botar capas, pin-ups, ou matérias sobre os personagens da DC: A Eaglemoss já tem até PRONTO o material informativo q sai nas revistas q acompanham as miniaturas: Ali tem a cronologia DC, A História da DC, posters, linha do tempo de vários heróis, etc... Ninguém precisa se contentar com PÁG. PRETAS e ausência total de conteúdo!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Erros de diagramação, gramática ou encadernação são passíveis de existirem devido a fatores que vão da inexperiência à incompetência, afinal o ser humano é falível.

      Mas a proposital inserção de cadernos inteiros de páginas sem conteúdo algum, num produto que se destina a oferecer o mesmo, é uma prática tão imoral como a adulteração de validade em produtos perecíveis ou a venda de veículos com dívidas referentes a multas atreladas.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    2. Você não pegou o espírito do meu comentário. É como reclamar que o saco do biscoito mofado estava estufado de ar para parecer mais cheio. Ou que o frango estragado que você comprou congelado tinha muito gelo para enganar no peso. O principal é que as histórias são muito ruins, uma bela seleção da mediocridade que matou os quadrinhos de super heróis a partir dos naos 90. E o pessoal comprando e com fetiche de lombada. Como se fosse arrumar espaço para tudo isso na estante.

      Da Marvel Salvat só salvam as clássicas dos anos 70. Da vermelha que eu me lembre só o Coisa e o Warlock tinham algo de interessante. Da DC Eaglemoss, até agora, só vi Contrato de Judas. Basicamente, o resto não vale o espaço que ocupa.

      Excluir
    3. Realmente, o conteúdo da "Coleção DC" tem sido sofrível com o excesso de edições dedicadas à série: "Superman & Batman" (e outras tão ruins quanto)... Não acho q essa coleção tenha feito jus à tantas décadas de atuação da DC no ramo das HQs (era pra essa coleção representar de forma mais digna a trajetória da DC ao longo desses anos)!

      Qto à coleção vermelha... As minhas favoritas até agora são: "Justiceiro", "Fera", e "Cap. Marvel" (Gil Kane)!

      Abs!

      Excluir
    4. Só para ficar registrado: onde escrevi Warlock, queria ter escrito Capitão Marvel. Esqueci a do Fera, que é boa sim, e a do Quarteto do George Peres, que não tem nada de mais mas vale a pena mesmo assim.

      Excluir
    5. Essa do "4F" foi boa mesmo... Realmente, não é nada demais, mas bota no chinelo as fases mais recentes da equipe nos últimos 20 anos!

      Me interessei tbm por essa última edição da vermelha com a "Jean Grey"... ainda não veio pra cá, mas qdo virei irei comprá-la!

      Abs!

      Excluir
  41. "A unica coisa q pode ser aproveitavel no futuro é ir em uma comic con e pedir skecth de algum artista nessas paginas pretas,de preferencia em um hidrocor cinza."


    Ótima ideia essa sua, Russell... rs!

    Taí uma boa utilidade pro melhor aproveitamento dessas pág pretas (q não seja o uso como papel higiênico, hehe)!

    E aos poucos o pessoal vai tentando passar adiante essas coleções... Dia desses me surpreendi com a quantidade de "Salvats" e "Eaglemosses" sendo oferecidas à troco de banana num grupo do face q participo (uma verdadeira queima de estoque promovida por vários leitores)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas coleções quebraram muita gente e fizeram o pessoal comprar sem controle essas edições, e no fim foi tanta gente comprando só para ler uma vez e vender que a oferta de revenda cresceu e a média do preço dessas coleções fica entre 20 pilas, e mal imagina como encontraremos na próxima feira do livro o preço dessas edições.

      Excluir
    2. Pois é... A soma total de uma coleção desse porte (calculando 60 edições FORA a extensão) já ultrapassa a marca de R$ 2.000 (e olha q fiz uma média entre 35 e 40 pila por edição)!

      Considere então 100 edições... e teremos aí um valor A PARTIR DE R$ 3.500 ("UPA-LALÁ" - como diria o Seu Modesto Pires, rs)!

      Abs!

      Excluir
    3. Não quero nem imaginar, é pra bater aquele arrependimento de ter gasto tanto.

      Excluir
  42. Olá Leo, tudo bem?

    Sobre o problema das páginas pretas, que está relacionado às imagens das lombadas, lembrei agora que na coleção vermelha da Salvat, eles alteraram a ordem das edições e também deveriam ter tido o mesmo problema de espessura de edições, mas não notamos problema algum (relacionado ao número de páginas). Não é curioso? Por exemplo, nossa edição #01 - Os Vingadores, lá fora foi o volume (lombada) #24. Ponto para a Salvat, que demonstra ter mais know-how, qualidade, profissionalismo, e consideração pelos seus clientes.

    Abs., Carlos - São Paulo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem tanto...

      Em termos de qualidade da lombada e acabamento da edição, a Eaglemoss chuta a bunda da Salvat.

      Aceitaria de boa páginas pretas se fosse para acertar a lombada da coleção vermelha. rs

      Excluir
    2. Puxa, agora q eu me liguei nessa...

      A ordem na Salvat Vermelha foi mesmo alterada em relação à coleção original. Só imagino eles acertando essa lombada então, se recebessem a arte inteira em separado pra montar a coleção do jeito q achassem melhor (sem precisar depender da ordem no exterior)!

      Abs!

      Excluir
    3. Vou enviar fotos em detalhes da lombada salvatiana red label para exemplificar como as páginas pretas são o menor dos males. rs

      Excluir
    4. Opa... blz mesmo, SEMI:

      Ficarei no aguardo então... (e semana q vem eu posto aqui a matéria sobre as futuras ed. da EXTENSÃO vermelha)!

      Abs!

      Excluir
  43. "...sendo oferecidas à troco de banana num grupo do face..."

    Como falamos antes, Leo - uma bolha especulativa.

    Abs,
    VAM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E essa "Bolha Assassina" tá prestes à explodir, VAM... rs!

      Abs!

      Excluir
    2. Realmente existe um número significativo de pessoas que encararam essas coleções visando um lucro futuro???

      Excluir
    3. "Significativo" eu já não sei... mas q existem vários "empreendedores" do ramo: isso existem, rs!

      Abs!

      Excluir
    4. Eu especulo, que muitos fizeram a assinatura da coleção por esse motivo, SEMI.

      E outros por acreditarem na exatidão da 1ª lista de títulos divulgada na época do pré-lançamento.

      - - -

      O mais curioso Leo, é que atualmente quem assinou no começo, acredita que fez um bom investimento, pagando R$ 30,00 por edições com histórias de Superman & Batman do Loeb ou até mesmo essas edições cheias de páginas pretas.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
  44. Será que todos esses reajustes não acontecem exatamente porque as pessoas estão deixando de comprar?

    Afinal, uma tiragem menor, vai ter um custo unitário maior

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leo!

      Metaforicamente eu sempre comparei estas coleções da Eaglemoss das Graphic Novels e miniaturas como um consórcio, pois como são longas e duram cerca de 5 anos cada (a de Graphic vai ter expansão e dá isso de tempo!), e a cada pessoa que vai desistindo da coleção eles aumentam o preço para compensar "distribuindo o valor entre os que continuam colecionando", igual ao consórcio onde cada um que desiste, sua parcela é distribuída entre os restantes!

      A única diferença é que não tem termo de compromisso assinado, e contemplação, já que no consórcio você pode adquirir o bem consorciado antes do término do consórcio por meio de sorteio!

      Abraços!

      Excluir
    2. É uma boa metáfora mesmo, Elcio.

      E penso que mesmo sendo considerada injusta, ela não seria contra-lei.

      Ao contrário do ato lesivo praticado pela editora ao usar esse subterfúgio das páginas pretas.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    3. Eu não tinha pensado a situação por essa ótica, Elcio...

      Mas faz sentido sim a sua consideração a respeito: Realmente, a editora pode estar "redistribuindo" o prejuízo q tá tendo com o abandono por parte dos leitores entre aqueles q ainda persistem na coleção!

      E se bobear, o mesmo deve estar ocorrendo tbm nas coleções de miniaturas... Q cada vez PERDEM mais adeptos (mta gente tá desistindo e vendendo peças bem baratinhas por aí) e em contrapartida ainda AUMENTAM mais os preços (uma miniatura "normal" hj custa 60 pila - quase o DOBRO do q custava no início)!

      Abs!

      Excluir
    4. Explica mas não justifica. rs

      Mas é bem provável que seja isso mesmo...

      Excluir
  45. A eaglemoss consegue ser, ao mesmo tempo, a pior é a melhor editora em matéria de colecionismo. Melhor, porque tem,em seu catálogo, os melhores produtos para os comentários. A pior porque trata os seus clientes e consumidores como lixo, fazendo coisas porcas, como as descritas neste texto. Eu não sei qual é a relação da eaglemoss inglesa com a eaglemoss brasileira. Se uma é filial da outra ou se a brasileira é independente da inglesa. Não acredito que a matriz deixaria a filial fazer tanta besteira assim com o nome dela. Como eu te disse uma vez, a eaglemoss brasileira tem como sócios o pessoal da mythos, que antes, foram editores da abril.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "a eaglemoss brasileira tem como sócios o pessoal da mythos, que antes, foram editores da abril."

      É a primeira vez que vejo essa informação, Andre. Por isso confesso que tenho minhas dúvidas em relação a autenticidade da fonte de onde você extraiu a mesma.

      Você poderia indicar algum um link?

      De qualquer forma, desconheço prática similar adotada pela empresa em seu histórico de publicações e muito menos por parte da Editora Abril, quer os mesmos profissionais da Mythos tenham trabalhado nela ou não.

      A decisão final por trás da utilização ou não do subterfúgio das páginas pretas é de responsabilidade de quem gerencia o setor comercial da empresa que hierarquicamente está acima do editorial.

      Uma das maiores provas disso, (por falar em Abril) foi a imposição dê se antecipar Guerras Secretas, anos antes do momento cronológico adequado.

      Nos podcasts do Jotapê e Leandro del Manto no UHQ e no livro do Alexandre Morgado (Marvel - A Trajetória) temos além dessa, outras situações que evidenciam o processo.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    2. Bem, eu não sei direito quem assume as responsabilidades no caso da Eaglemoss... Só o q sei nesse sentido, é q ao menos uma parte das pilantragens (ou até a totalidade se bobear) vem lá de fora mesmo: Tipo, a "recauchutagem" de peças mal-feitas q NÃO servem pros padrões Europeus e q são "DESOVADAS" aqui pro Brasil (ou vcs acham q o LIXO de miniaturas mal-pintadas e defeituosas seria vendido lá fora? Q nada: "manda tudo pro Brasil" - deve ter ordenado algum filho da puta por lá, rs)!

      A parceria entre algumas editoras (Panini, Mythos, Salvat e Eaglemoss) existe sim (tanto q o "X-9" aqui do blog transita bem entre elas, rs)... mas já não sei explicar "quem é quem" no quadro de cada uma (ainda mais q essa "parceria" é frágil sob vários aspectos - e gera mta picuinha e guerrinha de egos entre editores e funcionários)!

      Abs!

      Excluir
    3. Vamos, há um tempo atrás eu estava sem fazer nada no escritório (o ócio e f...) e resolvi fazer uma busca na junta comercial de sp dos sócios da eaglemoss. Foi aí que obtive está informação. Mas não tenho como lhe afirmar se eles tem gerência na empresa ou se são só sócios figurativos, pois a legislação brasileira obrigada a empresas estrangeiras terem sócios de nacionalidade brasileira.

      Excluir
    4. Oi, Andre... Puxa, eu não sabia dessa obrigatoriedade das empresas estrangeiras terem sócios brasileiros!

      Mas tiro o chapéu pra vc... Pois aproveitou de forma produtiva e interessante o seu tempo "ocioso": Eu já sou BEM mais medíocre qdo tô entediado e me limito a ficar postando memes e gracinhas nas redes sociais, rs!

      Abs!

      Excluir
    5. Essa obrigatoriedade de sócios foi um dos fatores da Mythos ter sido a alavanca da grande mudança na Marvel amos atrás, com o sucesso das vendas do Ultimate Homem Aranha ainda na fase da Abril e com as Premiun fora das graças do público a Panini viu a possibilidade de entrar no mercado com os personagens que ele representava pessoalmente mudando a iniciativa das Premiun e tirarando a maior parte do valor de lucro do intermediário (Abril) mas para isso ela precisava de uma empresa com infra estrutura de tradução e editoração e cujos membros pudessem ser colocados como parte dos sócios da Panini Brasil (essa exigência da lei) e na época a única editora que tinha esse perfil era a Mythos (a Globo estava muito afastada de produção de revista em quadrinhos em massa nas bancas, salvo a Mônica que era na verdade produto da MSP - Mauricio de Sousa Produções - e apenas distribuída pela Globo, além disso era uma editora multimidiática no porte da Abril o que apenas serviria para voltar a figurar como intermediário na produção). Por outro lado a Mythos já era conhecida do pessoal da Panini Itália por publicar algum material que eles representavam também da Marvel UK e da Ultraverse (editora Malibu) que tinha sido comprada pela Marvel mas manteve uma linha de quadrinhos separada por algum tempo mesmo usando alguns personagens Marvel nas histórias. Algumas pessoas já me disseram que essas publicações já eram uma tática de aproximação com a editora italiana visando parceria caso ela entrasse diretamente no mercado brasileiro...
      Cesar Leal

      Excluir
    6. Olá Andre, valeu pelos esclarecimentos.

      Então o ponto em questão é SE a Mythos tem ou não gerência nas decisões editoriais da Eaglemoss.

      Olha, prefiro acreditar que não, dado o bom histórico da empresa no segmento.

      - - -

      Cesar, em relação a tática de aproximação da Myhtos junto a Panini, o Leandro del Manto, (na época editor da Pandora) dá um depoimento sobre o assunto ao Alexandre Morgado no livro Marvel - A Trajetória, nesse sentido.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    7. Valeu mesmo pelos esclarecimentos, Cesar...

      É mto interessante mesmo essas manobras estratégicas q as empresas precisam fazer pra ampliarem seus negócios. A Mythos fez mto bem nessa jogada e eu lembro qdo ela começou no ramo: pois foi bem na fase q eu tava voltando pro colecionismo. Acho q meu 1° gibi da Mythos foi: "Ruínas"!

      Abs!

      Excluir
    8. Leo,
      A Mythos teve um início "comendo pelas beiradas" mesmo, lembro de um comentário de um editor da Abril na época questionando quem era a Mythos para ser considerada editora de porte no país?... Claro que se víssemos o início amador da empresa em comparação com os gigantes da indústria da época como a Abril e a Globo (apesar de poucos lançamentos das HQs ela tinha história e ainda era a casa da Turma da Mônica na época) parecia que ela não era ninguém na "fila do leite" mas lembro que quando comprei a mini do Hellboy, que era algo que eu queria muito e era esnobada pela Abril, pensei que ela poderia realmente conquistar uma bela fatia do mercado...

      Excluir
    9. E aí... blz?

      Não sei quem foi o editor da Abril que proferiu essa frase, rs... Mas isso é um belo exemplo de como não se deve menosprezar ninguém: Mto menos um concorrente q comece de forma tímida (como foi a Mythos)!

      O mundo sempre dá voltas... e logo q a Mythos surgiu, começou tbm a derrocada da Abril no ramo de super-heróis (eles já tavam "pela bola-8" mesmo)!

      Abs!

      Excluir
    10. Eu acho que foi uma frase mais provocativa entre colegas de profissão do que diminutiva, afinal um dos fundadores da Mythos é ninguém menos do que o Hélcio de Carvalho, que "consertou" a Marvel no Brasil, junto com Jotapê.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    11. Não sei, o pessoal da Abril era muito arrogante nesse tempo.

      Excluir
  46. Leo, espero que esse fato não aconteça com a coleção de "A Espada Selvagem de Conan", quando e caso ela realmente chegue ao Brasil.

    Já pensou, um daqueles volumes bacanas dessa que eu considero a melhor de todas coleções que formam imagens nas lombadas (a coleção sobre o Cimério) vier com lotes de páginas pretas, cinzas, amarelas, rosas ou sei lá qual outra cor que esses "editores" acharem mais atrativa para "compor" o número mínimo de páginas por volume para não prejudicar o mosaico final?

    Ah! Não, não na coleção do Conan.

    Até a próxima, amigo.

    Michel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Michel... blz?


      Eu te confesso q a "Coleção do Conan" é a q eu mais espero entre todas q um dia seja publicada por aqui... PORÉM, não escondo o receio q tenho tbm dela acabar caindo nas mãos da Salvat ou Eaglemoss (acho ambas as PIORES editoras em atuação no mercado nacional atual)!

      O q me preocupa mais em relação ao "CONAN"... seriam os ERROS de revisão e a tradução: 2 fatores q podem ferrar de vez com a coleção toda se forem mal conduzidos (e PROVAVELMENTE essas 2 editoras iriam SIM - pelo q temos visto até aqui - fazer um péssimo trabalho nesse sentido)! Imagine aquele texto mais poético e rebuscado da "ESC" nos gibis da Salvat e Eaglemoss? onde nem o português mais BÁSICO costuma ser revisado? Não tem condições, né?

      Eu qro MTO essa coleção do Cimério... mas por uma editora decente q saiba fazer o melhor trabalho possível!

      Abs!

      Excluir
    2. O problema dessa coleção sair pela Deagostini seria o fato deles manterem essas coleções de forma semanal, o que acaba fazendo muito leitor desistir (foi como procederam com a Star Wars) sei que é a praxe lá fora dessas coleções mas a realidade brasileira é mais complicada.
      Cesar Leal

      Excluir
    3. Oi, Cesar... blz?

      Tem esse lado mesmo: Acho q a Deagostini exagerou no ritmo acelerado de SW (semanal é fóda pra manter $$$)... sem falar q na correria, acabaram lançando mta coisa fora de ordem e várias ed. se perderam na distribuição pras bancas (foi o q me levou a desistir da coleção na época)!

      Abs!

      Excluir
  47. Fala, Leo! Tudo blz?

    Já que o assunto são as coleções, vou fazer uma análise rápida sobre como elas estão saindo na banca que eu frequento:

    - capa preta - recebe um número bom de exemplares e só sobra quando é relançamento. De resto, tá vendendo tudo. É a que eu compro com mais frequência.
    - capa vermelha - recebe uma boa quantidade também, mas aqui o negócio tá bem mais lento. De um fim de semana pro outro, a quantidade de exemplares de uma mesma edição permanece quase o mesmo. Até vende, mas tá muito lento e não tem mais o público que a capa preta tem. Peguei numeros aleatorios por um bok tempo, mas parei de comprar.
    - eaglemoss - recebe pouquíssimos exemplares, o que não quer dizer que vende rápido. Comprei números aleatórios. O último que eu peguei foi do Lanterna Verde. Agora por 50 reais, nem olho direito o que tá vindo.
    - Homem Aranha - recebe quantidades grandes, o último foi Feroz. Tá vendendo bem pouco, pelo que eu vejo. Não só pelas edições que ficam lá 2 semanas inteiras e a pilha quase não abaixa, mas pelas reedições que já começaram. Feroz é o número 5. Sábado agora já tinha uma pilha de relançamento da edição 3, da Saga do Clone. É muito recente!!!! Desse jeito, acho que a coleção pode ser interrompida. Essa eu tô pegando aleatoriamente as que me interessam só.

    Abraço!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leo... Tdo bem?


      Brigadão mesmo pelo panorama apresentado acima sobre o andamento dessas coleções por aí... É interessante mesmo avaliarmos o rumo q elas estão tomando, pois isso reflete o exagero q foi o lançamento quase simultâneo de todas elas!

      De todas, a Salvat preta é a mais popular aqui no sul tbm (acho q o pessoal deve ter decidido seguir adiante e terminar essa antes de se meter nas outras)... E convenhamos: graças aos clássicos, a preta deu uma bela INJEÇÃO de ânimo nos leitores!

      A vermelha tem pecado pela baixa qualidade na seleção de material em geral (e com personagens pouco populares ainda por cima: "Banshee", "Magnus", "Hércules")? Aí fica complicado, né?

      A do "Aranha" eu ainda acho q veio numa hora ruim... Digo, tem mtas coleções em andamento ainda, e ela teria melhores chances se fosse lançada após o término de alguma das outras (e "SE" tivesse uma boa seleção de material tbm, o q não é o caso)! E a "DC" (Eaglemoss) o q mais ferrou ela foram os aumentos sucessivos de preço!

      Abs!

      Excluir
    2. "A vermelha tem pecado (...) com personagens pouco populares ainda por ima: "Banshee", "Magnus", "Hércules")? Aí fica complicado, né?"

      Rs... eu por outro lado adoro essas edições com personagens menos conhecidos, a do Hércules foi um material inédito por aqui e está em minhas preferidas da edição vermelha... Pena que a extensão não deve trazer coisas alternativas como Tigre Branco, Navalha, Valete de Copas, Groot ou Clandestine (só faltam serem anunciadas três personagens lá fora e só de mutantes tem uma lista que não apareceu como Kitty Pride, Gambit, Vampira, etc...) só se eles derem outra extensão (talvez mais 20 para chegar as 120 edições) o que eu não duvido pois parece que a lombada fica se estendendo ao infinito e além...
      Cesar Leal

      Excluir
    3. Tbm não vou duvidar se meterem MAIS UMA EXTENSÃO pela frente, rs...

      A preta teria apenas 60 ed... depois DOBROU e foi pra 120... aí, ainda deram mais um gás e vai fechar em 150! Pq não aconteceria o mesmo com a vermelha tbm, né?

      E bem q podiam ter botado uma ed. pro "VIGIA" tbm... Só com histórias "what if"!

      Abs!

      Excluir
  48. leo, eu estou pensando em começar a ler creepy e cripta mas estou na dúvida sobre o andamento de publicação aqui no Brasil(se está ativo ou quase parando). Vale a pena o material? qual a diferença entre os dois?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cripta tá praticamente parado, deve ter uns 2 anos que não sai nada, a não ser a Vampirella clássica, que é da mesma época/editora. Creepy sairam 3 há anos e não acho que prossiga.

      Excluir
    2. Pois é, as 2 séries tão meio paradas aqui no Brasil... e nem as próprias editoras (Mythos e Devir) devem saber se irão continuar ou não com elas (só esperando mesmo pra ver se elas retornam algum dia - tudo é possível)!

      Mesmo assim, acho q vale a pena pegar as edições q já saíram... pois as histórias são fechadas mesmo e não dependem da continuidade da coleção!

      A diferença é apenas as revistas americanas nas quais elas se basearam... A "Cripta" (Mythos" é a revista "EERIE" americana, enquanto a "Creepy" (da Devir) mantém o mesmo nome da original! As 2 são praticamente iguais e trazem HQs curtas de grandes artistas do passado)!

      Abs!

      Excluir
  49. Questão é simples, compra o q te interessa....Apenas algumas histórias inéditas ou difíceis de encontrar, ficar se apegando a coleção devido lombada mesmo eu q curto muito HQs acho o cúmulo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "eu q curto muito HQs acho o cúmulo"

      Penso que esse é o ponto.

      Tenho percebido que boa parte dos que ainda se apegam, o fazem pelo fator decorativo, sem contar a doce ilusão que o mesmo será um grande investimento.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
  50. E com isso a De Agostinini perdeu a chance de inovar na coleção Guerra nas Estrelas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Deagostini parou em SW... e não voltou mais pro ramo das mega-coleções do tipo!

      Abs!

      Excluir
  51. Leo
    se tem uma coisa q poa ta em primeiro e em apresentadora mais chata do jornal do meio dia.Cristina Ranzolin.As criticas a PM sao ridiculas.
    Abs

    Leo Cabral

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha... Eu conheço essa apresentadora só de ouvir falar (MAL) a respeito: pois não assisto NADA de telejornais locais, rs!

      Abs!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...