30/03/2016

As Relíquias do "Colecionador Fantasma" (Parte 6): A "Super-Noiva" do Homem de Aço...

O "Colecionador Fantasma" ataca novamente em mais uma colaboração especial aqui no "Submundo".... São gibis clássicos realmente muito antigos de seu acervo pessoal (em impressionante estado de conservação) e com certas capas vistas de forma EXCLUSIVA por aqui (algumas delas não se encontram nem nos maiores sites de capas do Brasil):

"Super-Moça - E a Super-Noiva do Super-Homem", "Flecha Ligeira", "Capitão César", "Mortadelo e Salaminho", "Fantasma - A Volta do Ditador", Os "Sobrinhos do Capitão", "Superboy" (Krypto - O Superastro de Hollywood), e Muito Mais!     

Confira abaixo (e não percam amanhã a "Parte 7" dessas relíquias do passado):

O "Colecionador Fantasma" tem - indiscutivelmente - um dos maiores e mais raros acervos de quadrinhos do país... E escolheu o "Submundo" (graças a deus, rs) pra compartilhar as CAPAS raríssimas e imagens desse verdadeiro registro histórico do mercado nacional de HQs. Nas 5 postagens anteriores desta coluna (que foi um dos maiores destaques de 2015 aqui no blog), vimos que a coleção desse ilustre colaborador data desde o início da 2º Guerra Mundial (!) e que (sabe-se lá por qual milagre) continuam em perfeito estado de conservação (as imagens postadas aqui são escaneadas SEM retoques)!   

Pra embarcarmos em mais esta viagem pelo "Túnel do Tempo".... Resolvi começar pela "Super-Moça" (que anda bombando na mídia graças ao seriado de TV). Nesta edição da EBAL de 1970, a prima mais querida do "Superman" parece enciumada diante da "Super-Noiva" do Homem de Aço, que parece escolher suas mulheres pelas iniciais com a letra "L" - Aí, a tradução da EBAL "matou a piada" ao chamar a "Lois" de "Míriam", rs (leiam os balões de texto na capa que abre esta matéria pra entenderem melhor do que estou falando)! 

Ainda no universo do "Super"... As edições de 1966 e 1967 das revistas: "Superman BI" (ô nomezinho suscetível à gracinhas, rs) e "Superboy", apresentam (respectivamente): A "Invasão dos Super-Homens em Kandor" e "Krypto - O Superastro de Hollywood" (2 histórias bem no clima da "Era de Prata"). Coitado do "Superboy": Abandonado por seu próprio cachorro (ninguém merece tanta humilhação assim, rs) agora uma celebridade nas telas!

O "Flecha Ligeira"... É o gibi mais antigo desta fornada de HQs raras do "Colecionador". Publicado em 1955 (há mais de 60 anos atrás) o "Flecha" é um personagem que migrou dos programas de rádio pros quadrinhos. Steve Adams era um homem branco criado por índios e que estrelou uma revista própria de relativa longevidade (cerca de 120 edições + 10 almanaques + participações em mix diversos). Pouco conhecido dos leitores nos dias de hoje, o "Flecha Ligeira" ainda é lembrado por alguns de nossos pais e avós!

"Mortadelo e Salaminho"... São sinônimos de diversão nos quadrinhos. As 2 capas acima são das edições nº 1 e 2 da RGE (série iniciada em 1974 e que durou mais de 90 números). Criados na década de 50 pelo espanhol Francisco Ibáñez, a dupla de "Agentes da T.I.A." (Técnicos de Investigações Avançadas) se mete numa confusão atrás da outra e além do gibi da RGE, também já tiveram quase 30 álbuns em formato grande publicados pela Cedibra (embora ainda exista muito material INÉDITO no Brasil - e que mereceria ser resgatado pelas editoras nacionais)!

O "Capitão César"... É um aventureiro e soldado da fortuna criado no final dos anos 20 (com sucesso em tiras de jornal) e cuja capa acima foi tirada de sua breve revista da RGE (que teve apenas 9 edições por volta de 1967). Também de 1967 temos mais uma ed. dos endiabrados "Sobrinhos do Capitão", e de 1969 um "Fantasma - A Volta do Ditador" (que prometia na capa um "mini-gibi" grátis)! 

Até+

PS: E na "Parte 7" das "Relíquias do Colecionador Fantasma" (a seguir no "Submundo")... O destaque principal será um personagem que também anda bombando na TV. Alguém se habilita a adivinhar quem é? Uma chance apenas pra cada leitor (tá valendo um gibi de brinde, rs)! Dica: Tem a letra "E" no nome! 

83 comentários:

  1. hehehehe... a exemplo do detetive da King Features Rip Kirby, que no Brasil virou Nick Holmes, o Capitão Cesar é uma tradução inusitada para o original Captain Easy, mas pessoalmente acho "Capitão Cesar" um nome muito distinto e heroico... Claro que é uma opinião muito parcial...

    Cesar Leal

    ResponderExcluir
  2. Fala, Léo!
    Mais um tour arqueológico, pelas HQs lançadas no Brasil! Muito interessante e válido para observar a curva evolutiva do material.

    Recebi os packs com Rapina, Mestre dos Bonecos, Constritor e Solaris, e felizmente, todas perfeitas! As peças são muito bem feitas, e superiores às imagens do site. Nota 10 para estes packs!

    abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não dei tanta sorte.
      Comprei esses 2 packs e o Thanos. Minha Rapina veio com o braço direito quebrado e o Thanos com a manopla quebrada (acho que como 90% das pessoas que compraram).

      Excluir
  3. Leo, dá uma passada no site Tex Willer Blog e veja o (desanimador) comunicado da Mythos Editora sobre o futuro da linha Bonelli no Brasil...

    ResponderExcluir
  4. Meu primeiro pensamento foi o Demolidor, mas como o Leo disse que é da TV, acho que é SuperGirl.

    ResponderExcluir
  5. ...Elektra!!!
    \°/

    Fala meu caro Léo, tudo bem?
    Tem uma dica de lojas ( sebos )onde posso garimpar HQS, se não neste aspecto mega raríssimo como do Colecionador, mas coisas mais antigas?
    Pode ser até aí no Sul mesmo, ou dicas de leitores aqui de Sp eu aceito tbm rs

    ResponderExcluir
  6. Como sempre grandes relíquias do Colecionador Fantasma. Uma das minhas colunas favoritas.

    Essa primeira capa do Flecha Ligeira quase confundi com alguma do Zagor.

    Sobre a capa do Superboy, é impressão minha ou o Kripto combate ali um Transformer calhambeque? O cara que está dirigindo a cena será o avô do Michael Bay?

    A revista solo da Supermoça era uma fonte inesgotável de momentos WTF. É dessa edição #15 que o Clark e a Kara têm um diálogo típico de primos caipiras do Kansas:

    https://lh3.googleusercontent.com/-9DHZYACcEas/VvvFVjMidzI/AAAAAAAAN5g/89Xwnu5kz_0GD7L4Ixa8-TD_w6dS6-gvQCCo/s0-Ic42/WTF%2BSupercousins.jpg

    (a cara da Kara é impagável)

    E se "Superman BI" já é suscetível a gracinhas nos dias atuais (e "Batman BI", sempre com o Robin a tiracolo nas capas), quem dirá as chamadinhas da capa desse "Mortadelo e Salaminho" #1. Só duplo sentido, rs...

    ResponderExcluir
  7. Fala, Léo!
    Continuando...estas postagens do Colecionador, me remetem ao dia em que fui visitar a Ebal (Bairro de São Cristóvão, Rio).
    Havia uma espécie de ponta de estoque, com muitas revistas, vendidas a preços baixos. Na infância, ficava tentando juntar migalhas da mesada, para alimentar o gosto pelas HQs. Neste dia da visita, fiquei atônito, com o volume de material disponível, e a possibilidade de comprar algo.
    Valeu Léo e Colecionador, pelas postagens, que despertam momentos de memória afetiva desde a infância.
    abs.

    ResponderExcluir
  8. Blz Leo e Colecionador Fantasma,
    demais essas capas,
    nunca tinha ouvido falar no Flecha Ligeira. Parece bom. Pelo jeito tem bastante material para uma possível republicação.
    O Fantasma é um ótimo personagem e bem que merecia uma revista de linha, tipo mensal.
    Mortadelo e Salaminho eu lembro vagamente, mas cheguei a ler algumas histórias deles.
    Valeu por compartilhar mais essa!!

    ResponderExcluir
  9. Que coleção belissima.
    Leo,na sua visão o que torna um gibi raro?
    O personagem é oa Supergirl.

    Assinado:Leo

    ResponderExcluir
  10. "mas pessoalmente acho "Capitão Cesar" um nome muito distinto e heroico"
    Tudo bem Cesar?
    O Capitão Cesar é um dos meus personagens antigos Top 10, por conta do bom humor das histórias. Sempre olhava as revistas do Fantasma e do Mandrake pra ver se vinham histórias do Capitão Cesar, se tinha, eu comprava. Pra mim o personagem secundário era o Fantasma ou Mandrake, e olha que são muito bons.

    ResponderExcluir
  11. Fala ai Leo blz?
    Seria o Deadpool esse tal personagem misterioso.

    ResponderExcluir
  12. Oi Leo!

    Estas publicações da coleção do Colecionador Fantasma continuam ser um deleite para aqueles que viveram esta época ou parte dela, e uma atração à parte para aqueles que não conheceram e hoje estão conhecendo aos poucos graças ao Blog.

    Esta "Super Noiva" tem um visual bem parecido com a Poderosa.Será que serviu de inspiração para a personagem? E olha que é uma história que tem a Supergirl, que tem relação muito íntima (no bom sentido!) com a Poderosa!

    Às vezes me pego perguntando o porquê de certos personagens importantes da DC não terem ganhado miniatura na coleção da DC como por exemplo o Krypto!

    Se temos dois macacos (Grodd e Detetive Chimp)na coleção por que não um cão?

    Eu ainda cho a coleção DC controversa em relação a alguns personagens. Não é de admirar que a coleção perdeu força com uns personagens que deveriam ficar lá pelo fim da coleção como o Raio Negro (da DC!), Cosmic Boy, dentre outros!

    Sei quem é o personagem misterioso que você está falando: É o Arqueiro Verde! Que é um personagem lá das antigas (criado em 1941)e possui muito material da década de 40, 50, e 60; e se encaixa perfeitamente nas postagens do Colecionador Fantasma!

    Que encadernado é este do Capitão Marvel que a Panini está lançando?

    http://www.comix.com.br/product_info.php?products_id=26217

    Me parece ser mais um daqueles caça níqueis bem sem vergonha, já que o Capitão Mar-Vell continua morto no Universo Marvel.

    Não sei se merecia este tratamento de luxo e ser pertencente à coleção Deluxe capa preta, mas enfim, boa sorte para quem comprar!

    Abraços!!

    ResponderExcluir
  13. "pessoalmente acho "Capitão Cesar" um nome muito distinto e heroico... Claro que é uma opinião muito parcial..."


    Pq será, não é mesmo, "Capitão"? rs!

    Mas essas traduções eram mto estranhas mesmo, pois acabavam destoando mto dos originais... Essa da "Míriam Lane" era totalmente desnecessária, da mesma forma q não sei de onde tiraram a ideia de transformar o original em "Nick Holmes" (q por coincidência: estará na "Parte 7" q vai ao ar daqui a pouco, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  14. "Mais um tour arqueológico, pelas HQs lançadas no Brasil! Muito interessante e válido para observar a curva evolutiva do material."


    E aí, Victor... blz?

    Tbm gosto mto de comparar o mercado de HQs de antigamente (cerca de meio-século atrás) com o q vemos atualmente nas bancas: Os personagens q nossos pais e avós curtiam e os q a nossa geração curte e consome (Será q um "Flecha Ligeira" ou "Cap. César" teriam espaço no mercado atual se fossem publicados hj? Sempre reflito sobre essas possibilidades nerdísticas/saudosísticas, rs)!

    Qto às miniaturas... Tbm recebi os "PACKS" e veio tudo inteiro (graças aos céus). Gostei mto de todas as peças q vc citou, e a minha favorita entre todas acabou sendo justamente o "Constrictor" (o restolhaço supremo da coleção, rs - junto ao "Valete de Copas": restolhos de 5º categoria q renderam peças mto bem feitas e essenciais - pro meu gosto, é claro)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  15. "Minha Rapina veio com o braço direito quebrado e o Thanos com a manopla quebrada"


    E aí, Daniel... blz?

    Eu já pedi 2 "Thanos"... Um veio perfeito e o outro com a manopla quebrada tbm (isso foi uma falha recorrente de fabricação pelo visto)!

    Mas colei e ficou impecável - nem tem mais como saber qual era o inteiro e qual era o quebrado (nada como uma Bonder-GEL pra resolver essas tretas, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  16. "Seria o Demolidor????"


    E aí, Wellington... blz?

    Não: Receio dizer q ninguém acertou o desafio (nos próximos minutos revelarei quem era o misterioso personagem na "Parte 7" da postagem q estou finalizando)! Mas obrigado por ter participado (de vez em qdo vou largar uns desafios assim no blog pra incentivar uns sorteios, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  17. "veja o (desanimador) comunicado da Mythos Editora sobre o futuro da linha Bonelli no Brasil..."


    E aí, Fernando... blz?

    Me avisaram ontem à tarde sobre esse comunicado e é bem desanimador mesmo... É um reflexo da crise econômica pela qual o país está passando (e q sabe-se lá qdo irá acabar) e é triste ver q as baixas vendas de HQs acabam atingindo até mesmo ícones q nem o "TEX" (imagine o q sobra então pra personagens menos conhecidos, né)?

    Abs!

    ResponderExcluir
  18. "Arqueiro Verde?"


    Nops... Sorry, Baldino, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
  19. "Meu primeiro pensamento foi o Demolidor, mas como o Leo disse que é da TV, acho que é SuperGirl."


    E aí, Diego... blz?

    Tbm já arriscaram o "Demolidor"... mas não era (eu nem cogitei usar um personagem tão famosão da TV agora, hehe)! E a "Supergirl" eu já comentei neste post (nos próximos minutos o mistério será revelado, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  20. "O Arqueiro Verde talvez?"


    Oi, Lucas... Por incrível q pareça, nem pensei no "Arqueiro" (apesar dele ter várias letras "E" no nome, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  21. "Tem uma dica de lojas ( sebos )onde posso garimpar HQS, se não neste aspecto mega raríssimo como do Colecionador, mas coisas mais antigas?"


    Oi, Marcelo... Tdo bem?

    Sim, com certeza... Conheço um sebo q reabriu aqui em POA (após 20 anos fora da ativa aqui na cidade) e q possui mto material antigo em perfeito estado!

    Trata-se da loja "Rarities" (na Mal. Floriano, 91/814 - centro). Em breve eu estarei postando aqui no blog uma matéria completa sobre a loja (com todos os contatos - mail, telefone, etc) e mtas FOTOS - Fique ligado (tô em fase de ajeitar as fotos pra postar essa matéria no ar assim q possível)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  22. "Sobre a capa do Superboy, é impressão minha ou o Kripto combate ali um Transformer calhambeque? O cara que está dirigindo a cena será o avô do Michael Bay?"


    E aí, doggma... blz?

    Hahahaha... pior, né? Nem tinha me ligado nisso na hora, mas acho q temos aí um legítimo precursor (protótipo) dos "Transformers" (e de quebra: um antepassado do Michael Bay, rs)!

    O "Flecha" tá com pinta de "Zagor" nessa capa mesmo... E a "Supergirl" sozinha já renderia uma série de postagens só com esses momentos WTF da Era de Prata, rs! Hilária mesmo a cara q ela fez qdo recebeu uma "DIRETA" do "Super", rs! Uma das coisas mais bizarras q já rolaram com a super-moça foi aquele cavalo apaixonado por ela (e planejando até eliminar os namorados "humanos" da moça): Troço mais doentio de quem teve essa ideia na época, hehe!

    E qto ao "Mortadelo"... Fala sério: "CRESCÊNCIO, o Rápido" e "Jack - O DESLIGUIÇADOR" é pra fechar com chave de ouro, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A expressão do Superman nesse diálogo: ( ͡° ͜ʖ ͡°)

      Excluir
  23. "estas postagens do Colecionador, me remetem ao dia em que fui visitar a Ebal (Bairro de São Cristóvão, Rio)."


    Q sorte a sua ter tido esse privilégio, hein Victor?

    Fico feliz q esta série de postagens feitas em colaboração com o "Colecionador" estejam reativando memórias do passado de mtos leitores (as minhas inclusas, é claro)!

    Sempre quis conhecer essas grandes editoras do passado: Especialmente a EBAL (por ter sido a 1º a publicar a Marvel da Era de Prata no Brasil)... Ironicamente, não tenho mta vontade de conhecer as atuais (digo, talvez fosse interessante, só não me desperta aquela vontade de ter conhecido as q marcaram época mesmo)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  24. "nunca tinha ouvido falar no Flecha Ligeira. Parece bom. Pelo jeito tem bastante material para uma possível republicação."


    E aí, Fabiano... blz?

    Valeu mesmo por ter curtido esta postagem (a "Parte 7" vai ao ar daqui a pouco)... E por incrível q pareça, o "Flecha Ligeira" andou tendo algumas histórias republicadas em 2015 numa revista com venda on-line: O "Almanaque Rocky Lane"!

    O "Flecha" tbm apareceu num gibi q eu mesmo nem sabia da existência (até pouco tempo): "O Bom e Velho Faroeste" (da editora "Júpiter II"). Inclusive, o "Flecha "estampou algumas capas dessa revista (q trazia histórias inéditas dele e de outros heróis do oeste)!

    E o "Fantasma" merecia mesmo uma revista mensal (de preferência q republicasse os "almanaques" da RGE)... q fase boa era aquela (todos os gibis dele na época eram uma leitura mto agradável)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  25. "Leo,na sua visão o que torna um gibi raro?"


    E aí, Leo (xará)... blz?

    Bem, do meu ponto de vista... Um gibi passa a ser RARO qdo o material é pouco conhecido dos leitores por ter sido lançado há mtos anos (ou décadas) atrás e nunca (ou poucas vezes) ter sido republicado!

    Por exemplo: Considero todas essas revistas postadas aqui (nesta coluna) como sendo bastante raras... Nunca li e nem vi pra vender em sebos esses gibis do "Flecha Ligeira" (q eu mal tinha ouvido falar tbm). Tbm não se vê as editoras republicando material dessa fase mais clássica do "Superman" e "Supergirl" da Era de Prata (pra conseguir esse material, só garimpando as ed. da EBAL em sebos)! Da mesma forma, esse nº 1 do "Mortadelo" é tão difícil q sua CAPA nem mesmo aparece no "Guia dos Quadrinhos" (por isso q eu falei q algumas capas postadas nesta coluna são raríssimas de se achar até em sites gigantes de quadrinhos)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  26. "O Capitão Cesar é um dos meus personagens antigos Top 10, por conta do bom humor das histórias."


    E aí, Colecionador... blz?

    Eu não sabia q ele estava no seu "TOP 10" de clássicos... e nunca li o "Cap. César" (parece ser bom mesmo pra estar nesse seu patamar de preferência, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Odeio me repetir mas com esse nome... Tem que ser de qualidade... :-)

      Cesar Leal

      Excluir
    2. Brincadeiras a parte, é um personagem com uma história curiosa. De início ele era um coadjuvante eventual para o ´personagem principal "Wash Tubbs" que no Brasil traduziram como Tubinho, se não me falha a memória, mas os leitores da tira de jornal gostaram tanto que ele se apropriou do título e transformou Tubinho em seu "sidekick...

      Excluir
    3. Na verdade Wash Tubbs continuou o protagonista nominal da tira, embora o Captain Easy dividisse o protagonismo. Só que quando a série ganhou páginas dominicais elas tinham só material do Easy e o nome dele no título.

      Excluir
  27. "Seria o Deadpool esse tal personagem misterioso."


    E aí, Guilherme... blz?

    O "Deadpool" nem era nascido ainda na época do "Colecionador", rs! Mas por falar nisso: Comprei hj o "Deadpool Clássico" (q chegou nas bancas)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  28. "Esta "Super Noiva" tem um visual bem parecido com a Poderosa.Será que serviu de inspiração para a personagem? E olha que é uma história que tem a Supergirl, que tem relação muito íntima (no bom sentido!) com a Poderosa!"


    Oi, Elcio... Tdo bem?

    Puxa, vc tem razão mesmo... Nem tinha me ligado nisso (crédo, ando tão desligado: tbm não reparei no "Calhambeque Transformer" q mencionaram acima, rs)! Mas realmente, parece q estamos diante de uma "inspiração" (protótipo) pra "Poderosa", hein?

    Sem falar q essa "Super-Noiva" tbm é coisa de outra realidade e tem semelhanças físicas com a "Supergirl" (já citadas na capa da edição até)! O uniforme dela tbm lembra o da "Poderosa" (q oficialmente teria sido criado mtos anos depois)! Bem observado mesmo, Elcio!

    Sobre as "miniaturas"... Tbm acho q foi uma falha da coleção ter empurrado pra frente personagens q deveriam ter saído antes de certos restolhos. Por exemplo, a "Batgirl" q VALE (Bárbara Gordon) tocaram lá pra frente (lançando antes a "cassandra"). E o "Constantine" é um dos últimos (quase ficou de fora, já q cancelaram a coleção apenas 5 peças depois dele)!

    O "Krypto" podia ter saído sim... Pois acho ele mais importante (e com mais apelo comercial) q o "Detetive Chimp". Putz, até o "BAT-MIRIM" faz parte da coleção, pq não justo o cachorro do "super"? rs (q até desenho animado já estrelou na TV)!

    Sobre o personagem misterioso... Ninguém matou essa charada mesmo (q será revelada agora nos próximos minutos - assim q eu tomar um café pra me acordar melhor e terminar de revisar o texto da nova postagem, rs)!

    E q picareta esse encadernado do "Cap. Marvel", hein? Nem sabia q iam lançar isso (e nem precisavam - com tanta coisa mais importante pra ser publicada)! Pela sinopse, é material interligado com a "Invasão Secreta" e suponho q esse "Marvel" seja aquele SKRULL q acreditava ser de fato o herói! Eu nem passarei perto dessa edição, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo. Resolveram botar capa dura no pior tie-in de Invasão Secreta.

      Excluir
  29. " veja o (desanimador) comunicado da Mythos Editora sobre o futuro da linha Bonelli no Brasil"
    O Dorival voltou a postar lá dizendo que qualquer corte não seria pra esse ano. As revistas da Mythos, mesmo a Tex mensal (que já não compro) não são baratas, o problema é a pouca procura.Como em Tex em Cores,o problema de agrilhoar leitores com o continua no próximo número não cabe mais hoje.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é... Eu sou um q nunca me interessei em colecionar o "Tex em Cores" justamente por não fechar as histórias e arcos na mesma edição!

      Há quem goste do famigerado: "Continua na próxima edição"... Mas não é meu caso (sou da turma q prefere sagas completas)! Do "Tex", só compro: "Ed. Histórica", "Ouro", "Gigante", "Almanaque", e "Anual" (q trazem HQs completas)!

      Abs!

      Excluir
  30. "Tem uma dica de lojas ( sebos )onde posso garimpar HQS"
    A garimpagem tem ficado muito difícil, por conta de preços abusivos mesmo em revistas não tão raras, aliais o passar do tempo já é fator contrário, quanto ao estado. Achar, acha, mesmo no ML já vi muitas edições difíceis a ótimo preço. Mas hoje temos um grande filão redescoberto pelas editoras nas republicações, que não são poucas, e creio que vão aumentar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tbm acho q os sebos eram mais competitivos no tempo em q as republicações de material antigo eram mais raras no mercado nacional!

      Hj em dia temos "CHMs", "Lendas", "Salvat", "Pixel", e várias outras coleções especializadas em republicar material do passado. Claro q mta coisa ainda é melhor ter em versões originais da Ebal, RGE, e Abril... o q quero dizer é q QUANDO encontramos revistas antigas dessas editoras, o preço costuma ser pouco convidativo (o q acaba empurrando o leitor pras coleções atuais de repetécos)!

      Abs!

      Excluir
  31. "Seria o Demolidor????"
    DD só bombou mesmo com Frank Miller, aliás as melhores histórias estão todas sendo republicadas em material mais perene. Suas histórias anteriores (BHM) acho muito legais vistas hoje com perspectiva filtrada, mas na época quando ia pra cadeira de balanço ler as compras recentes, nunca estava entre as que mais gostava.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas o "Demolidor" poderia ter sido uma boa opção pra ser o tal "personagem misterioso" q anda bombando na TV:

      Afinal, ele teve material bem antigo pela EBAL (e q de quebra ainda trazia a 1º aparição do "Homem-Púpura" - chamado de "Pé-Na-Cova", hehe - q tbm tá bombando no seriado da "Jessica Jones")! Seja como for, não era dele q eu estava falando (seria mto "fácil", rs)!

      Abs!

      Excluir
  32. "Arqueiro Verde?"
    Este era outro que usavam só para completar páginas nas revistas do Batman ou Superman, sem muito apelo. Injustiça, porque já vimos que um arqueiro pode ter excelentes histórias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, o Arqueiro era personagem de capa na More Fun Comics! Melhor que o Aquaman, que era publicado na mesma revista e NUNCA teve direito a uma capa...

      Curiosidade: A primeira aparição do Aquaman em uma capa foi na primeira HQ da Liga da Justiça! Esse é eterno coadjuvante...

      Excluir
  33. "SuperGirl"
    Sabia que ela já teve duas cabeças?

    ResponderExcluir
  34. "Elektra!!!"
    Vixe, essa eu peguei no colo. rsrsrs

    ResponderExcluir
  35. "Sabia que ela já teve duas cabeças?"


    E aí, Colecionador... blz?

    Não sabia dessa não... Se vc lembrar em q revista saiu isso, por favor: me avise (vc sabe q adoro essas bizarrices, rs)!

    E o "Arqueiro Verde" do KIRBY será q chegou a ser publicado aqui no Brasil? (a 1º vez q li um gibi dele já foi naquela revista q ele dividia com o "lanterna" na Ebal formatinho (em cores)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  36. "Supermoça era uma fonte inesgotável de momentos WTF"
    Concordo Doggma, ela era a área de recreação (no bom sentido) dos roteiristas. Tudo de louco que queriam fazer com Superman, jogavam pra ela. São histórias que hoje estão entre as minhas preferidas pra descontrair.
    Nessa revista do Superboy tem uma história da Legião dos Heróis Substitutos, formada pelos candidatos rejeitados pela Legião dos Super-Heróis que viviam numa caverna ajudando secretamente a Legião dos Super-Heróis enquanto choravam suas mazelas por se sentirem rejeitados, assim como Superboy chorou pelos cantos por causa da rejeição de Krypto, e por aí vai... Pela biografia de muitos roteiristas da época nota-se que sofreram muita rejeição adolescente.

    ResponderExcluir
  37. Victor você sabia que Aizen não admitia enviar as revistas do encalhe pra reciclagem de papel, ou vendia baratinho nas feiras da editora ou mandava distribuir nas escolas. Era comum professoras visitarem a editora e conseguirem distribuição para as suas turmas. Aizen dizia “cada criança uma revista”

    ResponderExcluir
  38. Fabiano o caso de Flecha Ligeira é curioso, porque as histórias são legais, mas não justificam o tamanho do sucesso que fez, tem mais a ver com a figura do personagem, o traço... sei lá. Se ficar olhando as capas vai dar vontade de ler.

    ResponderExcluir
  39. “Será que serviu de inspiração para a personagem?”
    Acho bem provável Elcio, inclusive porque Poderosa a princípio, era A Kara Zor-El (sobrevivente de Krypton e prima do Superman) na Terra-2.

    ResponderExcluir
  40. Que encadernado é este do Capitão Marvel que a Panini está lançando?
    Tudo bem Elcio, é aquele arco que saiu em Avante Vingadores (1ª série) onde mostra a volta do Capitão Marvel, mas suspeitavam que seria um skrull.

    ResponderExcluir
  41. "De início ele era um coadjuvante eventual para o ´personagem principal "Wash Tubbs" que no Brasil traduziram como Tubinho"


    E aí... blz?

    Pelo q pesquisei sobre o personagem... Rolou essa reviravolta mesmo, rs:

    O coadjuvante q ganha destaque e passa a ser o PRINCIPAL depois: Aliás, sabe q isso me deu uma ótima ideia aqui pro blog? Pensei numa postagem sobre coadjuvantes q passaram a atrair os holofotes pra si (pode render assunto, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais radical foi com a tirinha Barney Google, que foi efetivamente tomada por um personagem caipira chamado Snuffy Smith. O Google sumiu da série e virou nome de motor de busca...

      Excluir
    2. Engraçado, depois de comentar sobre o Cap César tirar a titularidade do Tubinho lembrei de uma série de casos parecidos, pensei em te propor em fazer um texto, mas vc acabou pensando da mesma forma...
      Cesar Leal

      Excluir
  42. "É isso mesmo. Resolveram botar capa dura no pior tie-in de Invasão Secreta."


    Oi, SEMI... blz?

    Essa eu vou pular com gosto então, rs... Só lamento pelos fãs do "Cap. Marvel" q comprarem essa edição achando q é do "verdadeiro" (vou avisar com mais ênfase aqui no blog na próxima postagem de notícias)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  43. "Curiosidade: A primeira aparição do Aquaman em uma capa foi na primeira HQ da Liga da Justiça! Esse é eterno coadjuvante..."


    Puxa, dessa eu não sabia, Hunter...

    Pensei q o "Aquaman" tivesse tido direito à umas capas durante o período inicial em q foi criado (início dos anos 40)! O coitado não nasceu pra sentar na janelinha mesmo, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem nasceu para Aquaman nunca chega a Arqueiro Verde!

      Excluir
  44. "Legião dos Heróis Substitutos, formada pelos candidatos rejeitados pela Legião dos Super-Heróis que viviam numa caverna ajudando secretamente a Legião dos Super-Heróis enquanto choravam suas mazelas por se sentirem rejeitados"


    Mas q bando de losers, hein? rs!

    Se prestarem a viver numa caverna ajudando ("secretamente" ainda por cima) quem os rejeitou... Q falta de uma louça pra lavar, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A melhor história deles é um crossover com o Ambush Bug escrito pelo Keith Giffen. MUITO engraçado!

      Excluir
  45. "Poderosa a princípio, era A Kara Zor-El (sobrevivente de Krypton e prima do Superman) na Terra-2."


    A "Poderosa" já teve sua origem mudada e retconeada algumas vezes... Nem sei mais o q vale ou deixou de valer na cronologia dela, mas sei q é uma das personagens femininas q eu mais gosto na DC (e não é só pelo TURBO, rs - acho ela uma representante mto forte pras mulheres da DC: junto com a "MM", "Canário" e "Mulher-Gavião")!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Da última vez que chequei, desistiram de vez das origens toscas (como ser neta de um feiticeiro da Atlântida) e passou a valer que ela sempre existiu na cronologia pré-Novos 52. De fato, ela e o Pirata Psíquico foram os únicos personagens de todo o UDC que sobreviveram incólumes aos eventos de Crise nas Infinitas Terras. Não por algum mérito em especial, mas por erro editorial mesmo, rs. Mas rendeu uma interessante abordagem sobre essa situação singular naquele "DC Apresenta" #1:

      http://www.guiadosquadrinhos.com/edicao/dc-apresenta-n-1/dc01101/19690

      Pena que não deram continuidade.

      Excluir
  46. "Na verdade Wash Tubbs continuou o protagonista nominal da tira, embora o Captain Easy dividisse o protagonismo. Só que quando a série ganhou páginas dominicais elas tinham só material do Easy e o nome dele no título."


    Valeu mesmo, Hunter...

    Pelo visto, a série ficou pequena demais pros 2, rs... Vou se acho algum pack de tiras e histórias dessa fase pra conferir (fiquei curioso de tanto falarem bem desse material)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Fantagraphics fez uma bela edição das páginas dominicais coloridas do Captain Easy do Roy Crane (o autor original), mas sinceramente vale mais a pena procurar as tiras diárias P&B, que eram todas desenhadas com tramas. Crane foi O pioneiro nessa técnica - e ninguém chegou aos pés dele até hoje!

      Só que esse material P&B não é republicado nos EUA há décadas e existe apenas uma série antiga que, bem, não se encontra barato por aí:
      http://stuartngbooks.com/the-complete-wash-tubbs-and-captain-easy-complete-18-volume-set.html

      Há volumes individuais usados na Amazon, você pode tentar comprar um que esteja barato.

      Excluir
    2. Espera, a Fanta publicou um:
      http://www.amazon.com/Hurricane-Isle-Other-Adventures-Captain/dp/1606998099

      Excluir
  47. "O Google sumiu da série e virou nome de motor de busca..."


    Agora imagine os problemas e trâmites legais envolvidos se ainda existisse uma série estrelada por alguém chamado: "Google"...

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Problema nenhum, ele era BARNEY Google...

      Rolou até uma piada na própria tira quando rolou um "crossover" de tirinhas da King Features por ocasião do aniversário de casamento da Belinda (75 anos ou coisa assim). O Snuffy Smith recebe o convite e o carteiro pergunta onde está o Barney Google, ao que ele responde "esse não dá as caras por aqui faz tempo!"

      Excluir
  48. "Quem nasceu para Aquaman nunca chega a Arqueiro Verde!"


    E não adianta nem tentarem deixar com a mesma cara, rs:

    http://giovanni2.bizland.com/store/media/aquaman50.jpg

    Abs!

    ResponderExcluir
  49. "A melhor história deles é um crossover com o Ambush Bug escrito pelo Keith Giffen. MUITO engraçado!"


    O Giffen criou e sempre aproveitava uma chance de incluir o "Besouro Bisonho" em alguma participação especial! Lembro dele no gibi do "Lobo" tbm!

    Abs!

    ResponderExcluir
  50. "Engraçado, depois de comentar sobre o Cap César tirar a titularidade do Tubinho lembrei de uma série de casos parecidos, pensei em te propor em fazer um texto"


    E aí, Cesar... blz?

    Bem, apesar de termos pensado a mesma coisa sobre a ideia de uma postagem assim (com "coadjuvantes fura-olho", rs)... Vou aceitar a sua ajuda (se vc estiver disposto à uma colaboração nesse caso, é claro)!

    Assim, se tiveres algumas sugestões ou mesmo se quiser elaborar o texto e ajudar nas pesquisas: Esteja desde já convidado a colaborar nessa matéria, rs!

    E por falar nisso... Está chegando a hora de mandar pro ar a sua super-matéria sobre os primórdios das HQs. Como te falei antes: Eu estava guardando essa sua postagem pra uma ocasião especial aqui no blog (a mudança de servidor e reformulação do visual: mas como isso tá demorando além do previsto por ser mais enrolado e complicado do q eu esperava, acho melhor antecipar a sua matéria - q tal)?

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria bom sim, já tenho uma coleção de uns quatro casos individualizados de quando dava aulas sobre criação de personagens e roterio em um curso de quadrinhos em Salvador. Daí é só uma pesquisa mais abrangente. Se o Hunter tiver exemplos de personagens europeus que tiverem esse caso de secundários suplantarem o principal seria interessante,lembro do Marsupilami mas nesse caso ele se desenvolveu paralelamente (como o Justiceiro na revista do Aranha) e não se trata de suplantar o titular...
      Cesar Leal

      Excluir
    2. Quanto a matéria, fica como vc achar melhor, hehehehe, se precisar dividir ou não, etc... vc conhece melhor o sistema do que eu, mas se quiser manter ela um pouco mais para frente, como se trata de um assunto sem "prazo de validade" pode ser colocado a qualquer tempo...

      Cesar Leal

      Excluir
  51. "Mas rendeu uma interessante abordagem sobre essa situação singular naquele "DC Apresenta" #1:"


    E aí, doggma... blz?

    Nossa vc não vai acreditar: Eu lembro perfeitamente de ter comprado essa ed. da "Poderosa" (DC apresenta) na época em q saiu, mas acho q me atrapalhei todo e guardei a ed. sem ter lido, rs!

    Por ser fininha (com grampo) eu posso ter misturado com outros gibis já lidos e jogado essa ed. na estante... Não seria a 1º vez q faço algo do tipo (sem querer). Agora vou ter q vasculhar a minha coleção (andar por andar) até resolver esse enigma, hehe!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa merece a revisitada, hein! Não tem muita ação, mas se tiver em mente que o Geoff Johns contextualiza essa irregularidade de forma honesta, sem ignorar os remendos e outras besteiras feitas no passado, vale a pena a leitura.

      Excluir
  52. "A Fantagraphics fez uma bela edição das páginas dominicais coloridas do Captain Easy do Roy Crane (o autor original), mas sinceramente vale mais a pena procurar as tiras diárias P&B"


    Oi, Hunter... blz?

    Puxa, q ótima dica essa do material em P&B... Nesse link q vc postou acima, tem umas imagens q realçam as formas e tons da (belíssima) arte em P&B!

    Encontrei umas imagens coloridas pra comparar... e o P&B tá MUITO melhor! Já botei na lista de futuras importações, rs (apesar da garimpagem q será pra achar - mas a procura é parte da diversão, hehe)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  53. "Espera, a Fanta publicou um:"


    Ops... Melhor ainda, Hunter:

    Respondi acima sem ter lido seu 2º post: Q tornou as coisas mais simples agora, rs! Tá feito então: Valeu mesmo!

    Abs!

    ResponderExcluir
  54. "Problema nenhum, ele era BARNEY Google..."


    Oi, Hunter... Só a nível de curiosidade (pros leitores q estiverem acompanhando este assunto tbm):

    Parte desse material andou saindo recentemente pela Pixel no mix das revistas do "Recruta Zero" (q teve 23 edições) e "Popeye" (cancelada na ed. 7)... Com o título de: "ZÉ Fumaça" (a tradução aqui pro "Snuffy Smith"). Em tempo, eu tenho todas essas ed. da Pixel, mas eram pouquíssimas as pág dedicadas à esse material (afinal, ele já era apenas parte do mix em em um gibi de apenas 64 pág - q precisava dedicar a maioria delas aos personagens-título)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  55. "Seria bom sim, já tenho uma coleção de uns quatro casos individualizados de quando dava aulas sobre criação de personagens e roterio"


    Opa... Show de bola mesmo, Cesar:

    Já é meio caminho andado então vc ter material de pesquisa pra iniciar uma matéria sobre o assunto. Vou começar a listar tbm alguns personagens q eu me lembre de terem começado coadjuvantes e aos poucos foram ganhando terreno e luz própria, rs! Vamos acertando os detalhes então pra botarmos em prática essa ideia (mto boa) de postagem q surgiu, blz?

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Popeye, acho que li em algum lugar, que foi assim, era secundário e virou o protagonista.

      Excluir
  56. "como se trata de um assunto sem "prazo de validade" pode ser colocado a qualquer tempo..."


    Oi, Cesar... blz?

    Sim, é uma matéria atemporal mesmo, rs... Mas ficou tão boa e um trabalho de tão intensa pesquisada sua parte, q eu tô guardando ela pra uma ocasião especial aqui no blog: A estreia do novo visual do "Submundo" (versão 2.0) OU a comemoração dos 5 anos do blog (no meio do ano)!

    Nada melhor pra comemorar esses eventos do q uma mega-postagem HISTÓRICA, hein? hehe!

    Abs!

    ResponderExcluir
  57. "O Popeye, acho que li em algum lugar, que foi assim, era secundário e virou o protagonista."


    Oi, Celso... Tdo bem?

    Vc tem toda razão... O "Popeye" era mais um coadjuvante q foi roubando a cena aos poucos. O parágrafo abaixo foi tirado da wikipédia e relata como foi o surgimento do "Popeye":

    Popeye surgiu em 1929 nas tiras de quadrinhos "Thimble Theatre" ("Teatro em Miniatura") de E. Segar. Em uma história publicada em 17 de janeiro de 1929, o irmão da Olívia, Castor Palito estava voltando de uma viagem de navio em busca de Bernice, uma lendária galinha mágica que podia dar força e invulnerabilidade a qualquer um que esfregasse suas penas. Castor então resolve contratar mais um marinheiro para a sua tripulação, ele chega em um cais, e pergunta a um homem com uniforme de marinheiro: "Ei você aí! Você é um marinheiro?" e ele responde: "Você achou que eu fosse um cowboy?!"

    Antes de Popeye aparecer nos quadrinhos, as tiras de Segar eram protagonizadas pelos membros da Família Palito, o irmão da Olívia, Castor, e os pais Cole e Nana; outro que também tinha suas próprias tiras, era o comedor de hambúrgueres Dudu. A Olívia tinha outro namorado antes da chegada de Popeye, ele se chamava Ham Gravy. À medida que o tempo passou, Ham Gravy foi substituído pelo Popeye, que se tornou o novo namorado da Olívia. Com a inclusão de Popeye, as histórias mudaram de título, passando a se chamar "Thimble Theatre: Starring Popeye the Sailor"

    Abs!

    ResponderExcluir
  58. "Essa merece a revisitada, hein! Não tem muita ação, mas se tiver em mente que o Geoff Johns contextualiza essa irregularidade de forma honesta, sem ignorar os remendos e outras besteiras feitas no passado, vale a pena a leitura."


    Valeu mesmo, doggma...

    Eu acho q vou encontrar essa revista na hora em q eu remexer na PILHA de leitura pra separar material pra venda: Tenho certeza q comprei essa ed, mas nunca li (lembro até q comprei por causa da capa e da arte interna, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...