09/02/2018

"NERD Ostentação": A Nova Política de Preços do Mercado...

O mercado de quadrinhos no Brasil sempre passou por várias mudanças e turbulências ao longo dos anos que causaram alterações no comportamento do leitor... E agora estamos diante de uma nova realidade de mercado e de um novo tipo de consumidor!

Nesta matéria, vamos falar um pouco sobre a nova política de preços do mercado depois dos recentes e polêmicos reajustes da Panini (que tem tirado o "ESCALPO" do leitor) e do surgimento de uma nova geração de leitores mais preocupada em ostentar suas coleções e enfeitar suas estantes!

Confira abaixo:

A Panini reajustou seus preços recentemente: Causando reações bastante negativas dos leitores nas redes sociais e ameaças de boicote... Tudo começou com o encadernado de "ESCALPO" (ironicamente, o apelido dado ao ato de praticar preços superfaturados no mercado, rs) da linha Vertigo, que trazia o preço de capa de R$ 120 (!) em uma estrutura gráfica luxuosa (capa-dura) com menos de 300 pág e que até pouco tempo não passava de 80 reais em média (um aumento considerável). O leitor não perdoou, e neste "LINK" da Amazon podemos conferir nos comentários raivosos e avaliações negativas a revolta popular que se seguiu (e com razão)! 

O mesmo fenômeno tem ocorrido também com outros encadernados de preço abusivo: "Batman - Noite de Trevas" (R$ 72 por apenas 128 pág), "Arqueiro Verde - A Guerra dos Renegados" (R$ 51 por 172 pág), "Novíssimos X-Men - Novos Rumos" (R$ 42 por 148 pág), "Visão - Pouco Pior Que Um Homem" (R$ 40 por 140 pág), e por aí vai... Ou seja: Aumentos de 40 a 45% de reajuste se comparados à edições anteriores de mesmo formato e nº de pág! Podemos incluir nessa equação também a coleção "The Walking Dead" (Panini) que mesmo em formato econômico (capa-cartão, papel off-set) sai por R$ 36 (o mesmo preço da HQM, que utilizava um papel mais caro: o couché)! 

A Panini tenta estratégias já conhecidas do mercado pra oferecer o mesmo produto em 2 formatos diferentes pro leitor escolher... "Agentes da SHIELD - O Homem Chamado Letal", por exemplo, saiu em capa-dura (R$ 40) e capa-cartão (R$ 30)! E as revistas mensais de linha também sofreram reajuste nessa história toda: "Guardiões da Galáxia" nº 14 (com 76 pág) passou pra R$ 10,50 (o preço anterior era R$ 9,40)! Enfim, aumentos por todo lado, incluindo outras editoras populares: A Coleção DC/Eaglemoss tem tido reajustes constantes e hoje custa R$ 55 por edição (o mesmo que a Salvat tá cobrando pela sua nova coleção de "Vilões" - Iniciada com o "Caveira Vermelha")! 

Na semana passada, a Panini publicou um comunicado oficial sobre os aumentos... Mas não convenceu ao botar a culpa na inflação, flutuação cambial, commodities, ajuste de tiragem, etc. Se auto-elogiou o tempo todo sem nunca mencionar o "Efeito Amazon" - No qual a editora joga seus preços lá em cima pra sofrer um impacto menor com os descontos da loja (formando uma "bolha" no mercado - que cedo ou tarde iria acabar estourando). É claro que também não podemos ser hipócritas, já que a maioria dos leitores (EU incluso) se esbaldou nesses descontos em algum momento: Alimentando o monstro que se criou à nossa volta! Sim, uma empresa não existe e não estabelece seus preços SEM a participação dos consumidores que as sustentam e financiam o produto: Ao se pagar caro por um gibi superfaturado, estamos dizendo pro mercado que "aceitamos" que as coisas sejam assim (reclamar dos preços altos e seguir comprando não adianta nada)!

E isso nos leva a um novo tipo de comportamento e perfil do consumidor: O "Nerd Ostentação"... É o leitor de maior poder aquisitivo que investe pesado em HQs todos os meses: Aproveitando os descontos e tratando encadernados mais caros como se fossem "troféus" na estante. Em casos mais extremos, temos os chamados: "Lombadistas" - Uma espécie de "facção" de colecionadores da Salvat e Eaglemoss que nem sequer LEEM os gibis que compram e buscam apenas "completar a coleção pra formar a lombada" (postei semana passada no face um print-screen de um cara que nem ao menos tirava os gibis do plástico e só se preocupava em embelezar as prateleiras, rs)!    

O "Nerd Ostentação" não é um leitor tradicional... Ele tem um perfil mais compulsivo e compra só pra enfeitar a estante e exibir sua coleção nas redes sociais. Ele posta milhares de fotos e vídeos pra demonstrar seu poder aquisitivo perante os demais (já presenciei até "competições" de coleções em grupos onde quem compra e gasta MAIS do que o outro acaba tendo maior destaque "social" - por assim dizer)! Claro, que cada um investe seu dinheiro da melhor forma que preferir e não sou "consultor financeiro" pra dizer como as pessoas devem gastar o que ganham: Só apontei aqui  a existência de um novo tipo de colecionador que se formou e que as editoras e lojas virtuais já o reconhecem como parte de seu "público-alvo"! 

Até+

PS: A seguir aqui no "Submundo"... As "Visões de 2018": Um COMBO TRIPLO de lançamentos previstos pra este ano. Sei que os reajustes da Panini deixaram o clima mais "pesado" entre os leitores, mas preciso seguir adiante noticiando os lançamentos que vierem pela frente (independente da questão dos preços)!

119 comentários:

  1. Olá, Leo! Faltava esse assunto por aqui. O mais irônico é que agora os materiais importados estao com preços abaixo do nacional publicado pela Panini. Estou fora desses encadernados no momento porque até mesmo 50% de desconto estarão caros ou seja estarão sendo vendidos pelo valor cheio que seria. A Panini definitivamente direcionando seus produtos a um público bem seleto, do qual pelo menos eu não estou inserido e acredito que muitos outros também não. Roberto Xavier.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menos, Escalpo é a única edição da Panini com preço de capa maior do que o importado.

      Excluir
  2. Fala, Léo!
    Diante do movimento editorial no mercado, era esperado a formação da bolha especulativa e suas consequências.

    Mas, como leitor, tenho um simples antídoto...não comprar estas edições capadura "banhadas à ouro"! Simples assim.

    Claro que cada um, coloca seu dinheiro onde melhor lhe convém, mas a coisa ficou puxada após a nova política de precificação.

    Confesso que fiquei saturado desta overdose de materiais em capa dura.
    Meu formato ideal seria no estilo que foi lançado a série dos XM "A Era do apocalipse"! Volumes muito encorpados, ótimo acabamento, capas originais no interior, papel de qualidade com boa gramatura, capa cartonada e lombada quadradinha com a identificação do volume.
    Para edições menores, o formato Lendas do UDC ou CHM (para offset) ou naquele formato que saíram "Os Maiores Clássicos" da Marvel (por sinal, ao lado das BHM, a melhor série que a Panini lançou por aqui).
    Mas enfim, cada leitor tem suas preferências. Há quem queira a volta dos formatinhos (Argh!).

    Vamos aguardar o resultado desta canibalização entre as inúmeras coleções, e definir o padrão estabelecido.

    abs

    ResponderExcluir
  3. Olhem essa tabela de preços na matéria do site o vício cedida pela própria Panini: http://www.universohq.com/noticias/exclusivo-panini-aborda-reajustes-de-preco-em-entrevista-ao-universo-hq/ Está rolando uma conversa de "adequação" de preço com outros países pela Panini e essa tabela com o comparativo leva a crer que pode ser verdade. Estamos com preços de primeiro mundo com renda de quinto. Roberto Xavier.

    ResponderExcluir
  4. Cada um tem um perfil realmente diferente e age de uma forma distinta com relação a esses aumentos de preços. No meu caso eu não compro mix há séculos, sendo que a última que eu havia comprado foi do tempo do Mix da Vertigo. O que eu compro atualmente são arcos fechados, sendo uns clássicos que valem o investimento, ou então um arco que está sendo super elogiado pela crítica.
    Dos super heróis eu coleciono a série de encadernados da jovem Mis Marvel, mas é aí que senti a sacanagem da editora. Eles vendem em dois formatos, sendo que, logicamente, procuro comprar na versão econômica. O problema é que nem todas as bancas vendem no formato econômico, mas sim de capa dura e o resto à gente conhece a história. Eu até não sinto muito a diferença, pois às vezes faço prestação pelo cartão, mas o preço é tão abusivo que deixo para comprar tal item para mais adiante.
    Exemplo recente foi no caso quando queria comprar DMZ da Vertigo, mas R$ 120 reais achei abusivo, mesmo fazendo a prestação e, além disso, ando pagando outras coisas, desde alguns livros e DVDs. Portanto há momentos que dá para se gastar a mais, mas há outros momentos não têm como e cabe cada um administrar isso, mesmo que tenha que sacrificar e abraçar o adiamento.
    Enfim, a Panini sabe o campo minado que está pisando e com as redes sociais como arma principal dos leitores cabe eles repensarem em suas estratégias.

    ResponderExcluir
  5. Diz ai Leo!

    Para aqueles que são colecionadores, esses aumentos são mais sentidos. Eu mesmo seleciono minhas compras pela qualidade do conteúdo - claro que nesses casos, prefiro que ele tenha um bom acabamento gráfico.
    Também fico desanimado e até irritado com esses preços exorbitantes, mas quadrinhos são apenas um dos meus gastos mensais, e quando ocorre aumentos de preços, faço o mesmo que com qualquer outra despesa: compro menos. Acho essa a medida mais adequada a ser adotada por nós, consumidores, e que vai se fazer sentir pelas editoras.

    Abs

    ResponderExcluir
  6. Oi, Leo, td bem?

    Ainda bem que só estou fazendo duas coleções (Barks e Rosa)...

    O Mercado tá complicado pra quem gosta de "gibizinho", como nós...

    Abraço

    ResponderExcluir
  7. Bela matéria, Leo!

    Fico pensando numa coisa que me botou muito medo agora, como será Justiceiro do Ennis? Qual preço será colocado? Acho que vai vir quebrando geral.

    Essa desculpa da Panini não cola. Como muitas das que eles já deram (quem lembra da desculpa esfarrapada pra publicar MP do Moore em papel pisa?). Mas penso no que falou também. Os leitores tão caindo na Amazon. E isso provavelmente não é bom pra Panini. A disputa é bem desnivelada. E agora geral vai pagar o pato.

    O engraçado é que vi alguns canais do Youtube sobre hqs (não confio em boa parte deles) tentando defender isso. Mas enfim, repassar esse preju pra nós leitores tambem não tá certo. Ainda mais no meu caso, que só compro em banca e lojas especializadas (nunca comprei na amazon). Me sinto muito prejudicado. To vendo como terminarei a coleção do Arqueiro Verde Novos 52 agora. É a Panini repetindo a Eaglemoss (ainda não consegui comprar tudo que eu quero da coleção!).

    E tenho uma informação, provavelmente os 3 ultimos números que faltaram pra fechar a fase Lemire (e que não estão nesse vol 2), vão sair num terceiro encadernado (que vai trazer duas outras historias future end e uma origins). Esse terceiro possivel encadernado será 51 reais também? fica a pergunta.

    Parece que só os playboys e as pattys (que só estudam e ganham mesada) vão comprar hqs agora. Quem não é play ou patty e tem que pagar contas tá ferrado! Ou então vai ter que ir pra amazon ou outro site (agora sim que GERAL vai, incluso eu talvez!). Isso não me parece boa coisa. Bom a Panini repensar o que fazer, acho.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camus, o que já está acontecendo e se intensificará será a redução do consumo. Consequentemente a Panini constatará o estoque alto ou mesmo o encalhe de boa parte desses lançamentos. Infelizmente os empresários quando constatam um mercado aquecido logo fazem lambança para quebra-lo cobrando mais do que os consumidores podem pagar. Roberto Xavier.

      Excluir
    2. Beleza, Roberto?

      Acho que vai acabar tendo sentido reverso isso tudo. A Panini só vai fazer com isso que muito mais compradores vá pro Amazon. É arriscado essa atitude deles.

      Excluir
    3. Não entendi o que a Panini perde com as pessoas comprando na Amazon.

      Excluir
  8. Isso aí tá mesmo com cara de teste de mercado. Aumentos são normais...mas não os praticados nestes encadernados. Tomara que o povo cheio da grana se controle e que este material encalhe mesmo para que esta política seja repensada para certos materiais (nada contra produtos premiuns...mas se a coisa generalizar de vez...aí complica demais)

    ResponderExcluir
  9. Também sou da seguinte opinião: tá caro? Não compre! Até porque HQ está longe de ser artigo de primeira necessidade. Se o pessoal chiar e comprar, os preços vão continuar subindo. Pensem no lado positivo: quase todo mundo tem uma pilha de encadernados que ainda não foram lidos por falta de tempo. Esta é a oportunidade de priorizarmos o estoque e só comprarmos o essencial nos próximos meses.

    ResponderExcluir
  10. blz leo?

    a panini simplesmente viu que as outras editoras que tem tiragem muito menor vendem bem seus quadrinhos que custam caro e resolveu copiar juntamente com a ajuda da amazon.
    apesar dos novos preços praticados pela panini ainda é possível encontrar "coisas" positivas nesta situação:
    1 a principal é uma melhor seleção na escolha do material que vai comprar
    2 a tendencia é a pilha de leitura diminuir.
    3 menos quadrinhos comprados, mais espaço sobrando.
    4 reler um bom material
    5 ler mais livros

    o mercado só vai mudar se os leitores mudarem seus hábitos, eu não sou endinheirado e acho que já gasto médio (em torno de R$ 132,5 por mês nos últimos 2 anos totalizando 103 HQs).
    desde 2016 anoto todas HQs que compro pra controlar melhor o gasto.

    abraço

    ResponderExcluir
  11. Bom, quando os preços dos encadernados começaram a voar alto, eu dei uma parada, e com paciência aprendi a esperar e PESQUISAR MUUUUUIIIITOOOOO!!!! E graças a Odin, tenho conseguido adquirir e fechar coleções com exemplares novos e no pior dos casos, muito bem conservados por um preço benefício excelente. Amazon, ML, grupos, sebos.... TEM SEMPRE LUGAR PARA ECONOMIZAR. Agora, se vc tem a febre do "saiu" quero comprar... aí o $ é seu.

    ResponderExcluir
  12. tomando a liberdade de postar aqui o comentário do Jackson Batista, publicado no UNIVERSO HQ.
    "Dói na alma ler 'padrões de qualidade' vindo da editora responsável por 'gatas de adamantium', 'capas'(capaz), 'liga da jusiça', 'reazela'... e sem contar as trocas de balões de fala, balões sem texto, erros de tradução, etc."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e a traduçao de Preacher? compara com o original em ingles, a linguagem de preacher no brasil parece pra criança. Não me desfiz das ediçoes da brainstore, mesmo tendo os encadernados capa dura da panini devido a isso.

      Excluir
  13. to lendo so scans agora.

    ResponderExcluir
  14. excelente post!

    Preços extorsivos aparecem de tempos em tempos. Lembro da Comix aumentando abruptamente os preços no passado.
    Sem falar nos preços do mercado livre, que são uma piada em muito casos.

    coleciono devagar e sempre várias "tralhas" e como são supérfluos não faz falta não poder comprar alguma coisa em determinado mês.

    Afinal, quadrinho não é comida. Sei que não dá pra viver bem sem arte, mas se tá caro, basta ler scans (como por muito tempo fiz quando era estudante e não tinha emprego).

    abs!

    ResponderExcluir
  15. Oi Leo!

    Coleção sempre foi luxo, e dentro este luxo também há o luxo! Desde que me entendo por gente e leio e compro HQS sempre soube que havia o luxo, os almanaques, os mega-almanaques, os superalmanaques, os hiperalmanaques, os álbuns de luxo,etc. Acontece que naqueles tempos era apenas uns trocados a mais e tínhamos as edições mais encorpadas e d eluxo da época!

    Eu acho que de fato a elitização das hqs começou no final dos anos 80, já que tínhamos os formatinhos para o público em geral que curtia uma leitura sem compromisso, porém começou na época a chegar por aqui edições em formato magazine (Graphic Novels) ou em formato americano que era luxo para a época, com papel diferenciado! a partir daí se abriu uma porta que jamais foi e será fechada, pois, começaram as Graphic Novels, as mini-séries de luxo, os encadernados nesta formato na época (Elektra Assassina foi um dos primeiros), etc.

    No final dos anos 80 início dos anos 90, começou de fato esta elitização, com estes formatos, e materiais como elektra Assassina, Batman- O Messias, Shadowmoon, Orquídea Negra, Batman-o Cavaleiro das Trevas e Ano Um encadernados,as Graphic Novels, edições em formato americano como Batman, Monstro do Pântano, A Teia do Aranha, mini-séries como Watchmen (posteriormente encadernada), Hawkworld, Os Caçadores, etc.

    Durante a década de 90 com crise ou sem, estes formatos permaneceram, chegando até a ser extintos provisóriamente, mas ganharam força nos dois últimos anos da década, com álbuns de luxo com Superman- Paz Na Terra, e outros que seguiram neste formato virando o milênio! Com o advento da Panini, as coisas continuaram assim, mas ela lançava mais materiais clássicos em capa cartão, e pouquíssimos em capa-dura. Mas emso os de cpa cartão eram caríssimos para a época; para se ter uma idéia eu paguei R$ 26,00 no encadernado em capa cartão de a Nova Fronteira parte um em 2006, e hoje esta é a média de preço destes encadernados em capa cartão da editora, então veja como eram caros estas publicações na época!A Panini lançou alguns materiais na época em capa-dura e muitos fracassaram em vendas miseravelmente, daí ela abandonou de certa forma este formato!

    Com a revolução causada em 2013 pela Salvat, que seguiu para a Eaglemoss, Planeta DeAgostini, ela viu o mercado mudar, mesmo com a crise econômica que se abateu sobre o Brasil em 2015. A vinda da Amazon também ajudou muito a amnter estável o mercado, porém agora a editora resolveu rivalizar diretamente com as concorrentes colocando estes preços abusivos em suas publicações!

    Não sou advogado da Panini, e já expus os motivos que considero ser o motivo de tais reajustes. A única coisa que posso dizer é que a editora não irá recuar, se não vender, ela irá recuar e não teremos mais encadernados Marvel e DC, e muita coisa ficará no limbo como aconteceu com O Questão, Starman, titãs do pérez, etc.

    Minha teoria é que estes preços ficarão estagnados por um bom tempo em suas publicações, até o mercado chegar a este patamar de inflação!

    Não vou deixar de comprar, posso comprar aos poucos, já que estes encadernados de bancas em média levam até três meses para serem recolhidos, posso ir juntando aos poucos a grana no caso! Quanto aos descontos, cada um sabe onde aperta o seu calo, e qual a meta em sua coleção, se é quantidade ou qualidade! O fato é que eu acredito que a tiragem destes materiais rejustados é bem baixa, se vender bem, se não tchau, quem sabe daqui 10 anos novamente!

    O Arqueiro Verde- Guerra dos Renegados somente saiu lá fora em capa-cartão, e aqui em capa dura as duas edições por isso este preço além da tiragem que deve ser bem baixa! Então já se sabe se vender ou não vender o que vai acontecer!

    Agora este lance de colecionar lombada é a coisa mais estúpida que já vi, coisa de como dizem por aqui "ca***o"! Uma coisa é fazer a coleção pela lombada, mas ler os materiais, outra é colecionar a lombada coisa de abobado, ca***o, ao extremo!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  16. "Estou fora desses encadernados no momento porque até mesmo 50% de desconto estarão caros ou seja estarão sendo vendidos pelo valor cheio que seria."


    E aí, Roberto... blz?

    Eu demorei um pouco mais pra abordar esse assunto aqui no blog, pq tava esperando o pronunciamento oficial da panini sobre o caso e aproveitei pra reescrever toda esta matéria (q eu já tinha um esboço feito no ano passado - desde q anunciaram o preço abusivo do "Escalpo")... Valeu a pena ter esperado mais um pouco, pois o pronunciamento da panini foi tão broxante q serviu de base pra desenvolver toda a 2º metade da postagem, rs!

    No mais... o esquema é esse mesmo q vc falou: O "Efeito Amazon" resulta nesses descontos fajutos em q o leitor paga o preço CHEIO do q deveria ser no final das contas!

    Eu tbm não faço parte desse "público seleto" q a panini quer atender com prioridade agora... já q não tenho o perfil q desenhei na matéria: Eu vou seguir mantendo as coleções da panini q eu já vinha fazendo (CHM, Lendas, Deadpool Clássico, Deadpool Nova Marvel, Walking Dead, Lobo Solitário, e encadernados eventuais q NÃO estejam com preço abusivo) pois minha tendência daqui pra frente será evitar me meter em NOVAS séries e coleções!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. cara.. como funciona isso? se a amazon der um desconto a panini deixa de receber essa margem de lucro? eu pensei que o desconto da amazon fosse em cima do lucro da amazon, que so ela perdesse com isso e não a panini...

      Excluir
    2. E aí, acr... blz?

      Eu não sei exatamente como funciona a relação de negócios entre a Panini e a Amazon, mas é fato q de alguma forma a Panini irá vender grandes lotes ou consignar materiais pra Amazon... Ao aumentar os preços em mais de 40%, a Panini ganha sobre qq desconto q for dado pela Amazon (nenhuma das 2 perde: só o leitor)!

      É basicamente como se vc mesmo fosse vender um gibi no ML... Vc estipula q quer ganhar 100 reais nele. Mas sabe q o ML vai levar a fatia dele te cobrando anúncios e porcentagens de venda. Aí vc aumenta seu produto pra 120 pila (pros 20 reais a mais cobrirem os seus gastos e vc ganhar os "cenzinho" limpo, hehe). É um exemplo q reflete "mais ou menos" o espírito da coisa, rs!

      Abs!

      Excluir
    3. Deve ser venda consignada. Acho difícil a Amazon comprar lotes. A verdade é que o Levi trindade disse para um desses canais do youtube na CCXP 2017 que uma grande empresa tomava prejuízo vendendo abaixo do valor que pagava comprando da Panini só pra fidelizar clientes. Ta na cara que era mentirosa essa declaração com esses aumentos abusivos. Quem está se ferrando são as comics shops que tem de comprar e estocar o produto e não tem como concorrer com esses "descontos" porque apesar da Panini dizer que vende igual pra todo mundo com os mesmos descontos e regras isso é difícil de engolir. Roberto Xavier.

      Excluir
    4. Tá com cara de ser isso mesmo, Roberto...

      A Panini nem ao menos negocia diretamente com as lojas (tirando a Comix)... Pois pras lojas físicas poderem dar desconto, elas teriam q comprar lotes gigantescos todos os meses (e nem haveria fluxo físico pra isso: a loja ainda teria q vender pela internet e bater de frente com a Amazon na área virtual)!

      As lojas físicas sobrevivem graças aos clientes (q nem eu) q ainda preferem ir pessoalmente num local pra comprar seus gibis sem se incomodar com a internet (e eu sou bem azarado pra isso: a cada 4 ou 5 compras q faço na internet, acaba dando merda em 1 ou 2 e é aquela dor de cabeça pra resolver depois)!

      Abs!

      Excluir
    5. saquei, sacanagem da panini e da amazon então. vlw pelas explicaçoes leo e roberto!

      Excluir
    6. Pelo que entendi lendo e vendo vídeos relacionados ao assunto, o negócio da Amazon consiste em comprar lote mas exigindo como contrapartida um preço abaixo do que a editora normalmente pratica. Geralmente a maioria das editoras vêem vantagem nisso, mesmo tendo que diminuir sua margem de lucro, uma vez que diferente da venda consignada, caso haja encalhe o prejuízo não fica com eles e sim com a loja, sendo talvez a única livraria do mercado que trabalha desta forma.

      O que parece acontecer é que a editora cresceu o olho vendo as boas vendas, e decidiu aumentar sua margem de lucro ao mesmo tempo que continua negociando cedendo boas porcentagens de desconto, gerando o tal 'Efeito Amazon'.

      Resta esperar que eles não tenham bons resultados com essa iniciativa, pois caso contrário, veremos outras editoras aderindo a prática e quebrando de vez as pequenas livrarias e comic-shops, resultando num cenário que só poderia ser revertido caso aquela lei proibindo descontos em livros por um período de tempo seja aprovada.

      Excluir
    7. Valeu mesmo, Emerson...

      Vc explicou melhor o esquema dos descontos... Dessa forma, o negócio fica bem mais vantajoso tanto pra Amazon (q pagará um valor bem menor pelos lotes e ainda conseguirá dar descontos q ninguém mais consegue) e pra Panini (q garante uma boa margem de vendas das tiragens pra uma loja só)!

      As lojas físicas ficam com poucas chances de sobreviverem diante dessa política de preços, e contam apenas com a tal lei (q tbm limita em até 10 ou 15% no máximo os descontos sobre o preço de capa - tenho q me informar melhor sobre os detalhes exatos dessa lei q ainda não entrou em vigor)!

      Abs!

      Excluir
  17. "Confesso que fiquei saturado desta overdose de materiais em capa dura. Meu formato ideal seria no estilo que foi lançado a série dos XM "A Era do apocalipse"!


    E aí, Victor... blz?

    Vc falou aí exatamente o q eu penso tbm... Sempre deixei claro q o meu formato preferido É: Encadernados econômicos com capa-cartão e papel LWC ou off-set! Ou seja: O formato em q saía a finada coleção de "Maiores Clássicos" da panini ou mesmo as "CHM" (desde q tivessem MAIS pág e todas as capas originais no miolo)!

    As ed. luxuosas em capa-dura são mais CARAS no custo-benefício e ocupam MAIS espaço nas estantes (esse foi um dos fatores q fodeu com o espaço q eu tinha aqui em casa e hj tô empilhando gibis num canto do quarto pq as prateleiras tão lotadas): A capa-cartão ajuda a otimizar melhor o espaço livre nas estantes!

    Abs!

    ResponderExcluir
  18. "Estamos com preços de primeiro mundo com renda de quinto."


    Pois é, Roberto... Essa ideia de "adequação" de preços é uma das mais cretinas q já ouvi!

    Não tem como querer comparar a economia dos EUA com a do Brasil... e mto menos a renda do leitor de lá com o daqui (entre outras comparações absurdas e justificativas fajutas q a panini tem usado pra se defender das pedradas q tem recebido)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  19. "Cada um tem um perfil realmente diferente e age de uma forma distinta com relação a esses aumentos de preços. No meu caso eu não compro mix há séculos"


    E aí Marcelo... blz?

    Eu tbm já abandonei as revistas mix há tempos... A última da panini q tentei acompanhar (por coincidência) foi a "Vertigo" (q abandonei no nº 12 por não caber mais no meu orçamento na época e pq eu tava comprando só pelo "Escalpo" e "Lugar Nenhum")! Já as minhas últimas mix no geral 9considerando todas as editoras) foram: "Juíz Dredd" (Mythos) e "Recruta Zero" (Pixel), q só parei pq foram canceladas!

    O q eu tenho feito atualmente é seguir acompanhando as coleções q eu já havia iniciado em encadernados, mas estes são eventuais e não sigo nada com periodicidade fixa no momento (só compro aquilo q considero essencial pra mim sem me preocupar com numeração ou completismo - não me importo com coleção "esburacada")!

    E sobre uma mesma HQ sair em 2 opções de capa diferentes... Realmente, nem todos os lugares recebem as 2 versões juntas. Por exemplo, no ano passado saiu o "SOMBRA" (do Bill "5 e 20") em capa-dura e cartão: mas a versão em cartão eu só fui encontrar na Cultura e na Cameron (ambas do Bourbon Country): Os demais locais só receberam a capa-dura (q custava quase o dobro do preço)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  20. "e quando ocorre aumentos de preços, faço o mesmo que com qualquer outra despesa: compro menos. Acho essa a medida mais adequada a ser adotada por nós, consumidores, e que vai se fazer sentir pelas editoras."


    E aí, francisco... blz?

    Concordo plenamente com vc, e nessas situações de crise ou aumentos abusivos tbm faço a mesma coisa: Compro MENOS (apenas o q for realmente essencial pro meu gosto pessoal e deixo de me arriscar em HQs novas só pra "experimentar" - já não me dou mais à esses luxos qdo aperta o bolso, hehe)!

    Aí vai caber a cada um decidir q tipo de HQ é mais imprescindível pra si... e o qto estará disposto a investir nela (ou nelas)! No meu caso, vou acabar cortando algumas coisas q eu pretendia comprar e agora não vou mais (ainda mais com filho vindo aí, meus gastos terão de ser mais controlados do q nunca, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  21. "Ainda bem que só estou fazendo duas coleções (Barks e Rosa)..."


    E aí, Rodrigo... blz?

    Da Disney eu tô fazendo essas 2 tbm (Barks e Rosa)... Além do "Mickey" (Gottfredson) e eventualmente algum especial tipo o "Superpato" q saiu agora em "lendas"!

    Eu me aventuro tbm por outros gêneros, mas da Disney eu me considero mto bem servido com essas séries, hehe...

    Abs!

    ResponderExcluir
  22. Tbm não gosto gibi capa dura, acho um luxo totalmente desnecessário, atrapalha até o jeito que gosto de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Miguel... blz?

      Mesma coisa comigo: Eu leio deitado de barriga pra cima, com o gibi apoiado no peito... Prefiro os capa-cartão q pesam menos nessa hora, rs!

      Abs!

      Excluir
    2. Eu tbm leio assim Léo, tenho dificuldade de concentração qdo leio de outro jeito, e gibi capa dura muito grosso dá uma dificuldade grande pra ler desse jeito.

      Excluir
  23. "Fico pensando numa coisa que me botou muito medo agora, como será Justiceiro do Ennis? Qual preço será colocado? Acho que vai vir quebrando geral."


    E aí, Camus... blz?

    Bem, o "Justiceiro" do Ennis vai ser em capa-dura com média de 12 histórias por edição... Mesmo formato do "ESCALPO", rs: Resta saber agora se vai custar o mesmo preço tbm, né? (espero q a panini tente aliviar um pouco a barra nesses valores excessivos diante da repercussão negativa q tá tendo)!

    As desculpas e justificativas da panini são ridículas e não convencem em momento algum... Não temos o mesmo padrão econômico e de renda dos EUA e a panini devia estar mais preocupada em se "adequar" à NOSSA realidade (e não a do mercado americano)!

    Qto ao perfil de "Nerd Ostentação" q eu me referi... Não vejo tanto como "playboys" q vivem de mesada, mas sim: Uma classe de colecionadores adultos q trabalham e ganham bem (acima de 5 a 10 mil por mês) pra sustentarem seus gibis por conta própria. Conheço leitores q são concursados, advogados, ou jovens empreendedores q ganham mta grana pra gastarem à vontade com gibis caros, bonecos caros, e eventos de quadrinhos. É um "desdobramento" DESSE perfil q eu acho q degringolou pra uma forma consumista exagerada (capaz de pagar mais de 100 e tantos reais num gibi APENAS pra enfeitar uma estante ou formar uma lombada SEM ter lido aquilo q compra)!

    Mais uma vez, ressalto q NÃO critico a maneira como as pessoas gastam ou torram o seu dinheiro... Só afirmo q esse perfil descontrolado de consumidor (q aceita pagar preços abusivos nem q seja só pra enfeitar suas estantes) passou a ser "notado" pelas editoras como parte importante de seu "público-alvo". É um perfil q a Panini e a Amazon vão querer agradar e buscar (pois é o cara q paga sem reclamar - o q é ótimo pra qq empresa)!

    O "Nerd Ostentação" q eu falo é o cara q vai seguir comprando gibis caros com preço abusivo de qq jeito (mesmo se sentido roubado) e não vai reclamar nas redes sociais. Ele ainda vai gravar um vídeo no youtube pra mostrar como essa edição cara fica bonita na estante. Ele vai no cinema pra assistir filme de super-herói em IMAX e conhece os personagens pelos filmes (pois não costuma ler tudo q compra). Esse é o cara q eu postei no FACE q tá fazendo as coleções da SALVAT na ÍNTEGRA e nem ao menos tá tirando as ed. do plástico pra ler, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. R$ 120,00 eu não digo, mas R$ 100,00 que é quanto custou cada uma das edições do DD com certeza, Camus.

      Felizmente quando vendi minha coleção de MAX, DD e ACTION, foi por valores que até no momento tem coberto as edições DeLUXE, mas sinceramente achei que fosse sobrar mais grana, pelo jeito que vai a coisa, deve empatar.

      Felizmente a linha Lendas e CHM tem preços acessíveis, pois prevejo que num futuro bem próximo, só estarei comprando elas, Leo.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    2. Beleza, Leo,

      sim, eu concordo contigo. Eu não me considero um nerd ostentação, embora tenha pago preço cheio em muito material caro e que ainda está pra ser lido.

      Mas a minha diferença é que um dia eu lerei. E também, não compro nada que eu "ache" que vá gostar, pois se com 60 pilas não dá pra arriscar imagina 120.

      Aliás, acho que esqueceste daquelas antologias do Homem-Aranha e do Wolverine cheias de histórias repeteco custando 120 pilas na capa e ainda tendo introdução como se a pessoa que comprou aquilo nunca tinha lido um gibi na vida.

      Abraço!

      Excluir
    3. Eu já conheci uns compradores ostentação também. Os caras só compravam pra fazer lombada na estante kk Em uma conversa com um deles numa loja por exemplo, o sujeito me disse que ele e um amigo compravam todos os números da Eaglemoss e Salvat porque eles tavam montando lombadas kkk Eu pensei mizerável, levou as duas últimas do Flash (O retorno de Barry Allen) que eu ia comprar mais pra frente! kk

      Tem esse pessoal que ganha demais mesmo como voce mencionou. Mas também tem outros retratos dos ostentação. Os playboys/pattys (conheço uns/umas) e os que ganham salario normal mas que simplesmente não tem o que fazer com o dinheiro. No caso desse cara que falei e do amigo dele, eles não eram endinheirados. Mas não faziam nada com o salario, não pagavam nada em casa e nem tinham familia. Ou seja compravam porque sobrava grana! Esse é outro retrato dos ostentação.

      Abraço!

      Excluir
    4. "Eu não me considero um nerd ostentação, embora tenha pago preço cheio em muito material caro e que ainda está pra ser lido."


      E aí, Lierson... blz?

      Eu tbm não me considero "Nerd Ostentação", pois da mesma forma q vc: Eu compro apenas aquilo q eu realmente sei q será bom pra mim... E mesmo q eu esteja acumulando PILHAS de gibis no momento, são edições q eu (com certeza) lerei algum dia e só não tenho feito isso por pura falta de tempo mesmo (já q tenho minhas responsabilidades de trabalho e família e já não sobra mais tanto tempo livre q nem eu tinha antes de casar, rs)!

      Tbm pago preço cheio em várias revistas e encadernados... Mas essa é uma opção minha por preferir comprar meus gibis pessoalmente (na loja e bancas q frequento) e me incomodar o mínimo possível com compras virtuais (a exemplo da merda q deu recentemente com minhas últimas compras na Amazon, Salvat, e Eaglemoss: Sei q a culpa foi dos correios, mas levei quase 2 MESES pra receber o q comprei pelos 3 sites)!

      E é verdade... Esqueci mesmo de mencionar as tais "antologias", hehe: Caríssimas pra material já traduzido e repetido à exaustão, rs!

      Abs!

      Excluir
    5. "Eu pensei mizerável, levou as duas últimas do Flash (O retorno de Barry Allen) que eu ia comprar mais pra frente! kk"


      Hahaha... Isso dá raiva mesmo: Já me aconteceu tbm de eu chegar tarde demais na loja daqui e ver um maluco desses levando o último exemplar de uma edição q eu queria (e q eu sei q ele vai só jogar na estante sem nem ao menos LER, rs)!

      E vc falou um lance q é bem nessas mesmo... O cara pode ganhar um salário mínimo até: Mas se ele não tiver despesas com a casa e a família, sobra TUDO limpo pra ele gastar como quiser (festas, gibis, puteiro, etc)! É diferente do meu caso, q trabalho de 10 a 12 horas por dia e mesmo ganhando relativamente bem, minhas despesas são mtas pra sustentar família e ainda me desdobrar com dívidas intermináveis em bancos (sobra pouco pra gastar com gibis diante de outras prioridades q tenho)!

      Abs!

      Excluir
    6. Cara nem fala! kkkkk Eu também trabalho muito putz! Queria eu ter meu salario todo só pra mim pra eu fazer o que eu quisesse! Mas como a realidade é outra, preciso separar todo mês uma verba pra saidas, cerveja, mulher, livros, hqs, dvds, etc. E detalhe eu ia comprar essa do Flash (que não sou fã, mas gosto muito quando ele enfrenta o Flash Reverso, pois gosto muito desse vilão), tipo em duas vezes kk Eu ia guardar 25 conto num mes e outro no outro só pra comprar kk Muito caro, mas faria um sacrificio.

      Abraço!

      Excluir
    7. Po será que vai vir por 100 pratas, Vam?

      Esperemos (melhor se for menos kk).

      Se vier por 100 já vai ser um tanto embaçado pra mim comprar tudo. Talvez eu tenha que esperar uma promoção. Acho que vai ter que ser assim. O Justiceiro é um dos meus personagens favoritos e não perderei essa fase, como também não perderei quando sair uma CHM dele! Assim como o Arqueiro Verde, o Justiceiro é bem carente de material encadernado (bom) e até mesmo de mensais próprias em bom formato aqui no Brasil. Na minha coleção falta mais desses dois personagens que são dois dos meus favoritos.

      Quanto a Lendas e CHM meu amigo, acho que a Panini vai aumentar o preço em, talvez pra uns 28,90!

      Abraço!

      Excluir
    8. "Po será que vai vir por 100 pratas, Vam?"

      Como eu disse as DeLuxe do DD custam isso no preço de capa, eu paguei no máximo R$ 50,00 em cada uma. É a minha parcela de culpa no "Efeito Amazon".

      As três possuem 15 histórias cada, o Levi já disse que o Justiceiro virá c/ dois arcos de 6 histórias cada, totalizando 12. E considerando um acréscimo pelo "EfAm" o valor vai ser esse mesmo, Camus. Se dermos sorte R$ 90, menos que isso não acredito.

      Quanto as Lendas (as do Batman pelo menos) já tiveram um aumento de capa, Gene Colan saiu por R$ 24 enquanto que Don Newton custou R$ 26 cada.

      O mesmo aconteceu nas CHM´s Supervilões Unidos - R$ 24 e Torneio/Paladinos - R$ 26.

      Nos dois casos não acredito que haverá outro.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    9. Bacana saber dessa divisão na do Justiceiro. Eu só quero saber cade o Born? Parece que esqueceram essa historia. Mas eu terei que ir no efeito Amazon ou outro site também pra comprar essa do Justiceiro. Ai terei minha parcela de culpa tambem. Muito caro. Podiam mandar em capa cartão, sei la. Ou escolher um formato de 170 paginas. Deluxe é caro.

      Quanto ao aumento em Lendas, etc, espero que não role mais.

      Abraço!



      Excluir
    10. "BORN" (Nascido P/ Matar)... Vai sair de alguma forma (nem q seja em separado), pois é parte integrante da "Fase Ennis" na linha MAX: Inclusive, com várias referências à ela durante toda a série!

      Abs!

      Excluir
    11. Eu acho que saí no logo primeiro encadernado:
      "Nascido Para Matar" junto com "No princípio".

      Mas pode vir no estilo de Thor: Vikings em formato prestige.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    12. É possível, VAM...

      Inclusive, "BORN" podia sair junto com o especial: "A Cela" (q mostra o justiceiro na cadeia se vingando dos assassinos de sua família - saiu aqui em "Justiceiro Anual 1" e é EXCELENTE)!

      Abs!

      Excluir
    13. Bem lembrado, Leo!

      Ela tem o mesmo número de páginas do que duas edições da linha MAX então juntando com as quatro de "BORN" teríamos teríamos o equivalente a um arco regular de seis edições escrito pelo Ennis na série.

      Cabe "matematicamente perfeito em nossos sonhos".

      Abs,
      VAM!

      Excluir
  24. "Isso aí tá mesmo com cara de teste de mercado. Aumentos são normais...mas não os praticados nestes encadernados."


    E aí, Fábio... blz?

    De fato, tudo isso tá com pinta de ser uma jogada do tipo: "Vai q cola", né?

    A Panini tem em sua mão todos os títulos da Marvel e DC (considerando tbm as "parcerias" com a Salvat e Eaglemoss) e pode ter jogado esses preços lá em cima pra ver se continua vendendo bem pro mesmo público. A repercussão foi mto negativa entre o leitor-médio e não sei se APENAS os de maior poder aquisitivo conseguiriam bancar TODA a receita q a editora almeja? (isso só o tempo e o desenrolar dos fatos irá nos mostrar)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  25. "Também sou da seguinte opinião: tá caro? Não compre! Até porque HQ está longe de ser artigo de primeira necessidade."


    E aí, Alex... blz?

    Penso da mesma forma... E sei q não vou morrer se deixar de comprar determinado gibi (por mais q eu queira e cobice o gibi): pois um dia ele será republicado de novo, entrará em uma mega-promoção, ou posso mandar importar, baixar em scan e ler no tablet, sei lá (são mtas as opções à nosso dispor pra não precisarmos nos submeter à preços extorsivos)!

    No mais... gostei da sua ideia de priorizarmos as nossas PILHAS de leitura (eu, pelo menos, tenho material atrasado pra ler durante uns 2 ou 3 anos, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  26. "apesar dos novos preços praticados pela panini ainda é possível encontrar "coisas" positivas nesta situação:"


    E aí, gustavo... blz?

    Verdade, vc tem toda razão ao apontar todos esses pontos positivos... Especialmente os 3 primeiros:

    1) melhor seleção na escolha do material que vai comprar
    2) tendência é a pilha de leitura diminuir
    3) menos quadrinhos comprados, mais espaço sobrando

    O 1º ponto é o q eu já faço há anos, só vou "aprimorar" ainda mais essa técnica e cortar mais ainda minha lista de compras, rs. O 2º me ajudaria mto, pois tenho mais de 500 gibis atrasados pra botar em dia. E o 3º ponto é o meu principal problema no momento: A falta de espaço em casa (minhas estantes chegaram ao limite no ano retrasado e hj tô empilhando gibis num canto do escritório)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei vocês dois, mas essa regra dos "5 pontinhos" eu sempre pratiquei.

      Nunca que consegui comprar tudo oque me interessava num primeiro momento, na maioria das vezes recorria ao sebos e feirinhas.

      A grande diferença hoje em dia é que antes um livro era mais caro que um gibi, atualmente ou se equivalem ou são mais baratos.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    2. E aí, VAM... blz?

      Os livros continuam sendo proporcionalmente mais caros q os gibis:

      Eu desisti de comprar a "Laranja Mecânica" em capa-dura, pq custa 80 reais (tem algumas imagens coloridas no miolo, mas são poucas)... E eu ia comprar o "Conde de Monte Cristo" em POCKET da Zahar (capa-dura) e tbm desisti por curtas 80 Reais (tá certo q tem mais de 1.500 pág, mas é livro de bolso ainda e 80 é um absurdo)!

      Abs!

      Excluir
    3. "Os livros continuam sendo proporcionalmente mais caros q os gibis"

      Leo, você esta sendo traído pela memória, companheiro.

      Onde que um livro comprado em banca era mais barato ou se equivalia a uma GN da Abril (que era "ostentação" dos Anos 80)?

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    4. Eu não me lembro mesmo do preço dos livros nos anos 80 e 90, rs...

      Mas comparei com a situação atual mesmo... com livros tbm beirando os 80 reais pra cima!

      Abs!

      Excluir
    5. Leo, eu só lembro que proibitivo, pois só comprava/ trocava livros em sebos, livraria nem entrava.

      Enquanto que as GN, ao "passar por baixo da roleta" eu consegui economizar pra comprar algumas.

      Só não comprei mais, porque nos Anos 80 a oferta de filmes nos cinemas era imperdível!

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    6. Verdade, VAM...

      Nos anos 80 eu ia em média umas 2 vezes por semana no cinema (era bom demais e a oferta de filmes imperdíveis de vários gêneros era mto maior do q a mesmice de hj)!

      E eu sou do tempo em q a molecada descia pela porta dos fundos do BUSÃO - o tradicional "PORTÃO" como a gente chamava (foi antes de mudarem a entrada no busão pela frente q nem é agora, hehe)!

      Abs!

      Excluir
  27. "Bom, quando os preços dos encadernados começaram a voar alto, eu dei uma parada, e com paciência aprendi a esperar e PESQUISAR MUUUUUIIIITOOOOO!!!!"


    E aí, Marco Antonio... blz?

    É isso aí: Boas opções pra se economizar tem aos montes por aí, basta ter paciência (e persistência) na arte da "garimpagem", hehe!

    Tem um blog parceiro aqui do "Submundo" q sempre tem umas ofertas legais tbm: O "HQ Barata" (vale a pena acompanhar)... Fica aí a dica pra quem quiser cortar gastos!

    Abs!

    ResponderExcluir
  28. "Dói na alma ler 'padrões de qualidade' vindo da editora responsável por 'gatas de adamantium', 'capas'(capaz), 'liga da jusiça', 'reazela'... e sem contar as trocas de balões de fala, balões sem texto, erros de tradução, etc."


    Bem nessas, Marco...

    Ver a Panini falando na maior cara-de-pau em "padrão de qualidade" até SUPERIOR à dos EUA e Europa e saber q não investe direito nem numa porra de revisor decente (após os exemplos citados)... é pra F*, hein?

    Abs!

    ResponderExcluir
  29. "to lendo so scans agora."


    E aí, acr... blz?

    Não duvido q o fluxo de downloads de scans tenha uma alta significativa a partir de agora tbm, rs...

    Abs!

    ResponderExcluir
  30. "Preços extorsivos aparecem de tempos em tempos. Lembro da Comix aumentando abruptamente os preços no passado. Sem falar nos preços do mercado livre, que são uma piada em muito casos"


    E aí, Scant... blz?

    A Comix já chegou a pedir R$ 300 (!) pela "Queda de Murdock" da panini, rs... E isso qdo a Salvat já tinha lançado sua versão de capa-preta custando 10 vezes menos q isso!

    O leitor brasileiro já vem convivendo com preços abusivos faz tempo: Comix, Mercado Livre, Ópera Graphica, etc... A diferença agora é q a panini entrou no jogo do superfaturamento tbm! Pelo menos os scans sempre estarão aí pra lembrar as editoras de q existem opções alternativas pro leitor não ficar sem ler HQs, hehe!

    Abs!

    ResponderExcluir
  31. Salve, Leo.
    Bom, sou leitor de gibis desde que aprendi a ler. Ainda criança vendi meu gibis a preço de banana... o tempo passou e voletei a colecionar, ja adolescente e trabalhando... o tempo passou e conheci uma namorada.. apaixonado , dei fim aos quase 3 mil gibis que tinha... mais uma vez o tempo passou... fiquei sem os gibis e sem a mulher, rs... enfim, apos alguns anos voltei ao colecionismo... coincidiu, justamente, na época das coleçoes das lombadas... o fato é: sou colecionador/leitor e apaixonado pelos quadrinhos, seja marvel, seja dc, seja turma da monica, seja nacional, seja europeu... os gibis legais que eu possa pegar eu pego... mas pode surgir o questionamento, como vc um leitor dinossauro pega a coleçao de lombadas... sim, eu a faço pq eu as leio... no meio delas tem as lixos, no meio delas tem as medias e, consequentemente, as otimas. Acho isso positivo, pois eu mesmo posso exercer meu senso critico e de gosto pessoal, sem so depender da opiniao dos outros. Pra mim, tais coleçoes cairam como uma luva, pois se tornaram minha pequena coleçao, padronizada. E nem sou um fa das lombadas, pq queria o nome dos arcos impressos no lugar do desenho, mas a questao, pra mim apenas, e que eu gostei de ter começado a re-colecionar justamente nessa epoca. Só queria dizer que, nem só pq eu faço a coleçao de lombadas sou um lombadista, sou sim um colecionador que faz uma coleçao que coincidentemente tem lombada e no meio delas esta cheio de altos e baixos, mas pelo menos sera minha pequena coleçao da marvel.
    Mas como vc e muitos bem sabem, quando a gente olha pra tras e lembramos como era se colecionar e gostar de quadrinhos... e hoje essa epidemia de fas de herois e quadrinhos... as vezes e ate deprimente... nas antigas, la por 1998 eu era o unico da minha cidade que tinha uma camiseta de heroi, e ainda levava nome de criançao... hoje, e uma overdose na minha cidade, todo mundo..kkkk. outros tempos.
    mas enfim, foi so um ponto de visto, e concordo, que depois que comecei a re-colecionar ate agora... as hqs se tornaram algo praticamente elitizado e ja penso eu, que em breve e mais uma vez, vou ter que parar. mas ai e assunto pra os proximos capitulos. abraços.
    Joao Pedro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Joao Pedro... blz?

      Sua história de colecionador é mais ou menos parecida com a minha... Eu colecionava gibis desde pequeno (nos anos 70) e só parei na metade dos 80 devido à crise econômica da época. Passei 10 anos sem comprar nada de gibis (a não ser a revista "MAD", rs) e em 1995 consegui retomar minha coleção buscando quase tudo de volta em sebos e não parei mais de lá pra cá!

      A realidade do colecionismo mudou no mercado atual... Hj em dia eu duvido mto q um moleque consiga acompanhar um universo Marvel ou DC apenas com a grana da mesada q nem a gente fazia na nossa época. Eu vejo hj colecionadores com melhor poder aquisitivo e no fim das contas são os q conseguem bancar e sustentar esse mercado já repleto de encadernados de luxo q mesada nenhuma de classe média comportaria!

      Eu tbm compro eventualmente as ed. da Salvat e Eaglemoss... e só pra deixar claro: não questiono o leitor q coleciona e assina essas coleções completas. Eu me refiro ao cara q NÃO LÊ aquilo q compra e gosta apenas de ostentar lombadas e encadernados luxuosos na estante: Citei como exemplo um sujeito q nem ao menos tira as ed. da Salvat do plástico (postei fotos da coleção dele no face: todas embaladas no plástico original pq ele compra as edições apenas pra expor na estante)!

      Abs!

      Excluir
    2. Poxa, Leo... agora sim, fiquei assustado com a foto que voce linkou abaixo... o cara tem a coleçao e nunca nem sequer abriu..kkkk.. entendi perfeitamente o que voce quis dizer e a que pontos chegamos..kkk
      Valeu, parceiro, e parabens pelo otimo blog, sendo redundante.
      Joao Pedro.

      Excluir
    3. E aí... blz?

      Hahaha, acho q eu devia ter postado essa foto no corpo da matéria... eu teria conseguido explicar melhor a ideia q eu quis passar, rs:

      Afinal... Estamos falando de caras q nem sequer tiram os gibis do plástico pra ler e a estética da coleção passa a ser o mais importante (independente do qto custe)!

      Abs!

      Excluir
  32. "Eu acho que de fato a elitização das hqs começou no final dos anos 80"


    Oi, Elcio... Tdo bem?

    Eu lembro q os primeiros gibis de luxo q eu vi na vida foram ainda nos anos 70 pela Abril: O "Cinquentenário Disney" (formato álbum - maior q o americano - em capa-dura) e no início dos anos 80 pela Vecchi: "TEX - O Ídolo de Cristal" (formatão capa-dura) q tinha venda exclusiva pelo correio através de um cupom q a gente mandava pra editora fazendo o pedido!

    Mas vc tem razão... No final dos 80, o leitor tava tão acostumado com os formatinhos e a crise econômica vigente na época (eu já tinha parado total com todos os gibis por falta de grana) q qq coisa q saísse em formato americano com grampo já era considerado "LUXO", rs!

    Além das Graphic Novels e encadernados de encalhe q começavam a surgir ("Batman - Cav. das Trevas" e "Elektra Assassina" q eu tenho da Abril são encalhes em capa-cartão)... Lá pelo meio dos anos 90 (logo q comecei a retomar minhas coleções de HQs) me deparei nas bancas com a belíssima "MARVELS" com capa de acetato (aquilo sim a gente podia chamar de LUXO na época, hehe)! Depois vieram as capas-metalizadas da Era Image... e por aí vai!

    Eu tbm concordo com a sua teoria de q os preços não vão baixar tão cedo agora... Deve levar um tempo (creio eu) pra panini avaliar as repercussões desses aumentos e ver se vale a pena manter as coisas assim ou buscar uma nova diretriz pra redução de preços (caso haja uma queda significativa nas vendas: eu duvido q a empresa fique sem tomar nenhuma atitude pra reverter as contas)! Mas isso, agora, só o tempo dirá!

    Abs!

    ResponderExcluir
  33. Olá, Leo!
    Cara,uma hora isso ia acabar acontecendo,mas tinha que ser justamente em 2018 com tantos lançamentos dos sonhos prometidos pela Panini? Eu mesmo de tanto ouvir falar bem dessa fase do Visão( e também por ele ser um dos meus personagens favoritos) estava louco por adquirir esses dois encadernados dele,mas com esses preços de agora vou ter que repensar! Já tenho medo do preço de Camelot 3000,mas essa não posso perder!Se valer a pena pode-se fazer um sacrifício,mas está cada vez mais difícil continuar nossas coleções! Eu ainda tenho algumas BlackSalvats clássicas que pretendo ter na estante! Tomara que não aumentem os preços também,apesar de nesse caso ser mais à conta gotas! Agora eu me pergunto:o que tem na cabeça um cara que compra um encadernado para nem tira-lo do plástico? Só para mostrar que pode?
    Fala serio
    Abcs!
    PCRM.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, PCRM... blz?

      Pior q eu tbm tava na pilha de experimentar essa ed. do "Visão"... mas só vou encarar se conseguir um bom desconto agora (40 pila pra correr risco não rola, rs)!

      Qto a Salvat... Eu acho q a coleção capa-preta conseguirá chegar ao fim sem mais reajustes (espera-se) mas a vermelha ainda deve passar por mais um (creio eu) até terminar, já q vai durar um pouco mais q a preta! E por falar em Salvat, vou colar abaixo o LINK da FOTO (no face) do lombadista q NÃO tira os gibis do plástico, rs (tem q logar no face pra ver):

      https://scontent.fpoa13-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/27067424_2011703399048251_4200072605428976307_n.jpg?oh=8cb65353a486950ca5480f2de7f84897&oe=5B0DE234

      Abs!

      Excluir
    2. - ...mas você não leu as edições? - não...mas quem sabe um dia. Kkkk. Acho que é doença. Roberto Xavier.

      Excluir
    3. Curiosamente é um julgamento de valor equivocado, Leo.

      Se é pra gastar grana com gibis e por consequência ostentar, deveria-se investir na coleção Artist's Edition da IDW.

      São edições numeradas em formato "treasury" e capa dura. E ficam mais valorizadas a medida que se passa, muito mais do que as coleções da Salvat e Eaglemoss um dia sequer ficarão.

      Olha o tamanho:
      https://i.ytimg.com/vi/OU0QvAInze0/maxresdefault.jpg

      Essa é o índice de lançadas até o momento:

      https://aeindex.org/artists-edition-gallery-edition-original-art-archives-index/

      Mas nesse caso tem um porém, como se trata de uma coleção desconhecida da "massa" (como dizia o "Pato" do extinto Fórum Panini) o reconhecimento da ostentação não vais acontecer.

      E é claro não tem lombada formando painel, também.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    4. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, mermão, essa foto do face. com um sorriso no rosto agora.

      VAM! Nem dá ideia, vai que logo em seguida, Panini, Salvat e Eaglemoss comecem a investir nesse filão? kkkk

      Excluir
    5. "- ...mas você não leu as edições? - não...mas quem sabe um dia. Kkkk. Acho que é doença."


      Vc "acha", Roberto? rs...

      Abs!

      Excluir
    6. "Se é pra gastar grana com gibis e por consequência ostentar, deveria-se investir na coleção Artist's Edition da IDW"


      Opa... Valeu mesmo, VAM:

      Eu não conhecia essa coleção... mas é pura ostentação (só q com classe e louvor, rs)!

      Abs!

      Excluir
    7. Leandro, Leo eu já vi duas de perto.

      Tenho uma amiga que possuí o DD do Mazzucchelli e o Aranha do Kane. E dá vontade de dormir abraçado de tão lindas que são! E não estou me referindo só a menina, não.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    8. Não perdoa nem as amigas, hein? rs...

      Abs!

      Excluir
    9. Admito que tenho algumas HQs ainda no plástico e outras na fila de leitura a mais tempo do que deveriam, mas isso aí é bizarro. O rapaz nem cogita ler?

      Pelo jeito essa geração hedonista movida a selfies de iPhone XYZ mandou representantes ao universo dos quadrinhos. E como o VAM! observou, são provincianos. Não sabem nem ostentar em alto nível!

      Excluir
    10. E aí, doggma... blz?

      Eu tbm tenho uma PILHA de leitura com mais de 500 gibis e livros pra ler... A diferença é q eu pretendo ler tudo isso um dia e só não tenho lido agora por falta de tempo devido ao trabalho. Sem falar q mesmo não lendo eu ainda tiro os gibis do plástico pra dar uma folheada antes de jogar de volta na pilha pra ler com calma qdo eu puder!

      Agora, realmente, essa geração não tem mais como sair da zona da bizarrice e da falta geral de noção, rs!

      Abs!

      Excluir
  34. Tudo muito caro mesmo Disney também está um absurdo.......fiquei com as coleções antigas mesmo do Barks, Pateta e Don Rosa que saiu nas mensais do Tio Patinhas, nada de repeteco capa dura, até a do Tex deixei passar tenho também, única que estou fazendo é a do Mickey e pegando na amazoon com desconto. Mensais compro somente tex coleção, pateta e turma da monica, 3hq somente...........E vem aí Conan talvez irei comprar porque as que tenho da abril muitas estão bem judiadas e faltam alguns números.....vale Leo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. no final é valeu Leo.....abraços.

      Excluir
    2. E aí, Roni... blz?

      É verdade, mesmo ficando só com a Disney ainda estamos falando de valores consideráveis pra se gastar todos os meses com gibis... Eu tô pegando as ed. atuais do Barks pq não tenho as anteriores (q saíram em 41 Vol), e tô pegando tbm a do "Mickey" pq é totalmente novidade pra mim (não tinha quase nada do Gottfredson), mas pra seguir com a do "Don Rosa" eu já tive q abrir mão do "Pateta" (as 2 juntas eu não aguentaria $$$ e preferi optar pela coleção do Rosa)!

      A do "Tex" eu vou seguir até certo ponto, pois já tenho boa parte das histórias em outros formatos... E "Conan" eu vou até a ed. 25 (mais ou menos) cobrindo a fase Thomas/Buscema!

      Abs!

      Excluir
  35. Pelo padrão de qualidade que conhecemos da Salvat, e as vezes da própria Panini, tem gente que quando finalmente tirar do plástico vai descobrir que tem um exemplar realmente único, com páginas impressas fora de ordem, invertidas ou mesmo de outras edições.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que eles vão chegar a tirar o plástico? Afinal, não é só pra enfeitar a estante? kkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    2. E aí, Carlos... blz?

      Pior, hein? Realmente, já tivemos vários casos assim (de defeitos gráficos) nas ed. da Salvat... O recall de "Guerra Kree-Skrull" foi o mais famoso, mas recentemente teve o caso do cadernos trocados em "Punho de Ferro" (capa-preta): Onde botaram sem querer uma história do "Cap. América" por engano no lugar de uma do "punho", rs!

      Abs!

      Excluir
    3. Vixe. Isso foi em "A Busca por Colleen Wing"? Eles despacharam essa pra mim hoje. Será que vem bomba no miolo?

      Excluir
    4. Pior q foi sim, doggma... hehe!

      Parece q trocaram um dos cadernos do miolo dessa ed. do "punho" por uma história do KIRBY (q é do encadernado: "A Bomba da Loucura")... e enquanto vc espera (agora roendo as unhas, hahaha) sua ed. do "punho", eu espero aqui a "bomba" (literalmente) q mandei vir pelo site e desconfio q possa vir "batizada" com o caderno q era pra ser do punho!

      Abs!

      Excluir
    5. Roendo os punhos aqui.

      Tomara que não sido no lote todo. Do jeito que a Salvat é, a edição corrigida deve vir de brinde com a edição da Garota Esquilo.

      Excluir
    6. Bem, se serve de consolo...

      O lote TODO com certeza não foi comprometido, pois o "punho" q eu tenho veio perfeito. Agora: te confesso q tô apertando pro capitão do kirby vir perfeito, rs!

      Abs!

      Excluir
  36. leo descobri uns blogs cheios da hqs nacionais raros dos mais diversos tipos (principalmente terror e erótico kk) são eles: banca dos gibis brazucas, quadrinhos brazukas e quadribrasil. Vale a pena procurar algo que você não encontra em sebo ou mercado livre da vida.

    Ivan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Ivan... blz?

      Valeu mesmo pelas dicas... desses aí eu só conhecia o "quadrinhos brazukas": Mas vou add os outros tbm na minha barra de pesquisas pra scans!

      Abs!

      Excluir
    2. O Quadrikomics também tem um index muito bom.

      E vale a menção pro HQ Point ("blogspot" etc...). Mesmo com parte dos scans trancados pros colaboradores, ainda tem muito material novo e antigo com link liberado. Pra quem curte material europeu e velhos gibis de terror é um prato cheio.

      Excluir
    3. Valeu mesmo, doggma...

      Eu conhecia o "quadrikomics", mas pensei q tivessem tirado do ar há tempos... Vejo então q devo ter me confundido com o nome parecido do "quadrideko" (esse sim, inativo)! me atrapalhei com esses nomes, rs!

      Abs!

      Excluir
  37. LEO, me lembro de uma matéria no finado site Fanboy que explicava sobre a bolha especulativa dos anos 90, que era a enxurrada de edições número 1 os "nerds ostentação" da época compravam pra vender anos mais tarde como relíquias. Acho que a nova bolha é isso aí mesmo que tu escreveu.

    Vou boicotar a Panini parando de comprar quase tudo, exceto alguns encadernados da Vertigo, capa mole, e vou começar a gastar meu rico dinheirinho com as Hqs da Bonelli!

    Prefiro um gibi em preto e branco com uma história muito boa do que um gibi caro pra caramba!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Miltão... blz?

      Já faz um tempo mesmo q se fala na formação dessa "bolha" especulativa... e ela vem tomando várias formas e crescendo pra vários lados (já se analisava isso na época da Ópera Graphica tbm - editora famosa por seus preços superfaturados no início dos anos 2000)!

      Seja como for... Vc fará uma boa escolha investindo mais na Bonelli, especialmente no "Tex" (embora eu seja suspeito pra falar, rs)!

      Abs!

      Excluir
    2. A bolha dos anos 90 nem tem comparação. Especuladores da Bolsa de Wall Street compravam lotes de caixas para elevar as ações da Marvel.

      O livro a História Secreta da Marvel Comics, dá um panorama bem amplo dessa situação.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    3. Oi, VAM... Isso me lembra da Comix superfaturando preços e tirando gibis de circulação pra valorizarem mais no mercado, rs!

      "Queda de Murdock" por 300 reais no C* deles, hehe...

      Abs!

      Excluir
    4. O mesmo com as Bibliotecas Históricas. E estão lá há eras. Quem pagar isso por uma linha descontinuada com muito chão ainda pela frente, olha... é campeão.

      Excluir
    5. Verdade, doggma...

      Qdo estive em sampa ano retrasado eu fui na Comix e ainda vi lá expostas algumas "bibliotecas" com preços superfaturados... Tbm já tavam pedindo uns 100 pila no Vol. 1 da "CHM do aranha" (q custava originalmente: 22 temers)!

      Abs!

      Excluir
  38. Volto a dizer: tem muitos "fãs" e "leitores" que nunca leram ou compraram um gibi na vida... Mas são "experts" em filmes de heróis. Como sempre o Brasil fazendo escola de como piorar gêneros. As coleções da Salvat só comprovam isso. Eu mesmo conheço uma pessoa que tem várias edições, e duvido muito que ele as tenha lido. O primeiro soco no estômago que lembro com Hqs, foi com a linha Premium. Eram edições caríssimas pra época. Eu só comprava a do Aranha. A Panini começou bem e arrumando a casa. Agora tudo é capa dura... Acho que cabe a nós leitores, selecionar melhor as nossas compras. O aumentos foram abusivos. Os gibis de Heróis estão em evidência como nunca estiveram e, creio eu que a Panini se aproveitou da situação. Vai ter que rolar um leve boicote!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só rico tem tempo e $$$$ pra gastar se dedicando a tantas edições.

      Excluir
    2. E aí, Diego... blz?

      Bem nessas... Os FILMES de super-heróis criaram uma das piores escórias virtuais já vistas: Os "pseudo-entendidos" no assunto - HATERS e Trolls retardados q vivem fomentando guerrinhas entre "Marvel X DC" e se acham os donos absolutos da verdade. Tem até uns críticos de cinema q entraram nessa onda e acham q sabem tudo sobre quadrinhos agora (nunca leram um gibi na vida e querem q suas opiniões sejam MAIS valorizadas q a dos demais espectadores). Tá um saco navegar por alguns sites consagrados de cinema, onde os tais críticos acabam atraindo os piores haters em centenas de comentários sem o menor conteúdo e repletos de arrogância, ódio, e prepotência!

      Abs!

      Excluir
    3. "Só rico tem tempo e $$$$ pra gastar se dedicando a tantas edições."


      E aí, Leandro... blz?

      Não basta mais ser rico pra se dedicar à tantas edições... O cara tem q ser rico E ter tempo livre pra ler essa porrada de gibis, rs!

      Abs!

      Excluir
  39. Já fui chamado de hater por ser mais seletivo em relação ao material que comprava, quero ver essa galera se esgoelar pra comprar tudo que sair agora. Eu acho tome, hq é pra se entreter e em outros casos fazer você refletir sobre a vida, muitas vezes as duas coisas. Essa galera, que ficava comprando e elogiando no youtube tudo que saía, juntamente aos que iam na onda e compravam TODOS esses encadenados, criaram esse monstro.

    Só observo...




    Compro mais nada, bem, exceto o Arqueiro do Lemire (com o "desconto da Amazon") porque o roteiro está bom, a arte e as cores estão muito fodas!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Leandro... blz?

      É até engraçado ver alguns canais de youtube agora "tentando" falar mal da panini pra parecer q estão "do lado" dos leitores e ao mesmo tempo ficam pisando em ovos pra não perderem os "agradinhos" q ganham da editora todos o meses, rs!

      Mas enfim... Cada canal constrói pra si a linha "jornalística" - por assim dizer - q vai seguir (e depois terá q arcar com essas consequências)!

      Abs!

      Excluir
  40. Digite seu comentário...Salve, Léo. Belezinha?

    Faz tempo que não comento, mas sempre acompanho todas as postagens do Sub.


    A Panini pode ter seus méritos, mas no quesito "transparência", deixa muito a desejar, diferente da antecessora Abril. Essa sim dava a cara a tapa, como quando adotou a temível tabela (lembram do código A23?) e também na era pré- premium, aonde a editora sempre publicava editoriais explicando o motivo das alterações de preço. Mas, enfim, para que justificativa sabendo que, independente dos preços haverá gente que vai comprar?
    Com certeza, alguém do marketing ou do empresarial da Panini deve acompanhar as redes sociais. Ali, vemos uma enxurrada de "baba-ovos", defendendo a Panini com garras e dentes. Hoje, chegamos ao absurdo de alguém que está reclamando dos erros que a editora comete ser alvo de críticas por "Panineiros".
    O episódio Walking Dead é um exemplo claro. Vi mais gente agradecendo a editora por relançar o título do que reclamando do preço absurdo. Com isso, eles sabem que há público disposto a comprar, independente do valor. E se a demanda é grande...

    Outro fator que deve pesar é o hype a certos autores. Há quase um culto em torno do Jason Aaron, por exemplo. Vejo leitores apontando-o como o melhor roteirista de todos os tempos dos últimos anos (me pergunto se algum desses caras leu Pecado Original...). Coincidentemente (ou convenientemente) a Panini, que já havia anunciado Escalpo há um bom tempo, segurou o encadernado por meses, lançando justamente na época do "reajuste". O mesmo pode ser dito do Visão do Tom King, o novo queridinho da indústria, que saiu mais de ano depois do anúncio, já com preço inflacionado.

    Outra coisa que também acho, é que esses aumentos fazem parte de uma estratégia da Panini para retirar as bancas da jogada. Sei que soa meio conspiratório, mas agora que a editora cuida de sua própria distribuição, acredito que ela irá fazer movimentos para que a distribuição fique apenas em megastores e comicshops. Como jornaleiros trabalham com preços de capa e geralmente não trabalham com cartões de crédito e parcelamento, eles são os mais afetados com a queda das vendas, especialmente com o boicote que ganha força nas redes. Essa manobra facilitaria a distribuição para poucos pontos ao invés da grande quantidade de bancas, formando um cenário similar ao americano. Enfim, é apenas especulação (ou conspiração), mas é algo que acredito que pode ocorrer.

    Abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não julgue o Aaron por Pecado Original! O escritor badalado que não tiver escrito um megacrossover ruim que atire a primeira pedra!

      Megacrossover são SEMPRE ruins, os que não são é que são exceção. Nada a ver com o talento envolvido, por norma as propostas originais são dilaceradas por intervenção editorial!

      Se quiser saber o quanto um autor é bom, procure o seu material autoral...

      Excluir
    2. Hunter, de forma alguma estou criticando o Aaron, até porque Escalpo entra fácil no meu top 10 da Vertigo e run dele no Thor só fica atrás do Simonson e da dupla Lee-Kirby.
      A crítica que faço é ao culto exagerado e a forma como a editora se aproveita disso no inflacionamento dos preços. Da mesma forma que citei o Aaron, poderia ter citado o Lemire, Tom King ou então o triunvirato da nossa geração Moore, Gaiman e Miller, todos com trabalhos geralmente acima da média, mas que apesar de algumas derrapadas são nomes fortes e bastante valorizados.
      Um outro exemplo do que estou dizendo é o Mark Millar. Authority, Supremos e, principalmente, Guerra Civil catapultaram o nome dele para a estratosfera, surgiu um hype violento em torno de seu nome e hoje, qualquer material dele custa um olho da cara, independente da qualidade. É esse o ponto em que quero chegar: pela ótica da editora, os leitores pagarão o preço que custar se tiver o nome do escritor X ou desenhista Y na edição. Mesmo que seja uma obra prima como Escalpo ou, daqui a alguns anos, um megacrossover ruim como Pecado Original...

      Excluir
    3. E aí, Luiz... blz?

      Brigadão mesmo por seguir acompanhando o blog... Sei q não tenho conseguido mais atualizar as postagens com tanta rapidez q nem antes (por excesso de trabalho na vida real) mas sigo fazendo um acompanhando completo e diário dos comentários (minha seção favorita do blog, rs)!

      E eu entendo o q vc quis dizer sobre o hype em torno de certos escritores e artistas... Trabalho numa área em q isso tbm ocorre (cursos pré-vestibulares) e professores são "transformados" em super-stars de cursinhos (atraindo mais alunos e valorizando seu peso em ouro pra quem os contratar)!

      É mto parecido com a política q vc citou nas HQs... Te garanto q é o mesmo tipo de marketing: A mídia é "comprada" ou "induzida" a fazer badalação em cima de um NOME, e vemos isso claramente nos canais oficiais E parceiros das editoras (q fazem qq coisa parecer a última maravilha do pedaço). Nada se compara, contudo, ao HYPER-HYPE q a panini faz em torno do Morrison, hehe (se dependesse da panini, eles criavam até uma igreja só pra adoração cega do deus "grant", rs)!

      Agora o Tom King é a bola da vez... querem fazer dele o novo bam-bam-bam do mercado!

      A Panini se esbaldava nesse tipo de marketing qdo tinha a famigerada revista "Wizard" a seu dispor... Era mais um panfleto publicitário da editora do q uma revista informativa sobre o meio!

      Abs!

      Excluir
    4. O Millar sempre foi péssimo. Mas autores por norma têm altos e baixos, ainda mais quando operam sob as restrições da Marvel e DC.

      Excluir
    5. Pois é, Hunter... Vimos recentemente a maneira e as condições com q o Starlin abandonou a Marvel:

      O cara saiu de lá depois daquela treta envolvendo o "Thanos"... fica difícil trabalhar nessas editoras maiores com tantas interferências despropositais e limitadores de ideias!

      Abs!

      Excluir
  41. Charles, o mundo não é mais o mesmo"

    Eu tava escrevendo textão, mas resolvi ser mais sucinto. rs

    Falam muito em "efeito amazon" que seria algo como dar um doce desconto para depois tirar. Acho que não é por aí...

    A mudança da distribuição da Panini escancarou o que pra mim já estava claro: houve uma mudança de foco das bancas para as livrarias sendo adotada a estratégia do "catálogo". Acabou o recolhimento e o "encalhe" depois de 30 dias, agora há um prazo bem mais extenso para uma determinada tiragem ser vendida. Com essa alteração no formato de vendas os gibis, assim como outras mídias, tem "preço de lançamento".

    Como colecionadores estão acostumados (pra não dizer doutrinados) a comprar mensalmente gibis, pois eles eram recolhidos e possivelmente esgotados, naturalmente surge o desespero de ver seus quadrinhos a venda sem po$$ibildade de serem adquiridos em sua totalidade (pelo menos em um primeiro momento). E tome de mimimi nos fóruns, blogs e redes sociais!

    Resumindo: Assim como o blu-ray do novo Star Wars vai ser lançado beirando as 100 pratas, nossos gibis (principalmente os de capa dura) daqui pra frente serão lançados pelo preço de um rim. Ou de um Escalpo! rs

    Mas é só esperar um pouquinho. Ao invés de ser um nerd ostentação ou um nerd afobação, o negócio é ser nerd promoção e na prática continuar tudo como era antes...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, SEMI... blz?

      Bem observado, amigo... Realmente, a nova distribuição em vigor (desde q a panini resolveu assumir essas rédeas) tbm deve ter seu papel nessa equação toda de preços e reajustes!

      A bagunça ainda impera nas bancas... Eu não leio mais nenhuma mensal, mas sei (de ouvir reclamações) q a situação tem estado mais crítica do q antes: Atrasos, revistas q não chegam em certas localidades, tiragem baixa demais em algumas cidades (fazendo o leitor correr de banca em banca pra conseguir o q procura, etc)!

      E acho q vc tem razão... Uma outra estratégia de distribuição parece estar se formando: com foco mais voltado pra livrarias e (é claro) venda pelo site oficial da editora (não deve ter sido coincidência a panini ter "turbinado" sua loja virtual ao mesmo tempo em q rompeu com o antigo sistema de distribuição, né?

      Abs!

      Excluir
    2. E aqui estou eu, com um Escalpo no carrinho por 61,20 (praticamente 50% do valor anunciado).

      Ainda decidindo se compro...

      Excluir
    3. Eita... por 60 pila não tem mto o q pensar, pois vai ser difícil chegar no preço de uma "CHM", hehe!

      Abs!

      Excluir
  42. Oi Leo, beleza. Excelente artigo!
    Acho que além de ostentação talvez tenha alguns comprando como "investimento" kkk, tipo as moedas das olimpíadas, quanto mais alto preço que os comerciantes numismáticos anunciavam as moedinhas maior demanda gerava, detalhe: se estiverem na embalagem original da casa da moeda, maior o valor de mercado kkk
    Ou seja, uma bolha alimentada por um mix de ganância e ingenuidade. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, João... blz?

      Qdo as editoras (panini/salvat/eaglemoss) começaram a republicar material incessantemente (gerando milhares de repetécos nas bancas) eu jurava q isso iria ferrar com o lance dos "scalpers" do Mercado Livre, rs (e eles não conseguiriam mais superfaturar preços se as editoras republicassem materiais esgotados com facilidade)!

      Pois bem... me enganei um pouco qto à isso, e vejo q tá se formando um novo tipo de "bolha" nesse sentido: Alimentado pelo "preciosismo" de certos perfis de consumidores q ainda vão preferir pagar preços extorsivos pra ter um item mais caro, mais ostensivo, mais raro, ou mais procurado por outros colecionadores... O importante pra essas pessoas vai ser sempre "ostentar" mais do q os outros, rs!

      Abs!

      Excluir
    2. Nunca subestime a estupidez humana!

      Excluir
    3. Eu sempre acabo subestimando... e sempre acabo me surpreendendo negativamente depois, hehe!

      Abs!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...