25/10/2014

"Almanaque do Zé Carioca" Nº 22: Traz 11 Histórias Desenhadas Por Renato Canini....

O "Almanaque do Zé Carioca" Nº 22 (capa acima) já está nas bancas.... E apresenta uma seleção temática de histórias escritas por Júlio de Andrade e desenhadas por Renato Canini (que redefiniu o papagaio nos anos 70):

Nesta matéria exclusiva do "Submundo", vocês verão em 1º mão a seleção completa das 11 histórias que compõem esta edição (já adianto que é um material que eu incluiria no meu "TOP 100 de melhores HQs" de todos os tempos)!!!

Confiram abaixo algumas imagens desta fase clássica e consagrada do "Zé Carioca":

Renato Canini (falecido há 1 ano atrás) foi o artista que melhor retratou o "Zé Carioca" durante a década de 70.... Estabelecendo pro papagaio um visual mais próximo da realidade brasileira (com camiseta rasgada, morando num barracão, fugindo dos cobradores, e vivendo de pequenos golpes). Pelo realismo do universo criado pro personagem e pela diversão despretensiosa das histórias, este material (toda a fase Canini) faz parte da minha lista (pessoal) das 100 melhores HQs de todos os tempos. Mas esta edição temática também inclui o (excelente) roteirista Júlio de Andrade: Numa seleção de 11 histórias dessa parceria:

"Um Truque Cinematográfico", "O Carro Saiu Barato", "Churrasco Bom Pra Cachorro", "No Samba Safári", "O Grande Prêmio de Vila Xurupita", "O Cobrador", "O Dia Era da Barraca", "O Piquenique", "Mais Vale um Papagaio na Mão", "Você Comprou Seu Chop-Chop?", e "O Papagaio e o Papagaio". Todas produzidas em meados dos anos 70!!!

A edição custa apenas R$ 5,50 (com 84 pág).... E acima estão algumas imagens das histórias tiradas de antigas edições da época em que foram lançadas pela 1º vez na revista mensal do "Zé Carioca" e em republicações de "Disney Especial". Na minha opinião, vale a pena acompanhar todo o material dessa fase (Canini) - que também aparece regularmente republicado em especiais tipo: "Disney BIG"!!!

Até+

38 comentários:

  1. Bom dia LEO, que dez amei a dica.
    Zé Carioca é um daqueles malandros que foge dos cobradores e no final sempre tem um plano para se safar, rsrs...Vou comprar....
    Renato Canini, era considerado pai do zé Carioca, principalmente pelo seu traço livre ao desenhar.

    Beijos, bom final de semana.

    ResponderExcluir
  2. "Zé Carioca é um daqueles malandros que foge dos cobradores e no final sempre tem um plano para se safar, rsrs..."


    Bom dia, Rute.... tdo bem?

    Q bom q vc curtiu essa dica, pois comprei ontem essa edição e achei sensacional.... ótimas histórias, divertidas pra caramba (de forma despretensiosa) e ainda com todo esse fator de identificação com o cotidiano brasileiro. Vale até como registro histórico dos anos 70 (pelas roupas, penteados, e o clima descontraído da época). Pra mim, esse gibi foi nota 10, rs!

    Bjs (e um ótimo findi pra ti tbm)!

    ResponderExcluir
  3. Só compro algum desses almanaques quando traz uma seleção imperdível de histórias. Esse vai ser o caso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a mesma coisa pra mim, André....

      Só compro gibis da Disney em geral qdo a seleção de histórias for do meu agrado... ou seja: Só qdo for material clássico e q seja essencial na coleção (é exatamente o caso aqui, rs)!

      Abs!

      Excluir
  4. Canini era o cara, ótima dica Leo! Tenho algumas histórias dessa fase do Zé que saíram no Disney Especial, muito bacana mesmo. E o meu sogro tem quase todas as revistas do Zé daquela época. Relíquia cara! Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fabiano.... blz?

      Tem umas raridades aí nesse almanaque q não eram republicadas há mtos anos.... Mas boa parte delas já saiu em algum "Disney Especial" das antigas (tipo essa do "Churrasco Bom Pra Cachorro" - q saiu num especial temático: "Os Cozinheiros"). Eu tive várias dessas tbm nos anos 70/80!

      Abs!

      Excluir
  5. Oi, LEO.

    Compra certa, pois esse material clássico é de encher os olhos! Li essas histórias há anos e a arte do Canini é tão memorável que têm detalhes que não são esquecidos: lembro-me dessa história aí da praia em que o Zé está até usando um cordãozinho no pescoço, rs!
    Mas acho que um leitor desavisado e que só curte esse material mais antigo da Disney, sequer folhearia essa revista na banca só de olhar para a capa com o Zé Funkeiro. Eu mesmo deixo passar batido.
    Deveriam pôr uma capa de acordo com o material contido na revista, né? Mas acho que eles nunca se preocupariam com minha opinião e essa é só a reclamação de um ranzinza mesmo, rs! E tá valendo pelo conteúdo!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. blz leo?

    tb gosto muito de HQs da disney, aprendi a gostar de gibi com meu pai que me presenteava sempre com HQs disney (ele tb era fã (1970), não so de disney mas tb de asterix, timtim, mortadelo e salaminho e por ai.....) so que tem um problema, depois que acostumei com o formato americano praticamente não consigo ler mais formatinho, no começo do ano comprei a especial do urtigão, a maioria das histórias são boas, mas o formato não ajuda.
    acho que isso é chatice minha, mas fazer o que!!!!!

    aqui em santa rita do sapucai, sul de minas, chegou a coleção nova do planeta deagostini de capas na lata, comprei a primeira pra ver qual é, achei legal so que muito caro e a seleção de capas muito eclética, sou mais fã das capas mais clássicas.

    abraço

    ResponderExcluir
  7. Poxa Leo,

    Que material bacana! É mto legal ver artistas brasileiros se consagrando no universo Disney.

    Sabe se esse material chegou a ser publicado nos States? Ou foi privilégio só do Brasil?

    Abs, Zé.

    ResponderExcluir
  8. "Mas acho que um leitor desavisado e que só curte esse material mais antigo da Disney, sequer folhearia essa revista na banca só de olhar para a capa com o Zé Funkeiro. Eu mesmo deixo passar batido."


    E aí, Alexandre.... blz?

    Essas capas são bem xexelêntas mesmo (mal escolhidas) e geralmente trazem imagens (bobinhas) q não condizem com o (ótimo) conteúdo.... Podiam ter usado uma capa desenhada pelo Canini (acho q atrairia vários fãs das antigas q nem sabem q uma raridade dessas tá dando sopa aí nas bancas)!

    Sempre q eu posso, eu divulgo aqui no blog ao menos o q a Disney tem a oferecer de MELHOR.... Sei q "Disney" não é bem o foco aqui do "Submundo" (e q os leitores mais ligados à Disney preferem outros blogs mais especializados no assunto), mas qdo o material for bom, essencial, ou interessante: eu vou comentar ou recomendar aqui!

    Abs!

    ResponderExcluir
  9. "depois que acostumei com o formato americano praticamente não consigo ler mais formatinho"


    E aí, gustavo.... blz?

    Sabe q eu ainda curto o formatinho?..... Ao menos pra algumas coisas, é claro. Por exemplo, pra Marvel/DC eu já nem consigo mais ler em formatinho (essas sim, me acostumei e fiquei de vez com o formato americano - só mantenho formatinhos clássicos de material raro q ainda não encadernaram)!

    Mas pra gibis tipo: "Disney", "TEX", e "Recruta Zero" (q eu compro regularmente).... Até prefiro o formatinho (no caso do "TEX" então, abomino até as cores; e prefiro o material em P&B). Qto à essa coleção de capas de lata: Achei meio caro o valor, mas devo comprar só a1º (q custa 9 pila)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  10. "Sabe se esse material chegou a ser publicado nos States? Ou foi privilégio só do Brasil?"


    E aí, Zé Carlos.... blz?

    Curiosamente, nos EUA a linha Disney não "colou" tanto q nem aqui.... e tirando os "Barks" e "Rosa" da vida, o pessoal nos States nem deve conhecer direito a produção Disney dos demais países!!!

    Porém, algumas coletâneas (almanacões) em países da Europa e América Latina.... já publicaram esse material do Canini sim (foi pouco, é verdade, mas de vez em qdo aparece no "Inducks" alguma história do "Zé Carioca" como tendo sido publicada na França, Itália, Colômbia, etc). O Brasil teve uma farta produção nacional da Disney entre os anos 60 e 80 (principalmente)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  11. Beleza Léo ?
    Muito bons os comentários-aula do Nano Falcão e seus sobre P&B x Cores, no final da resenha sobre OMAC.
    Acrescentaria que como quadrinhos é uma arte que depende de história, desenho, arte-final e cores, existe um outro fator que pode destruir ou não uma hq, que é a impressão
    .Pois há impressõess, como na maioria das Tex Gigante P&B, onde vc não vê o traço como foi feito. Por isto preferi a colorida, não pelas cores e sim pela impressão. Inclusive comparei as duas Tex Gigante, P&B e colorida, e parecia que o mesmo desenhista, em uma era um rabiscador, e em outra um gênio.
    Eu lia aqueles Gibis gigantes da RGE que tinha Princípe Valente, que eu achava chatíssimo Quando eu li um Príncipe Valente da Phantasgraph, tamanho-gigante com a melhor impressão e papel que já vi, fiquei extasiado e entrei naquele universo, parecia que estava lá, tal a riqueza de detalhes,e vi que Hal Foster foi provavelmente o melhor desenhista-ilustrador que já existiu em hqs. Coisa que não dava para ver na RGE, e como muito da história estava na riqueza e detalhes da arte, que se perdiam, a hq se tornava aborrecida.
    Se a impressão for boa prefiro a hq na colorização ou não original, porém se for uma impressão ruim com colorização ou P&B original, prefiro uma boa impressão com colorização ou P&B não-original.
    O ideal seria termos uma impressão boa, em colorização ou P&B original, e em um tamanho o mais perto possível do tamanho em que foi desenhado, o que é querer muito.
    Leitor de quadrinhos é muuuito chato.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  12. "existe um outro fator que pode destruir ou não uma hq, que é a impressão"


    E aí, Flávio.... tdo bem?

    Vc tem razão, a impressão é fundamental pra realçar ou acabar de vez com a arte de uma HQ.... Tenho alguns exemplos comparativos tbm nesse sentido q aconteceram comigo: "Thor" (de Walt Simonson).... eu detestava essa fase qdo saía em "SAM", mas qdo resolvi reler esse material nas ed. de "Maiores Clássicos" da Panini, minha opinião mudou completamente em relação à essa fase: pois além da versão da Abril ser em formatinho e ter os textos destruídos pela redução dos balões, a impressão da Abril ficou horrível na 2º metade dos anos 80 (papel e impressão pioram mto em todos os títulos - talvez sob efeito da crise econômica da época). Só sei q a arte do Simonson parecia outra coisa no formato americano e papel LWC (brilhoso e com ótima impressão)!

    Outro exemplo: a péssima impressão da Panini nas revistas de linha (devido ao papel pisa-brite): Não sei se vc já viu como ficou a arte de "ALIAS" (Bendis) no encadernado de luxo em comparação com sua 1º versão na revista "Marvel MAX"? Na mensal a impressão ficou mto escura, sem nitidez, tornando confusas algumas cenas (principalmente as q se passavam de noite - com mais sombras). Enfim, sei q nós leitores somos mto chatos às vezes, hehe: Mas nesses casos envolvendo formatos e impressão é plenamente justificável: Pois um gibi pode mesmo mudar da água pro vinho devido à esses "meros detalhes", rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
  13. Leonardo, obrigado pela dica. Não vida estas informações por aí, e ficar sabendo disso e muito útil pra mim. Eu adoro o formatinho e também um tamanho um pouquinho maior. Este mês eu não comprei nada ainda. Provavelmente comprarei algo apenas em Novembro. E esse almanaque sera um deles. Valeu pela informação.

    ResponderExcluir
  14. Olá Leo e Flavio,

    Caras achei muito interessante essa reflexão sobre impressão. Me lembro Leo q foi esse lance da impressão escura q me afastou das HQs mensais, entre outros motivos.

    Fã de quadrinhos q se preze é chato mesmo. Quando vou comprar uma revista ou encadernado pego todas as cópias e olho uma por uma pra levar a q estiver em melhor estado. Às vezes fico meio constrangido, o povo deve pensar "esse marmanjo quarentão fica horas escolhendo essas revistinhas...". Ah q se foda, só quem sabe apreciar a Nona Arte entende, né?

    Abração Zé.

    ResponderExcluir
  15. "Não vida estas informações por aí, e ficar sabendo disso e muito útil pra mim."


    Oi, Fabiano.... blz?

    Eu tbm não vi essas informações em parte nenhuma (e olha q eu procurei bastante).... a pág da Abril (no face) é mto fraca nesse sentido: Só tem a capa dos gibis e nada mais (a própria editora é q devia LISTAR todas as histórias e o conteúdo da edição)!

    Até o "Inducks" tá demorando pra atualizar informações desse tipo - com listas de histórias e conteúdo completo (e até agora a pouco nem tinham cadastrado esse gibi no site ainda).... Seja como for, essa é uma ed. imperdível e fica aí minha recomendação!

    Abs!

    ResponderExcluir
  16. "Fã de quadrinhos q se preze é chato mesmo. Quando vou comprar uma revista ou encadernado pego todas as cópias e olho uma por uma pra levar a q estiver em melhor estado. "


    E aí, Zé Carlos..... blz?

    Não se preocupe, pois vc não é o único q faz isso, rs.... Eu tbm sou BEM chato nesse sentido e tbm escolho sempre a melhor edição entre as disponíveis na banca (nada de amassadinhos ou arranhões nas capas dos gibis e encadernados). Ah, e minha última mania agora é sempre contar as pág de cada ed. q eu compro: Pois já me aconteceu 2 vezes (recentemente) de chegar em casa e constatar q os gibis tinhas pág. repetidas ou faltando. Agora, sempre q vou comprar um gibi eu analiso tudo e conto as páginas tbm (e foda-se quem achar "estranho": Tô pagando mesmo e não tenho culpa desses defeitos gráficos terem se tornado tão frequentes (o q eu leio de reclamação qto à isso não tá no gibi - com o perdão do trocadilho, rs)

    Abs!

    ResponderExcluir
  17. Oi, LEO e Zé Carlos.

    Mais um chato exigente aqui, rs! E eu cheguei a pensar que eu era um maluco solitário nessa prática de examinar minuciosamente cada gibi que vou comprar...
    Costumo pegar dois volumes por vez e começo a dissecação externa: examino as lombadas, as pontinhas da capa e da contracapa, possíveis risquinhos por menores que sejam, e só nisso leva um bom tempo. Depois vou para o miolo, folheio cada página e confiro até a numeração, além de dar uma boa examinada na impressão, que pode variar de uma para outra. E nesse processo, limpo até meus dedos para não deixar manchas oleosas e impressões digitais! Faço tudo isso sem o menor constrangimento, mas de preferência, sem ninguém ao meu lado para ficar me observando, rs! É um verdadeiro ritual de simetria e perfeição, um TOC para fãs de HQs, rs!

    E quando teremos outra grande matéria do nível da do OMAC?

    Abraços!

    ResponderExcluir
  18. "É um verdadeiro ritual de simetria e perfeição, um TOC para fãs de HQs, rs!"


    E aí, Alexandre.... blz?

    Hahaha.... eu nunca tinha pensado nisso dessa forma, rs: Mas de repente pode ser algum TOC mesmo. Desenvolvi essa mania perfeccionista qdo comprei uma coleção de raridades (nos anos 90) em perfeitíssimo estado de conservação: Gibis da Ebal, Bloch, RGE, e Abril.... tudo bem novinho e sem 1 amassadinho sequer nas capas (pareciam q tinham acabado de sair da gráfica). Isso me deixou com vergonha das revistas q eu tinha (bem cuidadas tbm, mas não nesse NÍVEL de perfeição q nem esse lote q eu comprei). A partir daí, passei a exigir mais qualidade nos gibis q eu comprava em bancas: qq amassadinho me incomodava, pois eu lembrava daqueles gibis perfeitos de 20 ou 30 anos atrás q eu tinha adquirido!

    Hj eu fiquei bem xarope pra isso mesmo, rs.... e tbm tenho outra mania: a de limpar cada gibi q leio com uma flanela (pra tirar marcas de gordura e impressões digitais). Sim, existe uma razão técnica pra isso: Manchas de manuseio nas capas das revistas geram um bolor q se transforma em MOFO (qdo guardadas em plásticos). Pra evitar isso, só passando uma flanela na capa e contra-capa da revista): Nesse caso, não considero isso maluquice (rs) mas sim: uma técnica pra melhor conservação e cuidados dos gibis!

    E sobre outra matéria do nível de "OMAC".... Bem, a próxima postagem de colaboradores será do Nano Falcão (q tá preparando um guia de leitura dos "Vingadores" - essa promete). E da minha parte, já terminei de redigir o texto pra matéria em 2 partes sobre a "EBAL" (q vai ao ar nas próximas semanas - essa tá em processo de seleção de imagens e capas antigas agora, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grandes Leo e Alexandre,

      Esse é um TOC do bem, podem ter certeza. Rsrss

      Descobrir q tem outros colecionadores exigentes e "ritualisticos" espalhados por aí me deixa feliz. Parece q fazemos parte de um clube seleto. Aliás, pelo nivel alto dos comentarios postados aqui, nota-se q temos um público intelectualizado e culturalmente rico.

      Tem espaço pra muita discussão boa por aqui!

      Fico felicíssimo pela excelente repercussão da matéria do OMAC.

      Agora fiquei superansioso pela matéria do Nano Falcão! Tenho certeza que seremos brindados com um texto de 1a grandeza.

      Abs, Zé.

      Excluir
  19. Valeu pela dica, Léo.

    Curto esse Zé clássico (bem melhor que essa versão meio boy, de boné e tênis).
    Pretendo comprar, mas só daqui há alguns meses, quando os encalhes desses almanaques são vendidos em hipermercados no pacote de "2 por 6 reais".
    Também estou namorando aquela Jumbo com "A Crise dos Darkwings Ducks". Nunca li uma hq dele, mas curtia o desenho do personagem.

    Preciso urgente de outro emprego, só pra comprar os gibis...

    ResponderExcluir
  20. "Curto esse Zé clássico (bem melhor que essa versão meio boy, de boné e tênis)."


    E aí, Luiz.... blz?

    Tbm não suporto esse "Zé Carioca" com visual mais atual (o do "bonézinho virado pra trás" - como chamam).... Pra mim (pessoalmente falando) só vale mesmo esse do Canini (ou até o clássico com terno e chapéu - qq coisa menos esse de boné e tênis)!

    E esses pacotes promocionais dos almanaques nos super-mercados tbm rolam aqui no sul.... mas é preciso ficar atento pq (de forma desonesta e mal-intencionada) eles colocam apenas 1 gibi na frente da embalagem. Assim, é melhor vc anotar o nº desse almanaque aí (pra qdo o vir num desses pacotes e ele estiver na parte de trás da embalagem)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  21. Olá Leo, Zé Carlos e todos :
    Falando em impressão e EBAL, a mesma editou hqs do Batman, Homem-Aranha, Capitão América, Espectro, Super-Homem, Super-Boy, Korak, Zorro , Sheena e até a Mulher-Maravilha com roupa estilosa moderna (à época) pelo Dick Giordano.
    Tudo em tamanho americano, em cores, em papel off-set de primeiríssima, muitíssimo melhor do que os da CHM, que ainda hoje estão branquinhos depois de 40 anos! A impressão é estupenda e em retícula.
    Segundo um colecionador que conheceu os Aizen me contou, até Stan Lee quando recebeu uns exemplares de amostra, nos anos 70, ligou para a EBAL querendo imprimir tudo da Marvel dos EUA no Brasil, tal a qualidade da editora, à época muito superior às dos EUA. Mas a editora não possuía capacidade para tal. Até hoje estas edições coloridas são um deleite para os olhos,

    O pior erro da EBAL foi já no final, quando criou o formatinho. Arghhh!!!!!!!!!
    Será que já existiu isto em outros países ?
    Mas os formatinhos da EBAL tem qualidades de papel, impressão e cores, muitíssimas superiores às das editoras subsequentes.

    Abraços a todos

    ResponderExcluir
  22. "A impressão é estupenda e em retícula. "


    E aí, Flávio.... blz?

    Sim, a impressão da Ebal sempre teve ótima qualidade e na matéria q escrevi sobre ela (q vai ao ar nas próximas semanas) ressaltei a ousadia da editora em lançar os álbuns gigantes tbm (formatos imensos e coloridos, tipo o crossover: "Superman X Muhammad Ali"). O papel off-set (o mesmo usado nas "CHM" da Panini) tbm era o favorito da Ebal pra material colorido (mesmo qdo aderiu ao formatinho) e apesar de alguns leitores não gostarem desse papel (branquinho) é inegável q ele é bem resistente ás ações do tempo.... falo isso pq ainda tenho na coleção gibis da Ebal em off-set e continuam em perfeito estado de conservação (e continuam branquinhos) mesmo já passados 40 anos!

    E vc tem razão.... mesmo em formatinho a Ebal tinha uma qualidade superior às suas sucessoras: e sua impressão era mto melhor q a da Bloch, RGE, e Abril (sendo q a Abril começou bem, mas foi perdendo qualidade gráfica e de impressão da 2º metade dos anos 80 pra cá). Aliás, estou seguro pra aformar q HOJE a Abril tem a PIOR impressão entre todas as editoras do mercado nacional (uma vergonha pra uma Editora q se vangloria de estar há mais de 60 anos no mercado - tem gibis Disney com cores vazando dos desenhos, pág. borradas, sem nitidez: uma BOSTA completa e não adianta reclamar pq a editora não liga a mínima pra reclamações (em 5 anos colecionando Disney, já vi inúmeras queixas qto à isso nas redes sociais e a editora nunca fez porra nenhuma pra resolver o problema). Claro q não deixarei de mencionar isso qdo for falar da Abril (na série de postagens sobre "Editoras Nacionais")!

    Qto ao formatinho.... sei q ele já foi testado em alguns países (mas na maioria fracassou). É um formato q serviu apenas pra acomodar o mercado brasileiro em tempos de crise (mas acho q não funcionaria de novo e tenho notado q o formatinho vem sofrendo rejeição até por parte de leitores do "Tex" - q andam preferindo o formato Italiano)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leo e Flávio,

      Estou encantado com estas informações. Tive pouco contato com o material da Ebal, pois qdo entrei pro mundo das HQs em fins dos 70s peguei a RGE, q dispensa apresentações (no mau sentido... kk).

      Mas eu cheguei a ter umas revistas do Aranha q eram adaptações do (saudoso) desenho animado da época. Tb tive o crossover do Batman x Hulk, q um colega do primário pegou emprestado e nunca mais devolveu (filho da p....).

      A lembrança q eu tenho era q o material era de boa qualidade sim. Concordo q dpois da Ebal foi só ladeira abaixo em termos de qualidade. Embora como e Leo disse, a Abril do inicio dos 80s era muito boa no q fazia. Até hj, por ex., considero as traduções do Jotapê melhores do q as da Panini.

      Abs, Zé.

      Excluir
  23. "Até o "Inducks" tá demorando pra atualizar informações desse tipo"

    Uma vez relatei que faltava a capa da Disney BIG 27 lá e a resposta que tive foi que o Inducks deve ser mantido pelos leitores e fãs. Bom... prefiro nem comentar. A Editora da "VEJA que desgraça!" que um dia também foi "FOLHA de papel higiênico" não pensa mesmo em aumentar a equipe responsável pelas publicações Disney. Coisas da vida.........

    ResponderExcluir
  24. "Aliás, pelo nivel alto dos comentarios postados aqui, nota-se q temos um público intelectualizado e culturalmente rico."


    E aí, Zé Carlos..... blz?

    Pois é, no meio acadêmico (e da mesma forma q eu, vc tbm é professor e deve saber).... os gibis ainda são considerados leitura pra pessoas de baixo nível intelectual, rs. É um preconceito q existe sim, e não podemos fingir q não, qdo num seminário de comunicação (já participei de vários) as pessoas ditas mais "intelectualizadas" ficam de sorrisinhos sarcásticos e comentários irônicos qdo alguém defende uma tese ou dissertação q envolva GIBIS:

    É um preconceito imbecil q não deveria partir de outros professores (a maioria até menos graduados do q eu - q já tenho até mestrado na área). Ou seja: nem todo mundo q lê gibis é um retardado completo como esses pseudo-intelectuais de merda costumam definir em suas generalizações preconceituosas (q denotam a ignorância de quem fala das coisas sem ao menos ter lido nada do gênero: Vomitam arrogância e nem sabem quem foi Alan Moore.... Tá certo q não tiro a razão deles diante do LIXO produzido hj em dia (e q baixa o nível legal dos quadrinhos em geral - fica difícil defender os gibis baseado na produção atual e comercial da Marvel/DC)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  25. "Tb tive o crossover do Batman x Hulk, q um colega do primário pegou emprestado e nunca mais devolveu (filho da p....)."


    Q sacanagem mesmo, hein Zé Carlos? Por essas e outras q eu nunca empresto meus gibis (ninguém vai ter o mesmo cuidado q o próprio dono)!

    Essa ed. q vc fala (Batman X Hulk) eu tbm tinha.... e foi a única vez q essa história saiu aqui em formatão: Depois a Abril republicou (mas num formatinho bem xexelênto)! É um crossover polêmico, pois numa das cenas o Batman acerta um chute no estômago do HULK e o faz se curvar (o q sabemos ser uma "forçada de barra" das mais absurdas, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  26. "Uma vez relatei que faltava a capa da Disney BIG 27 lá e a resposta que tive foi que o Inducks deve ser mantido pelos leitores e fãs. "


    Oi, Fabiano..... Por esse tipo de respostinha besta vc vê o nível da boa-vontade dos "responsáveis" por determinadas funções:

    Se alguém não tá satisfeito com o trabalho q faz: é só pedir pra sair e pronto... Com certeza vai aparecer alguém mais dedicado pra exercer a função. Levei apenas 15 minutos pra pegar esse gibi, anotar as histórias e redigir esse texto.... Acredito q leitores mais entendidos em Disney do q eu (q admito não ser mto conhecedor no assunto) fariam um trabalho bem melhor do q eu e em menos tempo ainda por cima (mas pra alguns é mais fácil apenas "copiar e colar" capinhas de gibis sem tecerem 1 comentário ou avaliação pessoal sobre o mesmo)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  27. Oi Leo,

    Foi interessante vc citar o preconceito no meio acadêmico, pq me lembrei q tive uma experiência sui generis no mestrado. Numa aula com minha orientadora, que é dra. em Letras, trabalhamos com o texto "O mito do Super-Homem" de Umberto Eco. Como meus colegas sabiam do meu... hã... expertise no assunto, meio q virei o especialista da hora quando a gente tinha q se referir ao universo do personagem nas HQs.

    Foi uma experiência muuuuito legal, mas reconheço q foi uma situação excepcional nesse meio, q está cheio de gente intelectualoide, q sai generalizando sem entender porra nenhuma do assunto, como vc bem definiu.

    Abs, Zé.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem nessas, Zé Carlos....

      Não é à toa q o nível das faculdades brasileiras é uma MERDA.... Pois no momento em q os próprios professores (vamos botar "a maioria" - pra não generalizar) destilam preconceito sobre um tema ligado à comunicação (sem o menor conhecimento de causa) fica impossível avançar e sair do "lugar-comum"!

      Eu estou tendo dificuldades pra elaborar uma tese de doutorado sobre GIBIS.... simplesmente pq os orientadores insistem q eu fale de coisas pra lá de manjadas em trabalhos acadêmicos: "Mônica", "Mafalda", e outras chatices do tipo. Me recuso a escrever sobre as mesmas xaropadas batidas q milhares de outros estudantes já dissecaram em seus trabalhos. Mas a "orientação" q me dão é essa, e eu sempre tenho de reescrever tudo pra não ter q cair nessa mesmice de sempre!

      Abs!

      Excluir
  28. Excelente indicação. Vou adquirir esse almanaque e deixar junto com minhas edições históricas do Pelezinho, na seleção que chamo "literatura de banheiro".

    E não, não foi um comentário depreciativo. Esse é um ritual antigo e praticamente sagrado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, SEMI....

      Não se preocupe, as "leituras de banheiro" tbm devem ser bem selecionadas, né? E nada melhor do q gibis mais descontraídos pra isso, rs!

      Abs!

      Excluir
  29. Nunca vi nada ruim de Canini. Gosto de tudo dele quando aborda o universo disney (mais precisamente, o do Zé). Mas me surpreende a elevada rejeição do autor no meio.

    Achei interessante a conversa acima sobre os quadrinhos no meio acadêmico, onde ainda há muito preconceito. É um assunto que pode render!

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kleiton.... blz?

      O Canini sempre foi o meu artista favorito da Disney entre os nacionais.... e tá no meu TOP 3 entre todos os da Disney (junto com Barks e Rosa)!

      Às vezes eu tbm vejo rejeição por parte de alguns leitores.... mas aí eu vejo o tipo de "arte" q esses caras curtem (material italiano atual) e vejo q não se deve levá-los tão a sério, rs. Qto ao tema sobre o mundo acadêmico: Sim, anotei isso como uma boa ideia pra uma futura postagem (poderia render mto sim)!

      Abs!

      Excluir
  30. Não sei o que falta para a Abril criar vergonha na cara e lançar uma edição definitiva do Carl Barks,Don Rosa, Renato Canini, Paul Murry e todos esse gênios da disney, contendo todas as histórias de cada autor,eu compraria todas não importa o preço que for.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Érlon.... tdo bem?

      Acredite, amigo: Falta APENAS boa-vontade por parte da Editora Abril (q ainda não desenvolveu uma visão mais abrangente do seu público e não investiu como deveria nos encadernados pra livrarias:

      Se fosse uma editora mais antenada.... Já deveria ter lançado uma coleção em capa-dura com a obra completa do Canini (e outros artistas). Pra vc ter uma ideia, a gelara dos scans já fez isso: lançaram coletâneas diversas por autor (já tenho 2 arquivos com as primeiras histórias do Canini na ordem cronológica): Um serviço muito mais interessante e competente do q o LIXO q a Abril costuma despejar nas bancas mensalmente (e onde raramente aparece alguma coisa q preste)!

      Abs!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...