30/04/2012

Grant Morrison: Em Uma Polêmica Entrevista....

Grant Morrison..... é um dos escritores + aclamados e polêmicos dos quadrinhos. Com obras marcantes em sua carreira ("Os Invisíveis", "Homem-Animal", "Novos X-Men", "Grandes Astros: Superman", "Marvel Boy", e várias histórias do "Batman": incluindo sua fase atual nos EUA), o autor fez declarações bastante polêmicas em uma recente entrevista pra revista Playboy:

Entre as quais.... afirmou q Batman é GAY (e q "não há como negar isso"), q a Mulher-Maravilha foi criada como um reflexo das fantasias e desejos sexuais  proibidos da época (sempre era amarrada e amordaçada em histórias q mesclavam luxúria e submissão feminina além de lesbianismo sutil), e Magneto (vilão dos X-Men) é apenas um terrorista q não tem nada da "nobreza" q a Marvel tentava agregar à ele!!!

Confira abaixo a entrevista (traduzida em português).... e tire suas próprias conclusões sobre essas e várias outras declarações polêmicas:
Sobre o Batman:

"Eu fiquei interessado no elemento de "classes" que envolve o Batman: Ele é um cara rico que bate em gente pobre. É uma missão bem bizarra sair a noite vestido de morcego e dar uma surra em marginais. E aí ele vai pra casa e mora numa mansão. Há uma qualidade inspiradora nele - ele é um fora da lei e ele pode comprar qualquer coisa. Ele tem um bat-móvel novo a cada filme. Ele é muito plutoniano no sentido de que ele é rico e no senso de que ele tem um desvio sexual. A homossexualidade é intrínseca ao Batman. E eu não estou usando "gay" no sentido pejorativo, mas Batman é muito, muito gay. Não há como negar isso. Obviamente que como personagem ficcional há uma pretensão de que ele seja heterosexual, mas a base de todo o conceito dele é altamente gay. Eu acho que é por isso que as pessoas gostam. Todas aquelas mulheres que o desejam, e elas todas usam aquelas roupas fetichistas e pulam de telhado em telhado para pegá-lo. Mas ele não se importa - ele está mais interessado em sair com o velho e com o garoto."

 Sobre o Superman:

"Quando Superman foi criado durante a Grande Depressão, ele era o campeão dos oprimiidos e lutava ao lado dos trabalhadores. Ele era fora da lei. Se você batesse na mulher, ele te jogaria pra fora da janela. Se você fosse um deputado corrupto, ele ficaria te balançando do alto do telhado até você confessar. Eu acho que isso tinha um grande apelo para as pessoas que estavam perdendo seus empregos para máquinas: de repente você tinha um super-humano quebrando as máquinas e esmurrando robôs. Mas a popularidade dele declinou - ninguém mais quer ser um filho de fazendeiro hoje em dia. Os escritores americanos geralmente dizem que acham difícil escrever o Superman. Eles dizem que ele é poderoso demais; que não dá pra criar problemas pra ele. Mas o Superman é uma metáfora. Pra mim, Superman tem os mesmos problemas que nós temos, mas numa escala de Paul Bunyan*. Se Superman sai pra passear com o cachorro, ele anda em volta de um cinturão de asteróides porque ele pode voar. Quando os parentes do Superman vêm visitá-lo, eles vêm do século 31 e trazem com eles um monstro conquistador infernal do futuro. Mas no fim ainda é uma história sobre parentes visitando."
*Paul Bunyan é um lenhador gigante que faz parte do folclore americano. (Teve uma história sobre ele adaptada e publicada em "Almanaque Disney nº 1" da Abril)!!!

Sobre o Coringa:

"Eu me identifico com o Coringa até certo ponto - pelo menos na forma como eu o escrevo, que é como um idiota cósmico. Ele é o oposto perfeito do Batman, se não for mais. Quando o Coringa apareceu em 1940, ele era um maníaco homicida amarrado. Então eles tiraram toda violência e morte, e ele se tornou um palhaço gargalhando, dirigindo por todo lado em seu Coringa-móvel. Depois ele era um paciente psiquiatrico risonho da versão da série de TV. De repente nos anos 70 ele estava matando seus capangas novamente. E nos anos 80 ele era um andrógino transvestido. Então eu disse: "okay, nós tivemos todas essas versões do Coringa. Então vamos dizer que elas são todas partes da mesma pessoa que apenas muda de ideia a cada dia. Eu racionalizei isso ao dizer que ele é supersão, o primeiro homem do século 21 que consegue lidar com o excesso de informação mudando toda sua personalidade. Eu até que gosto dele, porque ele é um pop star - ele é como Bowie."

Sobre a Mulher-Maravilha:

"William Moulton Marston, o cara que criou a Mulher Maravilha, era um notável psiquiatra. Ele é o cara que inventou o polígrafo, o detector de mentiras. Ele era um daqueles boêmios que amava livremente; ele e a mulher dele, Elizabeth, compartilhavam uma amante, Olive, que foi o modelo físico para a Mulher Maravilha. O que ele e Elizabeth fizeram foi propor uma sociedade de amazonas que ficou sem a presença de homens por 3 mil anos. Isso se desenvolveu, juntamente com algumas das mais febris fantasias de Marston, numa utopia lésbica. Embora elas fossem supostamente amantes de uma cultura de paz, o anseio de todas essas super-garotas parece girar em tonro de lutar umas contra as outras, e essa coisa louca e ritualística, onde garotas se vestem como veados e são perseguidas e amarradas e simbolicamente comidas num banquete. Essa coisa toda era luxúria misturada com bondage e escravidão. A Mulher Maravilha era constantemente amarrada ou algemada - e tudo isso se tornou um grande sucesso. Quando Marston morreu em 1947, eles se livraram dos elementos perversos, e instantaneamente as vendas afundaram. Mulher Maravilha deveria ser a mulher mais sexualmente atraente, inteligente e pontente que você possa imaginar. Ao invés disso, ela se tornou um cruzamento entre a Virgem Maria e a Mary Tyler Moore que não tem apelo nem mesmo para garotas."

Sobre Magneto:

"Magneto é um velho terrorista bastardo. Eu entrei num encrenca - os fãs dos X-Men me odiaram porque eu o transformei em um velho estúpido e idiota viciado em drogas. Ele apareceu inicialmente como esse desprezível e cruel terrorista, então eu pensei: "Bem, isso é o que ele realmente é". Chris Claremont fez ótimo trabalho através dos anos para redimir o personagem: Ele o tornou um sobrevivente dos campos de concentração e um nobre anti-herói. Então eu apareci e coloquei tudo aquilo de lado. Era logo depois do 11 de setembro, e eu disse: "ele não é nobre porra nenhuma".

Até+

PS: Minha opinião (pessoal) sobre a entrevista.... é de q Morrison partiu de vez pro estilo de marketing polêmico q alguns autores (a exemplo de Alan Moore e Frank Miller) tem adotado na mídia ultimamente. Essa tática é manjada na publicidade (mas funciona em certos casos - ou pode ter um efeito contrário afastando leitores + radicais e conservadores dos títulos escritos por ele). Porém, essa entrevista deixa claro que os personagens são aquilo q os escritores quiserem que eles sejam a partir de suas próprias visões pessoais.... qq escritor, portanto, poderia mudar a personalidade (e sexualidade) dos personagens se assim desejar (e se tiver carta-branca da editora pra isso)!!!

17 comentários:

  1. Morrison é um dos meus escritores prediletos, mas confesso que tem muita bobagem dita por ele. É bem o que você comentou, deve tá pegando carona no estilo Alan Moore de ser, ficando velho e chato, mas ainda criando algumas histórias legais.

    ResponderExcluir
  2. A Playboy tem umas entrevistas que são bem interessantes. É engraçado falar disso envolvendo a revista.

    Já tinha lido esse trecho do Batman na Internet, mas não li essas outras partes que você colocou até vir aqui.

    Como sou novato nesse meio, prefiro não opinar. No entanto, penso de acordo com sua opinião, nesse último parágrafo.

    Abraços. Fabiano Caldeira.

    ResponderExcluir
  3. "Morrison é um dos meus escritores prediletos, mas confesso que tem muita bobagem dita por ele. É bem o que você comentou, deve tá pegando carona no estilo Alan Moore de ser, ficando velho e chato, mas ainda criando algumas histórias legais."


    Pois é, Fil....

    Essa postura de criar polêmica ao invés de boas histórias.....

    infelizmente parece ter tomado conta dos escritores + renomados de hj: Alan Moore, Frank Miller e Morrison (entre outros)!!!

    as produções deles ficam cada vez + fracas (a fase atual da "Liga Extraordinária", "Holy Terror", "Joe, o Bárbaro").... aí resolvem chamar atenção na mídia com polêmicas (talvez por estarem viciados nos holofotes e precisarem sempre estarem com todos eles voltados pra si)!!!

    o Morrison eu sempre achei meio irregular.... fez grandes hqs (Invisíveis, Homem-Animal, Marvel Boy, o 1º arco dos novos XM).... mas tbm fez várias outras apenas medianas pra baixo (os últimos arcos de novos XM, Joe, e seus recentes trabalhos pós-reboot)!!!

    qdo bate o desespero pelos holofotes à qq custo.... dificilmente um escritor volta a acertar em sua obra (fato constatado em diversos casos similares)!!!

    ResponderExcluir
  4. "A Playboy tem umas entrevistas que são bem interessantes. É engraçado falar disso envolvendo a revista."


    bem nessas, Fabiano...

    de vez em qdo sai alguma entrevista interessante na Playboy:

    perdida no meio de 80% de propagandas e uma dúzia de fotos de mulheres banhadas em photoshop, rs!!!

    Abs!!!

    ResponderExcluir
  5. Com certeza o ´´preconceituosos´´ estão morrendo de raiva,pois Grant disse a verdade mesmo,o cara foi sincero,disse o que pensa - tá na cara que o Batman é Gay!! A DC sempre tentou afastar essa imagem,colocando milhões de mulheres para afastar a ´´fama´´ do mascarado,mas não tem jeito não,não vamos tapar o sol com a peneira.É como aquele seu vizinho afeminadíssimo,casado e com dois filhos,o cara adora Madonna,música tecno e é cheio das frescuras,de vez em quando o cara dá uma bola fora,tipo um chilique,mas todos nós fingimos que não percebemos nada...pô o cara é casado e vai a igreja a noite com a esposa e seus dois filhos.kkkkkkkkkkkkkkkk.
    O nosso amigo Batman é por aí também...tá na cara...não adianta disfarçar.A Dona DC bem que tenta mas não consegue apagar a fama do cara.As supostas noites calientes de Batman e Robin na batcaverna.
    Ah !!! É VERDADE...vamos fingir que Grant Morrison falou besteiras...que o Batman é hetero e pronto.Dessa forma vende mais e o fãs ficam mais satisfeitos tendo um heroi hetero.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  6. hauhuahuahuahuhuahuahuahua

    Vixe! esse exemplo do comentário do anônimo do homem casado que dá fora é tão comum aqui na minha cidade!!

    Aliás, Ribeirão Preto já está tirando de Campinas o título popular de cidade Gay do Estado de SP. rsrsrs...

    Vemos de tudo aqui, acreditem!!

    ResponderExcluir
  7. "O nosso amigo Batman é por aí também...tá na cara...não adianta disfarçar.A Dona DC bem que tenta mas não consegue apagar a fama do cara."


    A DC já até arrumou um filho pro Batman, e a nova série da "MUlher-Gato" (pós-reboot) começa com uma cena de sexo quente ente ela e o Batman (q tbm causou bastante falação na internet, rs)....

    mas ao longo dos anos a DC sempre deixou rolar à vontade essas insinuações sobre a sexualidade do Batman nos seus gibis.... prova disso, é a série de 15 matérias q eu postei aqui no blog ("Momentos Ridículos") q tá num dos marcadores ao lado: tem VÁRIAS CENAS onde o Batman aparece em situações de duplo sentido.... o q mostra q a DC talvez até tenha dado corda pra isso mesmo!!!

    e não é só o Batman q passa por uma sitaução assim nos gibis da DC:

    o "Constantine" (q teve até um filme baseado nele) da série "Hellblazer" é outro... q sempre foi hétero (foi concebido como um personagem hétero), mas aí um roteirista (Azzarello) decidiu q ele seria bissexual... e em uma de suas histórias apareceu numa cena de orgia com homens e mulheres!!!

    outro exemplo: o "Lanterna Verde" (Kyle Rayner) foi sodomizado pelo anti-herói "Bueno Excelente" (na série "Hitman & Liga da Justiça")!!!

    e o machão intergalático "Lobo"... tbm foi sodomizado pelo mesmo personagem em "Hitman & Lobo"!!!

    ou seja... a DC meio q dá carta branca pra alguns roteiristas mudarem completamente a opção sexual de seus personagens a qq momento!!!

    isso é q eu chamo de tentar agradar a gregos e troinanos, hein?? rs...

    ResponderExcluir
  8. Oi Leo, achei um pouco denso este tema levantado na postagem. Falar da psique dos personagens e das mensagens subliminares que a ficção sempre traz à tona, é deveras interessante. Considero que vc aborda assuntos desta natureza de forma inteligente, tem bom gosto como compilador e sempre consegue organizar o que pretende dizer sem ser vulgar. Dito isto vou dar minha opinião: o Batman é mesmo estranho por ser um tipo quieto, obscuro e rico. Quanto à sexualidade não importa o que ele seja, desde que combata o crime eficientemente. A Mulher Maravilha é mesmo uma personagem para agradar machões, o que é uma pena pois acho que ela teria muito sucesso nas bancas de hoje em outro perfil, sem ser submissa é claro. Algo como a verdadeira Diana das lendas antigas... O Magneto? Vilão vazio eu acho... Agora, o Coringa é o máximo, muito melhor que o Batman. O Coringa é um dos melhores vilões de todos os universos de gibis na minha opinião. Superman? Difícil, o cara é indestrutível na Terra, só tem inimigos naturais de seu planeta natal... dificil roteirizar eu acho... Se fossemos falar dos personagens Disney também poderiamos encontrar tudo isso neles. O Mickey não casa. O Donald também não. O Pateta é virgem? E por aí vai... São dimensões paralelas que gravitam em torno do imaginário dos personagens de quadrinhos. E tudo isto é normal. Parabéns pela postagem. Abs.

    ResponderExcluir
  9. "Oi Leo, achei um pouco denso este tema levantado na postagem. Falar da psique dos personagens e das mensagens subliminares que a ficção sempre traz à tona, é deveras interessante."


    Paulo,

    brigadão mesmo pela sua análise sincera da matéria (q na verdade eu pouco escrevi, já q toda ela é a tradução da entrevista - a única coisa q é minha aí é a introdução e a conclusão final)!!!

    na faculdade de comunicação (trabalho orientando teses e monografias acadêmicas)... tenho q abordar os temas + pesados, densos e sobre qq assunto polêmico q vc possa imaginar (envolvendo religião, sexo, política, etc): e preciso fazer isso tocando nesses assuntos de forma acadêmica (sem chocar mto os alunos, os pais dos alunos, ou os coordenadores das instituições, rs)!!!

    é complicado mtas vezes.... mas sempre tenho em mente q qualquer assunto pode ser abordado e debatido (mas acho importante sempre mostrar os 2 lados da moeda - pra q cada um tire suas próprias conclusões)!!!

    essa entrevista teve maior repercussão na mídia.... pq todas essas declarações polêmicas partiram justamente de um dos principais roteiristas envolvidos na reformulação da DC: essa é a visão dele pro Batman e pra todos esses outros personagens com os quais trabalha ou já trablhou)!!!

    e o q ele sempre deixou claro em suas histórias... agora le falou às claras e sem rodeios, rs!!!

    os gibis q a gente gosta sempre darão margem pra essas dúvidas e questionamentos sobre a personalidade e sexualidade dos personagens q gostamos....

    Valeu mesmo, Paulo!!!

    PS: sobre o "Pateta", eu (na minha visão pessoal do personagem) vejo ele como um adulto q não quer crescer... talvez não tenha interesse em nada ligado à sexo por não ter atingido esse estágio de interesses em sua mente infantil)!!! Mas outros personagens Disney são até bem safados (Donald e zé carioca, por exemplo: q chegam até a trair suas namoradas sem peso na consciência, rs)!!!

    Abs!!!

    ResponderExcluir
  10. Oi Leo, tenho aprendido muitas coisas com vc. VC tem um jeito de ponderar as coisas e ser objetivo ao mesmo tempo. Legal isso. Voltei a colecionar super-heróis e comecei Deadpool e Tex por considerar suas reflexões aos quadrinhos. Gosto de tudo que coleciono, e gosto de outras coisas também, que meu dinheiro não pode comprar no momento. Mas ainda tenho um apego emocional muito grande com os personagens Disney e do Mauricio, mas isso aos poucos está mudando também... Abs

    ResponderExcluir
  11. "Voltei a colecionar super-heróis e comecei Deadpool e Tex por considerar suas reflexões aos quadrinhos. "


    Brigadão mesmo, Paulo....

    fico mto feliz q estejas curtindo novas HQs e conhecendo novos universos a partir de postagens aqui do blog!!!

    eu tbm já utilizei o seu blog como uma das principais fontes de inspiração qdo criei este aqui... adotei um caráter + pessoal na hora de postar as matérias (q inicialmente seriam + "frias" e "impessoais" como as de blogs e sites mais tradicionais - tipo HQM e UHQ). A idéia de utilizar FOTOS da própria coleção tbm tirei de uma postagem sua de tempos atrás. Tbm me inspirei em outros blogs (de cada um, aproveitei algo a partir de coisas q li e no estilo de cada um)!!!

    sempre aprendo mto tbm em cada blog q visito....

    já sobre o meu apego aos gibis: garanto q apesar do meu jeito de levar algumas coisas na zoação (tipo a série de matérias "Momentos Ridículos")... eu adoro o universo dos quadrinhos!!!

    durante mto tempo fui apegado apenas à Marvel.... mas aos poucos fui me interessando em conhecer novos horizontes nos gibis (e hj leio de tudo um tanto)!!!

    Valeu mesmo, Paulo!!!

    Abs!!!

    ResponderExcluir
  12. Esse Morrison é uma figura!

    Tudo o que ele disse a respeito do Batman eu já falava a anos...

    O cara coloca uma fantasia de couro preta com capa e sai a pular pelos predios com um gurizinho de 14 anos igualmente fantasiado e todo coloridinho! kkkk

    Que sarro! Nada contra, sem preconceitos até porque gosto muito do Batman! Mas ele não me engana, nunca enganou!

    Abraços Leo!

    Pablo!

    ResponderExcluir
  13. "Tudo o que ele disse a respeito do Batman eu já falava a anos..."


    hahahah, verdade, Pablo...

    no fundo a gente sempre teve razão sobre tudo q falávamos com a galera nas mesas do Cavanhas, hein??

    o q o Morrison fala aí dos outros personagens a gente tbm já comentava há quase 10 anos atrás, lembra??

    nada de novo no front, mas sempre é legal ver um escritor mesmo falando tudo q a gente pensa, hehe...

    Abs!!

    ResponderExcluir
  14. "Joe, o bárbaro achei dispensável"


    Tbm achei.... Inclusive, só publicaram isso no Brasil pq tinha o nome do Morrison (mas é um trabalhos mais sem-sal dele)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  15. Oba Leo,

    não resisti a fazer um comentário aqui. Sei q é notícia velha, mas como vc disse q olha, resolvi deixar meu agradecimento!

    Como vc sabe sou fã do Morrison e essa entrevista foi um presente.

    Se vc tiver ela na íntegra me passa por email pfavor.

    Abração!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, ZÉ Carlos... blz?

      Sim, eu acabo lendo todos os comentários aqui (independente da data da postagem - q assim, acabam sendo atemporais, rs)!

      E valeu por ter curtido essa entrevista (bastante contundente mesmo, hein)? Pena q vou ficar te devendo ela completa, pois como foi postada nos primórdios do blog, não me lembro de onde tirei esses trechos da entrevista - só lembro q ela já estava traduzida e postada em partes tbm: o texto integral com certeza só em inglês mesmo)!

      Abs!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...